Resumo Natalí

Propaganda
Diagnóstico molecular das infecções causadas por Ranavirus em
anfíbios nas regiões nordeste e centro-leste do estado de São Paulo
Natalí Faria Martins*, Maria Cryskely Agra Batinga, Tiago Machado
Carneiro Lucera, Marina Pinheiro Lima Rosa, Edilson José Guerra,Silvia
Helena Seraphin de Godoy, Flavia Simone Munin, Andrezza Maria
Fernandes, Ricardo Luiz Moro de Sousa, Sabrina Ribeiro de Almeida
Queiroz.
Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos ̸ Universidade de São Paulo
*[email protected]
1. Objetivos
Os ranavírus são vírus icosaédricos,
envelopados ou não, que infectam peixes,
anfíbios e répteis, e causam grandes perdas
econômicas à aquicultura mundial. Os objetivos
deste trabalho foram: coletar anfíbios dentro da
região compreendida pelas bacias hidrográficas
dos rios Mogi Guaçu e Pardo no interior do
estado de São Paulo, otimizar técnicas de
extração de DNA viral de tecidos de anfíbios e
de PCR (Polymerase Chain Reaction) para
diagnóstico molecular de infecções causadas
por Ranavirus em anfíbios.
2. Métodos/Procedimentos
Foram coletados 177 anfíbios em
pesqueiros e rios da região nordeste e centroleste do estado de São Paulo. Após a coleta,
os animais foram identificados, examinados
para a presença/ausência de lesões clínicas e
eutanasiados. Amostras de tecidos foram
coletadas de cada espécime e processadas em
pool (25mg totais) para o diagnóstico
molecular. A extração de DNA foi realizada
utilizando-se o kit NucleoSpin® Extract II
(Macherey-Nalgel, Germany) e o reagent
DNAzol® (Invitrogen, Carlsbad, CA, USA). As
reações de PCR foram otimizadas pela
amplificação do gene β-actina, utilizando-se o
kit GoTaq® Colorless Master Mix (Promega).
Posteriormente, reações de PCR foram
realizadas para amplificação de fragmentos de
479pb e 1.483pb dos genes IE-ICP 18 e MCP
[1], respectivamente. Produtos de PCR
correspondentes ao gene MCP foram
purificados do gel de agarose e submetidos ao
sequenciamento genético.
3. Resultados
A extração de DNA pelo Kit NucleoSpin®
Extract II foi mais eficiente em relação ao
DNAzol® devido ao maior rendimento e pureza
do DNA purificado. Do total de 177 animais
avaliados nesse estudo, 16 foram confirmados
positivos no diagnóstico molecular para
Ranavirus com a amplificação de um produto
esperado para os genes IE-ICP 18 e MCP. O
sequenciamento genético revelou tratar-se do
Frog Virus 3.
4. Conclusões
Os resultados obtidos indicam que as
técnicas de extração de DNA e PCR otimizadas
foram eficientes para detecção do Ranavirus.
Além disso, confirmam que infecções causadas
por esses vírus estão presentes em anfíbios de
criação comercial na região central paulista,
com potenciais implicações econômicas para
ranicultura nessa região. Nesse contexto,
estudos adicionais são necessários para avaliar
possíveis fontes de infecções para os ranários,
bem como a gravidade do impacto ambiental
dessas infecções para espécies de anuros
selvagens, peixes e répteis da região
envolvida.
5. Referência Bibliográfica
[1] Mazzoni, R.; Mesquita A.J.; Fleury, L.F.;
Brito, W.M.E.D., Nunes, I.A.; Robert, J.;
Morales, H. Mass mortality associated with a
Frog Virus 3-like Ranavirus infection in farmed
tadpoles Rana catesbeiana from Brazil. Dis
Aquat Org, v.86 n. 3, p. 181-191, 2009.
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards