Questionário de Histologia vegetal

Propaganda
Questionário de Histologia vegetal
70.) O que é a Histologia Vegetal?
É a área da Biologia que estuda os diferentes tecidos encontrados no corpo de uma
planta.
71.) O que são tecidos?
São células semelhantes que se agrupam para desempenhar uma determinada função,
por exemplo, as células que formam o tecido de revestimento (súber) possuem a função
de proteger a planta contra desidratação, excesso de calor e em alguns casos até mesmo
contra o fogo.
72.) Quais são os principais tecidos encontrados no corpo da maioria das plantas?
Eles foram separados em dois grandes grupos, os tecidos meristemáticos ou
embrionários e os tecidos adultos ou permanentes
Tecidos
meristemáticos
ou embrionários
(vivos)
tecidos
meristemáticos
primários
tecidos
meristemáticos
secundários
dermatogênio ou protoderme
periblema ou meristema fundamental
pleroma ou procâmbio
caliptrogênio
Câmbio
Felogênio
tecidos de revestimento
ou proteção
tecidos de sustentação
Tecidos
adultos ou
permanentes
epiderme (vivo)
súber
(morto)
colênquima (vivo)
esclerênquima (morto)
tecidos de condução de seivas
xilema (morto)
floema (vivo)
tecidos de preenchimento
ou parênquimas (vivos)
parênquima clorofiliano
parênquima amilífero
ou de reserva
parênquima aerífero
parênquima aquífero
Tecidos Meristemáticos ou Embrionários
73.) Quais são os tipos de tecidos meristemáticos ?
Eles foram subdivididos em dois grupos:
● Tecidos meristemáticos primários (TMP)
→ dermatogênio ou protoderme
→ meristema fundamental ou periblema
→ procâmbio ou pleroma
→ caliptrogênio
● Tecidos meristemáticos secundários (TMS)
→ câmbio
→ felogênio
74.) Quais são as principais características dos tecidos meristemáticos?
As características gerais que servem para os dois são:
→ eles estimulam o crescimento da planta, tanto em altura quanto em espessura
→ suas células estão sempre realizando mitoses
→ formam outros tecidos, principalmente os tecidos adultos
→ suas células são indiferenciadas (tipo “célula tronco” ou célula totipotente)
As características específicas do TMP são:
→ provocam o crescimento em altura ou crescimento primário
→ localizam-se nas extremidades da planta, ou seja, nas pontas dos galhos e das raízes,
também podendo ser encontrado nas gemas laterais do caule.
Obs1: quando as gemas laterais crescem ela
dão origem a novos galhos.
Obs2: para evitar que a planta continue
crescendo em altura deve ser realizada a poda
quando necessário, pois este procedimento
retira as gemas apicais onde se encontra o
tecido meristemático primário.
→ existem 4 tecidos meristemáticos
primário:
a protoderme ou dermatogênio → que
forma um tecido adulto de revestimento
(a epiderme);
o meristema fundamental ou
periblema → que forma os tecidos
adultos de preenchimento (os
parênquimas) e os de sustentação (
colênquima e esclerênquima);
o procâmbio ou pleroma → que forma os tecidos condutores de seiva primários
(o xilema primário e o floema primário);caliptrogênio → que forma a caliptra ou coifa,
um tecido que protege a pontinha das raízes (é o capacetinho da raiz).
Legenda da figura ao lado que demonstra a ponta
de um caule onde encontramos os
TMP:
I – protoderme ou dermatogênio
II – procâmbio ou pleroma
III – meristema fundamental ou periblema
As características específicas do TMS são:
→ provocam o crescimento em espessura ou crescimento secundário
→ localiza-se ao longo do caule e das raízes de plantas que crescem em espessura
→ existem 2 tipos de tecidos meristemáticos secundários:
o câmbio → que forma os tecidos adultos que transportam seivas (o xilema e floema
secundários);
obs: o câmbio forma o floema para fora e o xilema para dentro
o felogênio → dá origem ao súber e a feloderme, a união dos três,
súber + felogênio + feloderme formam a periderme ou “casca” da planta.
Tec. Meristemático secundário
Tec. meristemático secundário
75.) Quais são os principais tecidos adultos ou permanentes?
tecidos de revestimento
ou proteção
Tecidos
adultos ou
permanentes
tecidos de sustentação
epiderme (vivo)
súber
(morto)
colênquima (vivo)
esclerênquima (morto)
tecidos de condução
de seivas
xilema (morto)
floema (vivo)
tecidos de preenchimento
ou parênquimas
parênquima clorofiliano
parênquima amilífero
ou de reserva
parênquima aerífero
parênquima aquífero
(vivos)
76.) Quais são os tecidos de revestimento ou proteção ou tegumentar encontrados no
corpinho de De
uma planta
e suas principais características?
revestimento
e proteção:
Epiderme
Formada apenas por uma única camada de células vivas;
Suas células são aclorofiladas;
Reveste as folhas e as partes mais jovens da planta, aparecendo
também na zona pilífera da raiz;
possui alguns anexos importantes, tais como os estômatos, os
hidatódios, a cutícula, os acúleos e os pêlos (absorventes,
urticantes...)
É formado por várias camadas de células mortas, devido a
impregnação de suberina, uma substância impermeável (de
informações importantes sobre os anexos da epiderme:
→ os estômatos são “buraquinhos” na folha que possibilitam as trocas gasosas (entrada
e saída de O2 e CO2) e também permitem a transpiração (perda de água na forma de
vapor);
→ os hidatódios são “buraquinhos” encontrados nas bordas das folhas que permitem a
saída d`água na forma líquida (gotinhas), este fenômeno é conhecido como gutação ou
sudação;
→ a cutícula é uma película que cresce em cima da epiderme, a principal substância
que faz parte da composição da cutícula é a cutina, um composto do grupo dos lipídios,
portanto impermeável, que dificulta a perda de água.
→ o acúleo é um anexo que pode ser confundido com o espinho, mas eles apresentam
algumas diferenças. Enquanto a “raiz” do espinho se liga ao interior do caule os acúleos
ficam aderidos apenas à superfície externa da epiderme, podendo ser facilmente
removidos. Quanto a função, tanto o acúleo quanto o espinho auxiliam a planta na
proteção contra predadores.(Exemplos:espinhos são encontrados em laranjeiras,
limoeiros, cactus... e os acúleos são mais comuns nas roseiras)
→ os pêlos podem variar quanto a localização e a função. Ex: pêlos absorventes→
apenas
por
uma
única camada
de células
vivas;
encontrados na zonaFormada
pilífera das
raízes,
eles
aumentam
a capacidade
da planta
absorver
Suas
células
são
aclorofiladas;
nutrientes do solo (água + sais); pêlos urticantes → encontrados nas folhas da urtiga,
Reveste as
e as
partesna
mais
jovens
da planta,
aparecendo
eles liberam uma substância
quefolhas
provoca
irritação
pele,
auxiliando
na defesa
da
Epiderme
também
na
zona
pilífera
da
raiz;
planta contra possíveis predadores; pêlos digestivos → encontrados em folhas especiais
possui
como
estômatos,
de plantas insetívoras,
eles alguns
liberam anexos
enzimasimportantes,
que digerem otais
corpo
do os
inseto
que foi os
hidatódios,
acúleos
e os pêlos
(absorventes,
capturado; pêlos que
dificultamaacutícula,
perda de os
água
pelas folhas,
pois forma
uma fina
urticantes...)
película aveludada que pode cobrir os estômatos, dificultando a transpiração.
De revestimento e proteção:
Súber
É formado por várias camadas de células mortas, devido a
impregnação de suberina, uma substância impermeável (de
natureza lipídica);
Reveste principalmente as partes mais velhas do caule e da raiz,
mas nunca das folhas;
Protegem a planta contra predadores, excesso de calor e até
mesmo contra o fogo;
Seu principal anexo é a lenticela, pequenas rachaduras no súber
que permitem as trocas gasosas;
informações importantes sobre o anexo do súber:
→ as lenticelas são rachaduras do súber que possibilitam
trocas gasosas (entrada e saída de O2 e CO2);
→ semelhanças e diferenças entre as lenticelas e os
estômatos:
semelhanças: permitem a ocorrência das trocas gasosas.
diferenças: a lenticela se encontra no súber e fica sempre
aberta.
o estômato se encontra na epiderme e pode ficar aberto ou
fechado dependendo das condições ambientais.
ocorre predominantemente
nas folhas
são “rachaduras” do súber
77.) Quais são os tecidos de sustentação encontrados no corpo de uma planta e suas
principais características?
Tecidos de sustentação
Colênquima
Esclerênquima
É formado por células vivas, que
apresentam reforços de celulose nos
“cantos da célula”;
São mais frequentes nas partes jovens da
planta, oferecendo à ela sustentação com
flexibilidade;
pode ser comparado tecido cartilaginoso
nos animais.
É formado por células mortas que
sofreram uma impregnação de lignina
(substância impermeável) e muito dura;
Pode ser comparado ao tecido ósseo dos
animais;
Ocorre predominantemente nas partes
mais velhas da planta;
Suas principais células são as fibras e os
escleritos ou esclerídeos.
Obs: não esquecer do xilema
reforços de lignina
reforço de celulose
nos ângulos da célula.
Tecidos de condução de seivas
78) Quais são os principais tecidos de condução ou transporte de seivas encontrados no
ou de transporte de seivas
corpo de uma planta e suas principais características?
xilema
ou lenho
floema
ou líber
formado por células mortas, impregnadas de lignina;
transporta a seiva bruta ou inorgânica das raízes até
as folhas;
em relação ao floema é um tecido mais interno;
além do papel que realiza no transporte de seiva,
também atua como importante tecido de sustentação;
as principais células do xilema são os elementos do
vaso e os traqueídes.
formado por células vivas;
transporta a seiva elaborada ou orgânica, das folhas
até o caule e as raízes;
é um tecido mais periférico em relação ao xilema,
ficando logo abaixo da casca da planta;
suas principais células são os elementos do tubo
crivado e a célula companheira.
Obs: é muito importante lembrar os nomes das células do xilema (ou lenho) e do floema
(ou líber)
→ Células do xilema: elementos do vaso
traqueídes
→ Células do floema: elemento do tubo crivado
célula companheira
Tecidos de preenchimento ou
parênquimas
79) Quais são os principais
tecidos de preenchimento ou parênquimas e suas principais
características?
Parênquima clorofiliano
ou assimilador
Realiza a fotossíntese, e por isso é mais
abundante nas folhas e nos caules verdes;
Parênquima amilífero
ou de reserva
É um parênquima que armazena reservas
principalmente na forma de amido. Ele é
mais abundante nas raízes;
Parênquima aerífero ou
aerênquima
Armazena ar, não para a sua respiração, mas
para conseguir ficar mais leve e flutuar no
ambiente aquático. É muito desenvolvido
na vitória-régia e nos aguapés;
Parênquima aquífero
Armazena água para resistir ao dias de
Dificuldade. É bem desenvolvido nas plantas
Xerófitas ( de clima quente e seco)
Exercícios de vestibulares sobre Histologia vegetal
01) (UFRS-1996) Associe as denominações listadas na coluna A às alternativas da
coluna B que melhor as explicam.
Coluna A
( ) Floema
( ) Parênquima
( ) Esclerênquima
( ) Xilema
( ) Meristema
Coluna B
1 -Tecido embrionário
2 -Tecido de sustentação
3 -Tecido de condução
4 -Tecido de síntese e armazenamento
02) (UFAL-1999) Para demonstrar a ocorrência de mitoses em uma planta, um
professor deve utilizar preparações feitas com
a) meristema apical de raiz.
b) parênquima clorofilado.
c) medula de caule.
d) epiderme superior de folha.
e) células crivadas do floema.
03) (PUC RS-2002)Nas angiospermas, quais são os tecidos responsáveis pelo
crescimento?
a) Colênquima e esclerênquima.
b) Colênquima e parênquima.
c) Esclerênquima e meristema.
d) Meristemas primário e secundário.
e) Tecidos lenhosos e liberianos.
04) (UFPI-2001) As células vegetais jovens (meristemáticas) possuem inúmeras e
pequenas bolsas membranosas que se fundem com o amadurecimento celular e em cujo
interior encontra-se uma solução aquosa de proteínas, açúcares, íons inorgânicos,
pigmentos hidrossolúveis e enzimas hidrolíticas. Essas estruturas são:
a) os vacúolos,
b) os cloroplastos
c) o complexo de Golgi
d) os lisossomos,
e) os leucoplastos.
05) (UFV-1999) O crescimento das plantas se dá pelo aumento do número de células
seguido pela diferenciação e elongação. Observa-se no esquema a seguir a formação dos
meristemas primários (I, II, III) a partir do meristema apical.
Assinale a opção que contém os nomes dos respectivos meristemas primários, indicados
por I, II e III:
a) procâmbio, protoderme e periciclo.
b) periciclo, procâmbio e felogênio.
c) periderme, câmbio e felogênio.
d) protoderme, procâmbio e meristema
fundamental.
e) ritidoma, câmbio e meristema
fundamental
06) (FUVEST-1992)O esquema adiante
representa um corte transversal de um
tronco de árvore.
a) Em quais dos tecidos indicados espera-se encontrar células em divisão?
b) Em qual dos tecidos indicados espera-se encontrar seiva com maior concentração de
substâncias orgânicas?
07) (PUC MG-1997) Nos vegetais, o câmbio originará:
a) Feixes liberianos e lenhosos.
b) Parênquima medular.
c) Parênquima medular.
d) Epiderme.
e) Felogênio.
08) (UEL-1998) O caule da jabuticabeira costuma "descascar". Esses conjunto de
tecidos corticais mortos foi formado pela atividade do
a) procâmbio.
b) felogênio.
c) periciclo.
d) meristema apical.
e) câmbio fascicular.
09) (UFRJ-1999) Em pesquisas desenvolvidas com eucaliptos, constatou-se que a partir
das gemas de um único ramo pode-se gerar cerca de 200.000 novas plantas, em
aproximadamente duzentos dias; enquanto os métodos tradicionais permitem a obtenção
de apenas cerca de cem mudas a partir de um mesmo ramo. A cultura de tecido é feita a
partir
a) de células meristemáticas.
b) de células da epiderme.
c) de células do súber.
d) de células do esclerênquima.
e) de células do lenho.
10) (Fuvest-2002) Enquanto a clonagem de animais é um evento relativamente recente
no mundo científico, a clonagem de plantas vem ocorrendo já há algumas décadas com
relativo sucesso. Células são retiradas de uma planta-mãe e, posteriormente, são
cultivadas em meio de cultura, dando origem a uma planta inteira, com genoma idêntico
ao da planta-mãe. Para que o processo tenha maior chance de êxito, deve-se retirar as
células
a) do ápice do caule.
b) da zona de pêlos absorventes da raiz.
c) do parênquima dos cotilédones.
d) do tecido condutor em estrutura primária.
e) da parede interna do ovário.
11) (UEL-1994) Um tecido vegetal formado por células mortas, em decorrência da
impregnação de suberina em suas paredes, e cheias de ar encontra-se
a) no interior das folhas.
b) na superfície das folhas.
c) na zona subapical da raiz.
d) na zona de distensão do caule.
e) na casca do tronco das árvores.
12) (UEL-1997)Os tecidos nos quais encontram-se estômatos e lenticelas em uma
árvore são, respectivamente,
a) epiderme e súber.
b) xilema e colênquima.
c) floema e xilema.
d) súber e floema.
e) colênquima e epiderme.
13) (PUC MG-1999)O súber é:
a) um tecido de condução encontrado em vegetais superiores com crescimento primário
e secundário.
b) um tecido com função de proteção encontrado em vegetais superiores apenas com
crescimento secundário.
c) uma estrutura utilizada para armazenamento de amido primário, resultante da
atividade da periderme.
d) um pigmento que é responsável pela coloração das flores.
e) um tecido de revestimento que permite o aumento ou decréscimo na transpiração da
planta.
14) (UFRJ-2001)Obtém-se a cortiça a partir do tecido denominado SÚBER, presente
em plantas da região mediterrânea, tais como o sobreiro. O súber resulta da atividade do
meristema secundário, sendo formado por várias camadas de células mortas e ocas.
Cite duas funções do súber.
15) (UF Lavras-2000)O caule de determinadas espécies vegetais pode aumentar o seu
diâmetro quando em estrutura secundária de crescimento. Quando isso ocorre, a
epiderme e todos os seus anexos são substituídos, estrutural e funcionalmente pela
periderme. Que estruturas são então formadas para substituir os estômatos?
a) Pneumatóforos.
b) Acúleos.
c) Hidatódios.
d) Haustórios.
e) Lenticelas.
16) (UF Lavras-2001) "Da mesma maneira que nos animais, os tecidos de proteção são
especializados no revestimento do vegetal, protegendo-o contra os diversos agentes
agressores que podem danificá-lo. Além disso, regulam o intercâmbio de substâncias
entre a planta e o meio ambiente. Os tecidos de revestimento também evitam perda
excessiva de água contribuindo, assim, para a adaptação dos vegetais à vida terrestre".
Baseando-se no texto, assinale a opção que CONTENHA o tecido de proteção e sua
adaptação para trocas gasosas.
a) Periderme - estômatos.
b) Súber - estômatos.
c) Epiderme - estômatos.
d) Epiderme - lenticelas.
e) Felogênio - lenticelas.
17) (PUC SP-2004) Um casal de namorados, com auxílio de um canivete, faz a
inscrição de seus nomes ao redor do tronco de uma árvore. Passados seis meses, o casal
se separa. O rapaz vai até a árvore e retira um anel da casca, circundando o tronco na
região que continha a inscrição. Após algum tempo, o casal se reconcilia e volta à
árvore para refazer a prova de amor, mas, para sua surpresa, encontram-na morta,
porque o anel de casca que foi retirado continha
a) além da periderme, o floema.
b) além da periderme, o xilema.
c) apenas o floema.
d) apenas o xilema.
e) o xilema e o floema.
18) (UEL-1994) Os tecidos que permitem às plantas manterem-se eretas são,
principalmente,
a) o lenho, o esclerênquima e o colênquima.
b) o líber, o esclerênquima e o colênquima.
c) o lenho, o líber e o colênquima.
d) o lenho, o líber e o meristema.
e) o meristema, o colênquima e o esclerênquima.
19) (Unesp-1997) São exemplos de tecidos de sustentação, condução e proteção,
respectivamente
a) súber - traqueídeos - esclerênquima.
b) epiderme - esclerênquima - súber.
c) súber - colênquima - fibras.
d) esclerênquima - traqueídeos - súber.
e) colênquima - xilema – traqueídeos
20) (UFMG-1997) A estrofe a seguir foi extraída do poema, "Jogos Frutais", de João
Cabral de Melo Neto.
"Está desenhada a lápis
de ponta fina,
tal como a cana-de-açúcar
que é pura linha."
O termo "pura linha" a que se refere o poeta corresponde ao tecido vegetal
a) colênquima.
b) esclerênquima.
c) meristema.
d) parênquima.
21) (Uel-1999) A matéria-prima para a produção de linho é constituída por fibras de
a) súber.
b) floema.
c) xilema.
d) esclerênquima.
e) colênquima.
22) (UFV-2000) Embora não sejam essenciais como nutriente, as fibras têm papel
importante na dieta. Elas estimulam os movimentos peristálticos, reduzindo o tempo de
contato de substâncias potencialmente prejudiciais no intestino, evitando assim muitos
distúrbios como diverticulose e prisão de ventre. A sua deficiência na dieta pode causar
também problemas mais graves como doenças coronarianas, câncer no intestino e
obesidade. Em relação às fibras, resolva os itens abaixo.
a) Qual é nome do polímero predominante nessas fibras?
b) Cite um tecido vegetal rico em fibras.
c) Além da alimentação, cite uma importância econômica de utilização dessas fibras.
23) (Uel-2001) São importantes tecidos de sustentação dos vegetais:
a) Floema e xilema.
b) Colênquima e esclerênquima.
c) Parênquimas de reserva.
d) Súber e ritidoma.
e) Córtex e cilindro central.
24) "É um tecido vivo que se caracteriza por apresentar reforços de celulose na parede
celular. Suas células são, em geral, dotadas de cloroplastídeos. Assim, pode, além de
promover a sustentação da planta, realizar fotossíntese. Ocorre nos caules novos, nos
pecíolos das folhas e ao longo das nervuras. Suas células situam-se geralmente logo
abaixo da epiderme e são capazes de realizar divisões e crescimento".
Essas características são aplicáveis ao tecido:
a) xilema / floema.
b) colênquima.
c) felogênio.
d) parênquima cortical.
e) esclerênquima.
25) (UFMS-2002)A textura "arenosa" que se percebe ao saborear uma pêra é dada pela
presença de células mortas na maturidade, com paredes muito espessas e com reforço de
lignina.
Pelas características apresentadas, essas células são constituintes do tecido denominado
a) meristema.
b) esclerênquima.
c) floema.
d) parênquima.
e) epiderme.
26) (UFRJ-2006)Tal como acontece com os animais, os vegetais superiores também
apresentam células com uma organização estrutural formando tecidos. Existe uma certa
analogia entre alguns tecidos vegetais e determinados tecidos animais.
Esta analogia existe entre
a) o esclerênquima encontrado nos vegetais e tecido ósseo dos animais.
b) o tecido suberoso dos vegetais e o tecido sanguíneo dos animais.
c) os vasos liberianos dos vegetais e o tecido ósseo dos animais.
d) os canais laticíferos dos vegetais e a epiderme dos animais.
e) o colênquima dos vegetais e o tecido muscular liso dos animais.
27) (Fuvest-1992) Os pulgões são insetos afídeos que retiram dos caules das plantas
uma solução rica em açúcares. O tecido da planta de onde os insetos extraem alimento
é:
a) o câmbio.
b) o xilema.
c) o floema.
d) a endoderme.
e) o periciclo.
28) No esquema a seguir, podemos observar a disposição dos vasos condutores no caule
de uma dicotiledônea, destacados com 1, 2 e 3 e que representam, respectivamente:
a) xilema, floema e câmbio.
b) xilema, câmbio e floema.
c) tubos, xilema e floema.
d) epiderme, floema e câmbio.
e) epiderme, endoderma e xilema.
29) (UERJ-1999) Cortando-se, em forma de anel, a casca do caule de uma planta, a
parte situada entre o corte e a raiz não é nutrida e morre.
O fluxo de seiva elaborada, com substâncias nutritivas, ocorre, das folhas para a raiz,
no:
a) xilema
b) floema
c) meristema
d) parênquima
30) Assinale o tecido vegetal em que NÃO se observa atividade celular:
a) Parênquima clorofiliano.
b) Meristema apical.
c) Floema.
d) Xilema.
e) Parênquima medular.
31) (UFES-1999)Com relação ao transporte de seivas nas plantas vasculares, pode-se
afirmar que
I - o floema é constituído por elementos de vasos e traqueídeos;
II - a seiva elaborada é constituída, principalmente, de água e sais minerais;
III - a seiva bruta é transportada das raízes às folhas através dos vasos lenhosos;
IV - os vasos liberianos, em geral, ocupam a posição mais externa do caule,
transportando produtos da fotossíntese.
Está(ão) CORRETA(S)
a) I e II.
b) III e IV.
c) apenas III.
d) apenas IV.
e) I, II, III e IV.
32) (Puc PR-2001)A figura ilustra o sistema de que se valem os vegetais para realizar
certas funções, tais como:
a) Conduzir a seiva bruta, composta de água e sais minerais.
b) Realizar a transpiração.
c) Conduzir seiva orgânica, das folhas à raiz.
d) Conduzir o dióxido de carbono, CO2, durante a fotossíntese.
e) Realizar a gutação, processo pelo qual a planta perde água pelos hidatódios.
33) (UFG-2001) Considerando a figura, que mostra a retirada de um anel da casca do
tronco de uma árvore, analise as proposições.
( ) Esse procedimento interrompe a realização da fotossíntese pelas folhas, situadas
acima do corte.
( ) A retirada desse anel promove o aumento do número de vasos lenhosos que
carregam moléculas de açúcar.
( ) A presença do corte no tronco da árvore interrompe a descida da seiva elaborada,
em direção às raízes.
( ) Esse tipo de corte provoca a morte da árvore, porque às raízes deixam de receber
alimento e param de absorver seiva bruta.
34) (UFRJ-2000)Sobre o esquema a seguir são feitas algumas afirmativas:
I) O esquema representa o tecido vegetal de sustentação.
II) Neste sistema movimenta-se uma
solução orgânica onde predominam
açúcares solúveis.
III) Este tecido está presente em todos os
vegetais terrestres.
IV) A movimentação de solução orgânica
neste sistema faz-se da região mais
concentrada para a menos concentrada.
Sobre as afirmativas, pode-se concluir que apenas
a) II e III estão corretas.
b) II e IV estão corretas.
c) I e IV estão corretas.
d) I e II estão corretas.
e) I e III estão corretas.
35) (UFES-2000) Em relação ao sistema condutor das plantas superiores, é CORRETO
afirmar:
a) A partir das raízes, água e sais minerais alcançam a folhas através do floema.
b) A partir das folhas, água e substâncias orgânicas são transportadas pelo xilema.
c) A partir das raízes, água e sais minerais alcançam as folhas através do xilema.
d) A partir das folhas, água e sais minerais são transportados pelo floema.
e) A partir das raízes, água e substâncias orgânicas alcançam as folhas através do
floema.
36) (UNESP-2004)Nos vegetais, estômatos, xilema, floema e lenticelas têm suas
funções relacionadas, respectivamente, a
a) trocas gasosas, transporte de água e sais minerais, transporte de substâncias orgânicas
e trocas gasosas.
b) trocas gasosas, transporte de substâncias orgânicas, transporte de água e sais minerais
e trocas gasosas.
c) trocas gasosas, transporte de substâncias orgânicas, transporte de água e sais minerais
e transporte de sais.
d) absorção de luz, transporte de água, transporte de sais minerais e trocas gasosas.
e) absorção de compostos orgânicos, transporte de água e sais minerais, transporte de
substâncias orgânicas e trocas gasosas.
37) (UFSCAR-2004)Se retirarmos um anel da casca de um ramo lateral de uma planta,
de modo a eliminar o floema, mas mantendo o xilema intacto, como mostrado na figura,
espera-se que
a) o ramo morra, pois os vasos condutores de água e sais minerais são eliminados e suas
folhas deixarão de realizar fotossíntese.
b) o ramo morra, pois os vasos condutores de substâncias orgânicas são eliminados e
suas folhas deixarão de receber alimento das raízes.
c) o ramo continue vivo, pois os vasos condutores de água e sais minerais não são
eliminados e as folhas continuarão a realizar fotossíntese.
d) o ramo continue vivo, pois os vasos condutores de substâncias orgânicas não são
eliminados e suas folhas continuarão a receber alimento das raízes.
e) a planta toda morra, pois a eliminação do chamado anel de Malpighi,
independentemente do local onde seja realizado, é sempre fatal para a planta.
38) (PUC Camp-2004)Alguns animais da mata atlântica aprenderam a alimentar-se de
cascas de pinheiros plantados em Santa Catarina, tendo se tornado um problema para
este cultivo. O tecido que é fonte de alimento para estes animais é
a) parênquima clorofiliano.
b) floema.
c) xilema.
d) colênquima.
e) esclerênquima.
39) (PUC Camp-2005) Os tecidos vasculares dos caules dos vegetais como os da
bananeira, por exemplo, agrupam-se em unidades chamadas feixes. Cada feixe é
constituído por elementos do xilema, do floema e, geralmente, por fibras do
esclerênquima. Impregnação por lignina ocorre somente em células do
a) xilema.
b) esclerênquima.
c) floema e do xilema.
d) floema e do esclerênquima.
e) xilema e do esclerênquima.
40) (PUC Mg-1997) Nos vegetais, os tecidos que podem ser comparados,
funcionalmente, com os tecidos conjuntivos dos animais são os tecidos:
a) secretores.
b) meristemáticos.
c) de proteção.
d) mecânicos.
e) parenquimáticos.
41) Considerando os tecidos vegetais, relacione a coluna 1 com a coluna 2.
Coluna 1
I - Tecido que garante a flutuação de plantas aquáticas.
II - Tecido que garante a sobrevivência de plantas em ambientes secos como desertos.
III - Tecido responsável pelo crescimento em comprimento de caules e raízes.
IV - Tecido responsável pelo crescimento em espessura dos caules.
V - Tecido responsável pela fotossíntese.
VI - Tecido de características mecânicas que serve para a sustentação da planta.
Coluna 2
( ) Câmbio
( ) Meristema apical
( ) Esclerênquima
( ) Parênquima clorofiliano
( ) Parênquima aerífero
( ) Parênquima aquífero
Assinale a alternativa com a seqüência correta
a) I, II, III, V, VI e IV.
b) III, I, II, IV, V e VI.
c) III, IV, VI, I, II e V.
d) IV, VI, III, V, I e II.
e) IV, III, VI, V, I e II.
42) (UEM-2004) Considerando a morfologia e a função das células e dos órgãos
vegetais, assinale o que for correto.
( ) Elementos minerais absorvidos do solo pelas raízes podem ser encontrados nas
células do xilema das raízes, do caule e das folhas.
( ) Moléculas de água absorvidas do solo participam, nos cloroplastos das células do
parênquima foliar, das reações de fotossíntese.
( ) Carboidratos produzidos nas células do parênquima foliar podem ser armazenados
em tecidos parenquimáticos das raízes.
( ) Carboidratos produzidos nas células do parênquima foliar podem ser encontrados
nos elementos crivados que constituem o floema.
( ) Moléculas de CO2 absorvidas pelos estômatos chegam às células do parênquima
clorofiliano das folhas onde participam de reações da fotossíntese.
( ) A água absorvida do solo pelas raízes é transportada até as folhas pelas traqueídes
que constituem o xilema e o floema.
43) (UFRS-1996)Associe as denominações listadas na coluna A às alternativas da
coluna B que melhor as explicam.
Coluna A
( ) Floema
( ) Parênquima
( ) Esclerênquima
( ) Xilema
( ) Meristema
Coluna B
1 -Tecido embrionário
2 -Tecido de sustentação
3 -Tecido de condução
4 -Tecido de síntese e armazenamento
44) (UFV-2000) Os tecidos da raiz desempenham várias funções nas plantas. No
esquema de corte histológico transversal da raiz, representado a seguir, alguns desses
tecidos estão indicados por I, II, III, e IV, seguidos por funções (A, B, C, D)
relacionadas.
A - transporte de água e minerais absorvidos do solo.
B - revestimento e absorção
C - reserva e preenchimento.
D - transporte de substâncias
orgânicas.
Associe cada tecido com a sua
função, assinalando a alternativa
CORRETA:
a) IA, IIC, IIIB, IVD
b) IB, IIC, IIID, IVA
c) IC, IIB, IIID, IVA
d) IA, IID, IIIB, IVC
e) ID, IIB, IIIC, IVA
45) (PUC Camp-2005) Um pé de batatas disporá de maior quantidade de material
nutritivo para armazenar em seus órgãos de reserva
a) quando a taxa de respiração atingir seu valor máximo.
b) quando a taxa de fotossíntese atingir seu valor máximo.
c) quanto maior for a taxa de fotossíntese em relação à taxa de respiração.
d) quanto menor for a taxa de fotossíntese em relação à taxa de respiração.
e) quanto mais próxima a taxa de fotossíntese estiver da taxa de respiração.
46) (UFSC-2004) Pouca vantagem representaria, para animais e plantas, serem
multicelulares, se todas as células fossem iguais. [...] Os órgãos das plantas, [...] são
formados por tecidos.
(FROTA-PESSOA, O. Os caminhos da vida I. Estrutura e ação. São Paulo:
Scipione, 2001, p. 157).
Com relação a esse assunto é CORRETO afirmar que:
( ) As raízes, a epiderme e os estômatos são exemplos de órgãos das plantas.
( ) O xilema e o floema compõem o sistema de tecidos vasculares das plantas.
( ) Os diversos tipos de parênquimas exercem funções de respiração, fotossíntese e
aeração, entre outras.
( ) Os frutos, outro tipo de órgão nas plantas, são formados basicamente de células
meristemáticas.
( ) O colênquima e o esclerênquima são tecidos de condução, compostos de
parênquimas vivos.
( ) Pelo xilema circula a seiva bruta, rica em água e sais minerais.
47) (UFPE-2004) Todas as células de uma planta derivam dos meristemas. Os
meristemas podem ser primários (originam-se diretamente de células embrionárias) e
secundários. Com relação a esse tema, podemos afirmar:
( ) a periderme, revestimento que substitui a epiderme (quando há crescimento
secundário), é constituída pelo felogênio, pelo feloderma e pelo súber.
( ) os meristemas secundários, como por exemplo o felogênio, surgem por
desdiferenciação de tecidos adultos, geralmente parênquimas.
( ) o câmbio vascular origina vasos liberianos (floema) para a região interna do caule,
e vasos lenhosos (xilema) para a região externa do mesmo.
( ) o parênquima aqüífero ocorre principalmente em plantas que vivem em ambiente
seco, enquanto o parênquima aerífico ocorre principalmente em plantas aquáticas.
48) (UFSC-2001)Parênquimas são tecidos vegetais que preenchem os espaços entre a
epiderme e os tecidos condutores.
Faça a associação CORRETA entre os parênquimas vegetais e a principal função que
desempenham.
( ) A - II
( ) B - IV
( )C-V
( ) D - III
( )E-I
Gabarito:
01) 3 – 4 – 2 – 3 – 1
02)A
03)D
04)A
05)D
06) a) espera-se encontrar células em divisão nos tecidos meristemáticos, neste caso no
câmbio e no felogênio.
b) a seiva orgânica ou elaborada (rica em açúcares como a glicose → C6H12O6) é
transportada pelo floema.
07)A 08)B 09)A 10)A 11)E 12)A 13)B
14) O súber protege a planta contra a perda excessiva de água, excesso de calor,
predadores e até mesmo contra o fogo.
15)E 16)C 17)A 18)A 19)D 20)B 21)D
22) a) Celulose. b) Esclerênquima.
c) Produção do linho ou de outros tecidos.
23)B 24)B 25)B 26)A 27)C 28)A 29)B 30)D 31)B 32)C 33)FFVV
34)B 35)C 36)A 37)C 38)B 39)E 40)E 41)E 42)VVVVVF
43) 3-4-2-3-1 44)D 45)C 46)FVVFFV 47)VVFV 48)VVVFF
Valeu passaritos!!!
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards