Microsoft PowerPoint - budismo [S\363 de leitura]

Propaganda
Budismo
Introdução
• Budismo é uma religião e filosofia baseada nos
ensinamentos deixados por Sidarta Gautama, ou
Sakyamuni (o sábio do clã dos Sakya), o Buda histórico,
que viveu aproximadamente entre 563 e 483 a.C. no
Nepal. o budismo se espalhou através da Índia, Ásia,
Ásia Central, Tibete, Sri Lanka (antigo Ceilão), Sudeste
Asiático como também para países do Leste Asiático,
incluindo China, Myanmar, Coreia, Vietnã e Japão. Hoje
o budismo se encontra em quase todos os países do
mundo, amplamente divulgado pelas diferentes escolas
budistas, e conta com cerca de 376 milhões de
seguidores.
Bandeira Budista
• As cinco cores da
bandeira reflectem as
cores da aura que
emanou do corpo de
Buda quando este
alcançou a Iluminação
•
Azul: Bondade, paz e
compaixão universal.
•
Amarelo: O Caminho Médio -
evitar extremos, vazio
Vermelho: As bênçãos da
prática - feito, sabedoria,
virtude, fortuna e dignidade
• Branco: A pureza do Dharma que leva à libertação, fora do
tempo e do espaço
•
Laranja: Os ensinamentos de
Buda - sabedoria
Origem
.•
O budismo formou-se no nordeste da Índia,
entre o século VI a.C. e o século IV a.C. Este
período corresponde a uma fase de alterações
sociais, políticas e económicas nesta região do
mundo. A antiga religiosidade bramânica,
centrada no sacrifício de animais, era
questionada por vários grupos religiosos, que
geralmente orbitavam em torno de um mestre.
Continuação
• Um destes mestres religiosos foi Siddhartha Gautama, o
Buda.
• Siddhartha nasceu na povoação de Kapilavastu, que se
julga ser a aldeia indiana de Piprahwa, situada perto da
fronteira indo-nepalesa. Pertencia à casta guerreira.
• Aos 29 anos de idade, ele teve quatro visões que
transformaram sua vida. As três primeiras visões - o
sofrimento devido ao envelhecimento, doenças e morte mostraram-lhe a natureza inexorável da vida e as
aflições universais da humanidade.
Continuação
• A quarta visão - um eremita com um semblante sereno revelou-lhe o meio de alcançar a paz. Compreendendo a
insignificância dos prazeres sensuais, ele deixou sua
família e a sua fortuna em busca da verdade e paz
eterna. A sua busca pela paz era mais por compaixão
pelo sofrimento alheio do que pelo seu próprio, já que
não havia tido tal experiência. Ele não abandonou a sua
vida mundana na velhice, mas no alvorecer de sua
maturidade; não na pobreza, mas em plena fartura.
Continuação
• Aos 35 anos de idade (aproximadamente 525 a.C.),
sentado sob uma árvore Bodhi, numa noite de lua cheia,
ele, de repente, experimentou uma extraordinária
sabedoria, compreendendo a verdade suprema do
universo e alcançando a profunda visão dos caminhos
da vida humana. Os budistas chamam essa
compreensão "iluminação". A partir de então, ele passou
a ser chamado de Buda Sakyamuni (Sakyamuni
significa "Sábio do clã dos Sakya"). A palavra Buda
pode ser traduzida como: "aquele que é plenamente
desperto e iluminado".
A FUNDAÇÃO DO BUDISMO
• O Buda formou uma das primeiras ordens
monásticas do mundo, conhecida como
Sangha. Seus seguidores tinham as mais
variadas características, e ele os ensinava
de acordo com suas habilidades para o
crescimento espiritual. Ele não exigia
crença cega; ao contrário, adoptava o
"venha e experimente você mesmo",
atitude que ganhou os corações de
milhares.
DESENVOLVIMENTO DO BUDISMO
• As duas grandes tradições compartilham a essência dos
ensinamentos do Buda e praticam a recitação de
mantras (Sequência de palavras que manifestam certas
forças cósmicas, aspectos ou nomes dos bodas. A
repetição contínua de mantras é uma forma de
meditação) e meditação, mas cada uma delas tem um
método diferente de buscar a iluminação. A Theravada,
ou "Pequeno Veículo", enfatiza o alcance da iluminação
através do próprio esforço e é comum no Sri Lanka,
Tailândia, Birmânia, Laos, Camboja e Malásia. Nesta
tradição, o nível de iluminação é a condição de Arahat
Continuação
• A Mahayana, ou "Grande Veículo", busca não
só a auto-iluminação, mas também dá ênfase
ao servir a todos os seres sencientes. Os
Bodhisattvas (seres iluminados da tradição
Mahayana) levam adiante, incansavelmente, a
missão de salvar o universo. OS seus principais
atributos são amor, compaixão, generosidade,
sabedoria e uma ilimitada capacidade de servir
aos outros. A Mahayana é comum na China,
Mongólia, Coreia, Tibete e Japão. Dentro dessa
tradição há muitas escolas, incluindo o Budismo
Ch'an (China), Zen (Japão) e Tântrico (Tibete).
ENSINAMENTOS DO BUDA
• O Buda foi um grande professor. Ele
ensinou que todos os seres vivos
possuem Natureza Búdica idêntica e são
capazes de atingir a iluminação através da
prática. Se todos os seres vivos têm o
potencial de tornar-se iluminados, são
todos, portanto, possíveis futuros Budas.
Apesar de haver diferentes práticas entre
as várias escolas budistas, todas elas
abraçam a essência dos ideais do Buda.
Continuação
• O Buda ensinou que a interpretação da vida
através de nossos seis sensores (olhos,
ouvidos, nariz, língua, corpo e mente) não é
mais do que ilusão. Quando duas pessoas
experimentam um mesmo acontecimento, a
interpretação de uma, pode levar à tristeza,
enquanto a da outra, pode levar à felicidade. É o
apego às sensações, derivadas desses seis
sentidos, que resulta em desejo e ligação
passional, vida após vida.
• O Buda ensinou que todos os seres sencientes estão
num ciclo contínuo de vida, morte e renascimento, por
um número ilimitado de vidas, até que finalmente
alcancem a iluminação. Os budistas acreditam que os
nascimentos das pessoas estão associados à
consciência proveniente das memórias e do karma de
suas vidas passadas. "Karma" significa "acção, trabalho
ou feito". Qualquer acção física, verbal ou mental,
realizada com intenção, pode ser chamada de karma.
Assim, boas atitudes podem produzir karma positivo,
enquanto más atitudes podem resultarem karma
negativo. A consciência do karma criado em vidas
passadas nem sempre é possível; a alegria ou o
sofrimento, o belo ou o feio, a sabedoria ou a ignorância,
a riqueza ou a pobreza experimentados nesta vida são,
no entanto, determinados pelo karma passado.
AS QUATRO NOBRES
VERDADES
• A Verdade do Sofrimento - A vida está sujeita a todos os tipos de
sofrimento, sendo os mais básicos nascimento, envelhecimento,
doença e morte. Ninguém está isento deles.
• A Verdade da Causa do Sofrimento - A ignorância leva ao desejo
e à ganância, que, inevitavelmente, resultam em sofrimento. A
ganância produz renascimento, acompanhado de apego passional
durante a vida, e é a ganância por prazer, fama ou posses materiais
que causam grande insatisfação com a vida.
• A Verdade da Cessação do Sofrimento - A cessação do
sofrimento advém da eliminação total da ignorância e do desapego
à ganância e aos desejos, alcançando um estado de suprema bemaventurança ou nirvana, onde todos os sofrimentos são extintos.
• O Caminho que leva à Cessação do Sofrimento - O caminho que
leva à cessação do sofrimento é o Nobre Caminho Óctuplo.
O NOBRE CAMINHO ÓCTUPLO
• Compreensão Correcta - Conhecer as Quatro
Nobres Verdades de maneira a entender as
coisas como elas realmente são.
• Pensamento Correcto - Desenvolver as nobres
qualidades da bondade amorosa e da aversão a
prejudicar os outros.
• Palavra Correcta - Abster-se de mentir, falarem
vão, usar palavras ásperas ou caluniosas.
• Acção Correcta - Abster-se de matar, roubar e
ter conduta sexual indevida.
Continuação
• Meio de Vida Correcto - Evitar qualquer ocupação que
prejudique os demais, tais como tráfico de drogas ou
matança de animais.
• Esforço Correcto - Praticar autodisciplina para obter o
controle da mente, de maneira a evitar estados de
mente maléficos e desenvolver estados de mente sãos.
• Plena Atenção Correcta - Desenvolver completa
consciência de todas as acções do corpo, fala e mente
para evitar actos insanos.
• Concentração Correcta - Obter serenidade mental e
sabedoria para compreender o significado integral das
Quatro Nobres Verdades
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards