Como aproveitar a Copa do Mundo

Propaganda
Como aproveitar a Copa do Mundo para fazer marketing e aumentar as vendas
Discussão surgida na rede PEGN levanta ideias para dar visibilidade à empresa na época
do mundial
Nos dias que antecedem a Copa do Mundo, é difícil pensar em outra coisa: tudo gira em
torno desse tema. E a melhor solução para uma empresa não ser deixada de lado pelo
consumidor é entrar na onda do futebol. “É um momento muito propício para explorar a
associação com a Copa, porque todos os consumidores estão pensando no assunto”, diz
Robert Alvarez, professor do Núcleo de Esportes da ESPM. Mas entre sortear um kitchurrasco, distribuir bandeirinhas ou pintar a loja de verde e amarelo há muita diferença.
Qual é a melhor maneira de fazerações de marketing nesse período?
Foi o que o empresário Daniel do Nascimento, proprietário da Sansão, empresa de materiais
de construção em Ceilândia, no Distrito Federal, perguntou na rede social da revista
PEGN. Fomos atrás de um especialista que pudesse nos ajudar a responder essa questão.
E usando como fonte a própria rede, contatamos empreendedores que compartilharam ali
suas histórias para produzir esta reportagem.
“Colocar detalhes na loja com as cores do Brasil é uma ação positiva. Mas devem ser
detalhes; uma alusão muito espalhafatosa pode dar um resultado ruim”, diz Alvarez. Pintar a
loja toda de verde e amarelo, então, está fora de questão. É importante que as mudanças
não afetem o projeto visual do varejo. Adesivos coloridos na vitrine principal, por exemplo,
são uma mudança mais sutil e que já fazem o consumidor sentir o clima de Copa do Mundo.
Outra opção é sortear entre os consumidores itens relacionados ao mundial, ação que
requer um certo planejamento do empreendedor e faltou justamente isso para Sérgio
Lemos, sócio da loja de computadores e lanhouse Slothz Informática, de Belo Horizonte.
Ele resolveu sortear uma televisão de 24 polegadas para atrair mais clientes. A cada R$ 10
gastos em compras o consumidor preenchia um cupom para concorrer ao prêmio. Apesar
de a ação ter sido pensada com dois meses de antecedência, faltou tempo, e Lemos
preferiu desistir da ideia no meio do caminho. “Eu tinha 60 dias; até pôr o plano de
marketing no papel já foi uma semana; negociar anúncio no jornal e criar logomarca, mais
uma; a TV demorou três dias para chegar… Fazendo as contas, a promoção teria um tempo
de exposição muito curto, sairia muito cara, e eu correria o risco de atingir poucas pessoas”,
conta ele.
A meta que Lemos havia estabelecido era atingir pelo menos mil pessoas, mas o tempo
apertado tornaria o objetivo inalcançável. Outro fator complicador era que o site do
estabelecimento estava passando por reformulação, o que dividiu as atenções do
empreendedor. Além disso, Lemos desanimou por causa da concorrência com as grandes
varejistas. “As lojas dão várias tevês de 45 polegadas, e eu só ia sortear uma de 24”, afirma
ele, que não perdeu todo o ânimo. “Se for fazer uma ação para a Copa de 2014 ou outro
evento, já sei que tenho que planejar com mais antecedência”, diz.
Planejado em novembro do ano passado, o concurso cultural da MicroWay Franchising,
rede de educação e treinamento em tecnologia, está dando resultado. A opção foi por um
quiz com perguntas relacionadas à Copa. Os usuários deveriam se cadastrar e responder a
dez questões, e quem respondesse em menor tempo ganharia uma camiseta oficial da
seleção. “Em três semanas de promoção, já temos mais de 10 mil cadastros, e uma média
de 1200 acessos diários ao hotsite”, afirma Rafael Rocha, gerente de marketing da
MicroWay.
O concurso cultural vai até 14 de junho, são 50 dias corridos e 50 camisetas distribuídas.
Rocha comemora não somente o crescimento de 15% na visitação do site da empresa, mas
o aumento da interação com o internauta. “Tem gente que faz o quiz todos os dias, porque
as perguntas mudam, e porque todo dia é uma nova chance de ganhar o prêmio”, afirma
ele. Com uma ação pontual no Twitter, um sorteio de cinco camisetas personalizadas da
empresa para quem encaminhasse a frase e o link do site da promoção, a MicroWay
triplicou o número de seguidores e teve 800 menções na rede social em quatro dias.
Download
Random flashcards
Criar flashcards