Instruções 1. Não será permitido o uso de celular ou

Propaganda
Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB
Programa de Pós-Graduação em Genética, Biodiversidade e Conservação
Rua José Moreira Sobrinho, s/n – Jequiezinho – Jequié/BA – 45.206-190.
Instruções
1. Não será permitido o uso de celular ou qualquer tipo de aparelho eletrônico
durante a prova
2. Será permitido apenas o uso de calculadora comum e/ou científica
3. Não será permitido nenhum tipo de material para consulta durante o período da
prova
4. Será permitido ir ao banheiro com permissão do fiscal de prova
5. Mesmo que o candidato já tenha terminado de responder as questões poderá
entregar a prova apenas 30 minutos após o início da mesma
6. A prova terá duração de 4hs (quatro horas), ou seja, até o meio dia, sendo que ao
término deste período todas as provas serão recolhidas
7. Não haverá esclarecimento de dúvidas em relação ao conteúdo da prova
8. O candidato dera colocar o nome apenas na folha de questões da prova de
conhecimentos que deverá ser entregue junto com as respostas (não colocar o
nome na folha de respostas)
9. O candidato deverá escolher 8 (oito) das 20 (vinte) questões para responder e
identificar o número das questões na folha de respostas
a. Questões de (1 a 4) Citogenética e Biologia Molecular;
b. Questões de (5 a 8) Melhoramento Animal e Vegetal;
c. Questões de (6 a 12) Biodiversidade e Conservação;
d. Questões de (13 a 16) Caracterização e Análise Ambiental;
e. Questões de (17 a 20) Estatística.
10. O candidato terá apenas uma folha de papel ofício para responder cada questão.
11. As questões deverão ser respondidas de caneta (azul ou preta)
Boa Prova
Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB
Programa de Pós-Graduação em Genética, Biodiversidade e Conservação
Rua José Moreira Sobrinho, s/n – Jequiezinho – Jequié/BA – 45.206-190.
Questões de (1 a 4) Citogenética e Biologia Molecular;
1. Comente sobre rearranjos cromossômicos estruturais e numéricos.
2. Comente sobre os mecanismos de geração de variabilidade e sua relação com a reprodução
sexuada.
3. Compare a organização dos genomas mitocondrial e nuclear.
4. Por que há mais produtos protéicos que genes propriamente ditos?
Questões de (5 a 8) Melhoramento Animal e Vegetal;
5. Em uma determinada raça de bovinos a pelagem pode ser vermelha (VV), rosilha (Vv) ou branca
(vv). Se uma população X de animais (380 brancos, 400 rosilhos e 220 vermelhos) é submetida ao
acasalamento ao acaso:
a) Qual a relação genotípica na descendência deste acasalamento;
b) Esta população (X) está em equilíbrio de Hardy-Weinberg? Justifique sua resposta realizando
um teste qui-quadrado (X2tab.,1g.l.,1% = 6,63);
c) Comente sucintamente sobre os fatores que alteram as freqüência alélicas e genotípicas de
uma população.
6. Defina os parâmetros genéticos herdabilidade e correlação genética. Qual a importância destes
parâmetros em programas de melhoramento genético?
7. Sementes das gerações F1 e F2 de programa de melhoramento genético de uma espécie
vegetal autógama foram postas para germinar, lado a lado, em uma condição ambiental
uniforme. O valor da variância (s2) referente a uma variável quantitativa qualquer mensurada em
plântulas da geração F1 resultantes do cruzamento entre duas linhagens puras é menor do que o
valor da s2 referente à mesma variável, mensurada em indivíduos que compõem a geração F2,
resultante da autofecundação de indivíduos desta F1. Tendo por base o texto acima, responda:
a) Por que a s2 da F2 é maior do que a s2 da F1? Justifique a sua resposta.
b) Conceitue, em termos de genética quantitativa, o termo ‘variância’.
8. Acerca do parâmetro endogamia (F), responda:
a) Qual o valor ‘F’ esperado para o descendente resultante do acasalamento entre irmãos
completos? Demonstre a base de cálculo empregada para se calcular este valor F.
b) Conceitue, em termos de genética de populações, o termo ‘endogamia’.
Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB
Programa de Pós-Graduação em Genética, Biodiversidade e Conservação
Rua José Moreira Sobrinho, s/n – Jequiezinho – Jequié/BA – 45.206-190.
Questões de (9 a 12) Biodiversidade e Conservação;
9. Por que a relação entre os organismos e o ambiente onde vivem pode ser descrita como uma
relação evolutiva?
10. Como a predação, competição e parasitismo podem influenciar a riqueza, abundância relativa
e padrões de distribuição espacial?
11. Discuta as relações entre riqueza de espécies e latitude, altitude, produtividade, idade do
ambiente e severidade de condições.
12. De exemplos e explique como o entendimento de processos reguladores da riqueza de
espécies pode ser utilizado para embasar estratégias de conservação e a regeneração de habitats.
Questões de (13 a 16) Caracterização e Análise Ambiental;
13. A química ácido-base de muitos sistemas aquáticos naturais, incluindo rios e lagos, é
dominada pela interação do íon carbonato, CO32-, uma base moderadamente forte, com o ácido
fraco, H2CO3, ácido carbônico. Os equilíbrios que ocorrem em um sistema natural de três fases (ar,
água e rochas calcárias) encontram-se resumidos na figura abaixo:
-
Figura – Reações entre as três fases (ar, água e rocha) do sistema CO2/HCO3
(a) Considerando-se que outras reações que acontecem em meio aquático são desprezíveis e
que a constante do produto de solubilidade (Kps) para o CaCO3 é 4,6 x 10-9 a 25ºC, calcule
a sua solubilidade (em mol/L) em água.
(b) Explique, usando o princípio de Le Chatellier, por que lagos localizados em regiões ricas
em rochas calcárias possuem maior resistência à acidificação provocada por fenômenos
como a chuva ácida.
Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB
Programa de Pós-Graduação em Genética, Biodiversidade e Conservação
Rua José Moreira Sobrinho, s/n – Jequiezinho – Jequié/BA – 45.206-190.
14. O destino final dos metais pesados tóxicos e também de muitos compostos orgânicos é a
deposição e soterramento em solos e sedimentos. Os metais são retidos no solo por três vias: (i)
por adsorção sobre as superfícies das partículas minerais, (ii) por complexão pelas substâncias
húmicas das partículas orgânicas e (iii) por reações de precipitação. Discorra detalhadamente
sobre estes três fenômenos dando exemplos.
15. A chuva ácida tem grande impacto sobre o meio ambiente, afetando principalmente a
biodiversidade do planeta. Um dos principais componentes da chuva ácida é o ácido nítrico
formado a partir do NO que reage com o oxigênio do ar formando o NO 2. A equação de formação
do HNO3 é apresentada abaixo:
3NO2(g)
+ H2O(l)
 2 HNO3(aq) + NO(g)
H0 = -138,18 KJ mol-1
(a) Em relação à formação do HNO3, explique o que aconteceria se:
(i) A temperatura aumentasse;
(ii) Houvesse um aumento da pressão sobre o sistema;
(iii) Houvesse um aumento do NO2.
(b) Uma amostra de 250 mL de água de chuva é titulada utilizando uma solução de NaOH 0,0095
mol L-1. Se 8,3 mL da solução de NaOH foram necessários para atingir o ponto final, qual foi
o pH da água de chuva?
16. Uma das reações que podem ocorrer na troposfera para geração de um dos gases
responsáveis pelo smog fotoquímico é representada pela equação abaixo:
2NO(g) +
O2(g) 
2NO2(g)
(a) Escreva a equação de velocidade em função das concentrações molares e em função das
pressões parciais dos reagentes para esta reação;
(b) O que ocorreria com a velocidade da reação se (i) a concentração de NO fosse duplicada?
(ii) Se a concentração do O2 fosse duplicada? (iii) Se a concentração de NO fosse reduzida
pela metade?
Questões de (17 a 20) Estatística
17. Seguem abaixo as médias e as variâncias de duas variáveis (peso e altura). Qual variável é mais
homogênea e por quê?
Peso: média = 80 kg, variância =100 kg2
Altura: média = 1,80 m, variância = 0,09m2
Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB
Programa de Pós-Graduação em Genética, Biodiversidade e Conservação
Rua José Moreira Sobrinho, s/n – Jequiezinho – Jequié/BA – 45.206-190.
18. Para obter o peso médio de um grupo de pessoas tanto se pode pesar cada individuo por vez
como todos de uma vez. No entanto, obtemos mais informações ao pesarmos uma pessoa por
vez. Por quê?
19. Desenhar um diagrama de dispersão para uma correlação linear de -0,9 e um diagrama de
dispersão para uma correlação linear de 0,1.
20. Monte um teste de hipótese (hipótese nula e alternativa) para um teste do Qui-Quadrado
para Independência.
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards