SueEllen de Oliveira Ferreira Turma A Realengo Colênquima É

Propaganda
SueEllen de Oliveira Ferreira
Turma A Realengo
Colênquima
É formado de células vivas, justapostas (sem espaços) com paredes espessadas desigualmente.
Serve como tecido de sustentação em órgãos jovens e em herbáceas maduras, nunca é lignificado, é
encontrado nas margens de folhas ou em suas nervuras maiores e no caule, em forma de cilindro ou
faixas longitudinais. Geralmente fica logo abaixo da epiderme.
Tipos de colênquima





Angular: as paredes formam ângulos entre si
Laminar ou lamelar: as paredes formam lâminas com as células anteriores e posteriores
Lacunar: surgem espaços entre as células
Anelar
Radial: células paralelas, alongadas e alocadas radialmente.
Esclerênquima
Pode ter origem primária ou secundária. É um tecido de sustentação, como o colênquima,
entretanto, devido à parede secundária muito espessada e lignificada, o protoplasma é morto na
maturidade. Confere grande resistência e dureza ao tecido, oferecendo sustentação e elasticidade.
Tipos de esclerênquima


Fibras: são células alongadas, com as extremidades afiladas.
Esclereídes: são células que podem possuir vários formatos, desde células curtas,
irregulares, até células com alongadas, retangulares, ou com pontas.
Tipos de fibras




Libriforme: possuem pontoações diminutas, simples ou areoladas.
Septadas: apresentam protoplasto vivo e septos internos; encontradas no xilema e no floema.
Fibrotraqueídes: possuem pontoações areoladas bem evidentes na parede.
Gelatinosas: a parede celular é rica em celulose e pobre em lignina.
Tipos de esclereídes





Célula pétrea: encontrado no floema e na polpa de certos frutos (pêra) , tem forma quase
isodiamétrica.
Macrosclereídeo: células longas, encontrada na testa de muitas sementes.
Osteosclereídeo: células em forma de osso, encontrada na testa de sementes e em folhas.
Astroesclereídeo: ocorre em folhas, tem pontas, assume uma forma de estrela.
Tricosclereídeos: com paredes delgadas e se parecem com tricomas.
Tecidos de condução
Os tecidos vasculares são responsáveis pelo transporte de nutrientes através da planta. Existem dois
tecidos vasculares:


Xilema: transporta água e sais minerais da raiz para para todo o corpo da planta.
Floema: transporta os produtos da fotossíntese das folhas para o todo o corpo da planta.
Nas plantas jovens, em estrutura primária, eles se organizam em feixes vasculares, originados a
partir do procâmbio, onde geralmente o floema fica voltado para o exterior do órgão, e o xilema,
para o interior. Quando a planta aumenta em espessura, o chamado crescimento secundário, este
incremento é gerado pela atividade do câmbio vascular, que vai originar o floema e o xilema
secundários. Os feixes vasculares podem ser classificados de acordo com a posição do xilema e do
floema.
Tipos de feixe



Colateral: xilema de uma lado e floema do outro.
Bicolateral: floema de ambos os lados do xilema.
Concêntrico: quando o xilema circunda totalmente o floema (perixilemático ou anfivasal) ou
o floema circunda totalmente o xilema (perifloemático ou anficrival).
O primeiro elemento do xilema primário formado pelo procâmbio é o protoxilema, seguido do
metaxilema. No floema primário ocorre o mesmo: o primeiro elemento do floema primário formado
pelo procâmbio é o protofloema, seguido do metafloema. Geralmente os elementos do protoxilema
e protofloema perdem logo a função, com o crescimento da planta. Se a planta é uma
monocotiledônea, o seu sistema vascular permanece em estrutura primária por toda a sua vida, e o
metaxilema e o metafloema são os elementos funcionais.
Parênquima, em biologia, particularmente em histologia, é o conjunto de células responsáveis
pela função de determinado órgão.
Em animais
Nos animais, chama-se parênquima ao tecido que forma a parte funcional de muitos órgãos, como
os pulmões ou os rins, em oposição ao estroma, que se refere aos tecidos de suporte. Exemplos:
Orgão
Rins
Pulmões
Cérebro
Parênquima
Nefrónios
Alvéolos pulmonares
Neurónios
[Em plantas
Nas plantas, chama-se parênquima ao tecido pouco especializado que forma a parte interior de
muitos órgãos, como a raiz e o caule jovens (córtex) e as folhas (mesófilo) das plantas vasculares ou
das frondes e talos das algas. O parênquima está relacionado com a fotossíntese, a reserva de várias
substâncias, cicatrização e origem de estrutura adventícias. As células do parênquima podem se
especializar em células ou estruturas secretoras.
Um parênquima com cloroplastos toma o nome de clorênquima.
Site usado para pesquisa"http://pt.wikipedia.org/wiki/Par%C3%AAnquima"
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards