PLano PPB - Prof. Saulo Almeida

Propaganda
1
PLANO DE ENSINO
Escola de Ciências da Saúde
Curso: Psicologia
Campus Professor Barros
Professor (a): Saulo Santos Menezes de Almeida
Bloco de conhecimento
Fundament
Comporta
Estrutura e
ação
mento
e
Função
Biológica
Sociedade
()
( )
(X)
Gestão e
Saúde
Pesquisa
Coletiva
( )
( )
Atividades
Compleme
ntares
( )
Práticas e
Habilidade
s
( )
Estágios
Supervisio
nados
( )
Unidade Curricular: EPS063 Processos Psicológicos Básicos III MR01 e MR02 – 2014.1
Carga Horária Semestral:
Teoria
60h/a
60h
Carga Horária Semanal
3h/a
3h
Trabalho Efetivo Discente
Prática
Prática
Profissional
Estágios
10h
2. Ementa
Implicações biopsicossociais dos estudos sobre as emoções e motivação na psicologia. Análise, investigação e
experimentação sobre a emoção e a motivação como fenômenos e processos psicológicos.
3. Objetivo Geral
Compreender como os conhecimentos acerca da emoção e da motivação contribuem para o trabalho do
psicólogo, aplicando os conceitos básicos relativos a tais processos básicos nos mais diversos campos de atuação
profissional.
4. Objetivos Específicos
1. Entender conceitos básicos ligados às emoções e motivações;
2. Analisar as origens biológicas e psicossociais da emoção e motivação, explicando tais fenômenos como
interdependentes, complexos e multideterminados;
3. Reconhecer os aspectos adaptativos e desadaptativos da emoção e motivação nos diversos contextos de
atuação do psicólogo;
4. Intervir de forma ética, de modo a facilitar as funções adaptativas relacionadas aos processos de emoção e
motivação, contribuindo para a saúde e qualidade de vida das pessoas;
5. Aplicar as teorias acerca das emoções e motivação, intervindo em prol da saúde em diferentes contextos;
6. Discutir questões contemporâneas relacionadas aos conceitos de emoção e motivação, criticando e apontando
novas possibilidades de intervenção por parte do psicólogo nos diversos contextos de atuação profissional.
2
5. Competências Gerais - Escola de Ciências da Saúde
1.
2.
3.
4.
Objetivos
Específicos
Desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível
4, 5 e 6
individual quanto coletivo, de forma integrada e contínua com as demais instâncias do
sistema de saúde, sendo capaz de pensar criticamente, de analisar os problemas da sociedade
e de procurar soluções para os mesmos.
Adotar altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, responsabilizando pela
4, 5 e 6
atenção à saúde com a resolução do problema de saúde, em nível individual e/ou coletivo;
Avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências 1, 2, 3, 4, 5 e 6
científicas;
Desenvolver clara comunicação verbal, não-verbal e habilidades de escrita e leitura.
5e6
5. Trabalhar em equipe multiprofissional, aptos a assumir posições de liderança, sempre tendo
4, 5 e 6
em vista o bem estar da comunidade, envolvendo compromisso, responsabilidade, empatia,
habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz;
6. Aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática.
1, 2, 3, 4, 5 e
6
7. Compreender a dinâmica do processo saúde/doença.
1, 2, 3, 4, 5 e 6
8. Reconhecer estruturas e funções dos sistemas corporais.
9. Construir conhecimentos baseado em evidências científicas de maneira permanente.
1e2
1, 2, 3, 4, 5 e 6
10.
Considerar as múltiplas expressões da pessoa humana como elemento constituinte da
1, 2 e 3
sociedade.
11.
Ter atitude pró ativa diante da vida, dos problemas e dos desafios, buscando soluções
4, 5 e 6
criativas e inovadoras no exercício da profissão e no cenário futuro.
12.
Exercer sua profissão de forma socialmente responsável, entendendo-a como uma
4, 5 e 6
forma de participação e contribuição social; capaz de transformar a realidade da comunidade,
como exercício de cidadania.
6. Competências - DCN-MEC-2011
Objetivos
Específicos
I - Analisar o campo de atuação profissional e seus desafios contemporâneos;
2, 3, 4 e 6.
II - Analisar o contexto em que atua profissionalmente em suas dimensões institucional e
organizacional, explicitando a dinâmica das interações entre os seus agentes sociais;
2, 3, 4 e 6.
III - Identificar e analisar necessidades de natureza psicológica, diagnosticar,
elaborar projetos, planejar e agir de forma coerente com referenciais teóricos e características 1, 2, 3, 4, 5 e
da população-alvo;
6.
IV - Identificar, definir e formular questões de investigação científica no campo da Psicologia,
vinculando-as a decisões metodológicas quanto à escolha, coleta e análise de dados em 1, 2, 3, 4, 5 e
projetos de pesquisa;
6.
V - Escolher e utilizar instrumentos e procedimentos de coleta de dados em Psicologia, tendo
em vista a sua pertinência;
2, 3, 4, 5 e 6.
VI - Avaliar fenômenos humanos de ordem cognitiva, comportamental e afetiva, em
diferentes contextos;
2, 3, 4, 5 e 6
VII - Realizar diagnóstico e avaliação de processos psicológicos de indivíduos,
1, 2, 3, 4, 5 e
de grupos e de organizações;
6
VIII - coordenar e manejar processos grupais, considerando as diferenças individuais e
socioculturais dos seus membros;
4, 5 e 6
IX - atuar inter e multiprofissionalmente, sempre que a compreensão dos processos
e fenômenos envolvidos assim o recomendar;
4, 5 e 6
3
X - Relacionar-se com o outro de modo a propiciar o desenvolvimento de vínculos
interpessoais requeridos na sua atuação profissional;
4, 5 e 6
XI - Atuar, profissionalmente, em diferentes níveis de ação, de caráter preventivo
ou
terapêutico, considerando as características das situações e dos problemas específicos
com os quais se depara;
4, 5 e 6
XII - realizar orientação, aconselhamento psicológico e psicoterapia;
4, 5 e 6
XIII – Elaborar relatos científicos, pareceres técnicos, laudos e outras comunicações 1, 2, 3, 4, 5 e
profissionais, inclusive materiais de divulgação;
6
XIV - Apresentar trabalhos e discutir ideias em público;
6.
XV - Saber buscar e usar o conhecimento científico necessário à atuação profissional, assim 1, 2, 3, 4, 5 e
como gerar conhecimento a partir da prática profissional.
6
7.Conteúdos – DCN-MEC-2011
Objetivos
Específicos
O objeto de estudo da Psicologia e sua constituição como ciência, focalizando a visão crítica
1, 2, 3, 4, 5 e
do seu processo evolutivo, da sua estruturação e daqueles que contribuíram nessa construção.
6
O conhecimento sobre o comportamento humano, partindo de uma visão ampla, de distintos
referenciais, de forma que possa compreender o homem como ser histórico dimensionado
biopsicossocialmente.
1, 2 e 3
A compreensão das expressões psíquicas do comportamento humano e análise das distintas
formas que os sujeitos utilizam para se construir, desenvolver e qualificar a realidade em que
vive.
1, 2, 3 e 6
A atuação multi e interdisciplinar da Psicologia nas distintas políticas públicas, enfatizando os
contextos profissionais e científicos emergentes.
4, 5 e 6
O compromisso ético da Psicologia nos contextos profissionais de regulação e compreensão do
humano.
4, 5 e 6
8. Dispositivos Legais – 2012
Objetivos
Específicos
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino
de História e Cultura Afro-brasileira e Indígena (Lei n° 11.645 de 10/03/2008; Resolução
CNE/CP N° 01 de 17 de junho de 2004)
2e6
4
9. Unidades
Descrição das Unidades


Apresentação da unidade 
de aprendizagem
UNIDADE 1


UNIDADE 2
Apresentação da unidade de aprendizagem (explicações sobre o novo plano),
Apresentação dos procedimentos de avaliação do ensino e da aprendizagem;
Levantamento de expectativas e elaboração de um conceito de emoção com o
grupo.

Por que estudar emoções
Introdução ao estudo das emoções
o O que é uma emoção?
o O que causa emoção?
o Quantas emoções existem?
o Para que servem as emoções?
o Diferença entre emoção e demais estados afetivos.
Divisão das equipes e escolha dos temas para as oficinas temáticas.


Aspectos biológicos e fisiológicos da emoção
O cérebro e as emoções

Aspectos biológicos, cognitivos e culturais das emoções.

Aspectos biológicos, cognitivos e culturais das emoções.
A diversidade de emoções,
suas expressões e seus
propósitos
UNIDADE 6

Aspectos biológicos, cognitivos e culturais das emoções.
As
emoções
fenômenos sociais
UNIDADE 7

Regulação e trabalho emocional

Regulação e trabalho emocional

Avaliação

Psicopatologia das emoções – análise de casos famosos de psicopatologias
das emoções
Introdução ao estudo das
emoções
UNIDADE 3
Neurociências
emoções
UNIDADE 4
As
emoções
fenômenos
multideterminados
UNIDADE 5
Avaliação
Aprendizagem
UNIDADE 8
das
como
como
de
Filme para análise
UNIDADE 9
Avaliação
Aprendizagem
UNIDADE 10
de
Psicopatologia
emoções
das
5





Questões preliminares sobre motivação
Principais abordagens teóricas à motivação
Características gerais da atividade motivacional
As expressões da motivação
Tipos de motivos
UNIDADE 13

Características do processo motivacional
UNIDADE 14

Aplicação das teorias de motivação contemporâneas a diversos contextos:
escola, saúde coletiva, tratamento de dependentes químicos, mudanças
organizacionais, etc.

Aplicação das teorias de motivação contemporâneas a diversos contextos:
escola, saúde coletiva, tratamento de dependentes químicos, mudanças
organizacionais, etc.

Atividade avaliativa parcial – Aplicação das teorias de motivação
contemporâneas a diversos contextos: escola, saúde coletiva, tratamento de
dependentes químicos, mudanças organizacionais, etc.

Avaliação

II chamada da avaliação individual
UNIDADE 11
UNIDADE 12
Introdução ao estudo da
motivação
UNIDADE 15
Teorias de motivação e
contemporaneidade
UNIDADE 16
Avaliação
Aprendizagem
UNIDADE 17
de
Avaliação
Aprendizagem
Oficina temática
UNIDADE 18
de
Avaliação
Aprendizagem
Oficina temática
UNIDADE 19
de 
Avaliação
Aprendizagem
de
UNIDADE 20
Atividade avaliativa parcial – A definir

III procedimento de avaliação (facultativo)

Feedback e encerramento das atividades letivas da unidade de aprendizagem.
Encerramento
10. Avaliação de Aprendizagem:
6
Compreendemos os procedimentos de avaliação como partes integrantes do processo de ensino e
aprendizagem. Assim, os instrumentos e mecanismos propostos para aferir o conhecimento e o
desenvolvimento de habilidades, competências e atitudes são organizados para atender os distintos perfis de
aprendizagem de nossos estudantes. Com isto visamos a qualidade do profissional que propiciamos ao mundo
do trabalho. Nesta unidade de aprendizagem definimos os seguintes procedimentos:
Avaliação individual
Estudos Dirigidos
Relatório
Estudos de Caso (caracterização, identificação de variáveis, apropriação teórica)
Desenvolvimento de Projetos
Atividades em Biblioteca (pesquisa e elaboração de resultado)
Pesquisas e Atividades de Campo
Oficinas
Preparação de Seminários
Lista de Exercícios
Leitura de texto
7
11. Trabalho efetivo discente:

Conforme item anterior.
12. Bibliografia
12.1 – Bibliografia básica:
Reeve, J. (2011). Emoção e Motivação. Rio de Janeiro: LTC.
Myers, D. (2006). Psicologia. Rio de Janeiro: LTC.
Zanelli, J.C; Borges-Andrade e Bastos, A.V. (2004) Psicologia, Organizações e trabalho no Brasil. Porto
Alegre: Artmed.
12.2 – Bibliografia complementar:
Bear, M. F., Connors, B. W., Paradiso, M. A. (2002) Neurociências: desvendando o sistema nervoso. Porto
Alegre: Artmed.
Damásio, A. R. (1996). O Erro de Descartes: Emoção, razão e o cérebro humano.
Lent, R. (coord.) (2008). Neurociência da mente e do comportamento. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.
12.3 – Outras Bibliografias:
Gondim, S.M.G. e Borges-Andrade, J.E. (2009). Regulação Emocional no Trabalho: um Estudo de Caso após
Desastre Aéreo. Psicologia Ciência e Profissão, 29 (3), 512-533.
12.4 – Sites sugeridos:
Conselho Regional de Psicologia: http://www.crp03.org.br/site/default.aspx
Paul Eckman Group: http://www.paulekman.com/ e http://www.ekmaninternational.com/
Sociedade Brasileira de Neuropsicologia: http://sbnp.com.br/site/
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards