Semiologia Aplicada à Enfermagem - Departamento de Saúde

Propaganda
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA
U.E.F.S
CÓDIGO
SAU 226
DEPARTAMENTO DE SAÚDE
CURSO DE ENFERMAGEM
DISCIPLINA
SEMIOLOGIA APLICADA À
ENFERMAGEM
CARGA HORÁRIA
T
60
P
30
E
-90
TOTAL
CRÉDITOS
04
01
-05
PROGRAMA DE
DISCIPLINA
REQUISITOS
BIO 424
PROFESSORAS
Ivis Braga Pereira Velôso
Rita da Cruz Amorim
Aisiane Cedraz
EMENTA
Instrumentalização do(a) aluno(a) em relação aos métodos propedêuticos
e sua aplicação prática, utilizando o pensamento crítico para o julgamento
clínico e tomada de decisão no processo de cuidar do adulto.
COMPETÊNCIAS
Avaliar sinais e sintomas apresentados pelo cliente a fim de desenvolver
um pensamento crítico para prática profissional, levando em consideração o
contexto sócio-econômico e cultural;
Caracterizar as necessidades do cliente baseado no histórico de
enfermagem realizado através de entrevista e exame físico, possibilitando
um relacionamento interpessoal com o cliente e equipe interprofissional
fundamentado nos princípios éticos;
Considerar o cliente como sujeito do processo de cuidar, imprimindo em
caráter individualizado e integral no processo saúde-doença vivenciado pelo
mesmo.
METODOLOGIA
Utilizaremos a problematização como opção pedagógica crítica, de acordo com
a política pedagógica do curso, na qual será estimulado a construção de um
saber a partir do contexto vivenciado pelos discentes, considerado situaçõesproblemas e referenciais teóricos para a transformação da realidade
Como recursos metodológicos, trabalharemos com:
1. Dinâmicas de entrosamento
2. Preleção
3. Discussão e filmes e textos
4. Exposição dialogada
5. Práticas em laboratório interpares
6. Prática em instituições de saúde
AVALIAÇÃO
Valorizaremos o discente como suspeito do processo ensino-aprendizagem, a
partir da concepção da avaliação por competências, numa perspectiva crítica e
emancipatória, na qual consideraremos as seguintes dimensões: diagnóstica
(exercícios de simulação, perguntas orais e avaliação escrita), formativa e
recapitulativa (elaboração do portifólio, utilização do histórico de enfermagem
e práticas realizadas).
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
1. A entrevista;
2. Avaliação clínica e técnicas instrumentais para o exame físico do
cliente;
3. Atuação
da
enfermeira(o)
no
exame
físico
geral
e
medidas
antropométricas;
4. Atuação da enfermeira(o) na avaliação do sistema músculo esquelético;
5. Atuação da enfermeira(o) na avaliação do cliente com dor;
6. Atuação da enfermeira(o) na avaliação da cabeça e pescoço;
7. Atuação da enfermeira(o) na avaliação do sistema neurológico;
8. Atuação da enfermeira(o) na avaliação do sistema respiratório;
9. Atuação da enfermeira(o) na avaliação do sistema digestório;
10. Atuação da enfermeira(o) na avaliação do sistema cardiovascular;
11.
Atuação da enfermeira(o) na avaliação do sistema genito-urinário.
BIBLIOGRAFIA
BARROS, Alba Lúcia Botura Leite de et al. Anamnese e exame físico:
avaliação diagnóstica de enfermagem no adulto. Porto Alegre: Artmed, 2002.
BARROS, Elvino et al. Exame Clínico: consulta rápida. Porto Alegre: Artmed,
2004.
BEVILACQUA, Fernando et al. Manual do exame clínico. 9. ed Rio de Janeiro:
Cultura Médica. 2003.
BICKLEY, Lynns; HOEKELMAN, Robert A. Bates: propedêutica médica. 7.ed.
Rio de Janeiro: Guanabara, 2001.
EPSTEIN, Owen et all. Exame clínico. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.
MANGIONE, Salvatore. Segredos em diagnóstico físico. Porto Alegre:
Artmed, 2001.
PORTO, Celmo Celeno. Exame clínico: bases para a prática médica. 5. ed. Rio
de Janeiro: Guanabara, 2004.
PORTO, Celmo Celeno. Semiologia médica. 4.ed. Rio de janeiro: Guanabara,
2001.
POSSO, Maria Belén Salazar. Semiologia e semiotécnica de enfermagem. São
Paulo: Atheneu, 1999.
ROSA NETO, Nilton Salles; MORI, Bruno Iochio; CERCI, Mário Sérgio Júlio.
Como escrever o relatório de um paciente. Curitiba: Ed. Da UFPR, 2003.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR 2005.2
BOUCHIER, Ian A. D.; ELIS, Harold; FLEMING, Peter R. French`s diagnóstico
diferencial em clínica médica. Supervisores da edição brasileira: LOPES,
Antonio Carlos; DANTAS, Flávio. 13 ed. Rio de Janeiro: 2002.
BIBLIOTECA VIRTUAL DE ENFERMAGEM. Disponível em <www.bve.org.br>.
BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE. Disponível em <www.bireme.br>.
BRUNNER & SUDDARTH. Tratado de Enfermagem médico-cirúrgica. Rio de
Janeiro: Guanabar Koogan, 2000.
CLEMENTE, Ana Tereza; LEAL, Renata. Arsenal contra a dor. Época. N. 356,
p. 76-82, 14 mar, 2005.
JACOBSEN, Manoel Teixeira. Dor: epidemiologia, fisiopatologia, avaliação,
síndromes dolorosas e tratamento. São Paulo: Grupo Editorial Moreira Jr,;
2001.
PIMENTA, Cibele Andrucioli de Mattos et al. Dor crônica e depressão: estudo
em 92 doentes. Ver. Esc. Enf. USP, v.34, n.1, p. 76-83, mar, 2000.
PIMENTA, Cibele Andrucioli de Mattos et al. Dor: manual clínico de
Enfermagem. São Paulo: [s.n.], 2000.
REZENDE, Joffre marcondes de; PORTO, Celmo Celeno; JARDIM, Paulo César
B. Veiga. Guia para o exame clínico. 4. Ed. Goiânia: Universidade Federal de
Goiás, 1985.
SESAB. Secretaria de
<www.saude.ba.gov.br>.
Saúde
do
SCIELO. Disponível em <www.scielo.br>.
Estado
da
Bahia.
Disponível
em
SILVA, Lili Marlene H. da; ZAGO, Márcia Maria Fontão. O cuidado do paciente
oncológico com dor crônica na ótica do enfermeiro. Ver Latino-am
Enfermagem, v.9, n.4, p. 44-49, jul, 2001.
SOCIEDADE
BRASILEIRA
<www.cardiol.br>.
SOCIEDADE BRASILEIRA
<www.sbcp.org.br>.
SOCIEDADE
BRASILEIRA
<www.sbd.org.br>.
DE
DE
DE
CARDIOLOGIA.
COLOPROCTOLOGIA.
DERMATOLOGIA.
Disponível
Disponível
Disponível
em
em
em
SOCIEDADE BRASILEIRA DE NEFROLOGIA. Disponível em <www.sbn.org.br>.
SOCIEDADE BRASILEIRA DE UROLOGIA. Disponível em <www.sbu.org.br>.
SOCIEDADE BRASILEIRA
<www.dor.org.br>.
PARA
ESTUDO
DA
DOR.
Disponível
em
SWARTZ, Mark H. Semiologia: anamnese e exame físico. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 1992.
VILA, Vanessa da Silva Carvalho; MUSSI, Fernanda Carneiro. O alívio da dor
de pacientes no pós-operatório na perspectiva de enfermeiros de um centro de
terapia intensiva. Ver. Esc. Enf. USP, v.35, n.3, p. 300-307, jul, 2001.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards