As questões 06, 07,08 referem-se à charge a seguir.

Propaganda
Disciplina: Língua
Data: 18/09/13
Turma: 1º Ano
Portuguesa
MD
Atividade: Roteiro
Tema:Texto e interpretação de
Valor: 5,0 pontos
de recuperação
texto/Literatura
Trimestre: 1º
Professor: Lúcia Helena Pacheco Nota:
No presente roteiro existem 15 questões. O aluno deverá ler todos os textos várias vezes antes de
responder às questões propostas. Rasuras não serão aceitas. As respostas devem ser dadas à tinta. O
presente roteiro deverá ser entregue dia 25/09/13, impreterivelmente.
Nome:___________________________________________ __________________1
Leia o texto a seguir e responda as questões 1, 2 e 3 propostas.
História do dia 8 de março
No dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte-americana de Nova
Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de
trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de
trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do
salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de
trabalho.
A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi
incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas num ato totalmente desumano.
Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março
passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher" em homenagem às mulheres que morreram na fábrica em 1857.
Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela (Organização das Nações
Unidas).
Por ser criada, esta data não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se
conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é
para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo
com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada
excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda há para
ser modificado nesta história.
Fonte: http://www.suapesquisa.com/dia_internacional_da_mulher.htm – 30/10/2011 – adaptado.
QUESTÃO 01
O tema do texto é centrado em:
(A) contestar.
(B) dramatizar.
(C) emocionar.
(D) fazer humor.
(E) informar.
QUESTÃO 02
O argumento desse artigo, referente ao Dia 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, tem o objetivo de mostrar
aos leitores que o papel da mulher na sociedade atual é:
(A) conquistado.
(B) espoliado.
(C) estabelecido.
(D) firmado.
(E) valorizado.
Leia o artigo das variações linguísticas para responder as questões 03,04,05.
Escrever “certo” na Língua Portuguesa. Orgulho de quem acha que é destaque, de quem acha que é
inteligente, de quem acha que tem o poder, pois aprendeu gramática. Aprendeu a parte exata da Língua
Portuguesa? Exata? Não mesmo!
Existem diversos termos envolvendo a comunicação oral e escrita: linguagem, língua, idioma, entre outras.
Pasmo ao ver pessoas no Orkut inflamando-se para responder “primeiro aprende a escrever, para depois vir
discutir comigo” (famosa síndrome da ausência de argumentos).
Espere um pouco, afinal de contas, a Língua Portuguesa possui ou não exatidão? Há poucos dias meu pai me
disse “a linguagem escrita deve seguir a forma culta da Língua Portuguesa” e no momento eu questionei que
se a forma escrita deve ser culta, a falada também deve ser!
Não existe certo ou errado quando se fala o português. Certo e errado é coisa de ciências exatas. A linguagem
é adequada, é voltada para o receptor da mensagem. Não estou incentivando ninguém a encher um artigo
científico de gírias ou estrangeirismos, quero dizer que em locais apropriados usar gírias e estrangeirismos não
pode ser considerado errado!
Pior é quando se discrimina pessoas sem oportunidades, pessoas sem estudo, por falarem/escreverem
diferente da forma culta. Pensamentos do tipo “nossa, que burro! Ele nem sabe escrever”. Uma pessoa que
desenvolveu de forma cognitiva a capacidade de se comunicar, seja por gestos ou palavras (ditas e escritas), é
digna de respeito pela forma que desenvolveu o conhecimento a respeito da comunicação e da linguagem (só
para constar, até mesmo estas pessoas devem estar atentas ao adequado/inadequado).
Apenas entenda: antes de criticar alguém pela forma que escreve, procure o significado de termos como
comunicação e linguagem. Tente entender o porquê daquela forma coloquial. E jamais discrimine alguém que
não escreve “tão bem quanto você”, mas é capaz de expressar-se da mesma maneira ou até mesmo de forma
mais adequada, claramente, sem rebuscar.
Fonte: http://www.franciscosouza.com.br/2009/01/22/certo-e-errado-adequado-e-inadequado/ – 30/10/2011 – adaptado.
QUESTÃO 03
O artigo ressalta uma forma de discriminação presente em determinadas crenças de que só existe uma única
língua portuguesa, conforme a língua explicada somente nas gramáticas e catalogada nos dicionários.
Essa discriminação recebe o nome de:
(A) exclusão social do Cordel.
(B) linguagem coloquial.
(C) linguagem informal.
(D) preconceito linguístico.
(E) variação linguística.
QUESTÃO 04
E jamais discrimine alguém que não escreve “tão bem quanto você”, mas é capaz de expressar-se da mesma
maneira ou até mesmo de forma mais adequada, claramente, sem rebuscar.
Segundo o fragmento do artigo, o termo ‘mas’, mantendo o mesmo sentido do contexto, pode ser substituído
pelo termo
(A) ‘logo’.
(B) ‘ou’.
(C) ‘porque’.
(D) ‘que’.
(E) ‘todavia’.
QUESTÃO 05
O verbo ‘discriminar’ constitui um parônimo com o verbo ‘descriminar’ por eles constituírem vocábulos que
possuem pronúncias ou fonemas quase idênticos, mas com significados distintos.
Os significados dos vocábulos ‘discriminar’ e ‘descriminar’ são, respectivamente,
(A) ‘Difundir, vulgarizar’ e ‘acisar em virtude de determinado crime imputado’.
(B) ‘perder a consideração dos outros’ e ‘destacar-se, ter relevo, sobressair’.
(C) ‘tirar a culpa, absolver do crime imputado’ e ‘ tratar de modo desigual ou injusto’.
(D) ‘ tratar de modo desigual ou injusto’ e ‘destacar-se, ter relevo, sobressair’.
(E) ‘ tratar de modo desigual ou injusto’ e ‘tirar a culpa, absolver do crime imputado’.
As questões 06, 07,08 referem-se à charge a seguir.
Fonte: http://portaldoprofessorhmg.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=6641 – 30/10/2011 – adaptado.
QUESTÃO 06
O idioma presente nas falas dos personagens da charge é a linguagem
(A) apelativa.
(B) coloquial.
(C) culta.
(D) formal.
(E) semiótica.
QUESTÃO 07
Seguindo a linguagem formal, a frase ‘Me dá um óculos escuros’ é escrita adequadamente, no Brasil, como:
(A) ‘Dai-me uns óculos escuros!’.
(B) ‘Dá-me um óculos escuro!’.
(C) ‘Dá-me um óculos escuros!’.
(D) ‘Dê-me um óculos escuro!’.
(E) ‘Dê-me uns óculos escuros!’.
QUESTÃO 08
Entre as gírias usadas na charge, como ‘carequinha’, ‘topete’ e ‘bola de cristal’, o termo ‘aeroporto de urubu’,
no Brasil, quer dizer
(A) contar tudo da árvore, ironizá-la aos outros personagens, como a fraqueza atual do “chefe”.
(B) dizer sucintamente do péssimo fato ocorrido; encher o saco ou falar muito e explicar pouco.
(C) expor as situações críticas ocasionadas nas especificidades na estação de outono brasileiro.
(D) instalações preparadas para o tráfego dos abutres, que chegam para comer os mortos; azar.
(E) relacionar a ação das árvores, guarda-costas ou segurança das plantas no ambiente tropical.
Leia o poema a seguir, de José Afonso – poeta e cantor de Portugal, que viveu em duas cidades (Aveiro, 2 de
agosto de 1929 – Setúbal, 23 de fevereiro de 1987) – e responda as questões 19, 20 e 21 propostas.
Alegria da criação
Plantei a semente da palavra
Antes da cheia matar o meu gado
Ensinei ao meu filho a lavra e a colheita
num terreno ao lado
a palavra rompeu
Cresceu como a baleia
no silêncio da noite à lua cheia
Vi mudar estações
Soprar a ventania
Brilhar de novo o sol
sobre a baía
Fui um bom engenheiro
Um bom castor
Amei a minha amada
Com amorDe nada me arrependo
Só a vida
me ensinou a cantar
esta cantiga
Fonte: http://users.isr.ist.utl.pt/~cfb/VdS/v119.txt – 30/10/2011 – adaptado.
 Baía – Braço de mar que entra pela terra dentro e cuja abertura é muito larga.
 Castor – Mamífero roedor da América do Norte e da Europa, de patas posteriores e cauda achatada.
QUESTÃO 09
Segundo o poema, a alegria do poeta relaciona-se à criação de suas canções devido
(A) à sua área na engenharia.
(B) ao amor na relação de casal.
(C) ao crescimento nas palavras.
(D) ao forte trabalho no interior.
(E) ao seu intelectualismo cultural.
QUESTÃO 10
De nada me arrependo
Só a vida
me ensinou a cantar
esta cantiga
O desfecho do poema, segundo a última estrofe, revela a:
(A) competência das pessoas ligadas à canção.
(B) habilidade no conhecimento da linguagem.
(C) interação com o meio ambiente: fauna, água, etc.
(D) simpatia de quem se relaciona aos versos/rimas.
(E) simplicidade dos homens dentro do campo.
Leia a charge a seguir para responder às questões 11,12..
Disponível em: http://benettoncomunicacao.blogspot.com/2011/05/charge-do-dia_10.html.
Acesso em 15 jan. 2012. (adaptado)
QUESTÃO 11
“Brasil tem 25 milhões de telefones celulares”.
A inferência obtida na relação dessa introdução da charge com o contexto apresenta:
(A)
(B)
(C)
(D)
(E)
a evolução da tecnologia e o crescimento social.
a mudança da tecnologia e a transformação social.
a propagação da tecnologia e a queda do meio social.
a decadência da tecnologia e o declínio da era social.
a ruína da tecnologia e o descrédito do meio social.
. QUESTÃO 12
A fala do personagem da charge ironiza:
(A)
(B)
(C)
(D)
(E)
a circunstância familiar.
a desigualdade social.
a evolução tecnológica.
a relação dos veículos.
a situação no trânsito.
QUESTÃO 13
(VUNESP) No trecho: "...dão um jeito de mudar o mínimo para continuar mandando o máximo", a figura de
linguagem presente é chamada:
a) metáfora
b) hipérbole
c) hipérbato
d) anáfora
e) antítese
QUESTÃO 14
(PUC - SP) Nos trechos: "O pavão é um arco-íris de plumas" e "...de tudo que ele suscita e esplende e
estremece e delira..." enquanto procedimento estilístico, temos, respectivamente:
a) metáfora e polissíndeto;
b) comparação e repetição;
c) metonímia e aliteração;
d) hipérbole e metáfora;
e) anáfora e metáfora.
QUESTÃO 15
(PUC - SP) Nos trechos: "...nem um dos autores nacionais ou nacionalizados de oitenta pra lá faltava nas
estantes do major" e "...o essencial é achar-se as palavras que o violão pede e deseja" encontramos,
respectivamente, as seguintes figuras de linguagem:
a) prosopopéia e hipérbole;
b) hipérbole e metonímia;
c) perífrase e hipérbole;
d) metonímia e eufemismo;
e) metonímia e prosopopéia.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards