Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio

Propaganda
Colégio “Nossa Senhora do Rosário”
Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio
Nome: __________________________________________________ n°______
Disciplina: Sociologia
Professora: Tainan Begara
Ensino Médio
1ª série
Max Weber (1864-1920)
Para o alemão Max Weber, importante sociólogo da teoria
clássica, a análise da sociedade deve centrar-se nos atos e em ações, assim
a sociedade não é algo exterior e superior aos indivíduos, como era para o
sociólogo francês Émile Durkheim, mas ela pode ser compreendida a partir
do conjunto de ações individuais recíprocas. Teve forte influência do
Idealismo Alemão.
Natural de Erfurt, numa família de burgueses liberais. Foi
filho de um importante político do Partido Nacional Liberal, que participa
do período de formação da Alemanha como um Estado-Nação. Embora,
Max Weber nunca tenha ocupado cargos políticos, a política foi tema de seus escritos e
preocupações, levando-o a aprofundar seus estudos na área do Direito e da Economia. Ele participou
da construção da Constituição de Weimar e foi professor universitário de Freiburg e de Viena, dois
anos antes de sua morte.
Seus principais livros foram: Economia e Sociedade, A ética Protestante e o Espírito
do Capitalismo e Ciência e Política – Duas Vocações. Também se dedicou a estudos sobre religião
que ele publicava em forma de ensaios sobre as ‘religiões mundiais’ como o hinduísmo, o
confucionismo e o Judaísmo.
Weber não acredita que acredita que a história seja um mero processo universal da
evolução percebido através de métodos comparativos. Para ele, é essencial a compreensão das
sociedades, o caráter particular e específico de cada formação social e histórica contemporânea deve
ser respeitado. O conhecimento histórico torna-se um poderoso instrumento para o cientista social.
No entanto, weber não achava que a sucessão de fatos históricos fizesse um sentido
por si mesmo, por isso ele propunha um método compreensivo, que através de um esforço
interpretativo do passado e de sua repercussão nas características peculiares das sociedades
contemporâneas, permita ao cientista social atribuir sentido aos fatos sociais e históricos.
Ele define como objeto de sua sociologia a AÇÃO SOCIAL. Mas, o que é uma ação
social? É qualquer ação que o indivíduo pratica orientando-se pela ação dos outros. Assim, não
existe autonomia e nem originalidade completa para o homem em sua ação social, sua maneira de
pensar, agir são construídas pelo indivíduo em cima de sua base cultural e histórica. Cabe ao cientista
social desvendar o motivo de cada ação social, entender seus motivos e conseqüências:
MOTIVO
AÇÃO
ISTO É UMA AÇÃO SOCIAL?
São 4 tipos de Ação Social, de acordo com suas motivações e sentidos:
Ação Social Tradicional: tem por base um costume arraigado, a tradição familiar ou
um hábito. É tipo de ação quase automático, reagindo a estímulos habituais.
Ação Social Afetiva: tem por fundamento os sentimentos de qualquer ordem. Age
assim quem satisfaz suas necessidades, seus desejos de alegria, raiva, gozo, vingança...
Ação Social Racional com relação à valores: fundamenta-se em convicções, tais
como dever, dignidade, beleza, a sabedoria , baseadas na ação previamente planejada e orientada
por um Ideal de vida.
Ação Social Racional com relação à fins: tem fundamento numa avaliação baseada
entre meios e fins. O individuo programa, pesa, mede as conseqüências para alcançar um
determinado fim, ou objetivo.
Quando ocorre duas ou mais ações sociais compartilhadas de um mesmo objetivo,
Weber chama de RELAÇÃO SOCIAL, ainda que as suas motivações ou sentidos sejam diferentes.
Há um conjunto de condutas humanas que não se enquadram nas ações sociais, são
práticas sem relevância para a sociologia, por serem meramente reativas. Weber divide estas
condutas em dois tipos:
A) Homogêneas ou instintivas: são aquelas em que a ação do individuo se faz baseada
por uma pressão natural ou biológica.
B) Multidão ou imitativa ( influenciada): são aquelas em que o indivíduo faz
simplesmente se espelhando na conduta do outro ou de um grupo de indivíduos.
O que o cientista tem diante de si é uma infinidade de ações sociais motivadas e
dependentes de especificidades históricas. Pensando assim, fica impossível desconsiderar que cada
indivíduo não consegue se livrar das pré-noções em suas condutas., logo o sociólogo não conseguiria
chegar a neutralidade absoluta, como imaginava Émile Durkheim. No entanto para Weber seria
possível alcançar a uma neutralidade parcial ou relativa, construindo um instrumento abstrato, ideal e
imaginário que serviria de parâmetro em relação ao objeto estudado. Este modelo abstrato é
chamado de TIPO IDEAL. Este conceito diz respeito às construções teóricas utilizadas para se
interpretar e ordenar a realidade, assim através deste modelo, conceituar fenômenos, formações e
manifestações sociais.
Weber não analisa as regras e normas sociais como exteriores ao indivíduo. Pelo
contrário, as normas e regras são o resultado do conjunto de ações individuais que os agentes
escolhem o tempo todo e sob diferentes formas de conduta. As ideias coletivas de Estado, mercado
econômico, as religiões ela só existem porque muitos indivíduos orientam reciprocamente suas ações
num determinado sentido. Assim, estabelecem relações sociais que tem de ser mantidas
continuamente pelas ações individuais.
Seus trabalhos abriram portas para as particularidades históricas e para a subjetividade
na ação e na pesquisa social.
Atividade – responder no caderno:
 Cite 2 exemplos de:
a) Ação Social Tradicional:
b) Ação Social Afetiva:
c) Ação Social Racional com relação à valores:
d) Ação Social Racional com relação à fins:
e) Ação Homogênea ou instintiva:
f) Multidão ou ação imitativa:
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards