1 PROVA DE CARDIOLOGIA Nº de Questões: 50 (cinqüenta) Valor

Propaganda
PROVA DE CARDIOLOGIA
Nº de Questões: 50 (cinqüenta)
Valor de Cada Questão: 2 (dois) pontos
CA 01. Guidelines do ACC/AHA recomendam para estratificação de risco dos pacientes
admitidos com SCA sem supra de ST:
A) CPK total
B) troponina
C) mioglobina
D) LDH
E) PCR
CA 02. Paciente admitido com síndrome isquêmica aguda apresenta no ECG inicial onda R
aumentada em V1 com relação R/S >1 com onda Q em parede inferior.Qual a provável
artéria culpada?
A) coronária direita
B) circunflexa
C) coronária descendente anterior
D) ramo diagonal da DA
E) ramo descendente posterior da coronária direita
CA 03. Paciente de 56 anos é admitido com IAM de parede anterior e choque cardiogênico
com menos de 12 horas de evolução.Segundo o SHOCK Trial a terapia mais eficaz foi:
A) vasopressores
B) vasopressores + vasodilatadores
C) balão intra-aórtico
D) terapia trombolítica
E) revascularização miocárdica precoce (angioplastia primária ou cirurgia)
CA 04. Com relação à ruptura de parede livre do VE pós-IAM, assinale a alternativa
verdadeira.
A) Ocorre mais frequentemente em indivíduos jovens
B) Geralmente após a primeira semana
C) Mais comum nos indivíduos normotensos
D) Há evidência de que a intensidade da anticoagulação aumente a incidência
E) Ocorre mais comumente nos pacientes submetidos à terapia fibrinolítica em relação
à angiolastia primária
CA 05. Com relação ao manuseio da taquicardia ventricular(TV) na fase aguda do IAM,
assinale a alternativa correta.
A) Nos pacientes que apresentam TV lenta (ritmo idioventricular acelerado) é
mandatório a utilização imediata de amiodarona
B) É recomendável manter o nível de magnésio acima de 4,5 mEq/l
C) Presença de taquicardia ventricular não sustentada aumenta a mortalidade
D) A TV que ocorre tardiamente está relacionada com IAM transmural e função
ventricular reduzida
E) A lidocaína profilática deve ser utilizada de rotina
1
CA 06. Paciente admitido na sala de emergência com quadro de insuficiência cardíaca. Relata
que há 6 meses foi acometido de infarto agudo do miocárdio.O ECG exibe elevação do
segmento ST em parede anterior com presença de ondas Q. A dosagem seriada da CKMB foi normal. Qual o diagnóstico mais provável?
A) Comunicação interventricular tardia pós-IAM
B) Ruptura de músculo papilar
C) Ruptura de parede livre do VE
D) Aneurisma de VE
E) Pseudo aneurisma de VE pós IAM
CA 07. Paciente deu entrada na emergência com quadro de IAM anterior 24 horas após o
início dos sintomas. Recebeu tratamento conservador e alta hospitalar após 7 dias.
Dois meses após foi readmitido em classe funcional III .Ecocardiograma revelou FE =
28%. Assinale a estratégia mais eficaz para este paciente na prevenção primária da
morte súbita.
A) Amiodarona indefinidamente
B) Betabloqueador + amiodarona
C) Implante de cardioversordesfibrilador
D) Marcapasso definitivo
E) O paciente não necessita de prevenção primária pois o risco de eventos arritmicos
futuros é baixo
CA 08. Com relação à estratégia invasiva para pacientes admitidos com síndrome coronariana
aguda sem supra de ST, assinale alternativa correta.
A) É recomendada para pacientes com alterações dinâmicas de ST e troponina positiva
B) Evitar nos casos de insuficiência cardíaca
C) Deve ser evitada nos pacientes com história de angioplastia nos últimos 6 meses
D) Deve ser evitada nos pacientes com antecedentes de cirurgia de revascularização
miocárdica prévia
E) Contra-indicada no choque cardiogênico
CA 09. Paciente diabético foi admitido na emergência com síndrome coronariana aguda sem
supra de ST e troponina negativa. Após 48 horas de estabilização do quadro com
terapia anti-isquêmica e antitrombótica foi submetido à coronariografia que revelou
acometimento multiarterial (lesões significativas) com bom leito distal.O ECO revelou
FE de 40%. Segundo as diretrizes do American College/American Heart Association,
assinale a estratégia terapêutica com nível de recomendação I.
A) Manter somente o tratamento clínico
B) Angioplastia com implante de Stent
C) Angioplastia + tratamento clínico
D) Cirurgia de revascularização miocárdica (CRM)
E) A CRM está contraindicada
CA 10. Com relação aos betabloqueadores (BB) na cardiopatia isquêmica crônica podemos
corretamente afirmar:
A) devem ser evitados nos pacientes com disfunção ventricular
B) podem ser utilizado com segurança nos pacientes com distúrbios da condução AV
2
C) doentes portadores de asma não apresentam restrições ao seu uso
D) a suspensão abrupta da droga em pacientes com uso crônico pode precipitar
isquemia miocárdica
E) os BB podem ser utilizados com segurança nos pacientes com doença vascular
periférica
CA 11. Com relação à dissecção aórtica aguda distal ou tipo B não complicada, assinale a
alternativa correta.
A) A cirurgia deve ser realizada imediatamente
B) O tratamento clínico para os paciente estáveis não complicados deve ser utilizado já
que a sobrevida em 30 dias é 92%
C) A hipertensão arterial é rara
D) Betabloqueador deve ser evitado
E) Outras drogas inotrópicas negativas (verapamil por exemplo) estão contra-indicadas
CA 12. Paciente jovem de 22 anos portador de síndrome de Marfan (SM),assintomático,com
história familiar de SM, em avaliação semestral apresenta atualmente aneurisma de
aorta torácica ascendente de 5,5cm. Assinale a estratégia mais adequada.
A) Continuar com o seguimento de 6/6 meses
B) Aumentar a dose do betabloqueador
C) A cirurgia deve ser indicada
D) A cirurgia só deve ser indicada se o diâmetro da aorta > 6,0cm
E) A cirurgia não muda a história natural da Síndrome de Marfan
CA 13. Assinale a cardiopatia congênita que está associada a um deslocamento anormal do
folheto septal da válvula tricúspide.
A) Comunicação interatrial
B) Comunicação interventricular
C) Persistência do canal arterial
D) Anomalia de Ebstein
E) Coarctação da aorta
CA 14. Paciente do sexo feminino, 57 anos,após grande stress emocional apresenta quadro de
dor torácica sugestivo de isquemia miocárdica.ECG revela padrão de IAM anterior
porém com discreta elevação enzimática. A coronariografia não revela alterações
obstrutivas e a ventriculografia mostra padrão de disfunção apical do VE .O
ecocardiograma realizado na fase aguda revelou FE de 38%. Foi submetida à terapia
farmacológica com betabloqueador e inibidor da enzima de conversão da angiotensina
(IECA). Após um mês o ecocardiograma revelou normalização da função ventricular.
O diagnóstico mais provável é:
A) pericardite
B) miocardioatia restritiva
C) Tako-tsubo
D) miocardite
E) displasia arritmogênica do VD
3
CA 15. Qual a cardiopatia que foi descrita pela primeira vez em 1977 por Fontaine e
colaboradores, caracterizada por infiltração gordurosa do VD e está associada à morte
súbita em pacientes jovens?
A) Miocardiopatia hipertrófica
B) Taquicardiomiopatia
C) Displasia arritmogênica do VD
D) Endomiocardiofibrose
E) Miocardiopatia dilatada familiar
CA 16. Paciente jovem portador de miocardiopatia hipertrófica, assintomático,apresenta
história familiar de morte súbita, HVE importante no ECO (> 30mm), surtos de TVNS
(taquicardia ventricular não sustentada) no Holter e durante teste ergométrico
apresentou hipotensão arterial. Assinale a estratégia mais adequada para este paciente.
A) Betabloqueador
B) Verapamil
C) Sotalol
D) CDI (cardioversor desfibrilador implantável)
E) Marcapasso definitivo
CA 17. Paciente jovem deu entrada na emergência com quadro de dor torácica à inspiração
profunda com antecedentes de estado gripal há uma semana. O ECG revela
supradesnivelamento difuso do segmento ST exceto em V1 e AVR (nesta última
derivação observa-se supradesnivelamento do segmento PR). Qual o diagnóstico mais
provável?
A) Pericardite
B) Embolia pulmonar
C) Pneumotórax
D) Pneumonia
E) Infarto agudo do miocárdio
CA 18. Assinale a alternativa correta em relação ao diagnóstico do tromboembolismo
pulmonar agudo.
A) Dosagem do d-Dímero apresenta alto valor preditivo positivo
B) PaO2 normal afasta o diagnóstico de TEP
C) Inversão da onda T de V1-V4 tem grande acurácia para identificar os pacientes com
disfunção aguda do VD no TEP agudo
D) O ecocardiograma é anormal em 90% dos casos
E) Sinal de Westermark (oligoemia focal) é um achado freqüente no Rx do tórax
CA 19.Homem de 22 anos compareceu ao Hospital para uma consulta de rotina pelo fato de
seu irmão ter apresentado morte súbita abortada. O ECG revela supra de ST em V1,V2
e V3 com padrão de BRD. Qual o diagnóstico mais provável?
A) Síndrome do QT longo
B) Síndrome do QT curto
C) Síndrome de Brugada
D) Miocardiopatia hipertrófica
E) Displasia arritmogênica do VD
4
CA 20. Paciente jovem é admitida na sala de emergência com quadro de palpitações. O
eletrocardiograma revela taquicardia com QRS estreito com padrão de pseudo R´em
V1 e pseudo S em D2,D3 e AVF. Qual o diagnóstico mais provável?
A) Flutter atrial
B) Taquicardia atrial
C) Fibrilação atrial
D) Taquicardia por reentrada nodal
E) Taquicardia juncional
CA 21. Homem de 56 anos deu entrada na emergência com quadro de palpitação e
dispnéia.Apresentava história prévia de IAM há 3 meses. O ECG revela taquicardia
com QRS largo e ausência de complexos do tipo RS nas precordiais. Assinale o
diagnóstico mais provável.
A) Taquicardia antidrômica
B) Taquicardia ventricular
C) Taquicardia supraventricular com aberrância
D) Fibrilação atrial com aberrância de condução
E) Taquicardia ortodrômica
CA 22. Entre as condições abaixo listadas, assinale aquela em que NÃO há indicação de
implante de marcapasso definitivo.
A) BAV total congênito sintomático
B) BAV total adquirido sintomático
C) BAV do segundo grau tipo II sintomático
D) BAV do segundo grau tipo I sintomático
E) Disfunção do nó sinusal assintomática
CA 23. Paciente portador de marcapasso definitivo (MP) do tipo VVI implantado hà 8 anos
deu entrada na emergência após episódio sincopal. O ECG revela ritmo de dissociação
AV com escape < 40bpm e ausência de espículas do MP. Assinale o diagnóstico mais
provável.
A) Exaustão da bateria
B) Undersensing
C) Deslocamento do eletrodo
D) Aumento de limiar
E) Má conexão eletrodo-gerador
CA 24. Entre as condições abaixo, assinale aquela que configura classe III para a indicação de
cardioversor desfibrilador implantável (CDI):
A) pós parada cardíaca por TV ou FV de causa não reversível
B) TV sustentada associada com cardiopatia estrutural
C) TV incessante
D) pacientes após 2 meses de IAM com FE < 30%
E) síndrome de Brugada com síncope e história familiar de morte súbita
CA 25. Com relação a fibrilação atrial, assinale a alternativa correta.
A) A digoxina isoladamente deve ser usada de rotina para reduzir a FC
B) A anticoagulação preventiva com warfarina deve ser usada em pacientes < 60 anos sem
5
evidência de cardiopatia
C) Após 48 horas se não há evidência de trombo pelo ECO transesofágico a cardioversão
elétrica (CVE) pode ser realizada após anticoagulação com heparina não fracionada
D) Na presença de intoxicação digitálica a CVE deve ser realizada imediatamente
E) Na presença de gravidez a CVE é uma contra-indicação absoluta
CA 26. Mulher de 18 anos de idade durante “flebotomia” para coleta de sangue de rotina
apresenta quadro de palidez, diaforese seguida de síncope. Qual o diagnóstico
etiológico mais provável?
A) Arritmia
B) Estenose aórtica
C) Vasovagal
D) Miocardiopatia hipertrófica
E) epilepsia
CA 27. Na avaliação inicial do paciente portador de HAS em que existe a suspeita de etiologia
renovascular, qual exame deve ser solicitado?
A) Sumário de urina e creatinina sérica
B) Cortisol plasmático
C) Metanefrinas urinárias
D) US com Doppler das artérias renais
E) Dosagem do VMA
CA 28. Segundo as evidências atuais, assinale entre as drogas abaixo listadas aquela que deve
ser evitada nos pacientes hipertensos com insuficiência cardíaca congestiva.
A) Diurético
B) Betabloqueador
C) Antagonista da aldosterona
D) BLOQUEADORES dos canais de cálcio
E) inibidores da enzima de conversão da angiotensina (IECA)
CA 29. Paciente diabético deu entrada no hospital com IAM e foi tratado através da
angioplastia primária com colocação de stent na CD.Evoluiu sem complicações e a
coronariografia não revelava lesões significativas em outras artérias.Após 3 dias
recebe alta hospitalar. Assinale entre as drogas abaixo listadas aquela que não é
utilizada na prevenção secundária deste paciente.
A) Aspirina
B) Nitrato
C) Estatina
D) Clopidogrel
E) IECA
CA 30. Em relação aos achados radiológicos da estenose aórtica (E.Ao), assinale a alternativa
correta.
A) Área cardíaca geralmente é aumentada na E.Ao pura
B) Dilatação da aorta ascendente é comum
C) Calcificação da válvula aórtica é raramente encontrada na E.Ao do adulto
D) Aumento do AE é comum na E.Ao pura
6
E) Dilatação da aorta descendente é freqüente
CA 31. Paciente portador de insuficiência aórtica assintomática é submetido a avaliação
ecocardiográfica que revela diâmetro sistólico do VE>55mm, diâmetro diastólico do
VE>75 mm e fração de ejeção normal. Qual a estratégia mais adequada?
A) Avaliação ecocardiográfica semestral
B) Avaliação ecocardiográfica 3/3 meses
C) Indicar cirurgia somente quando a FE < 40%
D) Há indicação de cirurgia baseada nestes dados
E) No paciente assintomático não há indicação cirúrgica
CA 32. Mulher jovem, 23 anos, previamente assintomática, deu entrada na emergência com
quadro de palpitação por fibrilação atrial. Segundo a paciente tal sintomatologia teve
início recentemente. Após reversão da arritmia estudo ecocardiográfico realizado
revelou estenose mitral com área mitral de 1,4 cm, pressão sistólica da artéria
pulmonar em repouso de 55mmHg, ausência de trombos, com anatomia do aparelho
subvalvular favorável para valvuloplastia mitral percutânea (VMP). Em relação ao
quadro clínico desta paciente. podemos corretamente afirmar que:
A) quadro clínico configura indicação para o procedimento (VMP)
B) paciente assintomático deverá ser acompanhado 6/6 meses
C) a fibrilação atrial é uma contra-indicação absoluta para realização do procedimento
D) a VMP só deve ser realizada na estenose mitral grave sintomática
E) a pressão sistólica da artéria pulmonar elevada contra-indica a cirurgia
CA 33. Paciente em terapia para endocardite infecciosa desenvolve no quinto dia quadro de
insuficiência cardíaca com instabilidade hemodinâmica. Ecocardiograma revela
insuficiência mitral importante e função ventricular ainda preservada. Assinale a
melhor estratégia terapêutica para este paciente.
A) Mudar o esquema de antibiótico
B) Cirurgia valvar precoce
C) Otimizar o tratamento para ICC, pois o paciente ainda não terminou o esquema de
antibiótico previsto para 4 semanas
D) Iniciar anticoagulação
E) Aguardar pelo menos 15 dias de tratamento para realizar o procedimento cirúrgico
CA 34. Qual a miocardiopatia que determina baixa voltagem no ECG associada ao aumento
da espessura da parede ventricular no ecocardiograma?
A) Miocardiopatia hipertrófica
B) Endomiocardifibrose
C) Amiloidose
D) Fibroeslastose
E) Cardiopatia chagásica
CA 35. Qual o tipo mais comum de tumor primário do coração?
A) Rhabdomioma
B) Mixoma
C) Fibroma
D) Angiosarcoma
7
E) Lipoma
CA 36. Paciente com quadro de TEP está sob terapia com anticoagulação (heparina não
fracionada) na dose de 18U/Kg/h. Após 4 horas de infusão o laboratório revela TPTA
de 100 segundos. Assinale a conduta a ser tomada.
A) Manter a mesma dose de heparina
B) Reduzir a infusão
C) Bolus adicional de 40 U e aumentar 2 U/Kg/h na infusão
D) Suspender a infusão por 1 hora e retornar com redução de 3 U/Kg/h
E) Suspender a infusão por 12 horas até o TPTA voltar ao normal.
CA 37. Em um paciente portador de insuficiência cardíaca, qual das opções abaixo representa
indicador de mau prognóstico.
A) Aumento do BNP
B) Pressão capilar pulmonar de 12 mmHg
C) Hematócrito = 39
D) Pressão sistólica da artéria pulmonar < 50mmHg
E) Sódio sérico = 145
CA 38. Marque qual a droga de eleição para a manutenção do ritmo sinusal pós-reversão de
fibrilação atrial em pacientes com insuficiência cardíaca.
A) Sotalol
B) Amiodarona
C) Digoxina
D) Verapamil
E) Quinidina
CA 39. Qual das condições abaixo NÃO representa efeito colateral da amiodarona?
A) Hipertiroidismo
B) Hipotiroidismo
C) Toxicidade pulmonar
D) Policitemia
E) Disfunção neurológica
CA 40. Segundo a classificação de Braunwald, angina classe II refere-se a:
A) angina pós-IAM
B) angina de repouso aguda nas últimas 48 horas
C) angina secundária
D) angina de recente começo
E) angina aos mínimos esforços
CA 41. Paciente admitido na sala de emergência com quadro de IAM de parede inferior. No
segundo dia de evolução apresenta subitamente quadro de edema agudo de pulmão e
hipotensão arterial. O exame físico revela sopro sistólico no BEE. A monitorização
invasiva com cateter de Swan-Ganz revela onda V gigante na curva de capilar
pulmonar. O diagnóstico mais provável:
A) CIV pós-IAM
B) insuficiência mitral aguda
8
C) aneurisma de VE pós-IAM
D) infarto de VD
E) embolia pulmonar
CA 42. Paciente é admitido na sala de emergência com quadro de taquicardia. O ECG revela
taquicardia irregular com QRS largo com RR mais curto de aproximadamente 200ms.
Assinale o diagnóstico mais provável.
A) Flutter atrial com WPW
B) Fibrilação atrial conduzindo por via acessória
C) Taquicardia ortodrômica
D) Flutter ventricular
E) Taquicardia supraventricular com aberrância
CA 43. Paciente admitido na unidade coronariana com quadro compatível com IAM anterior
<12 horas de evolução. Como não havia disponibilidade de laboratório de
hemodinâmica foi submetido à terapia trombolítica. Após 30 minutos de infusão
apresenta no monitor surtos de batimentos com QRS largo, FC de 70 bat/min com
presença de dissociação AV. Assinale a opção terapêutica mais correta.
A) Amiodarona
B) Lidocaína
C) Procainamida
D) Sulfato de magnésio
E) Não requer tratamento (conduta expectante)
CA 44. Com relação a reperfusão miocárdica pós-IAM, assinale a alternativa correta.
A) Fluxo TIMI 0 significa fluxo lento
B) A obstrução da microvasculatura distal impede a normalização da perfusão miocárdica
C) A resolução do segmento ST não guarda relação com a perfusão miocárdica
D) Fluxo TIMI 3 significa fluxo epicárdico ausente
E) Normalização do fluxo epicárdico da artéria culpada pelo IAM é o objetivo maior da
terapia de reperfusão
CA 45. O agente etiológico mais prevalente em infecções valvares em indivíduos com valvas
nativas e usuários de drogas intravenosas é(são):
A) estreptococo
B) enterococo
C) estafilococo
D) bacilos gram-negativos
E) fungos
CA 46. O pulso paradoxal é:
A) aumento da pressão arterial maior que 10 mmHg durante a inspiração
B) desaparecimento da onda “a” durante a inspiração
C) queda da pressão arterial maior que 10 mmHg durante a inspiração
D) aumento da estase jugular durante a inspiração profunda
E) desaparecimento do pulso radial durante a expiração
9
CA 47. Em paciente na fase aguda do infarto do miocárdio, sob monitorização hemodinâmica,
se observa que o gradiente entre a pressão diastólica da artéria pulmonar e o capilar
pulmonar apresenta um valor de 22. O diagnóstico mais provável é:
A) embolia pulmonar
B) infarto de VD
C) CIV pós-IAM
D) insuficiência mitral aguda
E) tamponamento cardíaco
CA 48. Sobre a estenose mitral (EM), marque a afirmativa correta.
A) Estalido de abertura ausente significa boa mobilidade valvar
B) na presença de fibrilação atrial a onda “a” torna-se mais proeminente
C) a fibrilação atrial é bem tolerada na EM
D) A área valva mitral é em torno de 4 a 6 cm2 e o comprometimento hemodinâmico se
faz notar quando a área mitral fica aquém de 1,5 cm2.
E) Ruflar diastólico longo significa EM leve
CA 49. No tratamento das emergências hipertensivas, qual das drogas listadas abaixo deve ser
evitada?
A) Nifedipina SL
B) Nitroprussiato de sódio
C) Furosemida EV
D) Nitroglicerina EV
E) Captopril
CA 50. Em qual das condições abaixo ocorre sopro contínuo?
A) CIA
B) CIV
C) PCA
D) Tetralogia de Fallot
E) Anomalia de Ebstein
CA 52.Assinale a alternativa terapêutica para o paciente que está sendo tratado para
endocardite por estreptococo sensível à penicilina e que desenvolve reação alérgica
(urticária) após a primeira infusão: reserva
A) vancomicina
B) azitromicina
C) ampicilina
D) levofloxacino
E) ceftriaxona
CA 39.Marque a alternativa INCORRETA. Reserva
A) no tratamento da IC (insuficiência cardíaca) o carvedilol deve ser iniciado com doses
baixas (3,125mg a cada 12 horas com aumentos gradativos a cada 15 dias)
B) os betabloqueadores (bisoprolol,carvedilol) não reduzem o risco de morte súbita em
pacientes com insuficiência cardíaca
C) a digoxina diminui internamento mas não tem impacto na mortalidade
D) a espironolactona deve ser usada nos pacientes com CF III e IV
10
E) pacientes assintomáticos mas com disfunção sistólica do VE devem usar IECA
11
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards