Enviado por Do utilizador3125

VIDA.SOPRO

Propaganda
CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA
UNIDADE BETIM
SISTEMAS ESTRUTURAIS E CONSTRUTIVOS 2B
Arquitetura e Urbanismo
Semestre 2019/2
SISTEMAS ESTRUTURAIS E
CONSTRUTIVOS
O VIDA É UM SOPRO
PROFESSOR(A): MIGUEL JOSÉ
ALUNO:
CHARLES MORAES
, CHARLES MORAES
A VIDA É UM SOPRO
RESUMO DO DOCUMENTÁRIO SOBRE A
VIDA E OBRAS DE OSCAR NIEMEYER
COMO CUMPRIMENTO PARCIAL DOS
REQUISITOS
DA
MATÉRIA
DE
SISTEMAS CONSTRUTIVOS 2B DO
CURSO
DE
ARQUITETURA
E
URBANISMO
DO
CENTRO
UNIVERSITÁRIO - UNA - UNIDADE BETIM
Betim, Setembro 2019
1
SUMÁRIO
01. DADOS DA OBRA
3
06. RESUMO
5
06.CONSIDERAÇÕES FINAIS
6
2
01. DADOS DA OBRA
O documentário foi produzido pela Santa Clara Comunicação e rodado em vídeo
digital e 16mm no Brasil, na Argélia, França, Itália, Estados Unidos, Uruguai,
Inglaterra e Portugal.
A vida é um sopro contém imagens de arquivo e depoimentos de personalidades
como









José Saramago
Eduardo Galeano
Carlos Heitor Cony
Ferreira Gullar
Eric Hobsbawn
Nelson Pereira dos Santos
Mário Soares
Chico Buarque
etc.
3






Título original: A Vida É Um Sopro
Ano: 2007
Duração: 89 min.
Origem: Brasil
Diretor: Fabiano Maciel
Roteiro: Adam Horowitz, Richard Jefferies, Edward Kitsis, Historia original
de Brian Klugman, Steven Lisberger, Lee Sternthal
 Participam: Chico Buarque de Hollanda, Lúcio Costa, Carlos Heitor Cony,
José Saramago, Eduardo Galeano, Ferreira Gullar, Eric Hobsbawn, Nelson
Pereira dos Santos, Mário Soares
4
06. RESUMO
O documentário relata a história de Niemeyer e suas principais obras focando
como surgiram às ideias e falando de seu perfil político ligado a Esquerda.
O inicio de tudo parte da infância e do desenho e isso o levou para a arquitetura.
Iniciou a carreira trabalhando no escritório de Lucio Costa de forma voluntária,
somente para aprender e buscando fazer algo criativo, que surpreendesse as
pessoas cujo foco principal sempre foi a beleza da arquitetura, para que todas
as pessoas desfrutassem mesmo que fosse somente olhando.
“Quando me pedem um prédio público, por
exemplo, eu procuro fazer bonito, diferente,
que crie surpresa. Porque eu sei que os mais
pobres não vão usufruir nada. Mas eles
podem parar ter um momento assim de
prazer, de surpresa, ver uma coisa nova. É o
lado assim que a arquitetura pode ser útil. O
resto, quando ela tiver um programa
humano, social, aí ela vai cumprir seu
destino.” (Niemeyer – A vida é um sopro)
Ele discorre sobre o caso da construção do Grande Hotel em Ouro Preto (1939),
onde explica o porquê propôs uma arquitetura moderna em meio à arquitetura
colonial: “(...) defender os monumentos não é copiar, é fazer os contrastes”
Outras obras enfocadas no documentário foram a construção do prédio da ONU,
Pedra Fundamental, Ministério da Educação e Saúde do Rio de Janeiro, e em
particular ele fala do conjunto da Pampulha em Minas Gerais feito a pedido de
Juscelino Kubitschek (Cassino, a Casa de Baile, o Clube e a Igreja de São
Francisco de Assis) deixando claro que ali foi o início da concepção estética de
Brasília.
Ele fala das fases de construção de Brasília e dos principais conjuntos
arquitetônicos lá implantados.
“Eu procurei dar à arquitetura, às estruturas
maior relevo. Eu valorizei o trabalho do
engenheiro. E lá em Brasília quando uma
estrutura se concluía a arquitetura estava
presente. Quer dizer, a arquitetura e a
5
estrutura como uma coisa que nascem
juntas e juntas devem se enriquecer.
Quando o Congresso ficou pronto, a
estrutura, a arquitetura já estava lá.”
Ele tinha seus ideiais, buscava trabalhar muito, odiava o ângulo reto, o
capitalismo e um existencialista pessimista convicto. Termina a série de
entrevistas dizendo:
“eu acho que tudo vai desaparecer, o tempo
cósmico é muito curto. Você olha pro céu e
fica espantado. É um universo fantástico
que nos humilha e a gente não pode
usufruir nada. A gente fica espantado é com
a força da inteligência do ser humano, que
nasceu feito um animal qualquer, e hoje
pensa, daqui a pouco está andando pelas
estrelas, conversando com os outros seres
humanos que estão por essas galáxias aí.
Mas no fim, a resposta de tudo isso é isso:
nasceu, morreu: fodeu-se.“
06.CONSIDERAÇÕES FINAIS
É indubitável a relevância de Niemeyer para a arquitetura brasileira e mundial,
mas também é fato que sua preocupação predominantemente estética limitava
suas obras a aspectos predominantemente monumentais e visuais em
detrimento muitas vezes da funcionabilidade do espaço. O que não lhe toma a
relevância e importância no cenário de constituição de uma estética importante
na história da arquitetura.
Passado os séculos as obras arquitetônicas permanecem como testemunho do
pensamento de uma nação e provavelmente a de Niemeyer será um dos
parágrafos da historia nacional que alguns consideram como uma arquitetura
com alma própria, inspirada na geografia de nosso país, que influencia arquitetos
no mundo inteiro.
6
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Criar flashcards