Felicidade: Vantagem competitiva que (ainda) não está nos livros.

Propaganda
coluna do
LÍDER
Marcio Fernandes
Presidente da Elektro, foi considerado o líder mais admirado do
Brasil em 2014, com a maior pontuação da história da pesquisa
do Guia Você S/A: 98,3%.Tornou-se CEO da empresa aos 36
anos, com uma nova filosofia de gestão:“felicidade dá lucro”.
felicidade: vantagem competitiva
que (ainda) não está nos livros
A filosofia de gestão “felicidade dá lucro” é muito mais do que um discurso
motivacional; ela tem trade-offs bem claros, mas que valem a pena
82
| edição 109
Valores como estabilidade e
prestígio tornam-se menos
importantes, e autonomia no
trabalho, qualidade de vida e
felicidade são os temas centrais
de um lado, qualidade de vida
e felicidade de outro– passa a
ser o tema central, aquele que
deve ser mais valorizado.
Quando isso acontece,
estabelece-se um fluxo contínuo de proximidade, credibilidade e confiança. Há
real engajamento das pessoas com a empresa, há efetiva convergência de propósitos. O que era sonho, utopia, por incrível que pareça,
vira realidade.
Não estou dizendo que seja
fácil, em absoluto –especialmente em nosso negócio de
distribuição de energia elétrica, por natureza disper­so geograficamente. Alcançar nos­sos
objetivos nos exige, entre outras tantas coisas, um esforço
brutal de comunicação, que
requer investimento, tempo e
atenção mais do que especial.
Implantamos uma rede social corporativa própria de
que todos participam intensamente, que serve tanto para
a gestão do conhecimento como para a gestão de atitudes.
A rede também nos ajuda
a produzir sucessores sistematicamente para os diversos
cargos, sendo uma plataforma
para o desenvolvimento de talentos. E, é claro, nós aproveitamos nossos talentos internos
–em 93% dos casos.
Criamos metas desafiadoras, e
claras, para nossos profissionais,
mas não os jogamos na fogueira: nós lhes oferecemos apoio,
acompanhamento e um amplo
processo de feedback e coaching
para que possam cumpri-las.
Estou 100% convencido:
pessoas felizes são a grande, ou
a única, vantagem competitiva
sustentável de uma empresa.
Divulgação
Q
ual seria a reação de seus acionistas se
você melhorasse a eficiência operacional
de sua empresa em 22%, o equivalente a
mais de R$ 100 milhões, em dois anos?
O que eles achariam se, de quebra, sua empresa
fosse considerada, por quatro vezes consecutivas,
a Melhor Empresa para Trabalhar no Brasil pelas
pesquisas de Great Place to Work e Você S/A?
Posso dizer que tenho sorte, porque isso está
acontecendo na Elektro, e nossos acionistas também estão felizes. Difícil quem não goste de bons
resultados, certo?
Mas o que pode de fato interessar é como esses resultados são construídos. A base de tudo
está em uma nova filosofia de gestão, na qual a
“felicidade dá lucro”.
O princípio-chave consiste em praticar uma
gestão de pessoas humanizada, simples, olho
no olho. Mesmo com 4 mil colaboradores. Até
porque as novas gerações, cada vez mais presentes, não valorizam a hierarquia tradicional, e
sim as experiências que geram conhecimento
e reconhecimento.
Nossa política de desenvolvimento de líderes tem
como base a humanização e a relação com as pessoas; trabalhamos para transformá-los em exímios
gestores de pessoas, que acima de tudo conectem
sonhos dos colaboradores aos desafios do negócio.
Líderes gestores de pessoas devem se preocupar, também, com a criação de um propósito
que satisfaça as necessidades da empresa e de
cada uma das pessoas.
Valores como estabilidade e prestígio tornam-se menos importantes. A busca de um
sentido mais amplo –autonomia no trabalho
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards