relevo

Propaganda
GEOGRAFIA
REVISÃO GERAL – 1º ANO
Prof.º Josevaldo Melo
O RELEVO TERRESTRE
A superfície terrestre
Onde o homem desenvolve as
suas atividades e onde está
presente a vida animal e vegetal.
Tem aspectos bastante
diversificados.
Há lugares planos e outros com
grandes variações de altitude.
A ESSAS DIFERENTES FORMAS DA
SUPERFÍCIE TERRESTRE DÁ-SE O
NOME DE RELEVO.
Os seres humanos ocupam praticamente toda a
superfície terrestre, independentemente da forma do
relevo predominante.
Diversidade de formas de relevo:
Consequência do processo de formação
do planeta e da ação de agentes que
provocam mudanças na superfície
terrestre, como:
• VULCANISMO;
• ABALOS SÍSMICOS;
• VENTO;
• ÁGUA.
AS FORMAS DE RELEVO
O relevo terrestre apresenta quatro formas
de relevo mais comuns:
• as cadeias de MONTANHAS;
• OS PLANALTOS;
• AS PLANÍCIES;
• AS DEPRESSÕES.
O RELEVO SUBMARINO
Assim como a superfície dos continentes apresenta áreas mais
altas ou mais baixas, também na parte da crosta terrestre coberta
pelas águas marinhas, vamos encontrar cadeias de montanhas,
depressões e outras formas de relevo.
Ilustração com cores-fantasia, sem proporção de tamanho e de distância.
Luis Moura
OS AGENTES INTERNOS
Vulcanismo
É a atividade pela qual os
materiais vindos do manto
atingem a superfície.
Lavas, cinzas e
gases.
Através de fendas ou
aberturas da crosta
terrestre.
Jean du Boisberranger/Hemis/Corbis/LatinStock
São processos que têm sua origem no interior da Terra,
como o VULCANISMO E OS ABALOS SÍSMICOS.
A acumulação e consolidação da
lava expelida pelos vulcões podem
dar origem a montanhas e ilhas.
Vulcão Stromboli, na Itália.
OS DOBRAMENTOS MODERNOS SÃO ESTRUTURAS
FORMADAS POR ROCHAS MAGMÁTICAS E
SEDIMENTARES POUCO RESISTENTES QUE FORAM
AFETADAS POR FORÇAS TECTÔNICAS
Sinclinal
Dobra
deitada
Dobra
falhada
Dobra em
caixa
Dobra em
chevron
Dobramentos ou dobras
Anticlinal
1 A dinâmica do relevo
Isoclinal
Dobra em leque
Dobra em cúspide
AGENTES EXTERNOS
Os agentes externos mais importantes são:
• INTEMPERISMO E
•A EROSÃO
A ação da água e do vento é realizada em três
etapas:
• desgaste (erosão);
• transporte;
• deposição.
A AÇÃO DOS VENTOS
O vento, ao lançar
pequenas partículas de
rocha contra outras
rochas, pode provocar
um lento desgaste, por
meio do atrito.
Forma de relevo resultante
da ação do vento e da
água, em Ponta Grossa, PR
(2005).
Dorival Moreira/Pulsar
Os ventos produzem modificações no relevo por meio da
EROSÃO EÓLICA.
FALÉSIA, FORMADA A PARTIR DE PROCESSOS
DE EROSÃO MARINHA
1957
A partir de um mapa
DIMINUIÇÃO DO
RECURSO HÍDRICO
ESTÁ LIGADO
DIRETAMENTE A
IRRIGAÇÃO DE
LAVOURAS COMO O
ALGODÃO, POR
EXEMPLO.
2006
A partir de imagens de satélite
3 Recursos hídricos
1993
A partir de um mapa
Em 1989-1990 o mar de Aral dividiuse em duas partes: o Grande Aral e
o Pequeno Aral.
1960: ECONOMIA ALIMENTAR E PESQUEIRA
2006: MONOCULTURA DO ALGODÃO
Mar de Aral: meio século de declínio
1982
A partir de imagens de satélite
Recursos hídricos
transfronteiriços:
conflitos e gestão pacífica
No entanto, a crise da água
diz respeito muito mais à
escassez de água potável
e é resultado principalmente
da poluição dos
mananciais disponíveis.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards