08/04/2012 - Estado tem projetos validados pelo

Propaganda
Clipping - Departamento DST/AIDS e Hepatites Virais
ÍNDICE
CIRCUITO MATO GROSSO
08/04/2012 - Saúde de MT tem projetos validados para Copa 2014 .................................................4
CORREIO DO BRASIL - RJ
08/04/2012 - Ministério da Saúde se opõe a teste de HIV em concurso da PM do Espírito Santo
.......................................................................................................................................................................5
DESTAK - DF
Imunização contra HPV deve ficar mais barata .....................................................................................5
JORNAL DA TARDE - SP
Até os professores têm preconceitos contra gays .................................................................................6
JORNAL DE LONDRINA - PR
Novo tratamento amplia chance de cura em casos de hepatite C .....................................................7
O TEMPO - MG
Vigilância Sanitária está de olho na comida de ambulantes ...............................................................8
ZERO HORA - RS
Saúde: Porto Alegre faz mais! (Artigo) ..................................................................................................10
JORNAL DO BRASIL ONLINE - RJ
08/04/2012 - Dia Mundial de Combate ao Câncer é comemorado este domingo .........................11
CENÁRIO MT
08/04/2012 - Para Adriano é um grande desafio substituir Eric Abidal ...........................................12
08/04/2012 - Saúde de Mato Grosso tem projetos validados pelo Ministério da Saúde para
Copa 2014 ..................................................................................................................................................12
08/04/2012 - Goleiro do Barcelona afirma que Abidal será operado na terça-feira.......................13
CORREIO BRAZILIENSE ONLINE
Ministério da Saúde estuda incluir vacina para diminuir casos de câncer ......................................14
CORREIO DO ESTADO ONLINE - MS
08/04/2012 - Ministério da Saúde oferece especialização em Atenção Básica .............................14
EXPRESSO MT
08/04/2012 - Deputado apresenta proposta que aumenta impostos de cigarros e bebidas e
destina a saúde .........................................................................................................................................15
08/04/2012 - Estado tem projetos validados pelo Ministério da Saúde para Copa 2014 .............16
FUT NET
08/04/2012 - Goleiro do Barcelona afirma que Abidal será operado na terça-feira.......................17
MIDIAMAX - MS
08/04/2012 - Pelo Twitter, goleiro reserva revela que Abidal será operado na terça-feira...........17
MT AGORA
08/04/2012 - Estado tem projetos validados pelo Ministério da Saúde para Copa 2014 .............18
O DOCUMENTO
08/04/2012 - Júlio Campos propõe aumento de impostos de cigarros e bebidas e destina a
saúde ..........................................................................................................................................................19
08/04/2012 - Maioria das mulheres são hipertensas em Cuiabá ......................................................20
O NORTÃO ONLINE
08/04/2012 - Estado de Mato Grosso tem projetos validados pelo Ministério da Saúde para
Copa 2014 ..................................................................................................................................................20
OPERAMUNDI
08/04/2012 - Capital mundial do estupro: na África do Sul, uma mulher é violentada a cada 27
segundos ....................................................................................................................................................21
PORTAL NACIONAL DE SEGUROS
08/04/2012 - Poupatempo Santos tem testes de saúde e orientações sobre a Hepatite C .........23
RCM PHARMA
Dia Mundial da Saúde: ministro dedica data aos doentes mentais ..................................................24
REDE BRASIL ATUAL
08/04/2012 - Ministério da Saúde se opõe a teste de HIV em concurso da PM do Espírito Santo
.....................................................................................................................................................................25
SRZD
08/04/2012 - Dia Mundial de Luta contra o Câncer: médicos ressaltam prevenção .....................26
TOP NEWS
08/04/2012 - Dia Mundial de Combate ao Câncer é comemorado este domingo .........................27
08/04/2012 - Saúde do Estado tem projetos validados pelo Ministério da Saúde para Copa
2014 ............................................................................................................................................................28
VEJA.COM
08/04/2012 - Pelo Twitter, goleiro reserva revela que Abidal será operado na terça-feira...........29
YAHOO NOTÍCIAS
08/04/2012 - Pelo Twitter, goleiro reserva revela que Abidal será operado na terça-feira...........29
08/04/2012 - Goleiro reserva diz que Abidal será operado na terça ................................................30
CIRCUITO MATO GROSSO | NOTÍCIAS
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Saúde de MT tem projetos validados para Copa 2014
Foto: IlustrativaA Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) já tem o seu planejamento estratégico para as ações de Saúde que
serão inseridas nos programas Macros da Secopa que envolvem o evento Copa do Mundo 2014. A SES já sistematizou as
frentes de trabalho que estão divididas em dois grandes eixos,que são as Redes de Serviços em Assistência em Saúde e
Vigilância em Saúde.
Na Área da Assistência a SES está trabalhando na reorganização das Redes de Serviços do SUS, da Região Metropolitana. O
Estado junto com os municípios que compõem a Região do Vale do Rio Cuiabá,trabalha na finalização do Plano Estadual de
Atenção as Urgências e Emergências que tem os componentes: Samu 192, Atenção Domiciliar,Sala de Estabilização,Unidade
de Pronto Atendimento(UPA), Pronto Socorro e Hospital com Porta de Entrada,Leitos de Retaguarda,Leitos de UTI e Leitos de
internação de longa Permanência.
O Ministério da Saúde já tem o compromisso de liberar R$ 45 milhões para obras e reformas dos Prontos Socorros de Cuiabá
e Várzea Grande e demais unidades de Saúde que estão no território da Região Metropolitana.
Os Municípios de Cuiabá e Várzea Grande já estão na fase de iniciar as obras das Unidades de Pronto Atendimento sendo
duas Upas para Cuiabá e uma Upa para Várzea Grande.
O Projeto SAMU 100% no Estado já tem a aprovação do Ministério da Saúde. Para a implantação da Central Estadual de
Regulação do SAMU que terá abrangência de todas as regiões do Estado,terá investimento de R$ 5 milhões por parte do MS.
O Estado também formulou o Plano de Capacitações tanto para a área de Assistência em Saúde quanto para a área das
Vigilâncias (epidemiológica, ambiental e sanitária). O Plano prevê ainda capacitar a população que trabalha com a área de
alimentos, bares, restaurantes na garantia da qualidade sanitária dos alimentos.
O Plano de Vigilância em Saúde está dividido em três projetos; o Projeto Ágil Saúde que prevê a implantação do Centro de
Referência de Serviços de Atenção Epidemiológica do Estado; o Projeto VITAE que prevê a implantação da rede de
monitoramento de qualidade da água e selo de qualidade sanitária para alimentos e serviços; o Projeto VigiCopa prevê
qualificar e modernizar os serviços de Vigilância em Saúde.
O Secretário de Estado de Saúde, Vander Fernandes, ao comentar sobre os trabalhos que a Saúde Pública está
desenvolvendo para a Copa 2014, disse que está tendo o apoio incondicional do Ministério da Saúde, e com a implantação
desses projetos haverá uma transformação porque não dizer uma revolução na Administração Pública da Saúde no Estado
com foco na eficiência, tecnologia e acessibilidade.
Da Redação com assessoria
CORREIO DO BRASIL - RJ | NOTÍCIAS
DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS | ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Ministério da Saúde se opõe a teste de HIV em concurso da PM do Espírito
Santo
Governo do ES quer impor exame para saber se candidatos à PM portam vírus HIV
A Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde enviou ofício à Polícia Militar do Espírito Santo cobrando a
mudança de edital de seleção de profissionais que coloca o teste de HIV como condição para a contratação.
"A determinação disposta no edital fere diretamente os princípios da dignidade humana", observa o secretário Jarbas Barbosa
da Silva Jr., que cita artigos da Constituição que vetam qualquer critério discriminatório na seleção de trabalhadores. Ele
lembra ainda que é de sigilo pessoal a informação sobre a Aids. "Exigir de candidato a cargo público ou privado a realização
de exames anti-HIV para considerá-lo apto ou inapto para o exercício de atividade laboral implica violação à garantia
constitucional", adverte.
O Ministério da Saúde considera que não há justificativa científica para a exclusão prevista pelo edital, já que o vírus, além de
poder não manifestar sintomas clínicos durante muitos anos, não impede qualquer das habilidades necessárias para a função
de policial. O edital prevê ainda a exclusão em caso de qualquer doença sexualmente transmissível, o que levou o secretário a
reiterar que estas enfermidades não são impeditivo para se assumir um trabalho.
O ofício é enviado após reclamação apresentada pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e
Transexuais (ABGLT), que lembra em carta enviada ao governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), o sucesso
do programa brasileiro de combate ao HIV e as diversas portarias editadas pelo governo federal no sentido de evitar a
discriminação dos pacientes com Aids. "O conceito de direitos humanos no combate à epidemia da Aids é amplo, indo desde
a promoção da cidadania de populações historicamente marginalizadas, até a garantia dos direitos humanos de pessoas que
vivem com HIV e/ou Aids", afirma a associação.
DESTAK - DF | SAÚDE
DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS
09/04/2012 15:35
Imunização contra HPV deve ficar mais barata
Negociações da Aliança Global para Vacina e Imunização (Gavi) com empresas do ramo da farmácia podem resultar na queda
de preços de vacinas...
Veja a notícia completa em Imagem 1
Tags: HPV, SUS.
JORNAL DA TARDE - SP | CIDADE
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
09/04/2012
Até os professores têm preconceitos contra gays
Relatório sobre homofobia naescola diz que o problema é alimentado porquem deveria ensinar o respeito
MARIANA LENHARO
Quem deveria ensinar o respeito à diversidade também demonstra preconceito contra os homossexuais ou, no mínimo, total
desconhecimento do tema. É o que indica um relatório sobre homofobia nas escolas que a ONG Reprolatina acaba de divulgar
em seu site. Para oestudo,que tem apoio do Ministério da Educação (MEC), foram entrevistados professores, diretores,
funcionários e alunos do 6º ao 9º ano do fundamental de 44 escolas estaduais e municipais de 11 capitais do País, entre elas
São Paulo.
Os depoimentos, colhidos entre 2009 e 2010, falam de educação sexual, Homossexualidade e preconceito.Na maioria das
escolas,casos de bullying contra gays são encarados como brincadeiras naturais, o que torna a homofobia um problema
invisível. Alguns relatos presentes no relatório expressam, ainda, profundo desconhecimento sobre a Sexualidade.
Um educador de São Paulo diz, por exemplo, que sente "pena" dos gayse afirma não saber se a Homossexualidade "é uma
doença" ou se o jovem "fica assim" por ser criado no meio de mulheres. Outro, tambémda capital, diz que a
Homossexualidade pode ser detectada pela anatomia,já que as lésbicas não teriam"cintura afinada." Cada cidade recebeu
seis pesquisadores,que criaram grupos de discussão e observaram o cotidiano das escolas. Coordenadora do estudo, a
ginecologista Magda Chinaglia participou das entrevistas em São Paulo. E diz que uma das principais constatações é a de que
a educação sexual é deixada de lado."Ela não existe, embora seja uma política bem antiga. Quando existe, está focada no lado
biológico. A Sexualidade não é discutida e os professores não se sentem preparados." Magda conta que casos de homofobia
foram presenciados até mesmo pelos pesquisadores.Uma garota da capital contou o que ouviu dos colegas: "Eles vieram pra
mim e disseram: 'Você não é bem-vinda aqui, nós não te aceitamos.Além de ser baiana, você ainda é sapatona?' Falaram um
monte de coisas". Um outro estudante disse que seu amigo teve de sair da escola por causa do preconceito.
Apesar dos relatos dos jovens, as autoridades escolares afirmaram, quando questionadas, não terem conhecimento dos casos.
"Diretorese professores não veem as situações mais graves",diz Magda. Segundo ela, a homofobianão é enxergada porque
está naturalizada e foi incorporada ao cotidiano escolar. No documento, os próprios professores reconhecem que não sabem
lidar com o problema e um deles diz que a "escola reza" para que "essas coisas" não aconteçam,"para não ter de resolver".
Outro admite: "Não estamos ainda aptos para falar disso.
O que a gente fala é o superficial". Eles também apontam os pais, que desaprovam aulas de educação sexual, como
empecilho.
"Cada situação dessas mexe comigo. São coisas que vivi na escola, senti na pele. Surpreende a professora falar que, se você
é homossexual, é democracia a outra pessoa o xingar",diz o educador Toni Reis, presidente da Associação Brasileira de
Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT).Ele se refere ao jovem gaúcho de 15 anos que,no mês
passado,foi agredido na saída da aula após assumir ser gay. Ao perguntar para a professora por que não interferia,ouviu que
"os outros tinham direito de se expressar daquela forma." Reis estudou a homofobia nas escolas em seu doutorado."Temos
várias políticas públicas estabelecidas no âmbito nacional e estadual,mas não estão chegando às escolas",diz. A conclusão de
seu estudo é semelhante àquela indicada pela Reprolatina: até existem professores sensibilizados para o tema, mas falta
capacitação para que aprendama lidar como problema.
Escola particular também enfrenta o problema
O analista de redes sociais I.D.,de 24 anos,estudou em escolas particulares até o 1º ano do ensino médio,e garante:ali,a
homofobia tambémé uma realidade."Como os alunos pagam,dificilmente o professor vai questionar o que o aluno vai fazer."
Ser o último chamado para o time de futebolfoio mínimo sofrido pelo rapaz na época da escola.
Desde criança,sempre foivítima de agressões verbais por parte dos colegas,que o chamavamde 'mulherzinha'e criticavam sua
forma de falar e o fato de estar sempre comas meninas.Chegou a ser agredido fisicamente.
Segundo ele,a escola nunca fez nada quanto às agressões.
"Fazemvistas grossas. Quando veemuma agressão, separame ponto.Isso não acaba como problema.Deveria ter um
acompanhamento tanto de quem foi agredido como de quem agrediu." O que mais machucava era quando seus amigos de
verdade contavamque os pais pediam que ficassem longe dele."Amãe de um amigo chegou a tirar ele de perto de mim. Mas eu
não tinha coragem de conversar com meu pai e com minha mãe sobre isso.
Era umsofrimento solitário." I.D.observa que, enquanto outras vítimas de bullying encontram apoio em casa, os gays sofrem
sozinhos. "Muito se discute sobre obesidade infantile discriminação racial. Isso até entra na grade das escolas. Mas, em
relação à Homossexualidade, talvez os próprios pais não queiramuma discussão nas aulas."
JORNAL DE LONDRINA - PR | EDIÇÃO DO DIA
DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS | ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
09/04/2012
Veja a matéria no site de origem
Novo tratamento amplia chance de cura em casos de hepatite C
Doença age de forma silenciosa e só no Brasil já atinge 1,5 milhão de pessoas
1
09/04/2012 | 00:00 Camila Meira, especial para o JL
Uma nova combinação de três medicamentos pode ser aliada no Tratamento da Hepatite C. Atualmente são utilizadas duas
drogas em pacientes com a doença, o Interferon peguilado e a Ribavirina. Com a liberação do Boceprevir pelo Ministério da
Saúde, no final do ano passado, a cura da Hepatite em pacientes com genótipo tipo 1 poderá aumentar em até três vezes.
Em visita a Londrina para apresentar resultados do tratamento padrão combinado com o novo medicamento, o médico
Fernando Gonçales Junior, chefe do Serviço de Infectologia da Faculdade de Medicina da Unicamp, explica que a terapia pode
curar até 95% de pacientes com genótipo tipo 2 e 70% do tipo 1, que antes era de apenas 40%. "Os dois medicamentos
anteriores atuavam estimulando o sistema imunológico do indivíduo para eliminar o vírus. O Boceprevir atua direto nele. É uma
sinergia que estimula e uma que age no vírus, por isso, o aumento do percentual de cura."
O medicamento Boceprevir já está disponível para a venda, mas ainda não é oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
A Hepatite C atua de forma silenciosa danificando o fígado. Os primeiros sintomas da infecção podem demorar mais de 20
anos para aparecer, quando o indivíduo já está na fase aguda da doença, caracterizada pela Cirrose. Entre os sintomas mais
comuns estão: mal estar, pele amarelada (icterícia), dores musculares, febre e perda de apetite.
Depois da fase aguda, a Hepatite C pode evoluir para câncer de fígado, o estágio mais avançado da doença, revertido apenas
com transplante. A cada cem pessoas diagnosticadas com o vírus VHC, 80 desenvolvem a forma crônica.
O tratamento dura em média de 6 a 12 meses. Segundo o infectologista Fernando Gonçales Junior a idade é um fator que
interfere no quadro evolutivo da Hepatite. Em pessoas acima de 40 anos, as lesões no fígado podem ocorrer mais
rapidamente e a resposta à terapia diminui.
O gastroenteorologista Weber de Arruda Leite afirma que o uso de bebida alcoólica pode agravar ainda mais o processo de
inflamação do fígado. "Está provado que o álcool é extremamente tóxico em pacientes com evolução da Hepatite C. O uso
diário é mais grave que o abuso esporádico. Por isso é importante saber se é [tem o vírus] ou não precocemente."
Diferentemente das outras hepatites, não existe vacina contra a do tipo C e, por isso, a prevenção é a única forma de evitar o
contágio, que ocorre principalmente por meio de sangue contaminado. Usuários de drogas injetáveis ou de outros tipos que
utilizam materiais que entram em contato com mucosas e secreções também correm o risco de contrair a infecção.
Manicure
Fazer tatuagem e ir à manicure são dois procedimentos aparentemente inofensivos, mas que podem ser prejudiciais. Os
microrganismos resistem até 24 horas, quando os objetos não são esterilizados adequadamente. As tintas utilizadas em
tatuagens também devem ser descartáveis, pois oferecem risco de contaminação.
Ao contrário das hepatites A e B que têm alto grau de contágio por relações sexuais, a Hepatite C não é frequentemente
transmitida por essa via, porém os médicos reforçam a importância do uso do Preservativo, principalmente em pessoas que
foram diagnosticadas com o vírus da Hepatite C.
Em Londrina, índices estáveis
De acordo com Regina Cortez, gerente do programa de DST/Aids, Hepatites virais e Tuberculose de Londrina, em 2010
foram diagnosticadas 68 pessoas com a Hepatite C na cidade. Segundo ela, os dados de 2011 e de 2012 ainda não foram
contabilizados, mas os números preliminares não apresentam diferenças relevantes em relação aos anos anteriores.
No entanto, a enfermeira ressalta que o número de casos é considerado alto, já que a doença pode ser prevenida. "As pessoas
sabem que têm que se proteger. Sabem onde pegar o Preservativo e como usar, mas há coisas que interferem, como, bebida
alcoólica, o uso de drogas, ir para a manicure e esquecer de levar o kit individual. A prevenção tem que ser em todas as horas.
Se estou me colocando em risco, uma hora vai acontecer."
Em Londrina o teste para as hepatites é feito no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA). O diagnóstico é seguro e
sigiloso. Detectada a Hepatite, o paciente é encaminhado para tratamento gratuito oferecido pelo SUS. No local ainda é
possível fazer o teste de HIV. As Unidades Básicas de Saúde também oferecem os testes.
Serviço: O CTA fica na Rua Alameda Manoel Ribas, nº 1, Centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta. As coletas
para testes são realizadas às segundas, quartas e sextas no período da manhã e da tarde.
Grupo Margarete Barella de Apoio aos Portadores de Hepatite de Londrina e Região - Telefone: (43) 3028-1884.
O TEMPO - MG | ECONOMIA
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
09/04/2012
Veja a matéria no site de origem
Vigilância Sanitária está de olho na comida de ambulantes
Atualmente, apenas alvará da prefeitura é suficiente para legalizar carrinhos
Pelas ruas. Lanches, pipocas e demais alimentos são vendidos sem fiscalização em Belo Horizonte
O cachorro-quente consumido no carrinho da esquina, em frente ao trabalho ou à escola, é vendido sem nenhuma fiscalização
das práticas de higiene. Hoje, os vendedores ambulantes de alimentos que tiverem interesse em legalizar sua atividade
precisam apenas de um alvará de funcionamento, que é concedido pelas prefeituras. Ao contrário dos estabelecimentos fixos,
eles não precisam do alvará da Vigilância Sanitária.
É esse universo que a Vigilância Sanitária estadual, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais, está
tentando colocar sob seu guarda-chuva. O objetivo não é apenas capacitar os profissionais com noções básicas de
manipulação e armazenamento de alimentos, mas preparar essas pessoas para atender aos turistas que virão ao Estado para
a Copa das Confederações, em 2013, e para a Copa do Mundo, em 2014.
"É difícil mapear porque a maior parte deles está na ilegalidade. A intenção não é fazer um trabalho punitivo, mas de
conscientização", explica a superintendente da Vigilância Sanitária em Minas Gerais, Maria Goretti Martins de Melo. Ela conta
que o projeto ainda está sendo desenvolvido, mas já se sabe que o trabalho será articulado entre a Agência Nacional de
Vigilância Sanitária (Anvisa), a Vigilância estadual e as vigilâncias municipais, sobretudo a de Belo Horizonte.
Como o sistema é nacional, repartido entre órgãos federais, estaduais e municipais, esse trabalho de conscientização e
capacitação deverá ser feito em todo o Brasil. "Claro que a Copa do Mundo intensifica esse processo, mas é uma preocupação
que temos há bastante tempo. Felizmente, essas noções de higiene alimentar estão ganhando força entre a população".
Prazos. Um acordo estadual, dentro do plano de metas do governo do Estado, determina prazos específicos para que sejam
respondida as denúncias que chegam à vigilância sanitária de Minas Gerais.
As que chegam por e-mail ou pelo canal "Fale Conosco" do site devem ser encaminhadas internamente para o setor
responsável, dependendo da denúncia, em, no máximo, 48 horas. Após esse prazo, esse departamento tem até 24 horas para
responder ao denunciante e avisar quais medidas serão tomadas.
Reclamações
Remédios. As queixas contra medicamentos estão entre as principais que chegam à vigilância sanitária de Minas Gerais.
Apenas em 2011, foram 645 reclamações contra medicamentos em Minas Gerais.
MUDANÇAS
Até silicone terá certificação
No último dia 20, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou uma regulamentação sobre prótese mamária,
estabelecendo requisitos mínimos de identidade e qualidade para implantes mamários. Uma das novidades da resolução é a
certificação nacional das próteses, que passarão por análises em laboratório para verificar itens como composição, resistência
e ensaios biológicos.
Os critérios para a coleta das amostras e as definições técnicas sobre os testes serão publicados pelo Inmetro em
complementação à resolução da Anvisa. O órgão também vai definir e credenciar os laboratórios capacitados que prestarão os
serviços aos importadores de próteses mamárias de silicone. A certificação das próteses vai incluir ainda uma inspeção na
linha de produção do material.
A regra aprovada pela Diretoria Colegiada da Anvisa no fim de março estabelece aprimoramento no mecanismo de controle
sanitário existente, por meio da obrigatoriedade de certificação de conformidade pelo Sistema Brasileiro de Avaliação da
Conformidade (SBAC). As disposições da resolução passaram a ter efeitos a partir da data de sua publicação.
Os implantes mamários, tanto nacionais como importados, fabricados antes da publicação da regulamentação, poderão ser
comercializados até o esgotamento dos estoques de fabricantes, distribuidores e estabelecimentos de saúde, observado o seu
prazo de validade e o registro na Anvisa.
Essas medidas foram tomadas em função dos problemas descobertos com próteses francesas e utilizadas no Brasil. (PG)
FOTO: TOLEDO/DIVULÇÃO
Jogo duro. Quando uma balança é consertada, assistência técnica tem que mandar relatório ao Ipem
Balanças comerciais são as campeãs de reclamações
Balanças de uso comercial como as de restaurantes de comida a quilo, supermercados e padarias, estão entre as campeãs de
reclamações na ouvidoria do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem). Segundo relatório divulgado pelo Ipem de São Paulo, o de
maior atuação no Brasil, as queixas contra as balanças correspondem a 11,1% do total. Em Minas Gerais, o volume de
reclamações é bem menor, mas as balanças também estão mal colocadas no ranking. No último ano, elas foram responsáveis
por 13,4%.
O líder da assistência técnica da Toledo, empresa fabricante de balanças eletrônicas, explica que os equipamentos são
fiscalizados pelo Inmetro. "Todas as balanças comerciais são verificadas e seladas. Se elas forem para a assistência técnica,
temos de fazer um relatório e enviar para o Ipem, que tem o controle da situação de todas as máquinas", diz. Porém, o uso
indevido pode afetar seu funcionamento. (PG)
MINIENTREVISTA
"Há cidades em que a situação é precária"
Ma. Goretti Melo
Superintendente Vigilância Sanitária de MG
Qual o papel da Vigilância Sanitária estadual?
Ela integra um sistema nacional de vigilância sanitária, que é composto pela Anvisa, pelo Ministério da Saúde e pelas
vigilâncias municipais. Em Minas Gerais, atuamos em casos de maior complexidade e em apoio a cidades menores.
Como é a situação das vigilâncias municipais?
Há cidades em que a situação ainda é precária, sobretudo nas que possuem menos de 24 mil habitantes, que são mais de 700
no Estado. Nesses casos, o trabalho é assumido pela Vigilância estadual.
Como o cidadão pode saber se determinado estabelecimento é fiscalizado?
Todos os estabelecimentos alimentícios são obrigados a ter um alvará de funcionamento da Vigilância Sanitária, que é
renovado anualmente. Ele tem de ficar em local visível. Caso o consumidor queira, pode pedir ao proprietário para ver o
documento.
Como o consumidor que se sentir lesado pode fazer uma denúncia?
No site www.saude.mg.gov.br, existe a parte da Vigilância Sanitária e um "Fale Conosco". Podem ser feitas denúncias de
descumprimento de normas, falta de higiene em estabelecimentos que trabalham com alimentos ou até produtos
industrializados que não estão dentro das conformidades sanitárias. (PG)
ZERO HORA - RS | ARTIGO
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
09/04/2012
Veja a matéria no site de origem
Saúde: Porto Alegre faz mais! (Artigo)
por Marcelo Bósio*
Nos últimos anos, Porto Alegre voltou a figurar no cenário nacional como exemplo de gestão pública e de atendimento aos
cidadãos. A avaliação como a quarta capital em qualidade e acesso aos serviços públicos, no Índice de Desempenho do
Sistema Único de Saúde, e o reconhecimento nacional do Ministério da Saúde aos projetos estratégicos nas áreas de
Tuberculose, DST/Aids, saúde da população negra, enfrentamento às drogas e informatização do sistema evidenciam o
momento de mudanças com resultados diretos à população.
Falar em avanços na saúde significa falar em ampliação dos investimentos e modernização de gestão. Os desafios são
grandes, mas Porto Alegre tem feito a sua parte. Além de buscar novos recursos junto ao Estado e a União, a prefeitura
investiu, em 2011, 21,1% do seu orçamento em saúde, bem acima dos 15% determinados pela Constituição Federal. Isso
demonstra o compromisso do município em qualificar este serviço fundamental.
Mas de nada adiantariam os novos recursos, se a gestão do sistema não fosse qualificada. E esta tem sido uma meta
prioritária da prefeitura. Tanto é assim, que demos início à informatização da saúde, levando a infovia a todas as unidades e
tornando os processos mais ágeis e transparentes. Com o projeto, é possível regular os leitos, garantindo que quem realmente
precisa seja beneficiado, agilizar a marcação e os atendimentos a consultas, além de racionalizar os investimentos, impedindo
o desperdício de recursos públicos. Ao lado da informatização, começamos a implantação do ponto eletrônico no município e
instalamos o Instituto Municipal de Estratégia da Saúde da Família (Imesf), que permitirá a ampliação desse tipo de
atendimento que faz tanta diferença na vida dos porto-alegrenses. Hoje, com 170 equipes de Saúde da Família, já alcançamos
a cobertura de 43% da população da cidade. Desde 2005 até agora mais de cem novas equipes foram criadas.
Vivemos um momento de transição necessário, quebrando paradigmas históricos, formando redes de cuidado a partir da
construção de regras e critérios transparentes, definidos em protocolos e linhas de cuidado. Democratizar o acesso aos
serviços de forma equânime e universal é o desafio imposto e Porto Alegre tem trabalhado de modo abnegado para superá-lo.
Aliás, avanço em saúde se faz com trabalho e não com discurso.
Porto Alegre faz mais, supera os desafios com um único objetivo: o bem-estar das pessoas.
*Secretário de Saúde de Porto Alegre
JORNAL DO BRASIL ONLINE - RJ | CIÊNCIA E TECNOLOGIA
DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS | ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Dia Mundial de Combate ao Câncer é comemorado este domingo
Vacinas contra outras doenças podem ajudar a evitar tumores malignos
Jornal do Brasil
08/04/2012
A confraternização com os familiares e a tradicional troca de chocolates são certamente deliciosas, mas este domingo de
Páscoa também é dia de atentar para os cuidados com a saúde. Hoje, 8 de abril, comemora-se o Dia Mundial de Combate ao
Câncer, segunda doença que mais mata em todo o mundo - ficando atrás somente dos transtornos cardiovasculares. Segundo
dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o número de pessoas com a enfermidade deve chegar a 75 milhões em
2030. A estimativa é de que a taxa anual de mortalidade chegue a 13 milhões. No país, o Instituto Nacional de Câncer (Inca)
indica que mais de 1 milhão de novos casos devem ser registrados até 2013.
Embora as estatísticas não sejam nem um pouco tranquilizadoras, os avanços na medicina e a possibilidade de diagnósticos
cada vez mais precoces têm melhorado as perspectivas dos que descobrem ter algum tumor maligno. Hoje, ainda de acordo
com o Inca, mais de 50% dos tipos da doença já podem ser curadas, desde que tratados em estágios iniciais. Além disso, as
terapias estão se tornando cada vez mais brandas e eficientes, conforme mostrou o Jornal do Brasil em reportagem sobre o
câncer de mama. Além disso, há cirurgias feitas com o auxílio de robôs - menos invasivas - e pesquisas genéticas que podem
ajudar a desenvolver intervenções "personalizadas" no futuro.
Isto, no entanto, não é motivo para deixar de se precaver. As velhas recomendações para não fumar, não ingerir bebidas
alcoólicas, manter o peso ideal, uma alimentação saudável, praticar atividades físicas e evitar a exposição ao sol em excesso
continuam valendo. Outra medida simples e importante é ficar atento à vacinação. A imunização contra o HPV (vírus do
papiloma humano), por exemplo, diminui sensivelmente o risco de câncer de colo de útero - o segundo mais incidente na
população feminina.
"Muitas pessoas ainda não sabem que o câncer de colo de útero está relacionado com o vírus do papiloma humano (HPV),
transmissível sexualmente e presente na maior parte das lesões pré-cancerígenas. As vacinas aprovadas pelo Ministério da
Saúde [não são fornecidas pela rede pública] para uso no Brasil previnem os principais tipos de HPV associados a esse câncer
e às verrugas genitais. São recomendadas para mulheres entre 9 e 26 anos", explica o médico Renato Kfouri, presidente da
Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). Os homens também devem se proteger. Além de cuidar de suas mulheres,
também estarão se protegendo dos cânceres de pênis e ânus.
Pesquisa mostra boa aceitação da vacinação contra HPV em adolescentes
A vacina contra a hepatita, disponibilizada gratuitamente na rede pública de saúde, é outra arma poderosa. Cerca de 50% dos
pacientes com carcinoma hepatocelular, tumor de fígado mais comum, têm Cirrose hepática, que pode estar associada à
Hepatite crônica.
"A vacina contra a Hepatite B, doença transmissível sexualmente e também pelo sangue contaminado, tem grande impacto na
redução da incidência desse tipo de câncer", destaca Isabella Ballalai, presidente da SBIm-RJ, que fala sobre a necessidade
de esclarecer toda e qualquer dúvida com os médicos. "É importante aproveitar o momento da consulta para conversar sobre
como colocar o calendário de vacinação da família em dia e, claro, manter-se atualizado. A informação é grande aliada da
saúde", conclui a especialista.
CENÁRIO MT | ESPORTES
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Para Adriano é um grande desafio substituir Eric Abidal
Brasileiro elogia o jogador
O lateral-esquerdo Adriano será o sucessor do francês Eric Abidal no Barcelona. O defensor francês passará por um
Transplante de fígado para se curar de um câncer e ainda não sabem o dia em que ele fará a intervenção cirúrgica e nem se
ele voltará a jogará futebol.
Adriano espera substituir o jogador à altura. "É um desafio. Mas me encontro em um bom momento na temporada. Perdi peso
e melhorei", disse o lateral em entrevista coletiva, na manhã deste domingo.
Por fim, Adriano negou que esteja de saída do Barcelona. "Não estamos no momento de pensar em minha saída. Tenho
contrato para cumprir ainda e estou muito feliz no clube", completou.
CENÁRIO MT | MATO GROSSO
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Saúde de Mato Grosso tem projetos validados pelo Ministério da Saúde para
Copa 2014
A Secretaria de Estado de Saúde já tem o seu planejamento estratégico para as ações de Saúde que serão inseridas nos
programas Macros da Secopa que envolvem o evento Copa do Mundo 2014.
Na competência da Saúde Pública em promover o bem estar dos visitantes e da população é que a Secretaria de Estado de
Saúde já sistematizou as frentes de trabalho que estão divididas em dois grandes eixos,que são as Redes de Serviços em
Assistência em Saúde e Vigilância em Saúde.
Na Área da Assistência a SES está trabalhando na reorganização das Redes de Serviços do SUS, da Região Metropolitana. O
Estado junto com os municípios que compõem a Região do Vale do Rio Cuiabá,trabalha na finalização do Plano Estadual de
Atenção as Urgências e Emergências que tem os componentes: Samu 192, Atenção Domiciliar,Sala de Estabilização,Unidade
de Pronto Atendimento(UPA), Pronto Socorro e Hospital com Porta de Entrada,Leitos de Retaguarda,Leitos de UTI e Leitos de
internação de longa Permanência.
O Ministério da Saúde já tem o compromisso de liberar R$ 45 milhões para obras e reformas dos Prontos Socorros de Cuiabá
e Várzea Grande e demais unidades de Saúde que estão no território da Região Metropolitana.
Os Municípios de Cuiabá e Várzea Grande já estão na fase de iniciar as obras das Unidades de Pronto Atendimento sendo
duas Upas para Cuiabá e uma Upa para Várzea Grande.
O Projeto SAMU 100% no Estado já tem a aprovação do Ministério da Saúde. Para a implantação da Central Estadual de
Regulação do SAMU que terá abrangência de todas as regiões do Estado,terá investimento de R$ 5 milhões por parte do MS.
O Estado também formulou o Plano de Capacitações tanto para a área de Assistência em Saúde quanto para a área das
Vigilâncias (epidemiológica, ambiental e sanitária). O Plano prevê ainda capacitar a população que trabalha com a área de
alimentos, bares, restaurantes na garantia da qualidade sanitária dos alimentos.
O Plano de Vigilância em Saúde está dividido em três projetos; o Projeto Ágil Saúde que prevê a implantação do Centro de
Referência de Serviços de Atenção Epidemiológica do Estado; o Projeto VITAE que prevê a implantação da rede de
monitoramento de qualidade da água e selo de qualidade sanitária para alimentos e serviços; o Projeto VigiCopa prevê
qualificar e modernizar os serviços de Vigilância em Saúde.
O Secretário de Estado de Saúde, Vander Fernandes, ao comentar sobre os trabalhos que a Saúde Pública está
desenvolvendo para a Copa 2014, disse que está tendo o apoio incondicional do Ministério da Saúde, e com a implantação
desses projetos haverá uma transformação porque não dizer uma revolução na Administração Pública da Saúde no Estado
com foco na eficiência, tecnologia e acessibilidade.
"Já estamos em mudança de conceito de Gestão da Saúde Pública, quando buscamos parceiros para administrar nossos
hospitais,com as Organizações Sociais de Saúde. Quanto a estrutura da Rede Física vamos ter reforço na assistência com a
construção do Hospital Central por meio da Parceria Público Privada; a construção do novo Hospital Universitário Júlio Müller;
a implantação do Hospital dos Transplantes que terá perfil no atendimento aos transplantes inicialmente rim e medula óssea e
servirá de referência para cirurgia cardiovascular e neurologia adulto e infantil", destaca.
O secretário Vander Fernandes lembra que "o Hospital Metropolitano, localizado no município de Várzea Grande, atende a
média e alta complexidade em diversos serviços incluindo a ortopedia. Estaremos buscando meios para promover a eficiência
e assegurar saúde e qualidade de vida a todos os visitantes e a população de Mato Grosso o ganho nos avanços da Saúde
Pública", finalizou.
CENÁRIO MT | ESPORTES
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Goleiro do Barcelona afirma que Abidal será operado na terça-feira
José Manuel Pinto revelou neste domingo
Neste domingo, o goleiro reserva do Barcelona, José Manuel Pinto, de 36 anos, revelou no seu Twitter que o defensor Eric
Abidal será submetido a um Transplante de fígado nesta próxima terça-feira.
Porém, o clube catalão não confirmou o que o goleiro escreveu no seu microblog. A imprensa espanhola vem buscando
informações sobre o assunto, mas ninguém dentro do Barcelona quer falar sobre o jogador francês.
Aos 31 anos, Abidal segue treinando com o elenco do Barcelona, mas seu futuro no futebol é incerto.
CORREIO BRAZILIENSE ONLINE | CIÊNCIA E SAÚDE
DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS | ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
09/04/2012 08:38
Veja a matéria no site de origem
Ministério da Saúde estuda incluir vacina para diminuir casos de câncer
A inclusão da vacina de vírus do papiloma humano (HPV) no Programa Nacional de Imunizações (PNI) pode representar a
redução nos casos de câncer de colo de útero, a segunda maior causa de mortalidade entre as mulheres brasileiras. A boa
notícia é que a introdução da vacina está em estudo pelo Ministério da Saúde. "A inclusão pode parecer um custo, mas
representa um investimento em saúde. Pode parecer um dispêndio no momento, mas o governo vai economizar muito com os
custos do tratamento do câncer no futuro", defende Charles Pádua, diretor do Cetus Hospital-Dia, instituição especializada em
medicina oncológica de Betim, na Grande Belo Horizonte. Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) apontam que, em
2012, no Brasil, devem ser registrados 17.540 novos casos desse tipo de tumor - o equivalente a 17 casos para cada 100 mil
mulheres.
Na rede privada, há 14 anos, a vacina vem sendo aplicada em mulheres de 9 a 26 anos, e desde o ano passado o uso foi
liberado também para homens na mesma faixa etária. A vacina quadrivalente, que combate os tipos do HPV identificados
como 6, 11, 16 e 18, pode ser encontrada em clínicas particulares a preços que variam de R$ 300 a R$ 350 para cada uma
das três doses. Embora o HPV, que se refere a uma família de vírus com mais de 200 tipos diferentes, seja associado às
mulheres, ele pode causar nos homens o câncer de pênis, ânus e as verrugas ânus-genitais, conhecidas como crista de galo.
CORREIO DO ESTADO ONLINE - MS | CIDADES
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Ministério da Saúde oferece especialização em Atenção Básica
Com duração de um ano, a especialização terá jornada de 40 horas semanais
DA REDAÇÃO 08/04/2012 23h00
Para estimular a atuação de odontólogos e enfermeiros na atenção básica, o Ministério da Saúde vai ofertar bolsas de
especialização para atuação em municípios onde há carência de profissionais. A ação foca os profissionais selecionados pelo
Programa de Valorização da Atenção Básica (Provab), que atuarão nos pequenos municípios, em áreas de extrema pobreza e
nas periferias das grandes cidades, com bolsa mensal no valor de R$ 2.384,82.
Com duração de um ano, a especialização terá jornada de 40 horas semanais - 32 em serviço nas unidades básicas e oito
teóricas, sob supervisão de universidades parceiras do programa. Estas instituições darão suporte presencial e à distância por
meio do programa Telessaúde, coordenado pelo Ministério da Saúde.
Os municípios em que os profissionais forem lotados receberão incentivos financeiros para implantação do Telessaúde, que
permite ao profissional na unidade discutir o diagnóstico e o tratamento com um orientador da universidade.
O edital do curso será lançado até 20 de abril, de modo que os profissionais possam se matricular até o fim do mês. As aulas e
o início do serviço começarão em maio.
EXPRESSO MT | NOTÍCIAS
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Deputado apresenta proposta que aumenta impostos de cigarros e bebidas
e destina a saúde
Proposta foi apresentada para desestimular tanto a venda como a comercialização dos produtos, o que objetiva a diminuição
uso do cigarro, assim como de bebidas alcoólicas.
Fonte: Rosângela Mendes
O deputado federal Júlio Campos (DEM/MT) apresentou Projeto que aumenta um ponto percentual na contribuição da
comercialização de cigarros, e na venda de bebidas alcoólicas ao consumidor final e nas importações e destina a saúde.
"Somente o uso abusivo do álcool causou a morte de 17 mil pessoas, em 2010. Precisamos fazer alguma coisa, por exemplo,
buscar mecanismos de dificultar o acesso a essas drogas lícitas. Diminuir o uso do álcool se traduz em diminuir as mortes de
trânsito", defendeu Júlio Campos.
Segundo o parlamentar, ele apresentou a proposta para desestimular tanto a venda como a comercialização dos produtos, o
que objetiva a diminuição uso do cigarro, assim como de bebidas alcoólicas.
De acordo com Júlio, informações da Pesquisa Vigilância e Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito
Telefônico (Vigitel), realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com a USP em 2009, quase 19% dos brasileiros abusam
do consumo de bebidas alcoólicas. Ainda no período entre 2000 e 2006, quase 93 mil brasileiros morreram pelo mesmo
motivo.
Ainda segundo a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET), o consumo de bebidas alcoólicas é responsável
por aproximadamente 30% dos acidentes de trânsito, e de acordo como o Ministério da Saúde mais de 30% de relatos de
mulheres que foram vítimas de violência doméstica e sexual, disseram que o agressor consumiu álcool.
Segundo o parlamentar democrata, não é somente a bebida que é o grande problema, levantamento feito pelo IBGE aponta
que do total de 85% dos fumantes do país, consomem por dia acima de 15 cigarros. Mais de 60% dos deles demoram, no
máximo, 30 minutos para acenderem o primeiro cigarro após acordar.
"Os prejuízos decorrentes do cigarro a saúde dos usuários são enormes, e compõem uma lista com mais de 50 doenças,
conforme mostra o Site Biblioteca Virtual em Saúde, do Ministério da Saúde", afirma.
Pesquisas revelam que os fumantes, comparados aos não fumantes, apresentam um risco dez vezes maior de adoecer de
câncer de pulmão, cinco vezes maior de sofrer infarto, de bronquite crônica e enfisema pulmonar e duas vezes de derrame
cerebral.
EXPRESSO MT | MATO GROSSO
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Estado tem projetos validados pelo Ministério da Saúde para Copa 2014
A Secretaria de Estado de Saúde já tem o seu planejamento estratégico para as ações de Saúde que serão inseridas nos
programas Macros da Secopa que envolvem o evento Copa do Mundo 2014.
Fonte: Cida Capelassi
Na competência da Saúde Pública em promover o bem estar dos visitantes e da população é que a Secretaria de Estado de
Saúde já sistematizou as frentes de trabalho que estão divididas em dois grandes eixos,que são as Redes de Serviços em
Assistência em Saúde e Vigilância em Saúde.
Na Área da Assistência a SES está trabalhando na reorganização das Redes de Serviços do SUS, da Região Metropolitana. O
Estado junto com os municípios que compõem a Região do Vale do Rio Cuiabá,trabalha na finalização do Plano Estadual de
Atenção as Urgências e Emergências que tem os componentes: Samu 192, Atenção Domiciliar,Sala de Estabilização,Unidade
de Pronto Atendimento(UPA), Pronto Socorro e Hospital com Porta de Entrada,Leitos de Retaguarda,Leitos de UTI e Leitos de
internação de longa Permanência.
O Ministério da Saúde já tem o compromisso de liberar R$ 45 milhões para obras e reformas dos Prontos Socorros de Cuiabá
e Várzea Grande e demais unidades de Saúde que estão no território da Região Metropolitana.
Os Municípios de Cuiabá e Várzea Grande já estão na fase de iniciar as obras das Unidades de Pronto Atendimento sendo
duas Upas para Cuiabá e uma Upa para Várzea Grande.
O Projeto SAMU 100% no Estado já tem a aprovação do Ministério da Saúde. Para a implantação da Central Estadual de
Regulação do SAMU que terá abrangência de todas as regiões do Estado,terá investimento de R$ 5 milhões por parte do MS.
O Estado também formulou o Plano de Capacitações tanto para a área de Assistência em Saúde quanto para a área das
Vigilâncias (epidemiológica, ambiental e sanitária). O Plano prevê ainda capacitar a população que trabalha com a área de
alimentos, bares, restaurantes na garantia da qualidade sanitária dos alimentos.
O Plano de Vigilância em Saúde está dividido em três projetos; o Projeto Ágil Saúde que prevê a implantação do Centro de
Referência de Serviços de Atenção Epidemiológica do Estado; o Projeto VITAE que prevê a implantação da rede de
monitoramento de qualidade da água e selo de qualidade sanitária para alimentos e serviços; o Projeto VigiCopa prevê
qualificar e modernizar os serviços de Vigilância em Saúde.
O Secretário de Estado de Saúde, Vander Fernandes, ao comentar sobre os trabalhos que a Saúde Pública está
desenvolvendo para a Copa 2014, disse que está tendo o apoio incondicional do Ministério da Saúde, e com a implantação
desses projetos haverá uma transformação porque não dizer uma revolução na Administração Pública da Saúde no Estado
com foco na eficiência, tecnologia e acessibilidade.
"Já estamos em mudança de conceito de Gestão da Saúde Pública, quando buscamos parceiros para administrar nossos
hospitais,com as Organizações Sociais de Saúde. Quanto a estrutura da Rede Física vamos ter reforço na assistência com a
construção do Hospital Central por meio da Parceria Público Privada; a construção do novo Hospital Universitário Júlio Müller;
a implantação do Hospital dos Transplantes que terá perfil no atendimento aos transplantes inicialmente rim e medula óssea e
servirá de referência para cirurgia cardiovascular e neurologia adulto e infantil", destaca.
O secretário Vander Fernandes lembra que "o Hospital Metropolitano, localizado no município de Várzea Grande, atende a
média e alta complexidade em diversos serviços incluindo a ortopedia. Estaremos buscando meios para promover a eficiência
e assegurar saúde e qualidade de vida a todos os visitantes e a população de Mato Grosso o ganho nos avanços da Saúde
Pública", finalizou.
FUT NET | NOTÍCIAS
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Goleiro do Barcelona afirma que Abidal será operado na terça-feira
José Manuel Pinto revelou neste domingo
Neste domingo, o goleiro reserva do Barcelona, José Manuel Pinto, de 36 anos, revelou no seu Twitter que o defensor Eric
Abidal será submetido a um Transplante de fígado nesta próxima terça-feira.
Porém, o clube catalão não confirmou o que o goleiro escreveu no seu microblog. A imprensa espanhola vem buscando
informações sobre o assunto, mas ninguém dentro do Barcelona quer falar sobre o jogador francês.
Aos 31 anos, Abidal segue treinando com o elenco do Barcelona, mas seu futuro no futebol é incerto.
MIDIAMAX - MS | ESPORTES
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Pelo Twitter, goleiro reserva revela que Abidal será operado na terça-feira
Terra/EA
O goleiro José Manuel Pinto, reserva do Barcelona, revelou através de seu Twitter que o lateral-esquerdo Eric Abidal será
submetido a um Transplante de fígado nesta terça-feira, informação que não foi confirmada pelo clube catalão.
A Agência EFE consultou diversas fontes no Barcelona e o silêncio é absoluto sobre a situação do atleta francês. O goleiro, de
36 anos, divulgou a informação junto com fotografias do lateral e do zagueiro Piqué, que posteriormente foram apagadas.
As imagens seriam de uma suposta festa na casa de Abidal, em apoio ao jogador antes da operação. Em uma fotografia,
Abidal e Piqué aparecem dentro da piscina.
Abidal foi operado há treze meses no Hospital Clínico de Barcelona, em intervenção que ameaçava afetar sua carreira.
Entretanto, o jogador voltou ainda na mesma temporada e atuou na final da Liga dos Campeões, após a vitória sobre o
Manchester United.
Atualmente, o lateral de 31 anos, segue treinando com o elenco da equipe catalã. Contudo ele não vem sendo relacionado
para as partidas do Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões e Copa do Rei.
MT AGORA | NOTÍCIA
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Estado tem projetos validados pelo Ministério da Saúde para Copa 2014
A Secretaria de Estado de Saúde já tem o seu planejamento estratégico para as ações de Saúde que serão inseridas nos
programas Macros da Secopa que envolvem o evento Copa do Mundo 2014.
Na competência da Saúde Pública em promover o bem estar dos visitantes e da população é que a Secretaria de Estado de
Saúde já sistematizou as frentes de trabalho que estão divididas em dois grandes eixos,que são as Redes de Serviços em
Assistência em Saúde e Vigilância em Saúde.
Na Área da Assistência a SES está trabalhando na reorganização das Redes de Serviços do SUS, da Região Metropolitana. O
Estado junto com os municípios que compõem a Região do Vale do Rio Cuiabá,trabalha na finalização do Plano Estadual de
Atenção as Urgências e Emergências que tem os componentes: Samu 192, Atenção Domiciliar,Sala de Estabilização,Unidade
de Pronto Atendimento(UPA), Pronto Socorro e Hospital com Porta de Entrada,Leitos de Retaguarda,Leitos de UTI e Leitos de
internação de longa Permanência.
O Ministério da Saúde já tem o compromisso de liberar R$ 45 milhões para obras e reformas dos Prontos Socorros de Cuiabá
e Várzea Grande e demais unidades de Saúde que estão no território da Região Metropolitana.
Os Municípios de Cuiabá e Várzea Grande já estão na fase de iniciar as obras das Unidades de Pronto Atendimento sendo
duas Upas para Cuiabá e uma Upa para Várzea Grande.
O Projeto SAMU 100% no Estado já tem a aprovação do Ministério da Saúde. Para a implantação da Central Estadual de
Regulação do SAMU que terá abrangência de todas as regiões do Estado,terá investimento de R$ 5 milhões por parte do MS.
O Estado também formulou o Plano de Capacitações tanto para a área de Assistência em Saúde quanto para a área das
Vigilâncias (epidemiológica, ambiental e sanitária). O Plano prevê ainda capacitar a população que trabalha com a área de
alimentos, bares, restaurantes na garantia da qualidade sanitária dos alimentos.
O Plano de Vigilância em Saúde está dividido em três projetos; o Projeto Ágil Saúde que prevê a implantação do Centro de
Referência de Serviços de Atenção Epidemiológica do Estado; o Projeto VITAE que prevê a implantação da rede de
monitoramento de qualidade da água e selo de qualidade sanitária para alimentos e serviços; o Projeto VigiCopa prevê
qualificar e modernizar os serviços de Vigilância em Saúde.
O Secretário de Estado de Saúde, Vander Fernandes, ao comentar sobre os trabalhos que a Saúde Pública está
desenvolvendo para a Copa 2014, disse que está tendo o apoio incondicional do Ministério da Saúde, e com a implantação
desses projetos haverá uma transformação porque não dizer uma revolução na Administração Pública da Saúde no Estado
com foco na eficiência, tecnologia e acessibilidade.
"Já estamos em mudança de conceito de Gestão da Saúde Pública, quando buscamos parceiros para administrar nossos
hospitais,com as Organizações Sociais de Saúde. Quanto a estrutura da Rede Física vamos ter reforço na assistência com a
construção do Hospital Central por meio da Parceria Público Privada; a construção do novo Hospital Universitário Júlio Müller;
a implantação do Hospital dos Transplantes que terá perfil no atendimento aos transplantes inicialmente rim e medula óssea e
servirá de referência para cirurgia cardiovascular e neurologia adulto e infantil", destaca.
O secretário Vander Fernandes lembra que "o Hospital Metropolitano, localizado no município de Várzea Grande, atende a
média e alta complexidade em diversos serviços incluindo a ortopedia. Estaremos buscando meios para promover a eficiência
e assegurar saúde e qualidade de vida a todos os visitantes e a população de Mato Grosso o ganho nos avanços da Saúde
Pública", finalizou.
O DOCUMENTO | POLÍTICA
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Júlio Campos propõe aumento de impostos de cigarros e bebidas e destina
a saúde
Da Assessoria
O deputado federal Júlio Campos (DEM/MT) apresentou Projeto que aumenta um ponto percentual na contribuição da
comercialização de cigarros, e na venda de bebidas alcoólicas ao consumidor final e nas importações e destina a saúde.
"Somente o uso abusivo do álcool causou a morte de 17 mil pessoas, em 2010. Precisamos fazer alguma coisa, por exemplo,
buscar mecanismos de dificultar o acesso a essas drogas lícitas. Diminuir o uso do álcool se traduz em diminuir as mortes de
trânsito", defendeu Júlio Campos.
Segundo o parlamentar, ele apresentou a proposta para desestimular tanto a venda como a comercialização dos produtos, o
que objetiva a diminuição uso do cigarro, assim como de bebidas alcoólicas.
De acordo com Júlio, informações da Pesquisa Vigilância e Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito
Telefônico (Vigitel), realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com a USP em 2009, quase 19% dos brasileiros abusam
do consumo de bebidas alcoólicas. Ainda no período entre 2000 e 2006, quase 93 mil brasileiros morreram pelo mesmo
motivo.
Ainda segundo a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET), o consumo de bebidas alcoólicas é responsável
por aproximadamente 30% dos acidentes de trânsito, e de acordo como o Ministério da Saúde mais de 30% de relatos de
mulheres que foram vítimas de violência doméstica e sexual, disseram que o agressor consumiu álcool.
Segundo o parlamentar democrata, não é somente a bebida que é o grande problema, levantamento feito pelo IBGE aponta
que do total de 85% dos fumantes do país, consomem por dia acima de 15 cigarros. Mais de 60% dos deles demoram, no
máximo, 30 minutos para acenderem o primeiro cigarro após acordar.
"Os prejuízos decorrentes do cigarro a saúde dos usuários são enormes, e compõem uma lista com mais de 50 doenças,
conforme mostra o Site Biblioteca Virtual em Saúde, do Ministério da Saúde", afirma.
Pesquisas revelam que os fumantes, comparados aos não fumantes, apresentam um risco dez vezes maior de adoecer de
câncer de pulmão, cinco vezes maior de sofrer infarto, de bronquite crônica e enfisema pulmonar e duas vezes de derrame
cerebral.
O DOCUMENTO | CIDADES
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Maioria das mulheres são hipertensas em Cuiabá
Da Redação
Uma em cada 3 mulheres é hipertensa em Cuiabá. A estimativa é baseada nos dados do Ministério da Saúde (MS) que
mostra que somente no ano passado, 10.488 pessoas do sexo feminino foram diagnosticadas com a doença em Mato Grosso.
O público feminino também sofre mais quando a hipertensão é "conjugada" com o diabetes, outra doença grave. Segundo o
médico Marcelo Sandrin, os números são preocupantes e o Estado é uma das poucas localidades do país que possuem os
dados elevados nos casos envolvendo as mulheres. Ainda em 2011, 7.367 homens foram diagnosticados como hipertensos
em MT.
O NORTÃO ONLINE | SAÚDE
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Estado de Mato Grosso tem projetos validados pelo Ministério da Saúde
para Copa 2014
08/04/2012
A Secretaria de Estado de Saúde já tem o seu planejamento estratégico para as ações de Saúde que serão inseridas nos
programas Macros da Secopa que envolvem o evento Copa do Mundo 2014.
Na competência da Saúde Pública em promover o bem estar dos visitantes e da população é que a Secretaria de Estado de
Saúde já sistematizou as frentes de trabalho que estão divididas em dois grandes eixos,que são as Redes de Serviços em
Assistência em Saúde e Vigilância em Saúde.
Na Área da Assistência a SES está trabalhando na reorganização das Redes de Serviços do SUS, da Região Metropolitana. O
Estado junto com os municípios que compõem a Região do Vale do Rio Cuiabá,trabalha na finalização do Plano Estadual de
Atenção as Urgências e Emergências que tem os componentes: Samu 192, Atenção Domiciliar,Sala de Estabilização,Unidade
de Pronto Atendimento(UPA), Pronto Socorro e Hospital com Porta de Entrada,Leitos de Retaguarda,Leitos de UTI e Leitos de
internação de longa Permanência.
O Ministério da Saúde já tem o compromisso de liberar R$ 45 milhões para obras e reformas dos Prontos Socorros de Cuiabá
e Várzea Grande e demais unidades de Saúde que estão no território da Região Metropolitana.
Os Municípios de Cuiabá e Várzea Grande já estão na fase de iniciar as obras das Unidades de Pronto Atendimento sendo
duas Upas para Cuiabá e uma Upa para Várzea Grande.
O Projeto SAMU 100% no Estado já tem a aprovação do Ministério da Saúde. Para a implantação da Central Estadual de
Regulação do SAMU que terá abrangência de todas as regiões do Estado,terá investimento de R$ 5 milhões por parte do MS.
O Estado também formulou o Plano de Capacitações tanto para a área de Assistência em Saúde quanto para a área das
Vigilâncias (epidemiológica, ambiental e sanitária). O Plano prevê ainda capacitar a população que trabalha com a área de
alimentos, bares, restaurantes na garantia da qualidade sanitária dos alimentos.
O Plano de Vigilância em Saúde está dividido em três projetos; o Projeto Ágil Saúde que prevê a implantação do Centro de
Referência de Serviços de Atenção Epidemiológica do Estado; o Projeto VITAE que prevê a implantação da rede de
monitoramento de qualidade da água e selo de qualidade sanitária para alimentos e serviços; o Projeto VigiCopa prevê
qualificar e modernizar os serviços de Vigilância em Saúde.
O Secretário de Estado de Saúde, Vander Fernandes, ao comentar sobre os trabalhos que a Saúde Pública está
desenvolvendo para a Copa 2014, disse que está tendo o apoio incondicional do Ministério da Saúde, e com a implantação
desses projetos haverá uma transformação porque não dizer uma revolução na Administração Pública da Saúde no Estado
com foco na eficiência, tecnologia e acessibilidade.
"Já estamos em mudança de conceito de Gestão da Saúde Pública, quando buscamos parceiros para administrar nossos
hospitais,com as Organizações Sociais de Saúde. Quanto a estrutura da Rede Física vamos ter reforço na assistência com a
construção do Hospital Central por meio da Parceria Público Privada; a construção do novo Hospital Universitário Júlio Müller;
a implantação do Hospital dos Transplantes que terá perfil no atendimento aos transplantes inicialmente rim e medula óssea e
servirá de referência para cirurgia cardiovascular e neurologia adulto e infantil", destaca.
O secretário Vander Fernandes lembra que "o Hospital Metropolitano, localizado no município de Várzea Grande, atende a
média e alta complexidade em diversos serviços incluindo a ortopedia. Estaremos buscando meios para promover a eficiência
e assegurar saúde e qualidade de vida a todos os visitantes e a população de Mato Grosso o ganho nos avanços da Saúde
Pública", finalizou.
OPERAMUNDI | VIOLÊNCIA SEXUAL
DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Capital mundial do estupro: na África do Sul, uma mulher é violentada a
cada 27 segundos
No país da última Copa do Mundo, uma menina tem mais chances de ser estuprada do que aprender a ler; Aids é epidemia
nacional
Women For Women International
Questão cultural: 62% dos meninos com mais de 11 anos acreditam que forçar alguém a fazer sexo não é um ato de violência
A cada 27 segundos uma mulher é abusada sexualmente na África do Sul. Uma em cada três sul-africanas será violentada
pelo menos uma vez na vida. Um em cada três sul-africanos irá estuprar uma mulher. Estes dados são da Rape Crisis, uma
organização sem fins lucrativos (ONG) que combate a violência contra a mulher, localizada na Cidade do Cabo. A associação
ainda aponta que, na maioria do casos, a violência sexual é realizada por um homem que participa do cotidiano da vítima.
Este é o caso da Eliane, 30 anos. "Conheci o meu primeiro namorado numa casa de dança, foi amor à primeira vista. Cerca de
oito meses depois que nos casamos ele começou a usar drogas, beber e consequentemente a me tratar mal". Ela conta que a
violência aumentou gradativamente. "Um dia ele levou uma prostituta para casa. Eles deitaram na minha cama para ter
relações sexuais e fui obrigada a participar de tudo. Depois, ele me esfaqueou e me disse que tinha de fazer isso porque era
inferior. E assim continuou por muitas noites. Hoje estamos separados".
A África do Sul é a capital do estupro no mundo. Uma menina nascida no país tem mais chances de ser estuprada do que
aprender a ler. Um quarto delas é abusada sexualmente antes de completar 16 anos. Este problema tem muitas raízes,
segundo a Rape Crisis: machismo (62% dos meninos com mais de 11 anos acreditam que forçar alguém a fazer sexo não é
um ato de violência), pobreza, desemprego, homens marginalizados, indiferença da comunidade, e mais do que tudo, a
impunidade: os poucos casos que são denunciados às autoridades se perdem no descaso da polícia e acabam impunes. Nos
últimos 10 anos, de 25 homens acusados de estupro no país, 24 saem livres de punição, segundo os levantamentos da
entidade.
De acordo com Marieta de Vos, diretora-executiva da Mosaic Training, Service and Healing Centre for Woman, uma
organização que fornece suporte às vítimas de violência doméstica e estupro, a África do Sul registra 50 mil estupros por ano e
as ONG's existentes na Cidade do Cabo protegem atualmente cerca de 25 mil pessoas, desde bebês, passando por
adolescentes até idosas.
O trabalho de organizações não-governamentais é fundamental para se ter uma noção do tamanho da crise de estupros na
África do Sul. Procurado pela reportagem, o órgão do governo responsável pelo tema alegou não ter dados atualizados sobre
violência sexual. Segundo as estatísticas da polícia de 2007, os incidentes de estupro notificados decresceram 4,2 pontos
percentuais nos seis anos anteriores. No entanto, em um ano foram registrados 52.617 estupros. Também foram registrados
9.327 casos de "atentado ao pudor" - incluindo violação anal e outros tipos de ataque sexual que não se enquadravam na
definição de estupro. Em dezembro, novas estatísticas criminais referentes ao período de abril a setembro de 2007 incluíam o
registro de 22.887 estupros.
Barreira cultural
Ida Jacobs, 37 anos é colaboradora da associação Labour Rights Programme Officer - Women on Farms Project, uma ONG
que protege mulheres que sofrem qualquer tipo de abuso nas fazendas da África do Sul. Ela também foi vitima de violência
doméstica e estupro, que muitas vezes estão relacionados. Ela conta que várias mulheres não denunciam os agressores
porque geralmente existe uma dependência emocional e financeira e também por conta da falta de aceitação da família em
relação ao divórcio.
Thassio Borges
"Conheci meu marido aos 17 anos e durante o namoro ele era perfeito, mas depois do casamento começou a falar alto, mas
minha mãe me dizia que isso era normal, pois ele era homem e eu precisava obedecer. Até que ele começou a me bater e me
obrigar a ter relações sexuais com ele. Depois de tudo ele me pedia desculpas e dizia que iria mudar, mas as cenas se
repetiam. Meu corpo é todo marcado". Ida conta ainda que após 13 casados ela pediu o divórcio, porém, não foi fácil, pois não
tinha emprego, casa e muito menos apoio da família. Para superar tudo isso, ela contou com a ajuda da entidade Women on
Farms.
"Há sete anos estou divorciada e sem contato com minha família, mas consegui refazer a minha vida. Hoje tenho casa, carro,
trabalho e, por meio dele, oriento outras mulheres a saírem dessa condição miserável". Mas, afirma que o abuso está cada vez
pior no país, pois, infelizmente, o machismo ainda supera as leis. "A situação das mulheres que trabalham nas fazendas na
África do Sul é muito parecida com a maneira com que viviam os escravos antigamente. Essas mulheres sofrem diariamente
abusos físicos, psicológicos e sexuais e quando reclamam para o dono da fazenda ele diz que a fazenda não tem nada a ver
com isso", explica.
Segundo outra entidade sem fins lucrativos chamada Reach, as mulheres brancas que são vítimas de estupro também têm
mais dificuldade em efetuar a denúncia. "Elas acreditam que isso só acontece com as negras e se sentem envergonhadas. No
caso de violência doméstica o pensamento é o mesmo", disse a presidente da entidade, Claudia Lopes.
Ela ainda comenta que, recentemente na África do Sul, uma mulher tentou se separar do marido, após ter sofrido violência
doméstica e sexual, porém, ele não aceitou e a chamou para conversar. "Neste dia, ele levou mais alguns colegas para
violentar sexualmente a mulher na frente dele e depois chamou o filho para ver também. O marido ainda introduziu uma chave
de fenda na vagina da esposa, após tudo isso ele matou a esposa e o filho", conta Claudia.
Já Sharon Kouta, diretora do UNODC VEP (United Nations Office on Drugs and Crime Victim Empowerment Programme, na
sigla em inglês) - um programa do governo em parceria com a ONU para o fortalecimento dos Direitos Humanos, na província
oeste da Cidade do Cabo, afirma que a razão do estupro é cultural. "As pessoas costumam dizer que a razão do estupro é
droga ou álcool, mas na realidade não importa a condicão social, econômica, cor da pele, o problema é a cultura, o estupro é
uma mecanismo usado para controlar e manipular", revela.
Presidente acusado
O atual presidente da África do Sul, Jacob Zuma, foi acusado em 2005 (na época ele era vice-presidente de Thabo Mbeki) pela
corte suprema, em Johanesburgo, de estuprar uma mulher de 31 anos, amiga da família. Zuma alegou, durante o julgamento
em 2006, que praticou sexo com a mulher, mas de forma consensual. Além disso, ele sabia que a vítima era portadora do vírus
HIV e não usou nenhum tipo de proteção. Zuma declarou também que tomou banho depois da relação sexual para evitar a
contaminação. O caso chocou também ativistas da Aids, que desenvolvem um árduo trabalho educativo e de prevencão no
país, e ainda mais porque sua esposa é médica e era Ministra da Saúde. Entretanto, Zuma foi absolvido do caso.
A representante do setor Acting Head, do Departamento de Desenvolvimento Social da província oeste da Cidade do Cabo,
Sharon Follentine, descreve como a violência contra a mulher é difícil de ser combatida quando a vítima passa também a
acreditar que o estupro é natural e, por isso, não busca auxílio ou demora muito tempo, quando já há traumas profundos.
"A vítima, após danos psicológicos e emocionais, passa a acreditar que tudo isso acontece porque é destino ou porque ela fez
algo errado. Ela começa a internalizar que seus pais estavam sempre discutindo, ele sempre tinha argumentos para bater na
sua mãe ou estuprá-la e a vítima começa a transmitir esse pensamento para os filhos. Se por acaso os filhos vivenciarem a
mesma situação da mãe ou avó começarão a achar tudo natural e o ciclo se repetirá", comenta Follentine, que aposta nos
programas educacionais e informativos em comunidades com maior índice de violência doméstica e estupro para combater as
práticas.
A ONG Philisa Abafazi Bethu, que atua com a prevenção dos abusos sexuais por meio de orientação nas escolas, igrejas das
periferias e favelas, concorda que a mulher precisa de mais informação e saber que existem outros meios de recomeçar a vida.
"Nosso foco é mostrar para as mulheres e crianças vítimas de abuso sexual e violência doméstica que isso é errado. Elas, na
maioria das vezes, nem sabem que isso não é correto, apenas tem noção que é ruim. Depois que reconhecem que o estupro é
crime, a dificuldade das mães é sair de casa com filhos, aprender inglês porque muitas vezes falam outros dialetos, buscar
uma casa, ofício e isso demora, mas é possível", acrescenta Mabel Martn, representante da entidade.
Meta
Segundo dados mais otimistas da entidade All Africa House, ligada à Universidade de Cidade do Cabo, a África do Sul espera
acabar com a violência contra a mulher em 2015 por meio de programas sociais que o país desenvolve no momento.
Entretanto, a representante da entidade Reach acredita que a situação ainda deve piorar. "Os incidentes vão ficar mais graves.
Temos um grande número de drogas e álcool relacionados com estupro", explica Claudia.
Thassio Borges
Quem concorda com Claudia é a professora da Universidade da Cidade do Cabo, Lilian Artz. "Hoje é muito complicado
transformar esta meta em realidade, principalmente, quando nos deparamos com a falta dos equipamentos ou procedimentos
mais simples nos hospitais públicos da África do Sul. Atualmente, a vítima de estupro espera mais de horas para fazer o exame
pericial e comprovar a violência. Após isso, muitas vezes ela sai do hospital sem o kit com a medicação para prevencão do
HIV", detalha.
Ela ainda conta que quatro mulheres são assasssinadas todos os dias na África do Sul vítimas de algum tipo de violência. "O
governo possui metas, porém, não propõe soluções suficientes para amenizar o problema que cresce na mesma medida que
aumenta o número de mulheres que contraem HIV/Aids nestes casos", acrescenta.
As sul-africanas vítimas de violência doméstica e estupro contam com órgãos públicos de proteção, Comissão de Direitos
Humanos, outra comissão que promove a igualdade entre sexos e até mesmo várias organizações sem fins lucrativos
existentes no país. É comum encontrar anúncios, folhetos e campanhas em lugares públicos ou em comerciais na televisão,
rádio que reforçam o compromisso das entidades em oferecer o suporte necessário.
A lei que combate a violência doméstica e estupro existe na África do Sul desde 1998, mas a dificuldade das vítimas consiste
na junção de provas e dados necessários para incriminar o agressor. De acordo com o Departamento de Polícia sul-africano, a
mulher precisa, no caso de estupro, realizar o exame de DNA entre quatro e seis horas após o incidente, manter as roupas e
não tomar banho, preservar a cena do crime com o maior número de detalhes possíveis, passar por um exame médico pericial,
fazer uma denúncia na polícia para fornecer o máximo de informações. Existe um banco de dados de DNA, mas a polícia só
consegue provas quando há quantidade suficiente de material genético (sangue, esperma e saliva, por exemplo) para análise
após o estupro.
"Pela lei o estupro é considerado um ato grave e quem comete pode ficar preso até 20 anos, mas na prática isso raramente
acontece e tudo aqui vira papel arquivado na gaveta", lamenta Claudia Lopes.
PORTAL NACIONAL DE SEGUROS | NOTÍCIAS
DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Poupatempo Santos tem testes de saúde e orientações sobre a Hepatite C
Mais de 3 mil testes gratuitos para diagnóstico da doença serão disponibilizados no Posto do Governo do Estado
Na próxima semana, entre os dias 09 e 13 de abril, o Poupatempo Santos terá uma campanha de orientação e prevenção à
Hepatite C com orientações e testes gratuitos disponíveis para a população.
Das 9 às 17 horas, profissionais da área de saúde vão tirar dúvidas dos cidadãos sobre o tema, além de realizar cerca de 600
testes por dia para detecção do vírus. Em caso de diagnóstico positivo, o cidadão será encaminhado ao acompanhamento
ambulatorial especializado.
A campanha acontece no Poupatempo Santos, que fica na Rua João Pessoa, 246, Centro, e funciona de segunda a sextafeira, das 9 às 18 horas, e aos sábados, das 9 às 14 horas.
Programa Poupatempo
O Poupatempo é um Programa do Governo do Estado que, desde a inauguração do primeiro Posto, em 1997, já prestou mais
de 312,7 milhões de atendimentos. Atualmente conta com 31 unidades de atendimento instaladas na Capital, Grande São
Paulo, Litoral e Interior.
Assessoria de Comunicação do Poupatempo: (11) 3456 8844 / 8851
Poupatempo na internet: www.poupatempo.sp.gov.br
www.twitter.com/poupatemposp
www.poupatemposp.blogspot.com
www.flickr.com/poupatemposp
www.youtube.com/poupatemposp
RCM PHARMA | POLÍTICA DE SAÚDE
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
09/04/2012
Veja a matéria no site de origem
Dia Mundial da Saúde: ministro dedica data aos doentes mentais
O Ministro da Saúde chamou este sábado a atenção para as pessoas que estão dependentes e alertou para a necessidade
de encontrar mais respostas no plano da saúde mental, proporcionando a sua reinserção na comunidade.
Paulo Macedo quis dedicar o Dia Mundial da Saúde, assinalado este sábado, aos doentes mentais que se encontram
internados em instituições, visitando a Casa de Saúde da Idanha, onde há pessoas internadas há mais de 50 anos.
Durante a visita, o ministro fez questão de cumprimentar os doentes, que lhe retribuíram com sorrisos e até uma canção.
"No Dia Mundial da Saúde - dedicado ao envelhecimento activo - quisemos chamar a atenção para as pessoas que estão
dependentes", disse o ministro à Agência Lusa no final da visita.
"Se hoje em dia temos cada vez mais interiorizado que o envelhecimento deve ser feito de uma forma activa, integrada e
autónoma na sociedade, também devemos chamar a atenção para aqueles que não têm autonomia e que cabe ao Estado
proporcionar-lhes um apoio", sustentou.
Na Casa de Saúde da Idanha, fundada em 1894 e que pertence às Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, estão
internadas pessoas com diferentes graus de dependência mental. Tem uma capacidade de 500 camas que está completa.
Há vários casos de pessoas que ali "residem" há mais de 50 anos como observou Paulo Macedo, lembrando que este apoio
também é proporcionado pelo Serviço Nacional de Saúde.
"Esta é uma outra realidade do envelhecimento e outra realidade do Serviço Nacional de Saúde, que tem sido um apoio
consistente ao longo do tempo e se mantém", frisou.
Paulo Macedo salientou a importância desta instituição, que "há mais de 100 anos se dedica ao apoio às pessoas dependentes
no campo da saúde mental", e salientou a aposta no programa de saúde mental para ajudar estas pessoas.
O plano de saúde mental, disse, é um dos oito programas que o Ministério irá continuar a desenvolver e dar uma atenção
especial, sublinhando que as circunstâncias levam "a existir mais pessoas que necessitam de apoio nesta conjuntura".
Numa altura de crise, aumentam os problemas de saúde mental e, nesse sentido, o ministro referiu a necessidade de apoiar
instituições como estas e de criar novas unidades no campo dos cuidados continuados na área da saúde mental.
Outra aposta passa por, sempre que possível, inserir estas pessoas na comunidade, acrescentou.
Para um envelhecimento activo, o ministro afirmou que a aposta passa, sobretudo, por "uma maior permanência no mercado
de trabalho", mas também por as pessoas apostarem mais na sua saúde, com uma boa alimentação, exercício físico e menos
consumo de bebidas alcoólicas e sem fumo de tabaco.
REDE BRASIL ATUAL | TRABALHO
DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS | ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Ministério da Saúde se opõe a teste de HIV em concurso da PM do Espírito
Santo
Por: Redação da Rede Brasil Atual
São Paulo - A Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde enviou ofício à Polícia Militar do Espírito Santo
cobrando a mudança de edital de seleção de profissionais que coloca o teste de HIV como condição para a contratação.
"A determinação disposta no edital fere diretamente os princípios da dignidade humana", observa o secretário Jarbas Barbosa
da Silva Jr., que cita artigos da Constituição que vetam qualquer critério discriminatório na seleção de trabalhadores. Ele
lembra ainda que é de sigilo pessoal a informação sobre a Aids. "Exigir de candidato a cargo público ou privado a realização
de exames anti-HIV para considerá-lo apto ou inapto para o exercício de atividade laboral implica violação à garantia
constitucional", adverte.
O Ministério da Saúde considera que não há justificativa científica para a exclusão prevista pelo edital, já que o vírus, além de
poder não manifestar sintomas clínicos durante muitos anos, não impede qualquer das habilidades necessárias para a função
de policial. O edital prevê ainda a exclusão em caso de qualquer doença sexualmente transmissível, o que levou o secretário a
reiterar que estas enfermidades não são impeditivo para se assumir um trabalho.
O ofício é enviado após reclamação apresentada pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e
Transexuais (ABGLT), que lembra em carta enviada ao governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), o sucesso
do programa brasileiro de combate ao HIV e as diversas portarias editadas pelo governo federal no sentido de evitar a
discriminação dos pacientes com Aids. "O conceito de direitos humanos no combate à epidemia da Aids é amplo, indo desde
a promoção da cidadania de populações historicamente marginalizadas, até a garantia dos direitos humanos de pessoas que
vivem com HIV e/ou Aids", afirma a associação.
SRZD | CIÊNCIA E SAÚDE
DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Dia Mundial de Luta contra o Câncer: médicos ressaltam prevenção
Foto: ReproduçãoNeste dia 8 de abril é o Dia Mundial de Luta contra o Câncer, por isso, o SRZD traz uma entrevista com a
pediatra e presidente da Sociedade Brasileira de Imunização no Rio de Janeiro, Isabella Ballalai, e com o mastologista,
cancerologista e presidente da Federação das Sociedades de Cancerologia da América do Sul, Roberto Gomes. Ao SRZD, os
médicos falaram sobre a incidência da doença no Brasil, a importância de sua prevenção e cuidados.
Tratando-se de um problema de saúde pública mundial, em 2012 são esperados 275.870 casos de câncer no mundo para o
sexo masculino e mais de 260 mil para as mulheres. Segundo o Inca, a maior incidência pode ser observada em países em
desenvolvimento, por isso, atualmente se investe tanto em campanhas de prevenção contra a doença.
Entre os brasileiros "o câncer mais comum é o de pele, mas não é o câncer que mais mata", explica o doutor Ricardo Gomes.
"Os cânceres que mais matam são, entre as mulheres, o de mama, pulmão e útero. E entre os homens, de pulmão, próstata e
estômago", completa.
Mas "felizmente, os cânceres de maior incidência podem ser prevenidos ou ter seu diagnóstico feito precocemente, desde que
a pessoa faça exames rotineiros", afirma o médico. "Sem estes exames, o diagnóstico precoce é difícil", com exceção para o
câncer de pele, que é visível", acrescenta.
Segundo o doutor Ricardo Gomes, "dependendo do tipo de câncer que o paciente teve, suas chances de ter um outro tipo
aumentam". Entretanto, Isabella Ballalai explica que essa regra não é obrigatória. "Essa tendência passa muito pela genética, e
essas pessoas tem maior probabilidade, que pode ser geral ou específica", disse ela.
Os diversos tipos de cânceres podem ainda ser transmitidos por meio de relações sexuais, como é o caso do câncer de colo
do útero, pênis e ânus, considerados vírus HPV, assim como a Hepatite B.
Isabella Ballalai afirma que para estes tipos existem vacinas que reduzem em 99% as chances do desenvolvimento da doença.
Mas ressalta que elas não têm ação de tratamento e não previnem todas as infecções por HPV. Por isso é importante estar
atento aos meios de prevenção além das vacinas, como uso de Preservativos e cuidados no compartilhamento de objetos
perfurcortantes, aparadores de unha e cutícula, por exemplo.
No caso das mulheres, o mais comum é o câncer de colo do útero em que "100% dos casos estão relacionados a infecção por
HPV", afirma Isabella. Nestes casos, além da observação dos sintomas, "é importante a realização do exame preventivo de
ano em ano, ou de três em três anos", disse ela acrescentando que os hábitos e exames são os únicos meios de prevenção
contra HPV.
As vacinas HPV protegem contra os tipos 16 e 18, no caso da bivalente, considerados oncogênicos e responsáveis por 70%
dos casos de câncer, principalmente colo do útero. Por esta razão é mais indicada para as mulheres. Já a quadrivalente
protege contra os tipos 16, 18 e também HPV 6 e 11, responsáveis por 90% das verrugas genitais, mais indicadas aos
homens. Embora ofereçam proteção adicional contra outros tipos causadores de cerca de 10% dos cânceres de colo do útero.
As vacinas existem também para prevenir a Hepatite B, disponíveis gratuitamente nos postos de saúde para homens e
mulheres com até 29 anos. Pessoas acima desta idade, podem ser vacinadas em clínicas privadas.
Segundo Isabella Ballalai, 90% dos recém-nascidos com o vírus da Hepatite B desenvolvem a doença de forma crônica. Por
isso, é importante que os casais estejam vacinados antes da gestação do bebê. "O ideal é vacinar antes do início da vida
sexual", observa a médica.
Após a incidência de um câncer, geralmente, o paciente é considerado curado após cinco anos sem recidiva, entretanto essas
chances nunca são de 100%, diz Ricardo. "Nunca se pode garantir 100% que a pessoa esteja curada, devido a células que
podem ficar por décadas em período de semi-latência e depois voltarem a divisão celular", explica. Por isso, o paciente que
teve câncer "precisa fazer exames de revisão anuais o resto da vida".
TOP NEWS | NOTÍCIAS
DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS | ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Dia Mundial de Combate ao Câncer é comemorado este domingo
Vacinas contra outras doenças podem ajudar a evitar tumores malignos
Fonte: Jornal Brasil
A confraternização com os familiares e a tradicional troca de chocolates são certamente deliciosas, mas este domingo de
Páscoa também é dia de atentar para os cuidados com a saúde. Hoje, 8 de abril, comemora-se o Dia Mundial de Combate ao
Câncer, segunda doença que mais mata em todo o mundo - ficando atrás somente dos transtornos cardiovasculares. Segundo
dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o número de pessoas com a enfermidade deve chegar a 75 milhões em
2030. A estimativa é de que a taxa anual de mortalidade chegue a 13 milhões. No país, o Instituto Nacional de Câncer (Inca)
indica que mais de 1 milhão de novos casos devem ser registrados até 2013.
Embora as estatísticas não sejam nem um pouco tranquilizadoras, os avanços na medicina e a possibilidade de diagnósticos
cada vez mais precoces têm melhorado as perspectivas dos que descobrem ter algum tumor maligno. Hoje, ainda de acordo
com o Inca, mais de 50% dos tipos da doença já podem ser curadas, desde que tratados em estágios iniciais. Além disso, as
terapias estão se tornando cada vez mais brandas e eficientes, conforme mostrou o Jornal do Brasil em reportagem sobre o
câncer de mama. Além disso, há cirurgias feitas com o auxílio de robôs - menos invasivas - e pesquisas genéticas que podem
ajudar a desenvolver intervenções "personalizadas" no futuro.
Isto, no entanto, não é motivo para deixar de se precaver. As velhas recomendações para não fumar, não ingerir bebidas
alcoólicas, manter o peso ideal, uma alimentação saudável, praticar atividades físicas e evitar a exposição ao sol em excesso
continuam valendo. Outra medida simples e importante é ficar atento à vacinação. A imunização contra o HPV (vírus do
papiloma humano), por exemplo, diminui sensivelmente o risco de câncer de colo de útero - o segundo mais incidente na
população feminina.
"Muitas pessoas ainda não sabem que o câncer de colo de útero está relacionado com o vírus do papiloma humano (HPV),
transmissível sexualmente e presente na maior parte das lesões pré-cancerígenas. As vacinas aprovadas pelo Ministério da
Saúde [não são fornecidas pela rede pública] para uso no Brasil previnem os principais tipos de HPV associados a esse câncer
e às verrugas genitais. São recomendadas para mulheres entre 9 e 26 anos", explica o médico Renato Kfouri, presidente da
Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). Os homens também devem se proteger. Além de cuidar de suas mulheres,
também estarão se protegendo dos cânceres de pênis e ânus.
Pesquisa mostra boa aceitação da vacinação contra HPV em adolescentes
A vacina contra a hepatita, disponibilizada gratuitamente na rede pública de saúde, é outra arma poderosa. Cerca de 50% dos
pacientes com carcinoma hepatocelular, tumor de fígado mais comum, têm Cirrose hepática, que pode estar associada à
Hepatite crônica.
"A vacina contra a Hepatite B, doença transmissível sexualmente e também pelo sangue contaminado, tem grande impacto na
redução da incidência desse tipo de câncer", destaca Isabella Ballalai, presidente da SBIm-RJ, que fala sobre a necessidade
de esclarecer toda e qualquer dúvida com os médicos. "É importante aproveitar o momento da consulta para conversar sobre
como colocar o calendário de vacinação da família em dia e, claro, manter-se atualizado. A informação é grande aliada da
saúde", conclui a especialista.
TOP NEWS | NOTÍCIAS
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Saúde do Estado tem projetos validados pelo Ministério da Saúde para Copa
2014
A Secretaria de Estado de Saúde já tem o seu planejamento estratégico para as ações de Saúde que serão inseridas nos
programas Macros da Secopa que envolvem o evento Copa do Mundo 2014.
Na competência da Saúde Pública em promover o bem estar dos visitantes e da população é que a Secretaria de Estado de
Saúde já sistematizou as frentes de trabalho que estão divididas em dois grandes eixos,que são as Redes de Serviços em
Assistência em Saúde e Vigilância em Saúde.
Na Área da Assistência a SES está trabalhando na reorganização das Redes de Serviços do SUS, da Região Metropolitana. O
Estado junto com os municípios que compõem a Região do Vale do Rio Cuiabá,trabalha na finalização do Plano Estadual de
Atenção as Urgências e Emergências que tem os componentes: Samu 192, Atenção Domiciliar,Sala de Estabilização,Unidade
de Pronto Atendimento(UPA), Pronto Socorro e Hospital com Porta de Entrada,Leitos de Retaguarda,Leitos de UTI e Leitos de
internação de longa Permanência.
O Ministério da Saúde já tem o compromisso de liberar R$ 45 milhões para obras e reformas dos Prontos Socorros de Cuiabá
e Várzea Grande e demais unidades de Saúde que estão no território da Região Metropolitana.
Os Municípios de Cuiabá e Várzea Grande já estão na fase de iniciar as obras das Unidades de Pronto Atendimento sendo
duas Upas para Cuiabá e uma Upa para Várzea Grande.
O Projeto SAMU 100% no Estado já tem a aprovação do Ministério da Saúde. Para a implantação da Central Estadual de
Regulação do SAMU que terá abrangência de todas as regiões do Estado,terá investimento de R$ 5 milhões por parte do MS.
O Estado também formulou o Plano de Capacitações tanto para a área de Assistência em Saúde quanto para a área das
Vigilâncias (epidemiológica, ambiental e sanitária). O Plano prevê ainda capacitar a população que trabalha com a área de
alimentos, bares, restaurantes na garantia da qualidade sanitária dos alimentos.
O Plano de Vigilância em Saúde está dividido em três projetos; o Projeto Ágil Saúde que prevê a implantação do Centro de
Referência de Serviços de Atenção Epidemiológica do Estado; o Projeto VITAE que prevê a implantação da rede de
monitoramento de qualidade da água e selo de qualidade sanitária para alimentos e serviços; o Projeto VigiCopa prevê
qualificar e modernizar os serviços de Vigilância em Saúde.
O Secretário de Estado de Saúde, Vander Fernandes, ao comentar sobre os trabalhos que a Saúde Pública está
desenvolvendo para a Copa 2014, disse que está tendo o apoio incondicional do Ministério da Saúde, e com a implantação
desses projetos haverá uma transformação porque não dizer uma revolução na Administração Pública da Saúde no Estado
com foco na eficiência, tecnologia e acessibilidade.
"Já estamos em mudança de conceito de Gestão da Saúde Pública, quando buscamos parceiros para administrar nossos
hospitais,com as Organizações Sociais de Saúde. Quanto a estrutura da Rede Física vamos ter reforço na assistência com a
construção do Hospital Central por meio da Parceria Público Privada; a construção do novo Hospital Universitário Júlio Müller;
a implantação do Hospital dos Transplantes que terá perfil no atendimento aos transplantes inicialmente rim e medula óssea e
servirá de referência para cirurgia cardiovascular e neurologia adulto e infantil", destaca.
O secretário Vander Fernandes lembra que "o Hospital Metropolitano, localizado no município de Várzea Grande, atende a
média e alta complexidade em diversos serviços incluindo a ortopedia. Estaremos buscando meios para promover a eficiência
e assegurar saúde e qualidade de vida a todos os visitantes e a população de Mato Grosso o ganho nos avanços da Saúde
Pública", finalizou.
VEJA.COM | ESPORTE
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Pelo Twitter, goleiro reserva revela que Abidal será operado na terça-feira
Barcelona, 8 abr (EFE).- O goleiro José Manuel Pinto, reserva do Barcelona, revelou através de seu Twitter que o lateralesquerdo Eric Abidal será submetido a um Transplante de fígado nesta terça-feira, informação que não foi confirmada pelo
clube catalão.
A Agência EFE consultou diversas fontes no Barcelona e o silêncio é absoluto sobre a situação do atleta francês. O goleiro, de
36 anos, divulgou a informação junto com fotografias do lateral e do zagueiro Piqué, que posteriormente foram apagadas.
As imagens seriam de uma suposta festa na casa de Abidal, em apoio ao jogador antes da operação. Em uma fotografia,
Abidal e Piqué aparecem dentro da piscina.
Abidal foi operado há treze meses no Hospital Clínico de Barcelona, em intervenção que ameaçava afetar sua carreira.
Entretanto, o jogador voltou ainda na mesma temporada e atuou na final da Liga dos Campeões, após a vitória sobre o
Manchester United.
Atualmente, o lateral de 31 anos, segue treinando com o elenco da equipe catalã. Contudo ele não vem sendo relacionado
para as partidas do Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões e Copa do Rei. EFE
asf/bg
YAHOO NOTÍCIAS | ESPORTE
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Pelo Twitter, goleiro reserva revela que Abidal será operado na terça-feira
EFEEFE
Barcelona, 8 abr (EFE).- O goleiro José Manuel Pinto, reserva do Barcelona, revelou através de seu Twitter que o lateralesquerdo Eric Abidal será submetido a um Transplante de fígado nesta terça-feira, informação que não foi confirmada pelo
clube catalão.
A Agência EFE consultou diversas fontes no Barcelona e o silêncio é absoluto sobre a situação do atleta francês. O goleiro, de
36 anos, divulgou a informação junto com fotografias do lateral e do zagueiro Piqué, que posteriormente foram apagadas.
As imagens seriam de uma suposta festa na casa de Abidal, em apoio ao jogador antes da operação. Em uma fotografia,
Abidal e Piqué aparecem dentro da piscina.
Abidal foi operado há treze meses no Hospital Clínico de Barcelona, em intervenção que ameaçava afetar sua carreira.
Entretanto, o jogador voltou ainda na mesma temporada e atuou na final da Liga dos Campeões, após a vitória sobre o
Manchester United.
Atualmente, o lateral de 31 anos, segue treinando com o elenco da equipe catalã. Contudo ele não vem sendo relacionado
para as partidas do Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões e Copa do Rei. EFE
asf/bg
YAHOO NOTÍCIAS | ESPORTE
ASSUNTOS RELACIONADOS À DST/AIDS E HEPATITES
08/04/2012
Veja a matéria no site de origem
08/04/2012 - Goleiro reserva diz que Abidal será operado na terça
O goleiro José Manuel Pinto, reserva do Barcelona, revelou através de seu Twitter que o lateral-esquerdo Eric Abidal será
submetido a um Transplante de fígado nesta terça-feira, informação que não foi confirmada pelo clube catalão.
A Agência EFE consultou diversas fontes no Barcelona e o silêncio é absoluto sobre a situação do atleta francês. O goleiro, de
36 anos, divulgou a informação junto com fotografias do lateral e do zagueiro Piqué, que posteriormente foram apagadas.
As imagens seriam de uma suposta festa na casa de Abidal, em apoio ao jogador antes da operação. Em uma fotografia,
Abidal e Piqué aparecem dentro da piscina.
Abidal foi operado há treze meses no Hospital Clínico de Barcelona, em intervenção que ameaçava afetar sua carreira.
Entretanto, o jogador voltou ainda na mesma temporada e atuou na final da Liga dos Campeões, após a vitória sobre o
Manchester United.
Atualmente, o lateral de 31 anos, segue treinando com o elenco da equipe catalã. Contudo ele não vem sendo relacionado
para as partidas do Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões e Copa do Rei.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards