SISTEMA RESPIRATÓRIO Respirar é uma das funções

Propaganda
SISTEMA RESPIRATÓRIO
Respirar é uma das funções básicas da vida, pois ao inspirarmos, conduzimos o
oxigênio presente no ar atmosférico, por meio de uma série de condutos, até os
pulmões. O oxigênio e então transportado pelo sangue para todas as células do nosso
organismo, e numa sequência de reações bioquímicas, e utilizado para oxidar a glicose,
resultando em água, gás carbônico e energia. Parte do gás carbônico e transportado
pelo sangue de volta aos pulmões para ser eliminado pela na expiração e a energia
liberada na oxidação e utilizada pela célula para que desempenhem suas funções.
Assim a respiração tem por objetivo fornecer oxigênio aos tecidos e remover o
dióxido de carbono.
ANATOMIA PULMONAR
Os pulmões são estruturas esponjosas, geralmente róseas e localiza-se sobre o
músculo diafragma, ocupando a maior parte da caixa torácica.
Revestindo os pulmões temos uma membrana protetora dupla, as pleuras.
Entre as duas membranas existe um líquido cuja função e lubrificá-las e evitar o atrito
entre elas, permitindo assim o seu deslizamento suave sobre o tórax.
O pulmão esquerdo e dividido em duas partes (ou lobos), enquanto o direito
possui três lobos. Entre os dois pulmões existe um espaço, denominado mediastino,
onde esta o coração
FISIOLOGIA DA RESPIRAÇÃO
Na parte inicial das cavidades nasais possuímos pelos que funcionam como
filtros, retendo partículas maiores, que possam estar em suspensão no ar. Na parte
superior olfatória, ricamente vascularizada que aquece o ar. Além disso, a mucosa
produz muco constante, que reveste e retém as particular menores e bactérias, além
de umedecer o ar.
Após ser filtrado, aquecido e umedecido, o ar percorre a faringe, que e um
conduto comum a respiração e a digestão, que permite a passagem do alimento para o
esôfago e do ar para laringe.
Ao penetrar na faringe, o ar encontra duas dobras importantes denominadas
pregas vocais. No inicio da laringe temos a epiglote que protege quando deglutimos os
alimentos, fechando-a. Por isso quando engolimos não conseguimos respirar ao
mesmo tempo.
Abaixo da laringe esta a traquéia, que e formada por anéis cartilaginosos, que
na sua porção inferior ramifica-se em dois ramos denominados brônquios, sendo que
cada brônquio penetra em um pulmão, formando canais cada vez mais finos, os
bronquíolos.
Os bronquíolos terminam em pequenos sacos, denominados alvéolos
pulmonares (possuímos cerca de 700 a 800 milhoes de alvéolos), ricamente
vascularizados, sendo no alvéolo pulmonar que ocorre a entrada de oxigênio para o
sangue e a saída de gás carbônico.
MECÂNICA RESPIRATÓRIA
A respiração e um processo composto por dois atos, a inspiração (entrada de ar nos
pulmões), e a expiração (saída de ar). Podemos observar isso pelos movimentos rítmicos e
continuos do tórax. Quando inspiramos o tórax aumenta seu volume interno, levantando as
costelas devido a contração dos músculos intercostais, ao mesmo tempo que ocorre o
abaixamento do músculo diafragma. Com isso a pressão interna fica menor, fazendo com que
o ar penetre nos pulmões, enchendo-os.
Na expiração ocorre o processo inverso, as costelas se abaixam enquanto o diafragma
sobe. A pressão interna fica bem maior, fazendo com que o ar seja expelido.
A intensidade e a freqüência respiratória podem sofrer variações normalmente
realizamos cerca de 12 a 16 movimentos respiratórios por minuto, porem, de acordo com as
nossas necessidades, por exemplo no exercício físico a freqüência respiratória pode ser
aumentada.
A atividade respiratória é controlada pelo centro respiratório, numa área do encéfalo
(Sistema Nervoso Central SNC). Esse centro a concentração de gás carbônico em nosso sangue.
Basta aumentar a concentração que imediatamente o centro respiratório e estimulado e envia
a ordem, para que ocorra a intensificação do ritmo respiratório, cuja a finalidade e eliminar
esse excesso.
Os capilares trazem o sangue venoso vindo do lado direito do coração. Que ai chegou
vindo de todo o corpo. No interior dos alvéolos chega o ar inspirado, com alto teor de oxigênio
e baixo teor de gás carbônico. As paredes dos alvéolos são finíssimas e úmidas, permitindo
então que ocorra a troca de gases. O sangue venoso trazido pelos capilares, recebe o oxigênio
que se liga a hemoglobina uma substancia presente no sangue. Dessa ligação forma-se a oxihemoglobina, que e levado pelo sangue para todo o organismo. Nos tecidos ocorre a
dissociação liberando o oxigênio para as células que o utiliza para produzir energia. Ao mesmo
tempo o gás carbônico descarregado pelo sangue nos alvéolos, sai do corpo pela expiração.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards