KARL MARX (1818-1883) – MATERIALISMO HISTÓRICO

Propaganda
KARL MARX (1818-1883)
Objetivo do estudo - De entender o capitalismo.
Produziu obras: filosofia, economia, e sociologia.
Intenção – não era contribuir para o desenvolvimento da ciência, mas propor uma
ampla transformação política, econômica e social.
Sua obra máxima, “O Capital” - para todos, não apenas aos estudiosos da economia,
da política e da sociedade.
- As contradições básicas da sociedade capitalista e as possibilidades de superação
apontadas pela obra de Marx não puderam, pois permanecer ignoradas pela
sociologia.
A trajetória de Karl Marx é marcada pelo desenvolvimento de conceitos importantes
como:
ALIENAÇÃO
- a industrialização, a propriedade privada e a forma assalariada separavam o
trabalhador:
a) dos meios de produção – ferramenta, matéria-prima, terra e máquina - que se
tornaram propriedade privada do capitalista.
b) do fruto de seu trabalho, que também é apropriado pelo capitalista.
c) Politicamente tb, - princípio da representatividade política, segundo ele, não é
imparcial, e sim parcial, pois só atende aos interesses de uma classe dominante.
Solução: Uma vez alienado, o homem só pode recuperar sua condição humana
pela crítica radical ao sistema econômico, à política e à filosofia que o excluíram
da participação efetiva na vida social.
CLASSES SOCIAIS
- todos os homens são iguais, política e juridicamente.
- Liberdade e justiça são direitos inalienáveis de todo cidadão.
Marx - proclama a inexistência de tal igualdade em razão das relações de
produção do sistema capitalista que dividem os homens em proprietários e nãoproprietários dos meios de produção.
- Identificou relações de exploração da classe dos proprietários (a burguesia) sobre a
dos trabalhadores
- propriedade privada dos meios de produção - faz com que os trabalhadores, a fim
de assegurar a sobrevivência, tenham de vender sua força de trabalho ao
empresário capitalista, o qual se apropria do produto do trabalho de seus
operários.
TRABALHO, VALOR E LUCRO.
O capitalismo transformou o trabalho em mercadoria:
- não uma mercadoria qualquer:
- produtos usados - desgastam ou desaparecem,
- uso da força de trabalho significa, ao contrário, criação de valor.
- trabalho provoca uma espécie de ressurreição ao objeto. Ex: Ex: Couro + faca +
linha = produtos mortos - + trabalho = novo produto mais valioso.
Valor, - produção da matéria prima + outras etapas de produção + tempo de trabalho
= valor final.
Lucro, valorização da mercadoria se dá no âmbito de sua produção
- o preço final elevado - possibilidade de ganhos imediatos, atrai outros capitalistas
como concorrentes - risco de inundar o mercado com artigos semelhantes, queda de
preços;
MAIS-VALIA
Uma força de trabalho humano - nove horas = 3 pares de sapatos
Uma indústria altamente mecanizada – nove horas = 20 pares de sapato
= força de trabalho vale cada vez menos e, ao mesmo tempo, graças à maquinaria
desenvolvida, produz cada vez mais. Esse é, em síntese, o processo de obtenção
daquilo que Marx denomina mais-valia.
MODO DE PRODUÇÃO
- Estudo do modo de produção é fundamental para compreender como se organiza
e funciona uma sociedade.
- As relações de produção, nesse sentido, são consideradas as mais importantes
relações sociais. Os modelos de família, as leis, a religião, as idéias políticas, os
valores sociais são aspectos cuja explicação depende, em princípio, do estudo do
desenvolvimento e do colapso de diferentes modos de produção.
Segundo o marxismo:
1) a característica central de qualquer sociedade = modo de produção
(escravista, feudal ou capitalista), que varia com a história e determina as
relações sociais. Com o processo produtivo, os homens criam as próprias
condições de sua existência. A história seria, então, o resultado das lutas
entre os interesses das diferentes classes sociais.
2) Esse conflito só desapareceria com a instalação da sociedade comunista,
concebida como igualitária e justa. Nela, o estado é abolido, não há divisão
social nem exploração do trabalho humano, e cada indivíduo contribui de
acordo com sua capacidade e recebe segundo sua necessidade.
Para o marxismo:
a) o capitalismo é um sistema no qual a burguesia concentra o capital e os meios
de produção (instalação, máquina e matéria-prima)
b) explora o trabalho do proletariado,
c) mantendo-o numa situação de pobreza e alienação.
d) baseada nessa característica contraditória, a de explorar seu próprio alicerce a classe trabalhadora.
Conseqüências:
1) o sistema prepara o caminho para sua própria destruição.
2) O capitalismo levaria a luta de classes a um ponto crítico,
3) Proletariado, privado de sua liberdade por meio da contínua exploração,
acabaria por se unir.
4) A derrota da burguesia coincidiria com a instalação do comunismo.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards