Enviado por seuqramel

Morfologia Bacteriana

Propaganda
Faculdade Estácio/FIB
MORFOLOGIA BACTERIANA
João Carlos Marques Ponte
O modelo procariótico x eucariótico
Células
Eucarióticas
Célula Procariótica
INTRODUÇÃO
BACTÉRIA
CARACTERISTICAS
Bactérias são procariontes
Procariontes:
organismos unicelulares e microscópicos que
não possuem núcleo organizado
O tamanho das bactérias geralmente varia de 0,5 a 5 μm
Só podem ser vistas com microscópio
Sem microscópio é possível ver as colônias
A maior bactéria conhecida foi
descoberto em 1999 e se chama
Pérola de Enxofre de Namibia
(Thiomargarita Namibiensis).
Ela pode ser vista com olho nu
devido a um diâmetro até 0,75mm.
INTRODUÇÃO
BACTÉRIAS
FUNGOS
LEVEDURAS
EXISTÊNCIA
Bactérias existem há mais do que 3,5 bilhões anos.
Graça às estruturas simples, bactérias podem sobreviver em
todos ambientes da terra.
Podem ser encontrados por exemplo no ar, no solo, na água,
vulcão, no mar profundo, nas fontes quentes, no gelo, no sal, na
pele dos homens, etc.
Em condições desfavoráveis algumas bactérias formam esporos,
que podem sobreviver milhões de anos.
INTRODUÇÃO
ESTRUTURA
BACTÉRIAS
FUNGOS
LEVEDURAS
Parede celular - Envoltório extracelular rígido responsável pela
forma da bactéria constituída por um complexo protéico - glicídico
(proteína + carboidrato) com a função de proteger a célula contra
agressões físicas do ambiente.
Não possui celulose como as das células vegetais.
Cápsula - Camada de consistência mucosa ou viscosa formada por
polissacarídeos que reveste a parede celular em algumas bactérias.
É encontrada principalmente nas bactérias patogênicas,
protegendo-as contra a fagocitose.
Membrana plasmática - Mesma estrutura e função das células
eucariontes.
Citoplasma - Formado pelo hialoplasma e pelos ribossomos.
Ausência de organelas membranosas.
Mesosomo – invaginação da membrana plasmática, importante durante
a duplicação e divisão bacteriana.
Nucleóide - Região onde se concentra o cromossomo bacteriano,
constituído por uma molécula circular de DNA. É o equivalente
bacteriano dos núcleos de células eucariontes. Não possui carioteca
ou envoltório nuclear. Além do DNA presente no nucleóide, a célula
bacteriana pode ainda conter moléculas adicionais de DNA,
chamadas plasmídios ou epissomas.
Plasmódios – também possuem material genético
Flagelos - Apêndices filiformes usados na locomoção.
Fímbrias - Apêndices filamentares, de natureza protéica, mais finos
e curtos que os flagelos. Nas bactérias que sofrem conjugação, as
fímbrias funcionam como pontes citoplasmáticas permitindo a
passagem do material genético.
INTRODUÇÃO
BACTÉRIAS
FUNGOS
LEVEDURAS
MORFOLOGIA
• Esféricas
Cocos
• Forma de bastão
Bacilos
• Forma espiral
Espiroquetas
ou Espirilos
• Forma de virgula
Vibrião
Cocos e Bacilos podem unir-se => colônias
• cadeias
(“estrepto-“)
• grupos
(“estafilo-“)
• pares
(“diplo-“)
Por exemplo cocos em
cadeias são chamados
estreptococos
n
Rods (bacilli)
n
Coccoid-Shaped
n
Spirilla
TAMANHO
as espécies de maior
interesse médico medem
entre 0,5 a 1,0 μm por 2 a
5μm.
FORMAS
ARRANJOS DE BACTÉRIAS:
A)
COCOS
 DIPLOCOCOS
 cocos agrupados aos pares.
 Ex: Neisseria meningitides (meningococo).
 ESTREPTOCOCOS
 Cocos en cadeias, se dividem segundo um plano, permanecem unidas
 Streptococcus lactis, Streptococcus pneumoniae (pneumococo),
Streptococcus
mutans.
Neisseria meningitides
(meningococo).
ARRANJOS DE BACTÉRIAS:
A) COCOS
TETRADES

 Cocos en grupos de quatro se dividem segundo 2 planos que forman ângulo reto entre si
 Cocos do gênero Gaffkys comun no solo e Pediococcus.
 SARCINA
 Cocos dispostos em cubos de 8, resultam da divisão em três planos perpendiculares entre si.
 Microrganismos do solo, bacterias metanogênicas
ARRANJOS DE BACTÉRIAS:
A) COCOS
 ESTAFILOCOCOS
 Cocos en cachos, resultam da divisão en planos desordenados.
 Staphylococcus aureus
STAPHYLOCOCCUS SP. NA PELE
HUMANA
Arranjos de bactérias
b) Bacilos
Diplobacilos
Estreptobacilos
Arranjos de bactérias
b) Bacilos
Paliçada: Corynebacterium spp.,
bacilo da difteria

Rosetas: Caulobacter (bacilo
aquático)
C) Espirilos- Não apresentam arranjo
característico
Espirilos: possuem corpo rígido
Espiroquetas: São flexíveis
Ex: Aquaspirillium
Ex: Treponema
pallidum
FORMAS DE TRANSIÇÃO
Cocobacilos: bacilos são muito curtos, podem se assemelhar aos cocos.
Ex: Brucella melitensis.
Vibrião: formas espiraladas muito curtas, assumindo a forma de vírgula.
Ex: Vibrio cholerae.
INTRODUÇÃO
BACTÉRIAS
FUNGOS
LEVEDURAS
MORFOLOGIA
As formas não são constantes, podem variar de acordo com o meio e com o tipo
de associação. As mudanças de forma podem ser consideradas como:
Involução - mudança de forma devido à condições desfavoráveis, presença ou
ausênciade oxigênio, pH, ou por produtos tóxicos, entre outros.
Pleomorfismo - a bactéria não apresenta uma morfologia única, mesmo que se
encontre em condições favoráveis à sua sobrevivência.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards