Declaração do direito à felicidade na União

Propaganda
Declaração do direito à felicidade na União Europeia
Uma das principais bases da civilização europeia é a Filosofia. Aristóteles e
Epicuro afirmam que o propósito da Filosofia é a felicidade (bem estar). Epicuro
ensinou que o desejo pela felicidade corresponde à ausência de dor mental e física e
pode ser alcançada através da observação da natureza, da prudência, da livre vontade,
da virtude e da amizade.
Muitos séculos mais tarde, em 1776, o autor principal da Declaração da
Independência Norte Americana, Thomas Jefferson, influenciado pela doutrina de
Epicuro, incluiu entre os direitos básicos humanos o direito da procura pela felicidade.
Em 2012, as Nações Unidas decidiram reconhecer que a procura pela felicidade é uma
meta e um direito humano fundamental e designaram 20 de Marco de cada ano como
Dia Internacional da Felicidade.
Tendo em consideração que o direito à procura pela felicidade não está incluído
nos 54 artigos da Carta de direitos Fundamentais da União Europeia (2010/c 83/02),
pedimos o reconhecimento deste direito à Felicidade na União Europeia enquanto
direito humano básico e o seu não reconhecimento no mundo inteiro constitui uma
violação a este direito natural.
Amigos da Filosofia Epicureana «Jardim» da Grécia
IV Simposio Pan-Helénico de Filosofia Epicureana
Palini, Atenas, Grécia
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards