1. Irregularidades encontradas na superfície terrestre

Propaganda
GABARITO ESTUDOS AUTÔNOMOS DE GEOGRAFIA
Data:
Aluno (a):
Nº:
Unidade:
Ano: 6º ano
Professor: Alexandre
Nota:
1. Irregularidades encontradas na superfície terrestre, com áreas mais elevadas e
outras mais planas.
2. Planaltos, planícies, depressões e cadeias de montanhas.
3. Planícies: são formas de relevo mais ou menos planas e de origem sedimentar,
pois nelas existem mais acúmulos de sedimentos do que em outras formas de
relevo. As planícies geralmente se localizam em baixas altitudes (até 200m).
Planaltos: são forma de relevo com altitude variável, em geral situadas acima de
300m e, normalmente, mais elevadas do que as áreas à sua volta. Os planaltos
também se caracterizam por fornecer grande quantidade de sedimento para as
áreas mais baixas ao seu redor. Depressões: são formas de relevo com altitude
mais baixa do que as áreas que estão ao seu redor. Geralmente possuem
superfície plana. As depressões podem ser relativas, quando apresentam altitude
superior à do nível do mar e inferior à das áreas vizinhas ou absolutas, quando
apresentam altitude abaixo do nível do mar. Cadeias de montanhas: reúnem
numa mesma área um série de montanhas, elas apresentam as superfícies mais
elevadas do relevo continental e as encostas mais íngremes.
4. As baixas altitudes do relevo brasileiro se devem, principalmente, à idade
desses terrenos, que se formaram há milhões de anos e, por isso, foram
bastante desgastados pela ação dos ventos e das águas das chuvas e dos rios.
5. Não, devido a sua grande concentração de sais minerais, ou seja, devido a sua
elevada salinidade.
6. A quantidade de sais minerais presente em cada porção de água, seja de rio,
lago ou oceano.
7. Latitude e profundidade.
8. As ondas se formam pela ação do vento que sopra na superfície dos oceanos
levando a água a realizar movimentos circulares. As correntes marinhas se
formam quando porções de água passam a apresentar características de cor,
temperatura e salinidade diferentes da água que as circundam. As correntes
marinhas se deslocam devido à ação dos ventos.
9. A variação da água dos mares é denominada de marés. As marés são
provocadas pela força de atração que o Sol e a Lua exercem sobre a Terra.
10. Na pesca artesanal utilizam-se barcos pequenos e equipamentos
rudimentares, a produtividade é pequena e parte do pescado é comercializado
localmente. Na pesca comercial utilizam-se embarcações modernas, com
instrumentos sofisticados e com produtividade elevada.
11. Transporte, pesca e turismo.
12. Tempo: é o estado momentâneo dos elementos atmosféricos. Clima: é a
sucessão habitual (mais frequentes) de tempos atmosféricos em um lugar.
13. Temperatura: é a quantidade de calor na atmosfera; pressão atmosférica: é
a força que o ar exerce na superfície terrestre; precipitação: ocorre quando o
vapor d’água presente na atmosfera se condensa e precipita na forma de chuva,
neve ou granizo na superfície terrestre; ventos: é o ar em movimento;
nebulosidade: formada pela presença de vapor d’água na atmosfera.
14. São locais que reúnem aparelhos como termômetros e pluviômetros
utilizados para medir e registrar os fenômenos atmosféricos.
15. Orientar rotas ligadas ao transporte marítimo e aéreo, contribuir para o
planejamento agrícola (plantio e colheita), minimizar possíveis catástrofes
decorrentes de furacões ou tornados, contribuir para medidas de prevenção de
remoção de pessoas que vivam em áreas sujeitas a inundações ou
deslizamentos, entre outros.
16. Latitude, altitude, correntes marítimas, a maritimidade, a continentalidade e
a vegetação.
17. Isso ocorre por causa da forma esférica e do eixo inclinado da Terra, o que
faz os raios solares chegarem com intensidades variadas nas diversas porções do
planeta.
18. Como em altitudes maiores a pressão atmosférica é menor e o ar é mais
rarefeito, ele fica menos aquecido.
19. Nas áreas litorâneas as temperaturas são influenciadas pelas águas
oceânicas, ou seja, as temperaturas noturnas não diminuem tanto em relação à
temperatura diurna (efeito maritimidade). Já as áreas interioranas, a
temperatura é influenciada pelo aquecimento e resfriamento das terras
continentais. Assim, as temperaturas noturnas são bem mais baixas que as diurnas.
20. Equatorial, tropical típico, tropical úmido, semiárido e subtropical.
21. Em regiões de clima frio, as casas são equipadas com sistemas de
aquecimento interno e as pessoas usam roupas pesadas. Determinados cultivos
desenvolvem-se melhor em climas temperados, outros em climas quentes.
MLAA/Nov/16-2555
Download
Random flashcards
A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards