Enviado por Do utilizador3001

6 ano solo e planeta terra

Propaganda
O solo é a camada mais superficial da crosta terrestre, onde se desenvolve muitas plantas e vive
uma grande variedade de animais. Essa camada não é muito profunda, em média, trinta
centímetros de espessura. Ela vem se formando há milhões de anos, com o acúmulo de
pequeníssimas partículas, formadas pelo desgaste das rochas que foram se misturando com os
restos de animais e plantas.
(http://goo.gl/m2XK0. Acesso: 09/01/2013. Adaptado.)
Uma das formas de ocorrer a formação dos solos é por meio da ação
A) de animais, que raspam as rochas com as garras.
B) de plantas, que produzem minerais pela fotossíntese.
C) do clima, que causa o intemperismo das rochas.
D) do ser humano, que promove a prática da agricultura.
A figura representa o ciclo das rochas.
(http://goo.gl/FvQZ3. Acesso: 20/10/2012.
Adaptado.)
O processo de desagregação e fragmentação da rocha que aflora na superfície da Terra,
representado pela letra A, é conhecido como
A) adubação.
B) aeração.
C) intemperismo.
D) vulcanismo.
O processo de formação de solos é chamado de intemperismo, ou seja, o conjunto de fenômenos
físicos, químicos e biológicos que agem sobre a rocha e conduzem à formação de partículas não
consolidadas.
O intemperismo biológico pode ser caracterizado pela
A) desertificação, com o aumento de crateras no solo.
B) diminuição de água absorvida, causando assoreamento.
C) modificação das rochas como resistência e textura.
D) perda de nutrientes essenciais aos seres vivos.
O solo é a camada mais superficial da crosta terrestre. Ele é formado pela desagregação ou
quebra das rochas através da ação dos ventos, água, temperatura, umidade e dos seres vivos.
A ação destes agentes na formação do solo é denominada
A) assoreamento.
B) corrosão.
C) decomposição.
D) intemperismo.
A ilustração mostra um monumento construído pelas forças da natureza.
Os agentes naturais responsáveis pela formação do monumento e também pelo processo de
formação do solo são
A) as chuvas.
B) as erosões.
C) os raios.
D) os ventos.
As partículas do solo estão em contato umas com as outras, ou seja, aderidas, mesmo havendo
ar entre elas. Entretanto, a proporção entre os grãos que compõem as partículas varia de solo
para solo. Por exemplo, quando dizemos solo arenoso, não quer dizer que só tem areia, mas que
a quantidade de grãos de areia é maior que a de outros grãos. Já no solo argiloso, há
predominância de partículas de argila em relação às demais.
Em solos arenosos, onde as partículas são maiores, a permeabilidade é
A) acelerada, causada pela absorção de grande quantidade água pelos grânulos, como ocorre na argila.
B) diminuída, devido à união das partículas, impedindo a passagem dos líquidos para as outras camadas do solo.
C) maior, uma vez que os espaços existentes entre os grãos de areia também são mais pronunciados.
D) menor, porque estas podem se encaixar, deixando menores espaços entre si, diminuindo a permeabilidade.
O solo em que pisamos nem sempre foi assim, pois seu aspecto atual é o resultado de inúmeras
transformações físicas e químicas, denominadas intemperismo, ocorridas ao longo dos anos.
O intemperismo age na desagregação e decomposição
A) da água.
B) da matéria orgânica.
C) das rochas.
D) das vegetações rasteiras.
Intemperismo, também conhecido como meteorização, é o conjunto de fenômenos físicos e
químicos que levam à degradação e ao enfraquecimento das rochas.
Os principais agentes capazes de gerar o intemperismo químico são
A) clima, relevo, organismos vivos e crescimento de cristais.
B) hidratação de minerais, processos físico-biológicos e dissolução.
C) substâncias reativas, micro-organismos e transformações químicas.
D) variação de temperatura, alívio de pressões e crescimento de cristais.
Uma planta em um jardim recebe muitos nutrientes do solo para a manutenção de sua vida. Já
uma planta que está plantada em uma pequena porção de terra dentro de um vaso dispõe de
pouca quantidade de solo para se manter.
Uma planta sobrevive em um vaso ornamental, recebendo apenas água, ar e luz, porque ocorre a
ação dos
A) decompositores sobre restos de folhas e flores, liberando minerais para o solo.
B) insetos e minhocas, que cavam túneis na terra, contribuindo para circulação do ar.
C) sais minerais, que são fornecidos apenas pela água, mantendo a vida das plantas.
D) vegetais, que são seres fotossintetizantes, que reciclam os sais minerais no vaso.
O solo é dividido em várias regiões, sendo que a mais externa e fundamental para o crescimento
dos vegetais é denominada húmus.
O húmus é constituído, principalmente, por
A) argila.
B) matéria orgânica.
C) óxidos.
D) sais minerais.
O homem desenvolveu técnicas que aceleram a decomposição da matéria orgânica após
descobrir a importância do húmus para a fertilidade dos solos, resultando em maior produção
desse “adubo orgânico”.
Um exemplo de técnica que acelera a decomposição da matéria orgânica é a
A) compostagem.
B) incineração.
C) reciclagem.
D) salinização.
O processo de formação do húmus é chamado humificação. Esse processo pode ser natural,
quando produzido espontaneamente por bactérias e fungos do solo, ou artificial, se a sua
produção for induzida para utilizar o húmus como fertilizante de plantas. O húmus ajuda no
crescimento dos vegetais e possui importantes propriedades para a fertilização do solo.
A presença do húmus no solo contribui para
A) diminuição da porosidade do solo.
B) dissolução dos nutrientes orgânicos.
C) liberação de água para a atmosfera
D) retenção de umidade e nutrientes
Solo impermeável é o solo que não absorve a água. A impermeabilidade do solo se aplica às
cidades com ruas asfaltadas, calçadas cimentadas, córregos e até rios canalizados. Vários
municípios têm uma lei específica que regula o uso e a ocupação do solo, com a finalidade de
regulamentar estes procedimentos.
A impermeabilização excessiva do solo poderá
A) impedir o assoreamento dos rios com a retenção dos resíduos.
B) preservar o curso de água dos rios e as suas nascentes.
C) provocar enchentes devido à água ter os rios como destino.
D) recompor a mata ciliar dos rios e o lençol de águas subterrâneas.
Muitos produtores rurais praticam a queimada nas áreas de plantações porque acreditam que isto
contribui para a reposição de minerais no solo. Entretanto, as queimadas eliminam os microorganismos, as minhocas e acabam com o húmus, prejudicando as plantações.
Os micro-organismos do solo têm a função de
A) absorver água e oxigênio para a sobrevivência das plantas.
B) aerar as raízes das plantas, possibilitando a sua respiração.
C) construir túneis na terra, tornando-a preparada para o plantio.
D) decompor os restos de animais e plantas, formando o húmus.
As rochas quando originam os solos são fragmentadas por agentes abióticos como, por exemplo,
a temperatura. Essa fragmentação é fundamental para que os seres vivos possam nela se
desenvolver. O que impede que o solo comece a se desenvolver numa rocha nua, sem
intemperismo é o fato de ele ser incapaz de
A) atrair animais que produzirão húmus na rocha.
B) fixar sementes das árvores que tem grande porte.
C) permitir que bactérias possam se fixar na rocha
D) reter água para o desenvolvimento dos vegetais.
A camada de rochas na superfície da Terra está, há milhões de anos, exposta à ação de agentes
que provocam seu desgaste, fragmentando-a e transformando-a. A essas transformações dá-se o
nome de intemperismo. Foi assim, pela ação do intemperismo, que, lentamente, o solo se formou.
O intemperismo pode se dar por processos físicos, que agem sobre as rochas fragmentando-as
sem alterar sua composição química; ou químicos, que decompõem as rochas, provocando
alterações químicas dos minerais que as constituem. A seguir alguns exemplos de intemperismo:
I. a ação dos liquens degrada as rochas, produzindo substâncias minerais (fonte de nutrientes).
Uma parte é absorvida, enquanto a outra forma depósitos sedimentares, que promovem a
dissolução das rochas através de substâncias ácidas produzidas pelas raízes;
II. a cristalização de sais ocorre quando os sais, provenientes da água do mar, ficam solubilizados
na rocha. Ao se dar a evaporação da água, os sais se precipitam, e forçam as paredes das
fissuras das rochas fraturando-as;
III. as raízes de plantas, ao crescerem nas brechas das rochas, atuam como cunhas, rachando a
rocha, e aumentando o tamanho das fissuras;
IV. o aquecimento e o resfriamento contínuo das rochas, provocando sua fragmentação
e formando pequenas fissuras; a dilatação da água ao se congelar nas fendas que também,
provoca sua fragmentação.
Dos exemplos de intemperismo citados, qual deles corresponde a um processo químico de
formação do solo?
A) I
B) II
C) III
D) IV
Durante um eclipse lunar, a sombra da Terra projetada na Lua tem sempre a forma de um disco
que avança, cobrindo parcialmente ou totalmente a superfície lunar. A forma dessa sombra tem
como causa o fato da
A) Lua estar sempre no mesmo plano da órbita da Terra.
B) Lua ter um lado que não pode ser visto.
C) Terra ser esférica e gerar uma sombra circular.
D) Terra ser muito maior do que a Lua.
A Terra é um dos planetas que compõem o Sistema Solar. Ela realiza dois importantes movimentos, conforme
indica a figura. O primeiro deles é o movimento em torno do Sol, que tem a duração de aproximadamente 365
dias e é responsável pela existência das estações do ano. O segundo é um movimento em torno do próprio eixo
terrestre, responsável pela alternância de períodos em que há ou não a incidência de luz solar. Esse movimento
leva aproximadamente 24 horas para se completar e caracteriza a duração do dia na Terra.
Esses dois importantes movimentos realizados pela Terra recebem o nome de
A) nutação e rotação.
B) precessão e nutação.
C) rotação e translação.
D) translação e precessão.
O solo em que pisamos nem sempre foi assim, pois seu aspecto atual é o resultado de inúmeras
transformações físicas e químicas, denominadas intemperismo, ocorridas ao longo dos anos.
O intemperismo age na desagregação e decomposição
A) da água.
B) da matéria orgânica.
C) das rochas.
D) das vegetações rasteiras.
O processo de formação do solo é lento e sofre influência dos seguintes fatores: material de
origem, clima, tempo, relevo e organismos. O material de origem do solo é constituído de
A) material orgânico.
B) organismos decompostos.
C) rocha matriz.
D) sedimento argiloso.
As rochas quando originam os solos são fragmentadas por agentes abióticos como, por exemplo,
a temperatura. Essa fragmentação é fundamental para que os seres vivos possam nela se
desenvolver. O que impede que o solo comece a se desenvolver numa rocha nua, sem
intemperismo é o fato de ele ser incapaz de
A) atrair animais que produzirão húmus na rocha.
B) fixar sementes das árvores que tem grande porte.
C) permitir que bactérias possam se fixar na rocha
D) reter água para o desenvolvimento dos vegetais.
Durante a aproximação da costa, a tripulação de um navio observa a torre de um farol instalado na praia,
semelhante à mostrada na ilustração. Começando por ver o topo da construção, de longe, os tripulantes vão
visualizando as partes mais baixas da torre aos poucos, à medida que a embarcação segue rumo ao
continente. O efeito é o de ver a torre do farol como se ela emergisse do mar gradativamente.
Vista por um observador a bordo de um navio que se aproxima da costa, a torre do farol é
observada como se emergisse do mar, porque
A) a água do mar, que bloqueia a visão da tripulação, é afastada pelo movimento do navio, enquanto ele navega em
direção à costa.
B) as torres de farol de praia, elaboradas como estrutura retrátil, sobem automaticamente, detectando a aproximação d
um navio.
C) o observador enxerga primeiro as partes mais altas dos objetos dos quais ele se aproxima, por viajar sobre a super
esférica da Terra.
D) os faróis de praia são construídos sobre plataformas elevadoras instaladas junto à costa, em patamar inferior ao ní
do mar.
A maioria dos países ocidentais utiliza o calendário gregoriano, que é uma evolução do calendário
juliano, implantado por Júlio César no século I a.C. Uma das modificações realizadas pelo Papa
Gregório VIII no calendário gregoriano foi a criação do ano bissexto. Dessa forma, a cada 4 anos,
o ano apresenta 366 dias, em vez dos habituais 365 dias.
O mês de fevereiro apresenta 29 dias nos anos bissextos para corrigir a diferença entre os 365
dias do calendário e os 365,2422 dias que a Terra leva para realizar o movimento de
A) nutação.
B) precessão.
C) rotação.
D) translação.
Solo é o nome dado à camada superficial da crosta terrestre, formado pela desagregação e
transformação de rochas ao longo de centenas ou milhares de anos, pela ação de diversos
agentes que aceleram esse processo de degradação.
Um fator relacionado à formação do solo é a
A) ação da água da chuva, rios e mares.
B) extração de argila, areia e calcário.
C) presença de pouca luz no ambiente.
D) utilização de fertilizantes na agricultura.
Como é possível saber, sem sair da Terra, que o nosso planeta é esférico? Ao colocar essa
questão em uma prova, um professor de Ciências obteve diferentes respostas. Considere-as.
I. Basta observar que diariamente o Sol nasce no leste e se põe no oeste; isso é uma evidência
de que a Terra é esférica.
II. Como a Terra é esférica, as sombras de duas torres verticais, localizadas, uma em Belo
Horizonte e outra em Porto Alegre, têm tamanhos diferentes ao meio dia.
III. Quando fazemos um passeio de barco e nos afastamos da costa, deixamos de ver
primeiramente as casas mais baixas e depois as construções mais altas.
As respostas corretas são
A) I e II, apenas.
B) I e III, apenas.
C) II e III, apenas.
D) I, II e III.
A crosta terrestre já foi revestida apenas por rochas, sem a presença de solo. Com a ação do
tempo, as rochas foram se desgastando e o formaram. Esse processo é chamado
A) decomposição.
B) drenagem.
C) erosão.
D) intemperismo.
As ações humanas sobre os recursos naturais precisam ser baseadas nos estudos científicos que
buscam o uso sustentável e racional para satisfazer nossas necessidades básicas, sem
desrespeitar as leis naturais que governam os fenômenos do nosso planeta. Mas há processos
que acontecem na natureza independentemente da vontade humana. Entre eles, está o
intemperismo, envolvido na formação do
A) clima.
B) húmus.
C) solo.
D) vulcão.
Como recurso natural dinâmico, o solo é passível de ser degradado em função do uso
inadequado pelo ser humano. Nessas condições, o desempenho de suas funções básicas fica
severamente prejudicado, acarretando interferências negativas no equilíbrio ambiental. Os
impactos causados ao ambiente podem ser menores se ocorrer
A) desmatamento para desenvolvimento da agricultura e pecuária.
B) cultivo sustentável para preservação do solo e dos recursos naturais.
C) queimadas com a finalidade de limpar terrenos e inserir novos plantios.
D) substituição da cobertura vegetal que foi original pela monocultura.
A figura ilustra as camadas que formam o solo.
O solo é um importante recurso natural. Ele é a base para o desenvolvimento das plantas e de
diversos animais. A fertilidade natural de todos os solos depende, não só de seus minerais, mas
também do húmus que é responsável pelo fornecimento de nutrientes aos vegetais. Quais são as
camadas do solo mais ricas em húmus?
A) A e O.
B) B e A.
C) C e B.
D) R e C.
O húmus é de suma importância para o crescimento dos vegetais, desde os pequenos arbustos
até as grandes árvores.
De que é constituído o húmus?
A) Matéria orgânica em decomposição.
B) Mistura de areia e argila.
C) Nutriente mineral presente no solo.
D) Solo aerado e molhado.
A matéria orgânica é o material que decompõe por ação de micro-organismos. O ciclo do material
ocorre numa sequência de eventos que começa com animais maiores até chegar aos
microscópicos. Alguns pequenos seres vivos que vivem no solo alimentam-se daquilo que os
animais maiores não conseguiram aproveitar, transformando tudo o que comem em compostos
que ficarão no solo por um tempo, até serem novamente aproveitados, ou seja, o húmus.
(http://educar.sc.usp.br/ciencias/recursos/solo.html. Acesso: 11/04/2013. Adaptado.)
A formação do húmus no solo é importante, porque ele
A) contém sais minerais que serão aproveitados pelas plantas.
B) facilita a erosão em locais onde a vegetação é insuficiente.
C) mantém o solo aerado, com grande quantidade de oxigênio.
D) promove o encharcamento do solo em áreas muito secas.
Um solo rico em húmus é considerado um solo fértil, pois o húmus é formado pela decomposição
de matéria orgânica, fornecendo nutrientes necessários para o crescimento vegetal.
Um fator que inibe a formação de húmus é a existência de
A) fezes de animais no solo.
B) folhas e frutos no solo.
C) plásticos e latinhas no solo.
D) restos de animais mortos.
Em alguns tipos de solo existe, na superfície, uma camada fina, mais fofa, rica em húmus, que
melhora as propriedades físicas do solo. O húmus é uma mistura de matéria orgânica, com
aspecto macio e de cor escura e pode ser produzido natural ou artificialmente. A sua formação
natural depende
A) da presença de micro-organismos no solo.
B) da quantidade de argila que o solo possui.
C) do tipo de rocha-mãe que originou o solo.
D) do uso de fertilizantes para a agricultura.
Durante um eclipse lunar, a Terra se posiciona entre o Sol e a Lua. Desse modo, a Lua fica na
região de sombra e penumbra do nosso planeta. Como esse processo dura alguns minutos,
torna-se possível observar, de várias localidades da Terra, o “desaparecimento” da Lua.
Como a luz do Sol se propaga de maneira retilínea, ao observar a sombra da Terra sendo
projetada sobre o solo lunar, é possível reforçar o fato de que o planeta Terra possui o formato
A) esférico.
B) plano.
C) quadrado.
D) retangular.
As estações do ano ocorrem em função de dois fatores básicos. O primeiro deles é o fato de a Terra girar em
torno do Sol, em um movimento chamado translação, que dura 365 dias e 6 horas. O segundo motivo está
relacionado com o eixo da Terra, que possui uma inclinação de 23° em relação à perpendicular ao plano da
órbita terrestre. Assim, a incidência de luz solar nos hemisférios norte e sul da Terra muda ao longo do ano. A
figura mostra a Terra em quatro posições em torno do Sol. O eixo da Terra é representado pela linha reta.
Considerando a Terra localizada no ponto A da ilustração, a estação do ano no hemisfério norte é
A) inverno.
B) outono.
C) primavera.
D) verão.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Criar flashcards