as condições gerais de produçco presentes na regico oeste paulista

Propaganda
AS CONDIÇÕES GERAIS DE PRODUÇÃO PRESENTES NA REGIÃO
OESTE PAULISTA: UM ESTUDO A PARTIR DAS CIDADES MÉDIAS DE
PRESIDENTE PRUDENTE E SÃO JOSÉ DO RIO PRETO
Felipe Augusto Leite Vaz de Lima. (Aluno-autor) Campus: Universidade Estadual Paulista. Curso de
Geografia. e-mail: [email protected] Maria Terezinha Serafim Gomes (orientador), Faculdade
de Ciências e Tecnologia, Campus de Presidente Prudente, Departamento de Geografia, e-mail:
[email protected]: FAPESP.
Palavras Chave: Desconcentração industrial, fatores locacionais, investimentos, condições gerais de produção.
Introdução
A partir dos anos 1970 inicia-se o processo de
desconcentração econômica e industrial, em que a
Capital e a Região Metropolitana de São Paulo
(RMSP) começam a perder posição na participação
da indústria estadual, passando de 43,4% em 1970
para 38,8% em 1975 e para 34,2% em 1980,
enquanto o Interior aumenta sua participação,
passando de 14,7% para 17,1% em 1975 e para
20,2% em 1980, principalmente as regiões
contíguas a RMSP, como Campinas, Sorocaba, São
José dos Campos e Baixada Santista. Esse
movimento da desconcentração econômica e
industrial, de modo geral está associado às
“deseconomias de aglomeração” da Região
Metropolitana de São Paulo e as “condições gerais
de produção” presentes em outras regiões, ligada as
redes de transporte e comunicação, bem como a
expansão da fronteira agrícola e exploração mineral.
Objetivos
O objetivo da pesquisa é identificar e analisar as
condições gerais de produção presentes nas
cidades de Presidente Prudente e São José do Rio
Preto, na região Oeste Paulista, considerando os
fatores locacionais.
universidades, escolas técnicas, entre elas: escolas
técnicas (ETEC, SENAI, SENAC), Universidades
(UNOESTE, UNESP), faculdades (Toledo, UNIESP),
etc. São José do Rio Preto possui uma logística
multimodal com a presença de rodovias federal e
estaduais, ferrovias, Aeroporto Regional, Estação
Aduaneira do Interior (EADI), além disso, a região
tem acesso a hidrovia Tietê-Paraná. Também conta
com escolas técnicas (ETEC, SENAI, SENAC),
universidades (UNESP, UNIP), faculdades (UNIESP,
FAMERP), entre outros.
Conclusões
A partir dos resultados parciais, a pesquisa revelou a
diferença na atração de investimentos empresariais
para os municípios de São José do Rio Preto e
Presidente Prudente. Essa diferença pode estar
relacionada à presença de condições gerais de
produção mais atrativas em São José do Rio Preto.
Em 2013, em Presidente Prudente o total de
investimentos foi na ordem US$ 5,9 milhões,
enquanto São José do Rio Preto recebeu US$ 39,3
milhões em investimentos.
Agradecimentos
Agradecemos à FAPESP (Fundação de Amparo à
Pesquisa do Estado de São Paulo).
____________________
1
Material e Métodos
A metodologia baseou-se em revisão bibliográfica
sobre o tema, pesquisas em sites: IBGE, Fundação
SEADE, ANATEL, INFRAERO, DER para coleta de
dados e informações pertinentes à pesquisa.
Resultados e Discussão
Segundo Lencioni (2007), as condições gerais de
produção estão ligadas aos equipamentos de
consumo coletivo direto e indireto. Desse modo, as
condições gerais de produção estão relacionadas os
equipamentos e serviços especializados, hidrovias,
aeroportos, estradas para a circulação de
mercadorias e pessoas, redes de fibras óticas, rede
de telecomunicações e informática, centros de
pesquisas e universidades,hospitais, centro de lazer,
entre outros.Presidente Prudente conta com rede de
telefonia, aeroporto regional, rodovias. Além disso,
podemos observar a presença de faculdades,
XXVIII Congresso de Iniciação Científica
CANO, W. Concentração e desconcentração econômica
regional no Brasil: 1970/95. Economia e sociedade, v. 8, p. 101139, 1997.
2
FUNDAÇÃO
SEADE.
Pesquisa
de
Investimentos
Anunciados no Estado de São Paulo (Piesp). Disponível em:
http://www.seade.gov.br/pesquisas-em-andamento/pesquisa-deinvestimentos-anunciados-no-estado-de-sao-paulo-piesp/.
Acesso em: 06 mai. 2015.
3
GOMES, M.T.S. O processo de reestruturação produtiva em
cidades do oeste paulista: Araçatuba, Birigui, Marília,
Presidente Prudente e São José do Rio Preto. 2007. Tese.
(Doutorado em Geografia). Universidade de São Paulo, FFLCH:
São Paulo.
4
LENCIONI, S. Condições gerais de produção: um conceito a ser
recuperado para a compreensão das desigualdades de
desenvolvimento regional. Scripta Nova. Revista electrónica de
geografía y ciencias sociales. Barcelona: Universidad de
Barcelona, 1 de ago. de 2007, vol. XI, núm. 245 (07). Disponível
em: <http://www.ub.es/geocrit/sn/sn24507.htm> Acesso em: 06
Mai. 2015.
5
NEGRI, B. Concentração e desconcentração industrial em
São Paulo (1880-1990). Unicamp, 1996.
6
PACHECO, C. A. A fragmentação da nação. Campinas: Ed.
Unicamp/Instituto de Economia, 1998.291p.
Download
Random flashcards
teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards