tráfico de escravos foi uma das principais medidas contra a

Propaganda
ó
–
tráfico de escravos foi uma das principais medidas contra a escravatura, assim como
Paula Beiguelman (2004), que soma a essa mesma linha de pensamento jogos políticos
e partidários entre os grupos Liberais e Conservadores. Nesta linha, a historiadora
credita a fatos também internos às decisões sobre o fim da escravidão.
Em 1850, com a Lei ―Bill Alberdeen‖, acontece o fim do tráfico, sob a
penalidade de julgamento pela corte inglesa, caso algum navio com negros fosse
encontrado nos mares. O preço do escravo acabou então se elevando dentro do país,
assim como em Cuba, e a expectativa de usá-los como garantias financeiras também se
reduziu, já que começaram a ficar escassos. Assim, a nova garantia entre transações
financeiras seriam as terras, a partir da aplicação da Lei de Terras, que visava demarcar
públicas e detectar possíveis posseiros no Brasil.
É interessante ressaltar que o governo Imperial propunha a compra destas terras
pelo imigrante, como quesito para atração destes, desde que esse pudesse comprá-las,
gerando lucros ao governo, que seriam investidos na transação entre colonos que não
possuíam meios para pagar sua vinda. Dentro deste aspecto, o colono chinês teve seu
destaque. Em Cuba, este destaque foi ainda maior, tanto pela maior quantidade quanto
pelas palavras de Fraginals (1978), que a considera essencial para a manutenção da
produção.
Em 1886, Cuba experimentou o fim da escravidão, mesmo que trabalhadores
assalariados já ocupassem pequeno espaço na sociedade cubana e passou a cogitar a
imigração branca como forma de obter progresso econômico (SCOTT , 1991, p. 52).
Esta imigração, entretanto, devia acontecer baseada no trabalho e sem outros
fins. Porém, o quadro cubano é mostrado com receio, já que o país passara por uma
guerra e uma brusca queda nas exportações, a Guerra dos Dez Anos (1868-1878),
somando-se a isso a competição das exportações açucareiras com as Antilhas. Assim, as
áreas rurais cubanas sofreram com o êxodo rural, a taxa de mortalidade crescente e a
falta de produção.
Todos esses quesitos estagnaram a economia e fizeram crescer a necessidade de
trabalhadores nos campos, a fim de que a economia se recuperasse. Apesar do período
complexo pelo qual a Ilha passava, a imigração ficou assegurada. Esta corrente
migratória esteve ligada ao desenvolvimento das Centrais (Indústrias açucareiras
cubanas), que, após a Emenda Platt, passaram a contar com capital norte-americano,
estimulando a produção e a imigração de espanhóis e outros grupos (RIVA, 1975, p.
51).
464
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards