Embriologia Terceirao

Propaganda
Capítulo 3 (Livro Zoologia)
Pág. 26 a 35
3ª série
Março/2013
Profª Priscila F Binatto
Embriologia - Conceito
É o estudo do crescimento e da diferenciação
sofridos por um organismo no curso de seu
desenvolvimento, desde o estágio de ovo até
o de um ser altamente complexo.
Fecundação
O processo de fecundação só é completo quando os dois núcleos
haploides de cada gameta, unem-se formando um núcleo diploide.
(cariogamia).
Etapas do Desenvolvimento
•
•
•
•
Segmentação ou Clivagem (mórula e blástula)
Gastrulação;
Neurulação;
Organogênese.
Anfioxo
• Cordado que usaremos como modelo para
estudo das etapas de desenvolvimento
Segmentação ou Clivagem
• A partir da primeira divisão mitótica, inicia-se
o desenvolvimento embrionário;
• Formação de blastômeros (células-filhas);
• Formação da mórula (bola maciça de células).
Segmentação ou Clivagem
• Formação da Blástula
• Células da mórula
secretam um líquido
que se acumula na
cavidade central
(blastocele);
• Nesse estágio ocorre
a nidação.
Gastrulação
• Formação da Gástrula por invaginação
• Formação dos folhetos embrionários:
– Ectoderma (externo)
– Endoderma (interno)
Darão origem a
tecidos e órgãos
• Formação do arquêntero (intestino primitivo)
• Formação do blastóporo (pode dar origem à boca ou ânus)
Neurulação
• Placa neural (invaginação do ectoderma): forma o tubo
nervoso;
• Formação da notocorda (evaginação do teto do arquêntero)
• Formação do celoma  cavidade da mesoderme
(expansão do teto do arquêntero)
• Surgimento do somito (blocos de tecido mesodérmico)
Anfioxo = notocorda permanece por toda vida
Demais cordados = é substituída pela coluna vertebral
Formação da Nêurula
Organogênese
• Último estágio de desenvolvimento do
embrião
• Desenvolvimento e aprimoramento de
órgãos e estruturas do organismo
• Divisões e especializações celulares
Epitélio do
sistema
digestório
ENDODERMA
Sistema
respiratório
Fígado e
pâncreas
Epiderme e
anexos
derme
Sistema
nervoso
Sistema
cardiovascular
ECTODERMA
MESODERMA
Epitélio da
boca e ânus
Músculos e
esqueleto
Cavidade nasal
Sistema
urogenital
Organogênese
O três folhetos se organizando e formando as estruturas
dos animais.
Animação
• Fecundação e Desenvolvimento Embrionário.flv
YOUTUBE:
http://www.youtube.com/watch?v=Bwa3tQA8vaM
Coloque em Prática
• Resolver questões (1 a 5) do caderno de
Atividades (pág. 232 e 233)
LIVRO DE ZOOLOGIA
• Ler atentamente as págs. 26 a 29.
• Resolver no mínimo a série Branca (pág. 147 a
153), atividades: 101, 104, 109, 114, 121, 124,
127e 136.
Classificação embriológica
dos Animais
• Quanto ao número de folhetos
– Diblásticos ou triblásticos
• Quanto à presença de cavidades
– Acelomados, Pseudocelomados ou Celomados
• Quanto ao destino do blastóporo
– Protostômios ou Deuterostômios
Quanto ao número de folhetos
embrionários
DIBLÁSTICOS
• Dois folhetos (ectoderma e
endoderma)
• Cnidários
TRIBLÁSTICOS
• Três folhetos (ectoderma,
mesoderma e endoderma)
• Demais animais.
Quanto à presença de cavidade
ACELOMADOS: não apresenta
cavidade corpórea (Platelmintos)
PSEUSOCELOMADOS: Cavidade
parcialmente revestida pela
mesoderme (Nematelmintos)
CELOMADOS: Cavidade totalmente
revestida pela mesoderme
(Anelídeos, Moluscos, Artrópodes,
equinodermos e cordados)
Quanto ao destino do blastóporo
• PROTOSTÔMIOS: blastóporo origina a boca. (Anelídeos,
moluscos, artrópodes)
• DEUTEROSTÔMIOS: blastóporo origina o ânus. (equinodermos
e cordados)
Tipos de Ovos e de
Segmentação
Tipo de Ovos Segmentação
Encontrados em
Oligolécitos
Total e igual
Equinodermos, Protocordados
e mamíferos placentários
Mediolécitos
Total e desigual
Platelmintos, Anelídeos,
Moluscos, Anfíbios, peixes
Megalécitos
Parcial e discoidal
Centrolécitos
Parcial e
superficial
Aves, répteis, a maioria dos
peixes e mamíferos
monotremados
Insetos
• Vitelo: reserva
de nutrientes existente nas célulaovos dos animais para alimentar o
embrião, enquanto o novo ser não
conseguir alimentar-se sozinho.
• Segmentação (Clivagem): divisão
celular por mitose.
vitelo
Oligolécitos
• Pouca quantidade de vitelo
distribuído uniformemente no
citoplasma
• Segmentação total e igual
• Equinodermos, Protocordados e
mamíferos placentários
Mediolécitos
• Quantidade mediana de vitelo distribuído
de forma irregular
• Vitelo = polo vegetativo
• Núcleo = polo animal
• Platelmintos, Anelídeos, Moluscos,
Anfíbios, peixes (alguns)
Megalécitos
• Maior quantidade de vitelo
• Núcleo na periferia
• Segmentação parcial e discoidal (divisões
apenas na periferia da célula)
Centrolécitos
• Quantidade média de vitelo que se concentra
ao redor do núcleo.
• Segmentação parcial e superficial (inicial no
núcleo depois migra para periferia)
• Comum nos insetos.
Anexos Embrionários
• Desempenham funções essenciais aos embriões.
– Saco Vitelínico: ocorre quase em todos os cordados.
Contém vitelo (nutrição)
– Âmnio: proteção contra desidratação. Membrana
preenchida pelo líquido amniótico. (répteis, aves e
mamíferos)
– Alantoide: trocas gasosas e excreção. (répteis e aves)
– Cório: Anexo membranoso que oferece proteção ao
embrião. Junta-se com o alantoide para formar o
alantocórion com função respiratória em aves e
répteis.
Curiosidade: ovo de galinha
Ovo de ave
Funções da placenta
• Realizar trocas respiratórias entre o
organismo materno e o organismo fetal
• Realizar as trocas nutritivas e metabólicas
entre mãe e filho
• Produzir hormônios
• Transmitir ao feto alguns anticorpos
• Mascarar o embrião em relação a
anticorpos de defesa da mãe
Cordão umbilical
• Origina-se a partir do pedúnculo embrionário.
Procede como estrutura de comunicação
entre o embrião e a placenta. Longo, mais ou
menos cilíndrico, encerra três grossos vasos:
uma veia (que conduz sangue arterial) e duas
artérias (que conduz sangue venoso).
Tarefa
• Resolver questões do caderno de atividades p.
235 e 236.
LIVRO ZOOLOGIA
• Ler Capítulo 3 Pág. 26 a 35
• Resolver no mínimo as atividades da série
branca (141, 143, 147, 150, 162, 164, 166 e 168) pág. 154 a
160.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Criar flashcards