Animais peçonhentos

Propaganda
Picada de cobra
As cobras são animais de sangue frio, ou seja, não conseguem manter a
temperatura de seu corpo, quando seu corpo está "frio" seu metabolismo
diminui de tal forma que ela é capaz de ficar dias sem comer.
Para a digestão as cobras também precisam manter uma temperatura
"agradável", pois para o processo digestivo ocorrer é preciso um bom
funcionamento metabólico do animal, por isso que depois de uma boa
alimentação as cobras costumam ficar horas paradas ao sol.
Esse fato também explica a distribuição de cobras no planeta, pode-se
notar que em lugares frios não existem cobras e nem outros tipos de répteis.
Fora os lugares frios, as cobras se adaptaram bem aos outros habitat, podese encontrar cobras desde os secos desertos até as úmidas florestas
tropicais. Muitos foram os fatores que proporcionaram tal sucesso:
As cobras comem a maioria dos bichos, desde insetos até mamíferos,
principalmente roedores e até ovos.
- Botam ovos (até então os animais dependiam da água para sua
reprodução. ver anfíbios), esses ovos tornaram os animais independentes da
água em sua reprodução. Com vitelo o suficiente para nutrir o embrião e uma
casca que impede a perda de água, os ovos contribuíram muito para as
cobras e outros répteis dominarem o ambiente terrestre.
- Uma língua bífida, capaz de detectar o cheiro de sua presa no ar.
- Uma incrível capacidade de deslocar as mandíbulas, podendo assim
comer animais grandes.
- Dentes virados para trás com a função de prender as vitimas
- Algumas desenvolveram um veneno que pode paralisar ou até matar a
presa em instantes.
Aproximadamente 1% das picadas de cobras venenosas são
fatais quando a vítima não é socorrida a tempo. Mesmo que
seja impossível reconhecer a cobra que causou o acidente, é
necessário procurar um médico, enquanto mantém-se a vítima
deitada e calma.
Como reconhecer:
A reação à picada depende do tipo de cobra, da parte
do corpo mordida, da quantidade de veneno
introduzido no organismo, do modo como as presas se
prenderam no corpo e do peso da vítima.
Imediatamente após a mordida, a pessoa pode
começar a sentir:
- dor
- náuseas
- palidez
- pulso fraco
- rigidez na nuca
- visão confusa
- perda da consciência
Como agir:
- Procure imediatamente o serviço de emergência
- Mantenha a vítima calma e deitada
- Lave o local com água abundante
- Não coloque nenhum tipo de substância no local, não faça cortes ou amarre
qualquer tipo de material ao local da picada
- Mantenha elevado o pé, perna ou braço atingido
- Se há condições de segurança, leve a cobra (viva ou morta) ao serviço de
atendimento de emergência (assim será mais fácil descobrir o soro adequado
para tratar a vítima)
Como prevenir:
- Utilize botas ao percorrer locais com mato e arbustos
- Não coloque as mãos em tocas e lugares escuros onde a cobra possa se
esconder
- Caso seja preciso manipular esses animais, use luvas adequadas e material de
proteção
- Mantenha os terrenos próximos de sua moradia limpos, evitando ratos, animais
que costumam atrair esses predadores
- Evite passeios noturnos em áreas onde há cobras (a maioria dos animais
mantém hábitos noturnos)
- Não mate emas, seriemas, gaviões e gambás. Eles são predadores naturais
das cobras
Como Identificar Se a Cobra é
Peçonhenta
No caso de acidentes com cobra, a coisa mais importante é saber identificar
se ela era peçonhenta ou não. Existem muitas formas de identificar: pelo
formato da cabeça, estreitamento da cauda, etc. Mas existe uma dica que é
a mais fácil e vale para todas as cobras peçonhentas, exceto a Cobra Coral
Verdadeira. É simples assim:
Se a cobra for peçonhenta, ela terá um orifício (fosseta loreal)
entre os olhos e a narina.
Se a cobra não tiver o orifício e não for
uma Cobra Coral, a picada não trará
qualquer risco de vida.
Jararacas
São cobras do gênero Bothrops. Existem diversas espécies de Jararacas e
elas são facilmente encontradas por todo o país. Todas são peçonhentas e
as espécies mais causadoras de acidentes no Brasil. Se não houver
aplicação de soro, a taxa de mortalidade é estimada em 7%. Mas, com uso
de soro antiofídico e tratamentos, a taxa pode ser reduzida para 0,5% a
3%. Os acidentes causados por cobras do gênero são chamados
Acidentes Botrópico.
Identificação: Como existem muitas espécies de Jararacas, a
variação nos padrões de escamas e no tamanho pode variar muito (de
70 cm a 2 m de comprimento). Geralmente o corpo tem tonalidades de
bege, com umas marcações em forma de “X” em preto ou marrom,
mas há variações nos padrões geométricos e cores.
Sintomas: A picada causa dor imediata e inchaço no
local, às vezes com manchas arroxeadas e
sangramento pelos orifícios da picada. Pode ocorrer
ainda sangramento bocal (nas gengivas) e, se a busca
apelo atendimento não for rápida, a vitima pode expelir
sangue também pela urina. Pode levar a complicações
como insuficiência renal e necrose no local da picada.
É sempre melhor previnir. Mas ao ser picado por animais peçonhentos
(venenosos), aja com cautela e sem desespero. É importante não perder tempo.
Algumas orientações básicas são exatamente importantes e podem salvar vidas:
• Não amarre.
• Não corte nem fure.
• Não dê nada para beber ou comer.
• Mantenha a vítima deitada para evitar que o veneno seja absorvido
rapidamente.
• Se a picada for na perna ou no braço, estes devem ficar em posição elevada.
• A vítima deve ser levada imediatamente, deitada, para um serviço de saúde
mais próximo.
• Sempre que possível, leve o animal para ser identificado.
Não se esqueça: O soro específico é gratuito e distribuído pelo Ministério da
Saúde.
Picadas de Carrapatos
Em caso de picadas de carrapatos, esses devem ser removidos o mais depressa
possível e colocados em um vidro, para serem examinados em um serviço
médico. Os carrapatos podem se vetores de doenças e devem ser retirados com
uma pinça, puxando-os pela cabeça em movimentos de vai-e-vem. Não tente
retirá-los de uma vez só, pois a cabeça ficará presa na pele.
Picadas de Escorpiões
Os escorpiões são pouco agressivos e têm hábitos noturnos. Encontram-se
geralmente em pilhas de madeira, cercas, sob pedras e adaptam-se bem ao
ambiente doméstico.
Os sintomas mais comuns são: náuseas, vômitos, salivação, tremores e até
convulsão. Podem ocorrer alterações cardíacas, de pressão arterial, respiratórias e
choque.
Mais importante que isso é previnir, evitando amontoar sapatos, roupas e utensílios
domésticos, examinando e sacudindo-os antes de usar.
Manter sempre berços e camas afastados da parede. Evitar acúmulo de ferro velho,
telhas, e tijolos perto de residências. Limpar constantemente ralos de banheiros e
cozinhas.
Os primeiros socorros consistem em transportar o acidentado rapidamente à unidade
de saúde para a aplicação do soro específico, se necessário. Ele deve ser mantido
em repouso, e não se esqueça de levar o animal que causou o acidente para
identificação.
Os primeiros socorros consistem em
transportar o acidentado rapidamente à
unidade de saúde para a aplicação do soro
específico, se necessário. Ele deve ser
mantido em repouso, e não se esqueça de
levar o animal que causou o acidente para
identificação.
O que acontece se for picado por escorpião?
Picada: causa uma dor intensa no local com irradiação pelo membro afetado. A
sensação é de queimação, agulhada e latejamento. A picada é semelhante ao
de uma vespa ou abelha, ficando inchada e avermelhada. Geralmente as
picadas ocorrem nos membros superiores, sendo mais da metade delas (65%)
nas mãos ou antebraços. As principais vítimas são as crianças menores de 14
anos.
Peçonha: como as toxinas escorpiônicas agem estimulando a liberação de
neurotransmissores do sistema nervoso autônomo, observa-se alterações
sobrepostas tanto da divisão simpática como parassimpática. A intensidade dos
sinais e sintomas do escorpionismo depende da dose de veneno. Desde que
socorrida rapidamente, a maioria das vítimas, recupera-se com o tratamento. A
gravidade do envenenamento depende não só da dose como a espécie de
escorpião, sendo que o veneno do escorpião amarelo (Tityus serrulatus) é o
mais potente na América do Sul e no Brasil.
Sinais e sintomas pós picada:
As manifestações locais são: Dor no local intensa
e imediata podendo
espalhar-se por todo o membro e ser
acompanhada , sudorese localizada no local da
picada.
Em crianças as manifestações podem ser ainda
sistêmicas e graves
evoluindo em minutos ou de 02 a 03 horas, com
hipo ou hipertermia, sudorese
profusa, agitação psicomotora, tremores,
náuseas, vômitos,
hipertensão ou hipotensão arterial, arritmia
cardíaca, insuficiência cardíaca
congestiva, edema pulmonar agudo e choque.
O que fazer em caso de acidente:
- Limpar o local da picada com água e sabão;
- Aplicar compressa morna no local;
- Não amarrar ou fazer torniquete;
- Não cortar, perfurar ou queimar o local da picada;
- Não aplicar nenhum tipo de substância,
- Não fazer uso de bebida alcoólica e
- Ir para o hospital o mais rápido e, se possível, levar o escorpião para
identificação.
São encontrados em praticamente todos
os ambientes, porém o
crescimento desordenado dos centros
urbanos propicia condições cada vez
mais favoráveis à instalação e proliferação
desses animais junto às
residências, tanto no ambiente externo
quanto o interno. Encontram
esconderijos em terrenos baldios, velhas
construções, sob o entulho, pilhas de
madeira, tijolos, caixas de luz etc.
Picadas de Aranhas
As picadas de aranhas também assustam muito. É importante reconhecê-las:
• Aranha armadeira (Phoneutria) - É muito agressiva, com hábitos vespertinos e
noturnos. É encontrada em bananeiras e folhagens. Não faz teia. Quando dá
picada, há dor intensa no local, náuseas, salivação, suores e tremores. O
tratamento é feito com soro.
• Aranha marrom (Loxoceles) - É pouco agressiva, com hábitos noturnos.
Encontra-se em pilhas de tijolos, telhas, beira de barrancos e interior das
residências. Faz teia semelhante a flocos de algodão. A picada provoca dor
semelhante à queimadura de
cigarro. Algumas horas após, surgem edema local e necrose. O acidentado pode
apresentar mal-estar, náuseas, febre e urina cor de Coca-Cola. O tratamento é
feito com soro.
Nos acidentes moderados e graves, após de 2 ou 3 horas surgem os seguintes
sintomas:
- Alteração da temperatura corporal, suor constante e abundante.
- Náusea, vômito, salivação excessiva, dor abdominal e diarreia.
- arritmia do coração (aumento e redução) e alteração da pressão sanguínea
(aumento e diminuição),
- Alterações respiratórias podendo ocorrer acúmulo de fluidos no pulmão. Essa é
a principal causa dos óbitos.
- Agitação, sonolência, confusão mental
• Viúva-negra (Latrodectus) - É pouco agressiva. Vive em teias que constrói sob
vegetação em arbustos, barrancos e jardins. A picada provoca angústia,
excitação, confusão mental, dores musculares, rigidez do abdome e suores. O
tratamento é feito com
soro.
• Caranguejeira - É uma aranha que atinge grandes dimensões. Tem pêlos que
em contato com a pele produzem irritação. Algumas são agressivas. Possuem
ferrões grandes, responsáveis por ferroadas dolorosas. Há dor no local e
irritação na pele. Para o
tratamento não é necessário soro.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards