nos tilacóides!!!

Propaganda
Citoplasma
organelas energéticas
luz
cloroplasto
CO2 + H2O
C6H12O6 + O2
mitocôndria
ENERGIA (ATP)
ATP – a moeda energética das
células
Respiração
Dicas...
A primeira etapa da respiração (glicólise)
é anaeróbica pois não utiliza oxigênio;
 36% da energia da glicose consegue ser
convertida em ATP, o restante é liberado
na forma de calor.(endotermia/febre);
 Além dos carboidratos, as proteínas e as
gorduras também podem ser fontes de
moléculas de 2C (acetil) a iniciarem o
Ciclo de Krebs, ou seja, também podem
funcionar como combustíveis celulares. No
emagrecimento as gorduras corporais são
quebradas e “queimadas” dentro das
mitocôndrias.

Fermentação
Quebra parcial da glicose na ausência do O2
formando substâncias como álcool, ácido acético
ou lático, liberando apenas 2 ATP.
6C
piruvato
2 ATP
álcool
CO2
Vantagem dos aeróbicos: obtém mais ENERGIA
Vantagem dos anaeróbicos: vivem SEM OXIGÊNIO
MITOCÔNDRIAS –
RESPIRAÇÃO CELULAR
PRODUÇÃO DE ATP
A
BASE NITOGENADA
3 - FOSFATOS
ADENINA
T
P
PENTOSE
LIGAÇÕES RICAS EM
ENERGIA CALORÍFICA
RIBOSE
ETAPAS DA RESPIRAÇÃO CELULAR
I- GLICÓLISE – Quebra da glicose
II- CICLO DE KREBS - Conjunto de reações que formam CO2 - H2O - NAPH2 - FADH2
III- CADEIA RESPIRATÓRIA – Produção de moléculas de ATP
Adenina
Fosfato
Ribose
ADENOSINA (nucleotídeo)
NUCLEOTÍDEO = adenosina monofosfato (AMP)
Adenosina difosfato (ADP)
Adenosina trifosfato (ATP)
LOCAIS DA RESPIRAÇÃO CELULAR
1a. GLICÓLISE
HIALOPLASMA
3a. CADEIA
RESPIRATÓRIA
MEMBRANA INTERNA
MEMBRANA EXTERNA
MITOCÔNDRIAS
2a. CICLO DE
KREBS
CRISTAS
MATRIZ
PRIMEIRA ETAPA - GLICÓLISE
Quebra da molécula glicose
GLICOSE
IMPORTANTE
AC.PIRUVICO
– NAD E FAD - Moléculas Carregadora de H+
- Cada molécula carrega 2 átomos de H+
MITOCÔNDRIAS
CICLO KREBS – CADEIA
RESPIRATÓRIA
PRODUTOS DA GLICÓLISE
HIALOPLASMA
GLICÓLISE
C 6H12O6
4H+
(2) C3H4O3
ÁCIDO PIRÚVICO
- 2NAD + 2H2 = 2NADH2
- SALDO DE 2 ATP NA REAÇÃO
- FORAM PRODUZIDOS 2 AC. PIRÚVICOS
CICLO DE KREBS
Continuação da quebra da molécula glicose com
descarboxilações desidrogenações
ÁCIDO PIRÚVICO + Coenzima A
M
(2) C3H4O3
I
M
T
A
O
T
Ô
R
N
I
D
Z
R
PRODUTOS FORMADOS NO
CICLO DE KREBS POR CADA
ÁCIDO PIRÚVICO
NAD
NADH2
S
NADH2
-1
FADH2
-1
ATP
Acetil CoA
ÁCIDO CÍTRICO
NAD
ÁCIDO OXALACÉTICO
CO2
CO2
NADH2
ÁCIDO CETOGLUTÁRICO
FADH2
CO2
CO2
NAD
I
A
-3
FAD
NADH2
ÁCIDO MÁLICO
ÁCIDO SUCCÍNICO
1-ATP
NADH2
NAD
COMO SÃO 2 MOLÉCULAS DE
ÁCIDO PIRÚVICO, O
RESULTADO FINAL É:
- 6 NADH2
- 2 FADH2
- 2 ATP
CADEIA RESPIRATÓRIA OU CADEIA DE ELÉTRONS
ORIGINA 2ATP
FADH2
PROTEÍNAS TRANSPORTADORAS DE
ELÉTRONS
NADH2
ORIGINA 3ATP
MEMBRANA DAS CRISTAS
MITOCONDRIAIS
- GLICÓLISE – 2 ATP+ 2 NADH2
(2 + 2X3) = 8 ATP
OBS - NA MITOCÔNDRIA SÃO 2 AC. PIRÚVICOS
RESULTADO FINAL DA
RESPIRAÇÃO CELULAR A
PARTIR DE UMA GLICOSE
- CoA – 1 NADH2
(2X3) = 6 ATP
- CICLO KREBS – 1 ATP+ 3 NADH2
1 FADH2
- AO FINAL DA CADEIA
(2X3X3+2) = 20 ATP
(2X2) = 4 ATP
8 + 6 + 20 + 4 = 38 ATP
• A ação tóxica do HCN deve-se à sua capacidade
de inibir a enzima citocromoxidade, fundamental
para as células consumirem o gás oxigênio
transportado pelo sangue. O íon cianeto provoca,
então, a parada da respiração celular. Na verdade,
a pessoa acaba morrendo por asfixia, mesmo que o
seu sangue esteja saturado de oxigênio. Assim as
células morrem e, se esse processo acontece
rapidamente nos centros vitais do organismo,
ocorre a morte.
Observação
• Hidrogenossomos e Mitossomos
Parede
celular
Folha
Célula
clorofilada
Núcleo
Vacúolo
Cloroplasto
Tilacóide
Membrana externa
Membrana
interna
Esquema da
molécula de
clorofila
Complexo antena
Tilacóide
DNA
Granum
Cloroplasto
Estroma
Granum
Membrana do tilacóide
Fotossíntese
Conceito
 Equação geral
 Etapas e locais
 O Cloroplasto
- Estroma
- Tilacóides

Fotossíntese




FASE CLARA – NOS
TILACÓIDES!!!
A PRINCIPAL
FUNÇÃO DA FASE
FOTOQUÍMICA É
CONVERTER A
ENERGIA
LUMINOSA EM
ENERGIA QUÍMICA
Fotofosforilação
Fotólise da água

Depende da luz
Freqüência (Hz)
1021
1018
1016
7. 1014
4 . 1014
Violeta azul verde amarelo
Raios
Gama
laranja
Ultravioleta
1012
1010
104
vermelho
Ondas de rádio
e TV
Infravermelhos
Raios X
Microondas
Luz visível
0,1nm
Unidades:
mm: 10-6 m
nm: 10-9 m
A: 10-10 m
10nm
100nm
400------740nm
10mm
50mm
100mm
Comprimento
de Onda
Fotossíntese
Fase clara
Fase escura
LUZ
CO2
ATP
HO
2
FOTOFOSFORILAÇÃO
FOTÓLISE DA ÁGUA
O2
NADPH
CICLO DE
CALVIN
C6H12O6
A Fotossíntese
Os pigmentos fotossintetizantes
Existem vários tipos de clorofila, que
diferem ligeiramente entre si e
absorvem a luz de modo mais eficiente
em diferentes comprimentos de onda,
dentro do espectro azul e vermelho.
Além das clorofilas, existem outros
pigmentos envolvidos na absorção de
luz, como os carotenóides (caroteno e
xantofila) que ocorrem em plantas.
Clorofila A
4 tipos
principais
Clorofila B
Clorofila C
Bacterioclorofila
H2O
Luz
C
L
O
R
O
P
L
A
S
T
O
CO2
ADP
Etapa I
FOTOQUÍMICA
ATP
NADPH2
Tilacóide
O2
Etapa II
QUÍMICA
E
S
T
R
O
M
A
NADP
H2O
C6H12O6
Glicose
FOTOSSISTEMA
Aceptor
de elétrons
Fóton
Centro de reação
Doador de elétrons
clorofila
FOTOSSISTEMA I – P700  700nm  intergrana ---- NADP+ ---- ATP
FOTOSSISTEMA II – P680 680nm  tilacóides ---- FOTÓLISE DA ÁGUA
Fotofosforilação acíclica
ETAPA
FOTOQUÍMICA
Fotofosforilação cíclica
CICLO DE CALVIN
FOTOSSÍNTESE em PROCARIOTOS
Fotossistemas ficam aderidos a Membrana Plasmática que se
invagina formando vesículas fotossintéticas.
QUIMIOSSÍNTESE
Oxidação de substâncias inorgânicas com liberação de energia
Energia é utilizada para a síntese de compostos orgânicos
Ex.:  bactérias nitrosomonas
NH3 + 2O2  HNO2 + 2H2O + ENERGIA
amônia
ác nítrico
 bactérias nitrobactérias
HNO2 + 2O2  2HNO3 + ENERGIA
nitrito
ác. nitroso
FATORES QUE AFETAM A FOTOSSÍNTESE
P.S.L
0,03
0,3
%CO2
Intensidade
luminosa
Ponto de Compensação Fótico
Intensidade
luminosa
40
°C
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards