levantamento bibliográfico sobre arte-terapia e centros

Propaganda
LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO SOBRE ARTE-TERAPIA E CENTROS DE
ATENÇÃO PSICOSSOCIAL (CAPS)
Juliana Silva Castro (Psicologia – UNICENTRO), Ana Priscila Batista (Orientadora Dep. Psicologia/ UNICENTRO), e-mail: [email protected]
Palavras-chave: Arte-terapia, CAPS, reinserção.
Resumo
Este trabalho teve como objetivo realizar uma pesquisa bibliográfica acerca de: 1)
arte-terapia enquanto técnica que utiliza da arte como forma de expressão do sujeito
e 2) CAPS, locais de reinserção social de pacientes psiquiátricos. Isso foi realizado
por meio de textos de caráter científico, tanto livros como artigos de periódicos e
sites. Verificou-se que a arte-terapia está vinculada aos CAPS como uma técnica
que visa a reinserção social dos indivíduos.
Introdução
No final do século XIX, os psiquiatras começaram a revelar seus interesses pela
produção plástica dos insanos e começaram a estudá-las, com isso, iniciou-se a
vinculação entre arte e doença mental (BILBAO, 2004). A arte-terapia é uma
modalidade terapêutica e expressiva que trabalha com três enfoques básicos: a
produção de imagens, o processo criativo da arte e a relação das pessoas com a
obra (VALLADARES, 2004). Os primeiros locais que fizeram uso desta técnica foram
os CAPS, onde as atividades propostas eram e são utilizadas na reabilitação social,
através das oficinas. Os CAPS são instituições que visam a substituição dos
hospitais psiquiátricos e de seus métodos para cuidar de doenças psiquiátricas.
Esses locais favorecem aos pacientes a manutenção dos laços sociais, permitindo o
retorno ao ambiente familiar diariamente, propicia sua inserção no trabalho das
oficinas terapêuticas, bem como, em outras atividades (CAPS DAS ACASSIAS,
2007). No presente trabalho buscou-se realizar pesquisa bibliográfica acerca de: 1)
arte-terapia enquanto técnica que utiliza da arte como forma de expressão do sujeito
e 2) CAPS, locais de reinserção social de pacientes psiquiátricos.
Materiais e Métodos
Foi realizada uma pesquisa bibliográfica sobre arte-terapia e CAPS a partir de livros,
artigos em periódicos científicos da área e sites de busca, como scielo, bireme,
biblioteca virtual da Usp, psicoweb, além de sites confiáveis como o do Ministério da
Saúde.
Resultados e Discussão
Nessa pesquisa bibliográfica foram encontrados textos que descrevem os avanços
quanto ao tratamento aos tidos como loucos.
Bilbao (2004) faz referência ao poder terapêutico do processo criativo, a partir de
algumas literaturas pesquisadas da prática de profissionais em arte terapia. Em uma
delas, em que a arte é curativa, reestabelecedora, geradora de auto-estima,
encorajadora de experimentação, despertadora de novas habilidades (...).
No Brasil, a psiquiatria foi uma das áreas pioneiras a unir a arte com a psicoterapia.
A arte com finalidade terapêutica aplicada aos doentes mentais e como uma
necessidade natural do ser humano tornou mais significativo no Brasil com Osório
César, que iniciou estes trabalhos na década de 20, e em 1948 organizou a primeira
Exposição de Arte do Hospital do Juqueri em São Paulo (BILBAO, 2003). No início,
a arte aplicada aos doentes mentais no Brasil era empregada como uma técnica
livre, um entretenimento. Atualmente, com a perspectiva de reinserção e reabilitação
psicossocial, esta técnica visou a reintegração do indivíduo na sociedade,
possibilitando a expressão dos sentimentos, de emoções e de vivências singulares.
As sessões de arte terapia têm como objetivo trabalhar o reconhecimento do ser em
si mesmo, a diferenciação entre o eu e o outro, e eu e o mundo, levando-o a um
maior contato com a realidade, diminuindo as sensações de estranheza
(VALLADARES, 2004).
Os CAPS surgiram para substituir o hospital psiquiátrico tanto na elaboração como
no desenvolvimento de novas técnicas de trabalho, os quais objetivam inserir o
indivíduo ao meio. Buscando uma forma de inserção dos usuários dos CAPS em
nossa realidade, foi verificado que isto é possível, dentre outras formas, a partir da
realização de trabalhos artísticos feitos diária ou semanalmente, de acordo com o
histórico de cada paciente. CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL (2007)
Quando se fala em reabilitação psicossocial deve-se entender um processo de
remoção de barreiras, que impedem a integração do indivíduo em sua comunidade e
o seu exercício de cidadão. Visando a restituição de valores sociais desses
indivíduos no convívio com o restante da sociedade, vê-se a necessidade do
envolvimento de uma equipe multidisciplinar, para que seja desenvolvido um
conjunto de técnicas para o desenvolvimento dessa idéia (VALLADARES, 2004).
Conclusão
O uso da arte como terapia implica num processo criativo que pode ser tanto um
meio de reconciliar conflitos emocionais como de facilitar a autopercepção e o
desenvolvimento pessoal. A terapia, por meio de expressões artísticas, reconhece
os processos artísticos como as formas, os conteúdos e as associações e também
os reflexos de desenvolvimento, habilidades, personalidades, interesses e
preocupações do paciente. Com o presente trabalho observou-se a história desta
técnica, sua aplicação, seus primeiros estudos e até a visão que autores da
atualidade têm sobre o uso da mesma, Dados sobre os CAPS também foram
levantados, sendo que seu objetivo é oferecer apoio social e tratamento
especializado a pacientes portadores de doença mental, funciona como um dos
segmentos da rede de atendimento em saúde mental dos municípios, favorece aos
pacientes a manutenção dos laços sociais, na medida em que lhes é possível o
retorno ao seu ambiente familiar diariamente e propicia sua inserção no trabalho a
partir das oficinas terapêuticas, onde aqui se pode verificar a técnica de arte-terapia.
Portanto, pode-se concluir que esta pesquisa permitiu a ampliação do conhecimento
sobre a temática e servirá de apoio para a realização de pesquisas de campo ou
mesmo outras pesquisas, tendo em vista que há poucos estudos sobre a utilização
da técnica de arte-terapia em CAPS.
Referência Bibliográfica
BILBAO, G. G. Psicologia e Arte. São Paulo: Editora Alínea, 2004.
CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL, Disponível em:
<http://paginas.terra.com.br/saude/acacias/caps_II.htm >. Acessado em: 13 mai.
2007.
VALLADARES, A. C. A. Arteterapia no novo paradigma de atenção em saúde
mental. São Paulo: Vetor, 2004.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards