Prova de História Proef 2

Propaganda
1
Projeto de Ensino Fundamental de Jovens e Adultos – 2° Segmento (PROEF-2)
Avaliação Final de História – Turmas de Continuidade – professor Leandro
Data:
Turma:
Aluno:
Instruções
 Caro aluno, esta avaliação é composta por 5 questões, sendo 4 fechadas e 1 aberta.
 Leia atentamente todas as perguntas e alternativas de resposta.
 Certifique-se de que você está respondendo ao que é perguntado. Não se esqueça de
conferir suas respostas.
 Nesta prova é permitido consultar seu material, textos e anotações do caderno, mas NÃO É
PERMITIDO consultar os demais colegas.
 As questões FECHADAS devem ser respondidas À CANETA. A aberta pode ser respondida
a lápis.
MUITO SUCESSO E BOA PROVA!!!
1) Sobre a vinda da Família Real Portuguesa para o Brasil, marque a alternativa
ERRADA:
A. Quando em 1806 a França decretou o Bloqueio Continental – que proibia todos
os países do continente europeu de comercializarem com a Inglaterra –
Portugal se viu obrigado a transferir a corte para o Brasil, já que não pretendia
romper relações com os britânicos.
B. A vinda da Família Real portuguesa para o Brasil foi uma jogada extremamente
inteligente de D.João, pois assim ele não só garantiu a sua posição como rei
do Império Português, como também deixou Napoleão em uma posição de
vexame por não conseguir manter o seu bloqueio à Inglaterra.
C. D. João, ao saber que Napoleão já estava invadindo Portugal, decidiu fugir
para o Brasil, abandonando o povo português e demonstrando sua
incapacidade em lidar com a invasão francesa.
D. Entre 1807 e 1808 Portugal rompeu relações comerciais tanto com a Inglaterra
quanto com a França e temendo o ataque de Napoleão fugiu com a Família
Real para o Brasil, garantindo assim a manutenção do seu reinado.
2) Dom João VI foi um rei muito popular no Brasil. Afinal de contas ele abriu os
portos do país às nações amigas, ele criou a Imprensa Régia, criou escolas, um
banco... EXPLIQUE porque a presença da Corte portuguesa no Brasil foi
fundamental para a emancipação brasileira.
2
3) Sobre o período em que D. Pedro governou o Brasil como príncipe regente
(1820-1822), marque a alternativa CORRETA:
A. Em 1820 tem início em Portugal a Revolução do Porto, o que obrigou toda a
Família Real a retornar para aquele país, dando início a um processo de
recolonização do Brasil.
B. Ao nomear D. Pedro como Príncipe Regente do Brasil, D. João VI pretendia
organizar diretamente a independência da antiga colônia.
C. Conhecendo a intenção das Cortes portuguesas de recolonizar o Brasil, a elite
agrária da antiga colônia se organizou em um grupo político que ficou
conhecido como “Partido Brasileiro”, a fim de lutar pela manutenção das
liberdades comerciais, sociais e políticas já garantidas definitivamente por D.
João VI desde a elevação do Brasil a Reino Unido a Portugal.
D. Vendo que as Cortes portuguesas pressionavam D. Pedro a retornar para
Portugal, o Partido Brasileiro rapidamente organiza um pequeno exército e
ameaça atacar o Príncipe Regente caso ele não decidisse ficar no Brasil. Esse
episódio ficou conhecido como “O dia do Fico”.
4) Sobre o processo de independência, marque a alternativa ERRADA:
A. Podemos dizer que a Independência do Brasil foi negociada, já que a
emancipação aconteceu por meio de acordos políticos entre a elite agrária do
país e D. Pedro.
B. O processo de Independência contou com uma intensa participação popular, já
que nas batalhas contra as tropas portuguesas localizadas no Brasil, o povo
combateu arduamente para defender o país da opressão portuguesa.
C. Portugal só reconheceu o Brasil como um país independente após o
pagamento de uma caríssima indenização, processo esse que foi mediado pela
Inglaterra, que tinha um enorme interesse em continuar mantendo relações
comerciais com a antiga colônia.
D. É preciso que abandonemos a visão de que a Independência do Brasil foi um
processo pacífico, já que várias lutas ocorreram, sobretudo nas províncias do
Grão-Pará, Maranhão, Piauí e Cisplatina (hoje Uruguai)
3
5) Quando um país torna-se independente, é necessário que ele redija os princípios
que devem orientar e regular toda sua vida social, política e econômica.
Normalmente, esses princípios são apresentados à população através de uma
Constituição. Sobre o processo de criação da primeira carta constitucional brasileira,
marque as alternativas verdadeiras ( V ) e falsas ( F )
( ) Comandada pelo “Partido” Brasileiro em 1823, a Assembléia Constituinte
pretendia não apenas limitar o poder do Imperador, submetendo-o ao
Legislativo, como também dificultar a participação política dos comerciantes
portugueses, estabelecendo como critério para votação a propriedade de
alqueires de terra.
(
) De acordo com a carta constitucional de 1823 somente os brasileiros
poderiam votar, o que conferiu a esse projeto constitucional o apelido de
“Constituição da Mandioca”, já que a mandioca era o alimento mais consumido
pela população natural do país.
( ) Desgostoso do projeto constitucional dos brasileiros, D. Pedro I dissolve a
Assembléia de 1823 e convoca pessoas de sua confiança para criar uma
Constituição na qual a população pobre do país também tivesse garantidos os
seus direitos políticos.
( ) D. Pedro I, que durante toda sua vida foi preparado para se tornar um rei
absolutista, ao jurar seguir e cumprir os princípios estabelecidos na
constituição de 1824, não mais poderia governar de maneira absoluta.
( ) Apesar de ser caracterizado como uma Monarquia Constitucional, na qual
o rei deve obedecer e seguir um conjunto de leis, os imperadores do Brasil (D.
Pedro I e D. Pedro II) puderam governar de maneira absolutista, graças ao
Poder Moderador, previsto na Constituição.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards