A Importância da Família Considerações Finais

Propaganda
1
A Importância da Família Considerações Finais
Extraído do capítulo POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA
SOCIAL PARA IDOSOS ( páginas 24 e 25) – de um dos livros que
compõem o acervo do Programa Futuridade, excelentes documentos
escritos por gerontologistas de renome, abordando as múltiplas facetas
do processo de envelhecimento e o que fazer para que pessoas idosas
tenham uma vida de boa qualidade.
O programa Futuridade, da SEADs – Secretaria Estadual de
Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo, foi idealizado pelo
então governador José Serra, hoje candidato forte à eleição para
Presidente da República, que em seu governo de 2006 a 2010 colocou
como prioridade a pesquisa e os passos a serem tomados para proteger
e valorizar a vida do segmento populacional paulista enquadrado na
chamada Terceira Idade.
O trabalho foi primeiramente iniciado na gestão do dr. Rogério Amato
como Secretário de Estado da Assistência Social de 2006 a maio 2009,
continuado por sua sucessora a Secretária Rita Passos e prossegue na
gestão do Secretário Luiz Carlos Delben Leite, sob a coordenadoria
eficiente da assistente social Val Maria Vieira.
O texto é de autoria de Sandra Regina Gomes, fonoaudióloga,
mestranda em Gerontologia, responsável pela implementação de
políticas públicas para idosos na cidade de São Paulo.
No mundo todo a família é a grande cuidadora de pessoas idosas e, dentro
da família, está sempre em destaque a figura da mulher, à qual, falando-se
de maneira universal, cabe a responsabilidade pelo tratamento dado em
casa a crianças, velhos, pessoas doentes, o que coloca um fardo pesado
sobre as mulheres, algo que precisa ser bem avaliado em políticas públicas
a serem adotadas.
O texto de Sandra Regina Gomes tem como título “ a importância da
família” e vamos abordar suas idéias com muita atenção. Sandra diz:
“O reconhecimento da importância da família na vida social da pessoa
idosa, merecedora da proteção do Estado, está explícito no artigo 16 da
Declaração dos Direitos Humanos, que traduz a família como o núcleo
natural e fundamental da sociedade, e é endossado no Estatuto do Idoso,
que declara em seu artigo 3º:
2
“É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder
Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do
direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte,
ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e
à convivência familiar e comunitária. “
A assistência social com intervenção na família deve prevenir a ruptura
dos vínculos, promovendo o fortalecimento das relações afetivas, de forma
que o idoso permaneça em seu núcleo familiar, com papel participativo e
senso de pertencimento. Portanto, pode-se concluir que, para a família
prevenir, proteger, promover e incluir seus membros, é preciso garantir
condições de sustentabilidade. Nesse sentido, a PNAS tem como foco
atender às necessidades da família, de seus membros e dos indivíduos,
conforme os diferentes arranjos familiares.
A família cada vez mais é apontada como suporte da rede social da pessoa
idosa, sendo convidada a assumir o seu papel de proteção social. A
garantia de ofertas de programas e serviços para dar apoio e
sustentabilidade às famílias tem lugar privilegiado nas discussões e
formulações de políticas públicas sociais incluídas no PNAS.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Entende-se por políticas públicas “o conjunto de ações coletivas voltadas
para a garantia dos direitos sociais, configurando um compromisso
público que visa a dar conta de determinada demanda, em diversas
áreas.”.(Guareschi, Comunello, Nardini e Hoenisch, 2004, p.108). Para
tanto, torna-se necessária a formação de uma equipe transdisciplinar, pois
um projeto de política pública deve, obrigatoriamente, permitir a
transversalidade, além de estabelecer um diálogo consciencioso entre as
partes (Ferreira, 2008). A articulação e a integração entre todas as
políticas públicas constituem uma ação estratégica para assegurar a
complementaridade da rede de atendimento às pessoas idosas, para que a
população possa envelhecer com segurança e dignidade.
Esse é o compromisso da Política Nacional de Assistência Social que, em
consonância com o Estatuto do Idoso e com o Plano de Ação Internacional
para o Envelhecimento, reconhece a urgência da consolidação da rede de
proteção e promoção social da pessoa idosa, na direção de uma sociedade
para todas as idades.
Digitado por Maria Amélia Vampré Xavier em 29 de junho, 2010.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards