Baixar

Propaganda
Mãos que Curam
André Furlan
Fui professor de técnicas ocidentais de massoterapia e massoterapeuta entre os anos
2000 a 2010.
Gostaria de deixar relatadas algumas palavras sobre esta ciência tão bonita e
desconhecida.
Este texto não tem o intuito de ensinar a prática da massoterapia. Para aprender as
técnicas da massagem terapêutica há ótimos cursos técnicos e até universitários.
André Furlan
Massoterapia
Massoterapia é a ciência que estuda as diversas técnicas de massagem terapêutica, assim
como seus efeitos no organismo e suas indicações e contraindicações.
A massoterapia faz parte das inúmeras técnicas das terapias holísticas ou
complementares.
Anamnese
Anamnese é a avaliação de nosso cliente, suas queixas, suas dores.
Mas nossa primeira pergunta a nosso cliente deve ser sobre sua avaliação médica,
imprescindível para a realização ou não de nosso trabalho, pois a massoterapia também
tem contraindicações.
A massagem com deslizamento moderado a profundo
A massagem com deslizamento moderado a profundo deve ser sempre realizada das
extremidades para o centro do corpo, auxiliando a circulação sanguínea de retorno
venoso.
No decorrer desta massagem podemos notar regiões mais tensas, encouraçadas, devido a
esforços físicos ou traumas psíquicos somatizados. Nestes casos temos que realizar nosso
trabalho com uma pressão menor e em vários atendimentos, devido à intensidade da dor
e também para que os desarranjos psíquico-emocionais sejam trabalhados com a
suavidade e tempo necessários.
O atendimento
Numa sessão de massoterapia há uma comunhão energética entre o massoterapeuta e o
cliente.
A massoterapia é muito mais do que um tratamento corporal.
Energias se misturam e fundem, pois somos muito mais do que corpo físico. Somos
energia e emoções, espírito e alma que totalizam nosso ser.
No atendimento de massoterapia fundem-se e somam-se as energias do atendente e do
atendido, numa união físico-energético-espiritual.
É como se por alguns instantes fossemos um.
Num ritmo cadenciado como numa música a massagem flui...
Massagem Psíquica
Nosso corpo mente e espírito estão intimamente ligados. Não há como tratar cada
componente de nosso ser em separado.
Massageando o corpo, atingimos emoções gravadas, armazenadas em nosso corpo em
forma de tensões.
Massageando o corpo, massageamos a alma.
Massoterapia
Numa sessão de massagem as reações são diversas.
Riso, choro, suspiros, gargalhadas, gritos...
Não são apenas mãos que massageiam um corpo.
São energias que se fundem, são espíritos que se unem num tratamento sublime e
fraternal.
Massagem & Energia
A massagem é uma interação de energia entre dois corpos. Quando recebemos ou
fazemos massagens em alguém, não estamos só manipulando músculos, pele e ossos;
estamos trabalhando com energias, tanto físicas quanto mentais. Há uma clara interação
entre a psique do doador e a do receptor. É importante que os pensamentos estejam
calmos para que a troca de energia seja pura.
O processo de transferência de energia é muito simples. O receptor submete-se à
massagem e permite que seu corpo relaxe. As defesas caem naturalmente, permitindo
que a energia do doador entre em seu corpo e seja absorvida. Se houver resistência de
alguma das partes, a massagem não produzirá muitos benefícios. Na massagem é
fundamental a troca de energia entre doador e receptor, no entanto devida a tensão do
dia a dia muitas vezes o receptor não possui uma facilidade imediata nesta troca, porém
assim que o corpo relaxa esta troca ocorre. Isso permitirá ao doador trabalhar com afeição
e cuidado, mantendo elevado seu nível vibracional.
A massagem tem como objetivo não só atuar no corpo físico relaxando as musculaturas
tensas e doloridas, como também atuar no corpo emocional, ajudando a paciente a entrar
em contato com seus sentimentos, ansiedades, os medos e as angústias.
Mãos que Curam
Um dos maiores mestres da cura pela imposição das mãos foi Jesus.
No Antigo Egito, a cura pelas mãos era praticada desde os primórdios, sendo de domínio
dos sacerdotes.
Na Inglaterra e na França medieval, a cura pelas mãos foi muito conhecida.
No Tibete há registros de cura pelas mãos com mais de oito mil anos.
Naturalmente que a intenção de nossos pensamentos e sentimentos é que modera as
vibrações que são irradiadas através da imposição das mãos.
As mãos são antenas vivas, sendo ativadas pelas polaridades.
A palma da mão direita é Yang, estimulando e promovendo a força e o encorajamento. A
palma da mão esquerda é Yin e tem a capacidade de acalmar as dores. E ambas as mãos
produzem esses efeitos combinados sobre uma pessoa ou em nós mesmos.
Quando pensamos, temos um sentimento e quem sente é o coração. Portanto, as mãos
estão ligadas ao coração, que, através dos condutos enérgicos dos braços, projeta
energias pelas palmas das mãos.
REIKI ESTIMULA RESPOSTA IMUNOLÓGICA
Entrevista com Ricardo Monezi, biólogo pesquisador da UNIFESP.
O Reiki – técnica de imposição de mãos descoberta no final do século XIX pelo teólogo
japonês Mikao Usui – pode ser uma ferramenta auxiliar no tratamento de doenças?
Muitos garantem, sem pestanejar, que pode. Mas a confirmação científica dessa
possibilidade começa a se consolidar agora, a partir de pesquisas como a do biólogo
Ricardo Monezi, da Universidade Federal de São Paulo, que indica interferência favorável
da técnica no tratamento de animais de laboratório com câncer. Segundo Monezi, o Reiki
age positivamente na redução do nível de estresse, uma das possíveis causas do
surgimento, agravamento e até comprometimento do tratamento de doenças crônicas
como o diabetes. Durante cinco anos, Monezi conduziu uma pesquisa com camundongos
para saber se o Reiki interferiria positivamente no tratamento contra o câncer. Ele
montou três grupos de camundongos. O primeiro não recebeu tratamento; o segundo
recebeu tratamento falso – a imposição de mãos foi feita com a colocação de luvas presas
a duas hastes de madeira; e o terceiro foi tratado com Reiki. Monezi analisou o
comportamento dos linfócitos – que são os responsáveis pela defesa imunológica do
organismo – frente a um tumor e concluiu que os ratos submetidos ao Reiki mostraram
aumento da capacidade de enfrentar a doença. O mesmo padrão foi observado com
tumores mais agressivos. Os animais foram submetidos ao Reiki durante quatro dias, em
sessões de 15 minutos. Segundo o biólogo, esses resultados afastam a hipótese de que o
sucesso do tratamento seja resultado de sugestão psicológica. A próxima etapa de sua
pesquisa será observar o uso do Reiki em seres humanos. A intenção é verificar se o Reiki
pode colaborar para reduzir o estresse e melhorar a imunidade de pacientes idosos, que
muitas vezes sofrem baixa em sua resistência. A palavra Reiki significa Energia Vital
Universal. Seus criadores basearam-se na crença de que a energia liberada por um
praticante de Reiki envolve o paciente, atuando sobre seu corpo físico. Do ponto de vista
físico, explica o pesquisador, o ser humano é constituído por energia – o que pode ser
observado, por exemplo, no eletrocardiograma, que mede a função elétrica do coração.
Desde a década de 80, diversas correntes de pesquisa têm buscado embasamento
científico para a teoria que fundamenta o Reiki e outras técnicas de imposição de mãos.
Todas têm constatado como efeitos, sensação de bem-estar, diminuição de sintomas
relacionados ao estresse e sensação de relaxamento. Há trabalhos que indicam a técnica
no tratamento de ansiedade, depressão e fobias como a síndrome do pânico. Monezi fala
em indicação terapêutica complementar. Isto é, uma terapia de apoio ao tratamento
convencional.
FONTE; REVISTA ÉPOCA – edição 459.
A CURA PELO REIKI
Pode ser uma verdadeira surpresa, mas Reiki é usado para curar todos os tipos de
condições e males instalados no seu corpo físico, emocional e/ou espiritual. Muitos
pacientes experimentam uma aceleração do seu processo de Cura quando combinam o
Reiki com a medicina tradicional ou outras terapias. Reiki vem do Universo; em de uma
inteligência Superior que gere toda a vida no Nosso Planeta; o Reiki funciona através das
necessidades específicas e individuais de cada paciente, a qual resulta sempre em cura,
mas nem sempre ocorre na forma de cura desejada pelo paciente. A sintonia entre o
paciente, o terapeuta e o Universo é de uma grande valia, assim como a receptividade do
paciente durante o tratamento. Acontece muitas vezes que o paciente andou desviado do
seu caminho, isso causou demasiados desequilíbrios no seu organismo e muitas vezes não
estamos conscientes destes processos; uma vez ultrapassadas algumas questões que são
clarificadas com a terapia Reiki, ocorrem surpresas muito boas; o paciente encontra um
estado de alívio e de cura desejada para o seu processo. O Reiki permite aos pacientes um
estado de profundo relaxamento e Paz e está provado que o Reiki tem sido decisivo e
responsável pelos processos de cura de muitos pacientes pelo mundo fora.
As Religiões e a imposição de mãos
Na Igreja Católica, desde a Igreja primitiva até os dias de hoje e especialmente
regulamentado no Concílio de Trento, o ato de imposição das mãos permanece sendo
utilizado nas ordenações.
Do Livro Mãos de Luz, Johrei de Barbara Ann Brennam.
Também é uma das ações comuns quando se reza pelas pessoas pedindo a Deus por
curas, bênçãos e libertações. Este ato é muito utilizado nas igrejas cristãs, em especial,
entre os carismáticos e os evangélicos nas suas orações de intercessão.
A imposição de mãos é um gesto sacramental, referido no Novo Testamento da Bíblia pelo
qual, os apóstolos de Cristo ministravam curas e ordenavam os fiéis como os novos
missionários, diáconos, presbíteros, pastores e bispos.
As Igrejas Cristãs têm uma longa tradição em adotar práticas que estimulam o
crescimento espiritual de seus membros baseadas nas ações de Jesus descritas na Bíblia e
uma delas é a prática da imposição de mãos.
O escritor Estrich (2007), ao citar o pesquisador Franz Mesmer, revela que no final do
século XVIII ele levantou a hipótese de que durante a imposição das mãos havia um
intercâmbio de energia vital sutil de natureza magnética entre curador e paciente.
Ainda segundo o autor, há relatos que a Dra. Justa Smith [1] também comprovou
experimentalmente que os campos magnéticos produzem efeitos qualitativamente
semelhantes aos das energias curativas, visto que os dois tipos de energia podiam acelerar
a atividade das enzimas em solução.
Já os experimentos do Dr. Miller [3] realizados com alguns curadores, mostraram que as
energias curativas podiam afetar sistemas vivos e não vivos a uma distância de mais de
559,23 milhas, o que corresponde aproximadamente 900 Km.
As diversas espécies de energias curativas estão associadas a uma variedade de
fenômenos. A cura por imposição das mãos poderia ser descrita de forma mais precisa
como cura magnética. Ela é realizada com as mãos do curador bem próximas do paciente
e seus efeitos tendem a se manifestar principalmente nos níveis físico-etérico de
reequilíbrio. De modo oposto, a cura espiritual atua não apenas nos níveis físico e etérico
como também contribui para o reequilíbrio dos níveis das funções energética, astral,
mental e de outros níveis superiores. Além do mais, a cura espiritual pode ser realizada
tanto na presença do paciente como também com o paciente e o curador separados por
grandes distâncias.
A energia, na forma de um campo magnético invisível, passa através do sangue, ossos e
tecidos, tão facilmente quanto à energia da luz passa através de uma chapa de vidro.
Deste modo, pode-se concluir que nós não somos tão somente um corpo físico com um
espírito. Mas sim, prioritariamente somos um espírito que se utiliza da matéria.
Reiki – A ciência busca respostas
O biólogo Ricardo Monezi, mestre em fisiopatologia experimental pela Faculdade de
Medicina da USP e pesquisador da unidade de Medicina Comportamental da Unifesp,
estudou a fundo a técnica de imposição de mãos conhecida como reiki.
"Na adolescência, ela me ajudou a vencer uma depressão", conta. Seu desafio era provar
o que havia vivenciado. Começou o trabalho em camundongos com câncer, tentando
derrubar a tese usual de que as terapias complementares produzem só um efeito placebo.
"O animal não cria vínculos com o terapeuta imaginando que será curado nem tampouco
alimenta qualquer tipo de fé", resume Monezi.
Os ratos foram divididos em três grupos. Um deles não passou por nenhum tratamento;
outro foi cuidado com a imposição de mãos; e o terceiro foi apenas coberto com luvas
térmicas. Somente os que receberam energia das mãos apresentaram resultados
positivos: o sistema imunológico deles teve maior capacidade de destruir os tumores.
"Os dados preliminares apontam que a prática gera mudanças fisiológicas e psicológicas,
como a diminuição da depressão, da ansiedade e da tensão muscular, além do aumento
do bem-estar e da qualidade de vida.", conta o médico, que agora estuda o efeito do reiki
em idosos.
Há uma década, vem crescendo o número de pesquisas realizadas a respeito do que os
cientistas chamam de energias sutis. Um dos centros que avaliam o assunto é a respeitada
Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. "A física atual não consegue classificar a
natureza dessa força, mas vários estudos indicam que se trata de energias
eletromagnéticas de baixa frequência", afirma Monezi.
O gastroenterologista Tomás Navarro Rodrigues, do Hospital das Clínicas da USP, realizou
uma pesquisa em pacientes com dor torácica não cardíaca em parceria com a
Universidade do Arizona, nos EUA. O objetivo foi avaliar os efeitos da técnica de origem
japonesa johrei, também baseada em transferência energética. Os que foram submetidos
a ela tiveram melhora de 90% nos sintomas.
"A maioria das práticas, chamadas de curas prânicas, vem do Oriente e existe há mais de 6
mil anos", afirma o fisioterapeuta Sílvio Camargo, professor de meditação e ioga e autor
do livro "Cura Energética: o Poder Sutil e Curador das Mãos" (Ed. Pensamento).
"Já foram descritas pelos historiadores antigos muito antes da vinda de Cristo. Há
referências sobre isso em um papiro encontrado nas ruínas de Tebas, antiga capital do
Egito, entre 1550 e 1069 a.C", acrescenta a ginecologista Marlene Nobre, presidente da
Associação Médico-Espírita do Brasil (AME-Brasil) e autora do livro "O Passe Como Cura
Magnética" (Fé Editora).
A intenção é sanar problemas físicos ou emocionais em sessões em que o terapeuta
coloca as mãos sobre a cabeça do paciente, descendo em seguida pelo corpo, mobilizando
energia do próprio doador ou do ambiente. Vem dessa crença o hábito de religiosos de
estender as mãos durante a oração na tentativa de transmitir as bênçãos ao destinatário
da prece. Para Marlene, assim como existe a transfusão de sangue, também é possível
transmitir energia.
Conclusão
Como instrumentos capazes de captar e transmitir energia positiva, as mãos são usadas
para restabelecer o equilíbrio físico e emocional. Isso acontece durante aplicações de
reiki, johrei, passes espíritas, cura prânica, massagem ou qualquer outra forma de
transmitir-se a energia que possuímos.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards