Fé, prática e estudo

advertisement
Fé, prática e estudo
Nitiren Daishonin ensina que os fundamentos da religião budista são a fé, a
prática e o estudo. Fé significa crer no Gohonzon e ter fé em que o Gohonzon
do Nam-myoho-rengue-kyo é idêntico à própria vida. A forte fé é a
manifestação do estado de Buda inerente na vida da pessoa. No entanto, essa
crença deve ser aprofundada e fortalecida com a prática e o estudo do ensino
de Nitiren.
A prática se divide em duas partes — a Prática Individual e a Prática Altruística.
A Prática Individual significa realizar o Gongyo e recitar o Daimoku e a Prática
Altruística significa ensinar a outras pessoas para que elas possam perceber a
grandiosidade do budismo e obter benefícios do Gohonzon. A prática de recitar
o Nam-myoho-rengue-kyo com fé no Gohonzon faz com que a vida entre em
perfeita fusão com o Gohonzon para tornar-se una com a Lei do Nam-myohorengue-kyo.
A prática para os outros inclui o incentivo às pessoas para que tenham fé e a
participação nas várias atividades em prol do Kossen-rufu e do movimento de
propagação da Lei Mística. Ao realizar essa prática, a pessoa está cumprindo
sua missão de salvar os outros como emissárias de Nitiren Daishonin, o Buda
dos Últimos Dias da Lei.
É importante lembrar que ensinar o budismo a outras pessoas também é uma
causa para a própria revolução humana. Nesse sentido, Prática Altruística é o
mesmo que praticar para si mesmo. Por esse motivo, os dois tipos de práticas
capacitam a pessoa a tornar-se iluminada para a realidade máxima da própria
vida, isto é, o Nam-myoho-rengue-kyo. Os jovens acadêmicos, por exemplo,
tornam-se especialistas em seu campo porque estudam todos os dias em seu
campo de especialização. Os estudantes de arte tornam-se enfim reconhecidos
por seu trabalho. A prática contínua é essencial se a pessoa deseja ficar
totalmente desperta para a realidade da própria vida. O estudo significa
procurar compreender a filosofia budista, especialmente o ensino que revela a
força e a natureza do Gohonzon. Além disso, significa compreender, por meio
da razão, os pontos divergentes e concordantes entre esse ensino e outros
sistemas de pensamento e filosofias. Uma vez que as pessoas são seres
racionais, elas conseguem aprofundar e fortalecer sua crença com uma
compreensão clara da filosofia budista. Para ensinar e explicar o budismo para
outras pessoas, é preciso compreender os princípios budistas. Dessa forma, o
estudo também envolve tanto a Prática Individual como a Prática Altruística.
A fé é o que há de mais importante para atingir o estado de Buda. A fé dá
origem à prática e ao estudo, e ambos, por sua vez, servem para aprofundar a
fé da pessoa. A fé se aprofunda com o equilíbrio entre a prática e o estudo.
Porém, é igualmente verdadeiro que a energia que brota da fé é a base para a
prática e o estudo contínuos.
Fonte:
FUNDAMENTOS DO BUDISMO, Capítulo Fé, Prática e Estudo, págs. 168 /
183
Download