vacina viral

advertisement
Conj.
Código
Período
Turma
Data
3º
B32
M
A
06/09/2005
1 - Observe o cariótipo a seguir, obtido a partir de células diplóides de uma pessoa.
Sua análise permite afirmar que ele pertence a uma mulher com uma determinada síndrome.
a) Qual é a síndrome e o tipo de aneuploidia existente neste caso?
b) Esse problema pode ser decorrente da não-disjunção do cromossomo em questão, em dois
momentos durante a formação dos gametas: na meiose I ou na meiose II. Considerando a ocorrência
de tal não-disjunção, utilize os contornos a seguir para representar uma das duas possibilidades,
indicando na lacuna pontilhada qual delas foi escolhida para ser representada.
2 - a) (UNIFESP) A revista "Veja" (28.07.2004) noticiou que a quantidade de imunoglobulina extraída
do sangue dos europeus é, em média, de 3 gramas por litro, enquanto a extraída do sangue dos
brasileiros é de 5,2 gramas por litro.
Qual hipótese pode explicar corretamente a causa de tal diferença?
I. Os europeus tomam maior quantidade de vacinas ao longo de sua vida.
II. Os brasileiros estão expostos a uma maior variedade de doenças.
III. Os antígenos presentes no sangue do europeu são mais resistentes.
IV. Os anticorpos presentes no sangue do brasileiro são menos eficientes.
V. Os europeus são mais resistentes às doenças que os brasileiros.
b) Para o controle das infecções, o organismo humano dispõe de diferentes mecanismos de defesa.
Utilize V para as frases verdadeiras e F para as falsas:
(
) nos nódulos linfáticos e no baço, são produzidas células apresentadoras de antígenos, os
macrófagos; estes estimulam os linfócitos B a produzirem interleucinas, muito ativas no combate a
patógenos externos.
(
) os linfócitos B formam plasmócitos, células produtoras de anticorpos, proteínas que se ligam
especificamente a determinados antígenos.
(
) contra patógenos, como as bactérias, o organismo ativa seus macrófagos que têm intensa
atividade fagocitária.
(
) as chamadas "células de memória" surgem da diferenciação de linfócitos T e B; perduram no
organismo e podem desencadear a resposta imune com mais rapidez.
(
) linfócitos T podem apresentar ação citotóxica e destruir células infectadas por vírus, ou ainda
células como as cancerosas, por exemplo.
c) Por que uma pessoa que teve uma determinada doença ou foi vacinada fica permanentemente
imune a essa? De que forma a vacina atua no organismo?
3 - A terapia gênica, uma promessa da biotecnologia moderna, consiste na cura de defeitos genéticos
pela introdução de genes normais em células de indivíduos doentes.
Algumas metodologias em estudo utilizam retrovírus modificados como veículo de introdução do gene
desejado. Por exemplo, na talassemia, doença caracterizada pela produção de hemoglobina anormal
devido a uma deleção no gene que codifica a cadeia β da globina, poderia ser usado um retrovírus
modificado, contendo a informação para a síntese da β-globina. Nesse caso, deveriam ser realizadas
três etapas:
1. coletar células da medula óssea do paciente;
2. colocar as células coletadas em contato com o retrovírus modificado, para que essas sejam
infectadas;
3. reintroduzir as células infectadas no paciente. A seguir, estão esquematizadas a partícula viral
original, antes da manipulação (Esquema I), e quatro diferentes partículas virais modificadas
(Esquemas II, III, IV e V).
- X representa o trecho de ácido nucléico viral, que codifica as proteínas necessárias para a formação
de novas partículas virais no interior da célula hospedeira.
- Y representa o trecho de ácido nucléico introduzido, que contém a informação para a síntese da
cadeia β da globina.
- o símbolo esférico e negro, indicado em algumas figuras, indica que a partícula viral contém as
enzimas transcriptase reversa e integrase (insere o material genético de origem viral no genoma da
célula).
a) Explique por que, no caso do tratamento da talassemia, as células retiradas da medula óssea são
as indicadas para serem infectadas com as partículas virais adequadamente modificadas.
b) Indique qual dos retrovírus modificados, apresentados nos esquemas acima, seria o mais indicado
para ser usado nesse tratamento.
4 - (UNIFESP) O esquema representa parte da membrana plasmática de uma célula eucariótica.
a) A que correspondem X e Y?
b) Explique, usando o modelo do "mosaico fluido" para a membrana plasmática, como se dá a
secreção de produtos do meio intracelular para o meio extracelular.
c) (UFRS) Em um experimento, dois compartimentos A e B estão separados por uma membrana
impermeável a solutos. O gráfico abaixo representa a variação de volume do compartimento A.
A partir da análise do gráfico anterior, qual o processo envolvido e a concentração da solução no
COMPARTIMENTO B, no início do experimento?
5 - a) O esquema a seguir representa uma célula sobre a qual são feitas as afirmações a seguir:
I. A estrutura 2 representa a parede celular que funciona como uma barreira seletiva entre o
citoplasma e o meio ambiente.
II. A estrutura 3 corresponde ao retículo endoplasmático rugoso onde ocorre a síntese protéica.
III. A estrutura 4 desempenha funções relacionadas ao processo de digestão intracelular.
IV. O esquema representa uma célula ingerindo porções líquidas e formando vesículas pinocitóticas.
V. A estrutura 5 está presente apenas nas células animais.
VI. Os plastos responsáveis pela realização da fotossíntese não estão presentes nessa célula.
Quais afirmações estão corretas?
b) Os dois gráficos abaixo referem-se à velocidade da reação A + B = C + D, que ocorre em animais
de uma mesma espécie, quando suas temperaturas variam. O gráfico número I representa a reação
em um indivíduo que, além dos reagentes A e B, possui o polipeptídeo E, que não ocorre no indivíduo
do gráfico II.
VFP = velocidade de formação do produto
Em que grupo de substâncias pode ser classificado o polipeptídeo E? Justifique sua resposta.
Download