"Superbactéria" KPC nas manchetes

Propaganda
EDIÇÃO PARA PROFESSORES
Número 42
INFORME-SE SOBRE A QUÍMICA
Eduardo Leite do Canto
Autor de Química na Abordagem do Cotidiano – Editora Saraiva
“Superbactéria” KPC nas manchetes:
que significa essa sigla ?
Enzima bacteriana é responsável pela resistência a certos antibióticos.
Em outubro de 2010, os meios de comunicação
noticiaram a preocupação com vários casos de infecção hospitalar causados por uma “superbactéria”
resistente a diversos antibióticos.* A sigla KPC, usada
pela mídia ao designar a bactéria, refere-se de fato à
enzima que confere resistência ao microrganismo.
Para explicar seu significado, vamos por partes.
Na sigla, a letra “K” indica Klebsiella, um gênero de bacilos (bactérias em forma de bastonete)
cujo nome é homenagem ao bacteriologista Edwin
Klebs (1834-1913).
© 2016 Eduardo Leite do Canto (www.professorcanto.com.br) – Venda proibida
“KP” refere-se a uma das bactérias desse gênero,
a Klebsiella pneumoniae, encontrada nas vias aéreas
e nas fezes de 5% das pessoas saudáveis, responsável
por apenas 3% dos casos de pneumonia.
Algumas cepas (linhagens) dessa bactéria
apresentam, contudo, informação genética para a
produção de uma enzima, a carbapenemase (daí o
“C” de KPC), que catalisa a hidrólise de antibióticos
que contenham anel β-lactâmico na molécula. Lactama é uma amida cíclica. Uma β-lactama é aquela que
deriva (teoricamente) da condensação de um grupo
ácido carboxílico com um grupo amino posicionado
no carbono β (isto é, em C-3).
Carbono β (C-3)
Carbono α (C-2)
N
H
CH2
H
C
OH
R1
C
CH2
NH
*O boletim número 9 de Ciências Naturais (disponível em
www.professorcanto.com.br) comenta como os antibióticos combatem as bactérias.
OH
Ácido
carboxílico
HN
R2
Amina
A hidrólise do anel β-lactâmico, catalisada
pela carbapenemase, pode ser equacionada como
mostrado acima. A reação inativa os antibióticos
mencionados, tornando-os inúteis no combate à
infecção. Daí a preocupação com surtos de infecções
hospitalares por bactérias que sintetizem KPC, a
enzima carbapenemase detectada originalmente em
cepas de Klebsiella pneumoniae.
HO H
H
H
H3C
S
O
N
N
H
COOH
Fórmula estrutural do
imipenem, um
exemplo de
antibiótico da classe
dos carbapenens
+ H2O
O anel β-lactâmico existe nos antibióticos da
classe das penicilinas, das cefalosporinas e dos
carbapenens, também denominados carbapenemos
ou carbapenemas.
O
+ H2O
Anel β-lactâmico
Lactama
(amida cíclica)
R1
Carbapenemase
Estrutura comum
a penicilinas,
cefalosporinas
e carbapenens
O
CH2
R2
N
O
O anel β-lactâmico
tem quatro átomos
O
CH2
Anel β-lactâmico
E isso tem a ver com...
•
•
•
•
•
Química e sociedade — v. 1, cap.1, e vu, cap. 1
Cinética e enzimas — v. 2, unidade G, e vu, cap. 22
Classes funcionais — v. 3, unidade C, e vu, cap. 26
Hidrólise — v. 3, cap. 20, e vu, cap. 32
Proteínas e enzimas — v. 3, unidade J, e vu, cap. 34
Química na Abordagem do Cotidiano, 3 volumes.
Química na Abordagem do Cotidiano, volume único.
NH
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards