Incontinência Urinária de Esforço

Propaganda
Incontinência Urinária
de Esforço
Cássio Riccetto
Disciplina de Urologia - Unicamp
Caso clínico
Paciente 42 anos
Perda urinária quando tosse ou carrega peso
Inicio após o 2º. parto
O que é importante
perguntar para a mulher ?
Conceito –ICS 2002
Perda involuntária de urina durante
esforço,exercício, tosse ou espirro
Caso clínico
• Intensidade perda (Diário/absorventes)
• Urgência, enurese
• Antecedentes
G3P3A0 PN2 PC1
Nega cirurgias abdominais e co-morbidades
Menstruações normais
Pratica ginástica regularmente, não fuma
O que fazer de
Mecanismo
agora
continência
?
Arcabouç
Arcabouço
ósseo
Fáscias e
ligamentos
Músculos
Mecanismo
de continência
Como funcional
os ligamentos ?
Ligamentos pubouretrais
P
Bexiga
Ligamentos
pubouretrais
Fáscia
Uretropélvica
Zona de elasticidade crítica
Fáscia uretropélvica
Por que a mulher perde urina ?
Por que a mulher perde urina ?
Repouso
P
Feixe
pubococcigeo
m. elevador ânus
Equilíbrio
Platô
elevador
músculo
longitudinal
do ânus
Por que a mulher perde urina ?
Micção/IUE
P
Platô
elevador
Feixe puboretal
m. elevador ânus
Post > Ant.
músculo
longitudinal
do ânus
Mecanismo de continência (intrínseco)
Mucosa uretral
(selo mucoso)
Submucosa uretral
(plexo vascular)
Tecido espongioso
(m. liso)
Rabdoesfincter
(m. estriado)
Zinner et al.
al. Urology,
Urology, 1980.
Como
examinar
? os ligamentos ?
Como
examinar
Pedir a paciente para descrever seus
sintomas no repouso e no esforço e verificar
se há perdas
Aplicar uma pinça na estrutura que está
sendo testada
Repetir as questões e verificar se há perdas
Mudanças nos achados = lesão
Como
examinar
? os ligamentos ?
Como
examinar
Ligamento Pubouretral
Como
examinar
? os ligamentos ?
Como
examinar
Fáscia Uretropélvica
Como
examinar
? os ligamentos ?
Como
examinar
Prolapsos associados
O queclfazer
Caso
ínico agora ?
Tratar ?
OU
Investigar mais ?
Estudo urodinâmico
Exames de imagem
IUGA Research and Development
Committee, 2007
O estudo urodinâmico é opcional no préoperatório em jovens (pré-menopausa):
sintoma exclusivo de IUE
ao menos uma gestação
sem disfunção miccional
volume residual menor que 100ml
Stanford & Lose,
Lose, 2007
Urodinâmica ?
Pabd
EMG
Pura
Pdet
Pves
Pura
EMG
Pves
Qura
Pdet
30°
Pabd
Qura
l
0
Pdet = Pves-Pabd
l
100
l
200
l
300
l
400
Enchimento
l
500
Vol ml
Tempo
CP
Relax
Micç
Micção
Urodinâmica ?
Sintomas atípicos predominantes
Início pós-menopausa
Ausência de distopias
Cirurgias anteriores
Como tratar ?
Tratamento
clínico
Tratamento
cirúrgico
Tratamento
paliativo
Reabilitação assoalho pélvico
Como tratar ?
Tratamento
clínico
Tratamento
cirúrgico
Tratamento
paliativo
Colposuspensão
(Burch /
Marshal-Marchet-Krantz)
Sling fascial
Slings minimamente invasivos
Retropúbicos
Transobturatórios
Slings minimamente invasivos
Transfasciais
Como tratar ?
Tratamento
clínico
Tratamento
cirúrgico
Tratamento
paliativo
Perspectivas para o futuro
Injeção
intrauretral cels. tronco
Bioengenharia
Muito obrigado
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards