educação em saúde: ferramenta de promoção da

Propaganda
EDUCAÇÃO EM SAÚDE: FERRAMENTA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE PARA
PACIENTES HANSENIANOS EM INSTITUIÇÃO PÚBLICA EM PARNAÍBA-PI
Joelson dos Santos Almeida; Sandra Evelyn de Moura Silva; Antonio Rosalvo Bezerra Neto; Bruna de
Oliveira Negreiros; Andreza Santos Nascimento; Gabriel Vitor de Sousa; Rayla Maria Pontes Guimaraes
Costa. (E-mail: [email protected])
INTRODUÇÃO: As estratégias de educação em saúde promovem a população qualidade de vida
e prevenção de doenças, com o intuito de fornecer a população do hospital, orientação e
esclarecimento quanto às formas de cuidar, emergiu o uso indiscriminado de medicações pelo
paciente do Hospital, para minimizar o problema foram utilizadas como estratégia as palestras de
educação em saúde para reduzir o uso indiscriminado dos medicamentos dos pacientes. O uso
indiscriminado de medicações ainda é um dos problemas de saúde publica, podendo levar muitos
pacientes em tratamento a morte, pela falta de orientação quanto à automedicação. Este trabalho
emergiu a partir da vivência prática da disciplina Trabalho em Campo III, realizada de Maio a
Junho de 2014 no Hospital Público em Parnaíba-PI, onde tivemos contato com os pacientes da
unidade hospitalar realizando atividades de educação em saúde para promoção da saúde, com
ênfase de ensiná-los ao uso indiscriminado medicações e seus efeitos colaterais. Os pacientes
da unidade encontraram-se institucionalizados, muitos com sequelas físicas da Hanseníase,
estando sob tratamento de outras patologias degenerativas associadas à idade. OBJETIVOS:
Promover educação em saúde como ferramenta promoção da saúde quanto ao uso
indiscriminado de medicações; E explicar aos pacientes sobre o uso indiscriminado de
medicações e seus efeitos colaterais. METODOLOGIA: O relato de experiência é um documento
em que deve estar registrado todo o percurso desenvolvido pelo aluno em sua experiência de
estágio. Executou-se no Hospital Colônia do Carpina em Parnaíba-PI, durante o período de Maio
a Junho de 2014, com os pacientes institucionalizados do hospital. Participaram das palestras
cerca de 30 pacientes da unidade todos institucionalizados. Foram coletados os registros através
do método da observação direta que permite ao pesquisador, a observação da realidade concreta
como ela realmente acontece. RESULTADOS E DISCUSSÃO: A educação em saúde mostrouse uma eficaz ferramenta de promoção a saúde que permitiu a identificação e conhecimentos das
medicações, para que fosse reduzido consumo sem necessidade. Os pacientes foram bem
envolvidos na prática, mostrando resultados significativos da aprendizagem, reconhecendo as
_______________________________________________________________________________
Revista Brasileira de Biodiversidade e Biotecnologia
GPI Cursos - Teresina-PI - CNPJ:14.378.615/0001-60
Registro: http://gpicursos.com/slab2015/Sistema/trabalho-pdf.php?id=891"
medicações e suas consequências no uso indiscriminado. CONCLUSÃO: Esta experiência
propiciou práticas de educação em saúde voltada à população do hospital, permitindo os
pacientes institucionalizados entender as estratégias do cuidar, através das palestras ministradas
para compreender, minimizar, os riscos da automedicação. Sabendo que todos os medicamentos
têm seus efeitos benéficos, colaterais dependo da sua forma de uso. Estas palestras tiveram
efeitos significativos como ferramenta de promoção à saúde, forneceram ao paciente o
esclarecimento do uso das medicações por meio das roda de conversa para a promoção da
saúde, reduzindo danos e podendo contribuir para que tenham um autocuidado minucioso na
hora de consumir os medicamentos.
_______________________________________________________________________________
Revista Brasileira de Biodiversidade e Biotecnologia
GPI Cursos - Teresina-PI - CNPJ:14.378.615/0001-60
Registro: http://gpicursos.com/slab2015/Sistema/trabalho-pdf.php?id=891"
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards