Organização Territorial da Agricultura Familiar

Propaganda
1
Anexo II – Resolução nº 133/2003-CEPE
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ
PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO
PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ ANO 2012/2°
Programa: Pós-Graduação em Geografia – Nível de Mestrado
Área de Concentração:
Mestrado ( X )
Doutorado ( )
Centro: Ciências Humanas
Campus: Francisco Beltrão
DISCIPLINA
Código
Nome
Carga horária
1
Total
AT AP2
Organização territorial na agricultura familiar
72
18
90
(1 Aula Teórica; 2 Aula Prática)
Ementa
Distribuição territorial da agricultura familiar no Brasil. Estudo dos conceitos de agricultura
familiar. Problemáticas rurais contemporâneas decorrentes dos processos de industrialização
e modernização da agricultura. As relações de poder na estruturação da agricultura familiar –
relações de gênero.
Objetivos
Entender a origem e a problemática da organização da agricultura familiar no Brasil.
Compreender o conceito de agricultura familiar a partir da abordagem da questão agrária e do
paradigma do capitalismo agrário.
Verificar a distribuição territorial da agricultura familiar no Brasil
Discutir as relações de poder intrínsecas na organização territorial da agricultura familiar.
Conhecer as principais políticas destinadas a organização da agricultura familiar no Brasil.
2
Conteúdo Programático
- Conceito de agricultura familiar.
- origem da agricultura familiar brasileira
- agricultura familiar e modernização tecnológica
- Classificação e tipologias da agricultura familiar no Brasil
- Políticas Públicas para Agricultura Familiar
- Relações de poder na agricultura Familiar – gênero e geração.
Atividades Práticas –
- as aulas prática consistem na organização e realização de seminários temáticos,
levantamento de dados juntos ao banco de dados do IPEADATA e SIDRA IBGE e aula de
campo na região central do estado do Paraná para conhecer experiências de agricultura
familiar específicas como: quilombolas, faxinais e assentamentos de reforma agrária.








Metodologia
Aula expositiva para revisão da constituição da o território econômico brasileiro
(ciclos econômicos, origem do latifúndio e da agricultura familiar na história
brasileira)
Aula expositiva da formação dos complexos rurais, a modernização da agricultura e a
interferência na estruturação da agricultura familiar.
Leituras com apresentação e debate de textos definidos acerca do conceito de
agricultura familiar, organização, estruturação, relações produtivas.
Distribuir a turma para leitura de dois textos bases: Chayanov e Kaustsky – cada um
tem a tarefa de leitura e debate do texto.
Trabalho com banco de dados SIDRA IBGE e IPEADATA – sobre a caracterização
da agricultura familiar de acordo com a legislação brasileira (ocupação, número, sexo,
relação com a terra, ocupação etc), cada equipe trabalha com um grupo de dados para
tal caracterização e depois deve apresentar aos demais.
Seminários com as seguintes temáticas relacionadas a agricultura familiar brasileira:
a) gênero; b) geração; c) programa de geração de renda PNAE e PAA; d) PRONAF;
e) ATER
Trabalho de campo na região dos faxinais, quilombolas, assentamentos 2 dias
Avaliação
(critérios, mecanismos, instrumentos e periodicidade)
Participações nos debates em sala, apresentação do seminário e artigo sobre temática
do seminário.
3
Bibliografia básica
ABRAMOVAY, Ricardo. Agricultura familiar e desenvolvimento territorial. Reforma
Agrária – Revista da Associação Brasileira de Reforma Agrária – vols. 28 nºs 1,2 3 e 29,
nº1 – Jan/dez 1998 e jan/ago 1999.
ALTAFIN, I. Reflexões sobre o conceito de agricultura familiar. Brasília, 2005, 18 p.
Disponível em: <http :// www.redeagroecologia.cnptia.embrapa.br/biblioteca/agriculturafamiliar/ CONCEITO DE AGRICULTURA FAM.pdf>. Acesso em: 25 mar, 2007.
CARNEIRO, Maria José. Política pública e agricultura familiar: uma leitura do Pronaf. IN:
Estudos Sociedade e Agricultura, 8, abril 1997: 70-82.
CHAYANOV, Alexander V. La organización de la unidad económica campesina. Buenos
Aires: Ediciones Nueva Visión, 1974.
INCRA/FAO. Perfil da Agricultura Familiar no Brasil: dossiê estatístico. Brasília, 1996
_______ Novo Retrato da Agricultura: o Brasil redescoberto. Brasília: MDA, 2000.
KAUTSKY, Karl. A questão agrária.
LAMARCHE, Hugues. A agricultura familiar: comparação internacional. Tradução: Ângela
Maria Naoko Tijiwa. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 1993.
SANTOS, Roselí Alves dos. O processod e modernização da agricultura no sudoeste do
Paraná (UNESP – Pós Graduação em Geografia). Presidente Prudente, 2008.
SILVA, José Graziano. Tecnologia e agricultura Familiar. Porto Alegre, EFRGS, 2003.
SILVA, Maria Aparecida Moraes. Errantes do Fim do Século. São Paulo: UNESP, 1999.
WANDERLEY, M. n. B. A valorização da agricultura familiar. IN: Desenvolvimento e meio
ambiente. N.2. p.29-37, jul/dez 2000. Editora da UTFPR.
Bibliografia complementar
ALENTEJANO, Paulo Roberto R. O que há de novo no rural brasileiro? Terra Livre, São
Paulo, n.15, p.87- 112, 2000.
ANTONIO, Denardi, Reni.Agricultura familiar e políticas públicas: alguns dilemas e
desafios para o desenvolvimento rural sustentável.IN: Agroecol.e Desenv.Rur.Sustent.,Porto
Alegre, v.2, n.3, jul./set.2001
CARNEIRO, Maria José. Herança e gênero entre agricultores familiares. IN: Estudos
Feministas. ANO 9. 2º SEMESTRE 2001.
ELIAS, Denise; SAMPAIO, José Levi Furtado. (orgs.) Modernização excludente. Edições D
emócrito Rocha. Fortaleza, 2002.
FRANCISCO, Maria Luíza Oliveira de. Geografia de Gênero e Trabalho Familiar: Algumas
Considerações. IN: Revista Latino-americana de Geografia e Gênero, Ponta Grossa, v. 2, n.
1, p. 27-36, jan. / jul. 2011
GARCIA, V. V. ROCHA GOMEZ, M.M. El fantasma de la perspectiva de género. Aportes
teóricos y metodológicos para el analisis del manejo de los ercursos naturales. IN:
Desenvolvimento e meio ambiente. N.2. p.73-81, jul/dez 2000. Editora da UTFPR.
ROSSINI, Rosa Ester. Geografia e Gênero: A Mulher n Lavoura Canavieira Paulista. 1988.
Tese (livre-docência em Geografia Humana) - FFLCH/USP, São Paulo, SP.
SACHS, Ignácio. Brasil rural: da redescoberta à invenção. IN: Estud. av. vol.15 no.43 São
4
Paulo Sept./Dec. 2001
Docente
Profa. Dra. Roselí Alves dos Santos
Data
/
/
________________________________________
Assinatura do docente responsável pela disciplina
Colegiado do Programa (aprovação)
Ata nº
, de
/
/
.
Coordenador:
_________________________
assinatura
Conselho de Centro (homologação)
Ata de nº
, de
/
/
Diretor de Centro:
Encaminhada cópia à Secretaria Acadêmica em:
_________________________
assinatura
/
/
.
____________________________
Nome/assinatura
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Criar flashcards