Os Moluscos - Cursinho TRIU

Propaganda
Anelídeos
A minhoca pertence ao filo dos anelídeos - nome que inclui vermes com o corpo segmentado, dividido
em anéis. Os anelídeos compreendem cerca de 15 mil espécies, com representantes que vivem no solo
úmido, na água doce e na água salgada. Podem ser parasitas ou de vida livre.
Características gerais dos anelídeos
Além da minhoca, existem várias espécies de anelídeos. Podemos citar animais pequenos - como a
sanguessuga, que pode medir apenas alguns milímetros de comprimento - e também animais de grande
porte - como o minhocuçu, que atinge dois metros.
O habitat dos anelídeos pode ser a água dos mares e oceanos ou a água doce e a terra úmida. Eles são
considerados os mais complexos dos vermes. Além do tubo digestório completo, têm um sistema
circulatório fechado, isto é, têm boca e ânus e também apresentam um sistema circulatório em que o
sangue só circula dentro dos vasos.
O corpo dos anelídeos é revestido por uma pele fina e úmida. Essa é uma característica importante da
respiração cutânea - respiração realizada através da pele, pois os gases respiratórios não atravessam
superfícies secas.
Na maioria das vezes, os anelídeos são hermafroditas, isto é, cada animal possui os dois sistemas
reprodutores: o masculino e o feminino. No entanto, eles realizam fecundação cruzada e recíproca, ou
seja, dois animais hermafroditas cruzam e se fecundam mutuamente.
Classificação dos anelídeos
Podemos classificar os anelídeos utilizando como critério a presença ou a ausência de estruturas
semelhantes a pelos e a quantidade dessas cerdas.
Há três grupos de anelídeos: oligoquetos, poliquetos e aquetos. Pelo significado dessas palavras, é
possível identificar como são as cerdas (quetos) desses animais: oligo significa "poucos"; poli significa
"muitos"; e a significa "sem".
Oligoquetos
Apresentam poucas cerdas por anel. Não há parapódios (pequenas projeções do corpo que auxiliam a
locomoção) nem cabeça diferenciada do restante do corpo.
O principal representante desse grupo é a minhoca. Ela tem a pele coberta por uma fina película e produz
uma substância viscosa; esse muco diminui o atrito com o solo, protege a pele do contato com possíveis
substâncias tóxicas e mantém a umidade, que é fundamental para a respiração cutânea.
Nesse animal, é visível o clitelo - um anel mais claro por onde os animais se unem na fecundação
cruzada, trocando espermatozóides. Após a reprodução, cada um dos vermes libera no solo um casulo
cheio de ovos. Alguns dias depois, saem desses ovos vermes jovens.
O sistema digestório é formado por uma boca; um papo, que parece uma grande câmera; uma moela, por
onde o alimento é triturado; um longo intestino, que termina no ânus, situado no último anel do corpo.
O sistema circulatório é fechado, e nele o sangue circula dentro dos vasos. O sangue possui hemoglobina,
o mesmo pigmento vermelho que nós, seres humanos, possuímos.
O sistema nervoso é formado por células nervosas que coordenam várias funções do corpo.
A minhoca desempenha um papel importante na fertilidade do solo. Ela cava "túneis", atua como arado,
aumentando a aeração e a circulação da água. Além disso, as suas fezes contêm, substâncias nutritivas
que se misturam com a terra e agem como adubo, fertilizando o solo.
Poliquetos
Possuem muitas cerdas em cada segmento, ou seja, em cada anel. Cada anel tem um par de projeções
laterais, os parapódios, no qual estão implantadas as cerdas.
Os poliquetos são carnívoros. Muitas vezes, são canibais, isto é, devoram outros poliquetos.
Aquetos
Os aquetos (também chamados hirudíneos) não possuem cerdas e apresentam ventosas, que ajudam na
fixação e na locomoção.
Nesse grupo, está a sanguessuga. Ela é hermafrodita e vive em solo úmido e pantanoso ou em água doce.
Existem também algumas espécies marinhas.
A sanguessuga chupa o sangue de outros animais pelas ventosas, mas também pode se alimentar de
minhocas e de restos de animais. É de pequeno porte, o seu comprimento varia de 1 a 20 centímetros.
Os Moluscos
Os moluscos têm uma composição frágil, são animais de corpo mole, mas a maioria deles possui uma
concha que protege o corpo. Nesse grupo, encontramos o caracol, o marisco e a ostra. Há também os que
apresentam a concha interna e reduzida, como a lula, e os que não têm concha, como o polvo e a lesma.
A concha é importante para proteger esses animais e evitar a perda de água. Ela é produzida por glândulas
localizadas sob a pele, uma região chamada de manto.
Ela não é uma parte viva do corpo do molusco; conforme o animal aumenta de tamanho, novo material é
acrescentado à concha, que pode variar de forma e tamanho e ser formada por uma ou mais peças.
Onde vivem os moluscos
Você pode encontrar moluscos no mar, na água doce e na terra. Por exemplo:
- o caramujo e a lesma ficam em canteiros de horta, jardim, enfim, onde houver vegetação e a terra
estiver bem úmida, após uma boa chuva ficam também sobre plantas aquáticas em lagos, beira de rios etc.
- o grande caramujo marinho vive se arrastando nas rochas ou areias no fundo do mar.
- as ostras e o marisco fixam-se nas rochas no litoral.
- a lula e polvo nadam livremente nas águas marinhas.
No tempo em que ainda não havia vida no ambiente terrestre, os moluscos - com a sua concha protetora já habitavam os mares. O caramujo do mar é uma das espécies que têm 500 milhões de anos de história.
Portanto ele já existia há alguns milhões de anos antes dos peixes surgirem no mar. Fósseis revelam que
esses seres, atualmente pequenos, foram, no passado, bem maiores, pois há concha fóssil de 2,5 metros.
O corpo dos moluscos
Como já vimos, os moluscos têm corpo mole. A sua pele produz uma secreção viscosa, também
conhecida por muco, que facilita principalmente a sua locomoção sobre troncos de árvores e pedras
ásperas, sem machucar o corpo.
O corpo desse tipo de animal é composto por: cabeça, pés e massa visceral. A massa visceral fica dentro
da concha e compreende os sistemas digestório e reprodutor.
Classificação dos moluscos
A forma e o tipo da concha são alguns dos critérios usados na classificação dos moluscos. Atualmente,
esses animais estão divididos em três classes: os gastrópodes, os bivalves e os cefalópodes.
Gastrópodes
A concha única, em espiral, é característica típica do grupo dos gastrópodes. Por essa razão, são
chamados univalves (uni significa "única", e valve, "peça").
Entre os gastrópodes, estão o caracol e o caramujo; a lesma, apesar de não apresentar conchas ou
apresentá-la muito reduzida, também está incluída nesse grupo.
Os gastrópodes são animais aquáticos ou terrestres de ambiente úmido. Os aquáticos respiram por meios
de brânquias, enquanto os terrestres apresentam pulmões.
A cabeça da lesma, do caracol e do caramujo possui dois pares de tentáculos, semelhantes na aparência a
antenas. Os olhos ficam nas extremidades do par de tentáculos mais longos.
Na boca, existe a rádula, um tipo de "língua raspadora" que facilita a alimentação desses animais.
Bivalves
Os bivalves apresentam concha com duas peças fechadas por fortes músculos (bi significa "duas", e valve,
"peça"). São seres aquáticos e, em geral, vivem no ambiente marinho.
Eles são animais filtradores, isto é, retiram o alimento da água. Não possuem cabeça, nem rádula (são os
únicos moluscos desprovidos dessa espécie de língua). Sua massa visceral fica totalmente protegida pela
concha. O pé se expande para fora quando as conchas se abrem.
A respiração desses animais é branquial; as conchas permitem que uma corrente de água circule entre as
brânquias, que absorvem e filtram o oxigênio dissolvido na água. Em relação à reprodução em geral os
sexos são separados, e a união dos gametas, ou seja, a fecundação, é externa.
Na água, a fêmea solta os óvulos, e o macho solta os espermatozóides. As células se encontram, ocorre a
fecundação e se forma os ovos.
Cefalópodes
Cefalópode é uma palavra de origem grega; vem de Kephale, que significa "cabeça", e de pode, "pé".
Designa um grupo de moluscos do qual fazem parte o polvo e a lula.
A concha pode não existir (como no polvo), ser interna e reduzida (como na lula) ou ser externa (como no
náutilo).
Os cefalópodes apresentam cabeça grande, olhos bem desenvolvidos e rádula dentro da boca. Possuem
oito, dez ou mais tentáculos, que são "braços" alongados.
Esses animais têm a circulação fechada - isto é, o sangue só circula no interior dos vasos, diferente dos
outros moluscos.
A respiração é branquial. Eles têm um sistema nervoso bastante desenvolvido se comparado ao de outros
invertebrados. Além da visão, o olfato é bem apurado.
Esses moluscos, em geral, têm sexos separados e a fecundação é interna. Há pesquisas que indicam que
algumas espécies de polvo cuidam dos filhotes, protegendo-os dos predadores.
Como recurso de defesa, alguns moluscos contam com a camuflagem. Ao mudarem de cor são
confundidos com o ambiente. A lula e o polvo, por exemplo, expelem uma substância escura na água. Isto
confunde os predadores desses moluscos, permitindo a sua fuga.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards