REINO ANIMAL - CAPÍTULO 10 – p.182 ZOOLOGIA: ramo da

advertisement
REINO ANIMAL - CAPÍTULO 10 – p.182
ZOOLOGIA: ramo da Biologia que estuda os animais.
CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS
• Eucariontes;
• Pluricelulares;
• Heterotróficos;
• Ingerem outros seres vivos;
• Desenvolvimento embrionário, c/ formação de mórula e blástula.
•
•
•
Em geral, os animais se locomovem e possuem órgãos dos sentidos e sistema nervoso, o que
facilita a localização do alimento e a coordenação dos movimentos p/ sua captura.
A forma do corpo tb é adaptada ao movimento.
A locomoção tb contribui p/ o aumento da capacidade de dispersão e p/ a reprodução sexuada,
pois facilita o encontro entre macho e fêmea.
SIMETRIA BILATERAL e CEFALIZAÇÃO
• A maioria dos animais apresentam simetria bilateral, isto é, seu corpo pode ser ÷ em duas
partes simétricas, direita e esquerda, o que garante o equilíbrio e diminui a resistência do ar ou
da água ao movimento.
• Acompanhando a simetria bilateral, a maioria dos animais apresenta cefalização, isto é, em
uma das extremidades do animal (anterior) há uma cabeça, região c/ maior concentração de
órgãos sensoriais e tecido nervoso do que o resto do corpo. Adaptada a receber estímulos do
ambiente.
SIMETRIA RADIADA
• Ao invés de buscar o alimento, alguns animais aquáticos promovem uma corrente de água ao
seu redor e capturam algas e outros seres que flutuam.
• A simetria desses animais é radiada (ou radial): seu corpo pode ser ÷ em vários planos de
simetria, dispostos em raios, o que é vantajoso p/ um animal séssil ou c/ pouca mobilidade, pois
ele pode entrar em contato c/o o ambiente em várias direções.
PRINCIPAIS FILOS
– Porífera
– Cnidaria
– Platyhelminthes
– Nematoda
– Annelida
– Arthropoda
– Mollusca
– Echinodermata
– Chordata
PORÍFERA
• Poríferos: esponjas – seres aquáticos sésseis, sem órgãos de locomoção, presos principalmente
às rochas; com o corpo crivado de poros; vivem isolados ou em colônias.
CNIDARIA
• Cnidários: corais, águas-vivas, anêmonas, hidras, caravelas – seres aquáticos com formas fixas
e móveis; com cnidócitos (células urticantes); vivem isolados ou em colônias.
PLATYHELMINTOS
• Platelmintos: planária, tênia ou solitária, esquistossomos – vermes com o corpo achatado
dorsoventralmente, alguns como a planária, têm vida livre: outros, como a tênia e o
esquistossomo são parasitas.
NEMATODA
• Nematódeos: lombriga, ancilostomo, oxiúro, filária – vermes com o corpo alongado, cilíndrico
e afilado nas extremidades, assemelhando-se a um fio. De vida livre ou parasitas.
ANNELIDA
• Anelídeos, minhocas, vermes marinhos, sanguessugas – vermes c/ o corpo dividido em anéis
ou segmentos.
ARTHROPODA
• Artrópodes:
– grupo de insetos (besouro, mosca, formiga, borboleta, abelha, pulga);
– grupo dos crustáceos (camarão, siri, caranguejo, lagosta);
– grupo dos aracnídeos (aranha, escorpião e carrapato);
– do diplópodes (piolho de cobra); dos quilópodes (lacraia).
• O corpo é segmentado e coberto por um exoesqueleto de quitina, com pernas articuladas.
MOLLUSCA
• Moluscos: ostra, caracol, lesma, lula, polvo, caramujo, mexilhão – seres com corpo mole que
pode estar protegido por uma concha de carbonato de cálcio.
ECHINODERMATA
• Equinodermos: estrela-do-mar, ouriço-do-mar, pepino-do-mar – seres marinhos com espinhos
na pele e esqueleto de carbonato de cálcio.
CHORDATA
• Cordados: nesses filo estão os vertebrados (peixes, anfíbios, répteis aves e mamíferos), que
entre outras características, possuem:
– crânio e coluna vertebral.
• Também inclui animais sem coluna vertebral, mas que possuem na fase adulta uma corda
dorsal, como o anfioxo.
2) DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO:
•
•
•
Reprodução: sexuada
Ciclo de vida: fase diploide dominante
Gametas:
– Espermatozoide (flagelado e móvel)
– Óvulo (grande e imóvel) c/ reservas nutritivas p/ o início do desenvolvimento
embrionário.
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
• A união do espermatozoide e do óvulo produz a célula-ovo ou zigoto.
• A célula -ovo ou zigoto, se ÷ várias vezes e forma um cacho de uva: mórula.
• Esta se transforma em uma esfera oca, a blástula, cuja cavidade é a blastocele.
• Após a blástula se segue a gástrula, no qual já é possível identificar duas camadas ≠s de
células: a ectoderma e a endoderme. Os animais que apresentam apenas essas duas camadas
são chamados diblásticos ou diploblásticos.
•
•
•
•
Aqueles que desenvolvem uma terceira camada, a mesoderme, são chamados de triblásticos ou
triploblásticos.
Dessas camadas se originam todos os tecidos e órgãos do animal.
No estágio de gástrula, o embrião possui uma cavidade, o arquêntero, que originará a cavidade
do tubo digestivo do animal.
O arquêntero comunica-se com o exterior por um orifício, o blastóporo.
BLASTÓPORO: Abertura que serve de comunicação na fase embrionária, pondo em contato a
cavidade digestiva com o meio externo).
•
•
Nos animais protostômios – todos triblásticos, exceto os equinodermos e cordados -, esse
orifício o blastóporo origina a boca (ou boca e ânus).
Nos deuterostômios – equinodermos e cordados – a boca forma-se + tarde em outra região, e
o ânus forma-se do blastóporo ou em região próxima a ele.
CELOMA é definido como uma cavidade que no embrião se encontra completamente rodeada por
mesoderme. Nesta cavidade irão, no adulto, ficar alojados os órgãos viscerais.
•
•
•
CELOMADOS: Em alguns animais surge uma cavidade no meio da mesoderme, o celoma, que
no adulto formará a cavidade geral do corpo, situada entre a epiderme e o tubo digestório e que
aloja diversos órgãos. Filos: Anelídeos, moluscos, artrópodes, equinodermas e cordado.,
ACELOMADOS: aqueles que não possuem celoma. Filo: platelmintos.
PSEUDOCELOMADOS: alguns possuem uma cavidade no corpo que não se formou dentro da
mesoderme, mas da blastocele. Filo: nematódeos.
3) CLASSIFICAÇÃO:
EVOLUÇÃO DOS ANIMAIS
• Os animais devem ter surgido da evolução de um ancestral comum, entre 800 milhões e 1,2
bilhões de anos atrás.
• Esse ancestral pode ter evoluído a partir de um grupo de protistas flagelados coloniais,
semelhantes aos coanócitos (células das esponjas).
EXERCÍCIOS – p.183 a 188
1) Caracterize um animal (2).
2) Os animais podem ou não apresentar simetria. Considere os animais: planária, esponja, águaviva, minhoca, coral e besouro:
a) Qual pode ter simetria radial ou ser assimétrico? (1)
b) Quais apresentam simetria radial? (1)
c) E bilateral?
3)Dê exemplos de animais dos filos:
a) Poríferos:
b) Cnidários:
c) Platelmintos:
d) Nematódeos:
e) Anelídeos:
f) Artrópodes:
g) Moluscos:
h) Equinodermas:
i) Cordados:
4) Dê a principal característica dos (2):
a) Poríferos:
b) Cnidários:
c) Platelmintos:
d) Nematódeos:
e) Anelídeos:
f) Artrópodes:
g) Moluscos:
h) Equinodermas:
i) Cordados:
5) Explique o significado dos termos: (3)
a) Simetria radiada:
b) Simetria bilateral:
c) Diblástico:
d) Triblástico:
e) Protostômio:
f) Deuterostômios:
g) Acelomado:
h) Pseudocelomado:
i) Celomado:
6) Dê agora exemplos de animais:(1)
a) Simetria radiada:
b) Simetria bilateral:
c) Protostômio:
d) Deuterostômios:
e) Diblásticos:
f) Triblástico acelomados:
g) Triblásticos pseudocelomados:
h) Triblásticos celomados:
7) Coloque na sequência correta os estágios de desenvolvimento embrionário dos animais: gástrula,
zigoto, blástula, mórula. (1)
8) Desenhe um embrião no estágio de gástrula anotando as 3 camadas de células, o arquêntero e o
blastóporo.
Compreendendo o texto: 1 e 2 p. 190 - Refletindo e concluindo: Todos – p. 190 e 191
Download