2ª Lista de exercícios do 3º ano do E

advertisement
LISTA DE EXERICICIO PARA RECUPERAÇÃO DE FÍSICA
SÉRIE:1º ANO
DATA :
/
TURMA:
1º BIMESTRE
NOTA:
/ 2016
PROFESSOR (A): EMERSON
ALUNO (A):
Nº:
(ELEVADORES, PLANOS INCLINADOS E M.C.U.)
1. Apesar de toda a tecnologia aplicada no desenvolvimento de combustíveis não poluentes, que não liberam
óxidos de carbono, a bicicleta ainda é o meio de transporte que, além de saudável, contribui com a qualidade do
ar.
A bicicleta, com um sistema constituído por pedal, coroa, catraca e corrente, exemplifica a transmissão de um
movimento circular.
Pode-se afirmar que, quando se imprime aos pedais da bicicleta um movimento circular uniforme,
I. o movimento circular do pedal é transmitido à coroa com a mesma velocidade angular.
II. a velocidade angular da coroa é igual à velocidade linear na extremidade da catraca.
III. cada volta do pedal corresponde a duas voltas da roda traseira, quando a coroa tem diâmetro duas vezes
maior que o da catraca.
Está correto o contido em apenas
a) I.
b) II.
c) III.
d) I e III.
e) II e III.
2. (ENEM) Na preparação da madeira em uma indústria de móveis, utiliza-se uma lixadeira constituída de quatro
grupos de polias, como ilustra o esquema ao lado. Em cada grupo, duas polias de tamanhos diferentes são
interligadas por uma correia provida de lixa. Uma prancha de madeira é empurrada pelas polias, no sentido A ë
B (como indicado no esquema), ao mesmo tempo em que um sistema é acionado para frear seu movimento, de
modo que a velocidade da prancha seja inferior à da lixa.
O equipamento anteriormente descrito funciona com os grupos de polias girando da seguinte forma:
a) 1 e 2 no sentido horário; 3 e 4 no sentido anti-horário.
b) 1 e 3 no sentido horário; 2 e 4 no sentido anti-horário.
c) 1 e 2 no sentido anti-horário; 3 e 4 no sentido horário.
d) 1 e 4 no sentido horário; 2 e 3 no sentido anti-horário.
e) 1, 2, 3 e 4 no sentido anti-horário.
3. (PUC) Em uma bicicleta o ciclista pedala na coroa e o movimento é transmitido à catraca pela corrente. A
freqüência de giro da catraca é igual à da roda. Supondo os diâmetros da coroa, catraca e roda iguais,
respectivamente, a 15 cm, 5,0 cm e 60 cm, a velocidade dessa bicicleta, em m/s, quando o ciclista gira a coroa a
80 rpm, tem módulo mais próximo de
a) 5
b) 7
c) 9
d) 11
e) 14
4. (UERJ) Considere os pontos A, B e C, assinalados na bicicleta da figura adiante.
(MÁXIMO, Antônio & ALVARENGA, Beatriz. Curso de Física. São Paulo: Harbra, 1992.)
A e B são pontos das duas engrenagens de transmissão e C é um ponto externo do aro da roda.
A alternativa que corresponde à ordenação dos módulos das velocidades lineares V A , V B e V C nos pontos A,
B e C, é:
a) V B < V A < V C
b) V A < V B = V C
c) V A = V B < V C
d) V A = V B = V C
5. (PUC) A roda de um carro tem diâmetro de 60 cm e efetua 150 rotações por minuto (150rpm). A distância
percorrida pelo carro em 10s será, em centímetros, de:
a) 2000 
b) 3000 
c) 1800 
d) 1500 
6. (UFPE) Uma arma dispara 30 balas/minuto. Estas balas atingem um disco girante sempre no mesmo ponto
atravessando um orifício. Qual a velocidade angular do disco, em rotações por minuto?
7.
8. (UEL) Da base de um plano inclinado de ângulo  com a horizontal, um corpo é lançado para cima
escorregando sobre o plano. A aceleração local da gravidade é g. Despreze o atrito e considere que o
movimento se dá segundo a reta de maior declive do plano. A aceleração do movimento retardado do corpo tem
módulo
a) g
b) g/cos 
c) g/sen 
d) g cos 
e) g sen 
9. (UEL) Um corpo de massa 2,0 kg é abandonado sobre um plano perfeitamente liso e inclinado de 37° com a
horizontal. Adotando g =10 m/s², sen 37°= 0,60 e cos 37°= 0,80, conclui-se que a aceleração com que o corpo
desce o plano tem módulo, em m/s²,
a) 4,0
b) 5,0
c) 6,0
d) 8,0
e) 10
10. (FEI) Na montagem a seguir, sabendo-se que a massa do corpo é de 20 kg, qual é a reação Normal que o
plano exerce sobre o corpo?
a) 50 N
b) 100 N
c) 150 N
d) 200 N
e) 200 kgf
11. (UECE) É dado um plano inclinado de 10 m de comprimento e 5 m de altura, conforme é mostrado na figura.
Uma caixa, com velocidade inicial nula, escorrega, sem atrito, sobre o plano. Se g =10 m/s², o tempo empregado
pela caixa para percorrer todo o comprimento do plano, é:
a) 5 s
b) 3 s
c) 4 s
d) 2 s
12. (UEL) Um corpo de massa 4,0 kg é lançado sobre um plano inclinado liso que forma 30 graus com o plano
horizontal. No instante t 0 =0, a velocidade do corpo é 5,0m/s e, no instante t•, o corpo atinge a altura máxima. O
valor de t, em segundos, é igual a
Dados:
g=10m/s²
sen 30° = cos 60° = 0,500
sen 60° = cos 30° = 0,866
a) 1,0
b) 1,5
c) 2,0
d) 2,5
e) 5,0
13. ( PUC - MG) Uma esfera desce um plano inclinado sem atrito. Ao percorrer determinada distância, sua
velocidade passa de 12m/s para 28m/s, em 5,0s. O ângulo que mede a inclinação da rampa é tal que possui:
Dado: g = 10 m/s²
a) seno igual a 0,32.
b) tangente igual a 1,36.
c) co-seno igual a 0,50.
d) seno igual a 0,87.
e) co-seno igual a 0,28.
14. (MACKENZIE) O bloco B da figura é abandonado do repouso, no ponto A do plano inclinado que está situado
num local onde a aceleração gravitacional tem módulo 10m/s². Desprezando o atrito, o gráfico que melhor
representa a velocidade do bloco em função do tempo é:
15. (MACKENZIE) Uma pessoa de 50kg está sobre uma "balança" de mola (dinamômetro) colocada em um
carrinho que desce um plano inclinado de 37°. A indicação dessa balança é:
Obs.: Despreze as forças de resistência.
Dados: g=10m/s²
cos 37°=0,8 e sen 37°=0,6
a) 300 N
b) 375 N
c) 400 N
d) 500 N
e) 633 N
16. (FUVEST)
O mostrador de uma balança, quando um objeto é colocado sobre ela, indica 100 N, como esquematizado em A.
Se tal balança estiver desnivelada, como se observa em B, seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo
objeto, o valor de
a) 125 N
b) 120 N
c) 100 N
d) 80 N
e) 75 N
17. (UFMG) Uma pessoa entra no elevador e aperta o botão para subir. Seja P o módulo do peso da pessoa, e N
o módulo da força que o elevador faz sobre ela.
Pode-se afirmar que, quando o elevador começa a subir,
a) P aumenta, e N não se modifica.
b) P não se modifica, e N aumenta.
c) P e N aumentam.
d) P e N não se modificam.
e) P e N diminuem.
18. (UEL) Prende-se ao teto de um elevador um dinamômetro que sustenta em sua extremidade um bloco
metálico de peso 12 N, conforme figura a seguir. O dinamômetro, porém, marca 16 N. Nestas condições, o
elevador pode estar
a) em repouso.
b) subindo com velocidade constante.
c) descendo com velocidade constante.
d) subindo e aumentando o módulo da velocidade.
e) descendo e aumentando o módulo de velocidade.
19. (MACKENZIE) O esquema apresenta um elevador que se movimenta sem atrito. Preso a seu teto, encontrase um dinamômetro que sustenta em seu extremo inferior um bloco de ferro. O bloco pesa 20 N mas o
dinamômetro marca 25 N. Considerando g = 10 m/s², podemos afirmar que o elevador pode estar:
a) em repouso.
b) descendo com velocidade constante.
c) descendo em queda livre.
d) descendo com movimento acelerado de aceleração de 2,5 m/s².
e) subindo com movimento acelerado de aceleração de 2,5 m/s².
20. (UDESC) Considere um elevador que, tanto para subir quanto para descer, desloca-se com aceleração
constante a. Dentro desse elevador encontra-se uma pessoa cujo peso, quando medido em repouso, é P = mg.
I - Quando o elevador está subindo, o peso aparente dessa pessoa é..........................
II - Quando o elevador está descendo, o peso aparente dessa pessoa é..........................
III - Se o cabo de sustentação do elevador for cortado, ele passa a cair em queda livre: nesse caso, o peso
aparente da pessoa é............................
Entre as escolhas seguintes, aponte aquela que preenche CORRETAMENTE os espaços em branco anterior,
respeitada a ordem das afirmações.
a) mg ; mg ; mg
b) m (g + a) ; m (g - a) ; mg
c) m (g + a) ; m (g - a) ; zero
d) m (g - a) ; m (g + a) ; mg
e) m (g - a) ; m (g + a) ; zero
21. (PUC) No piso de um elevador é colocada uma balança graduada em newtons. Um menino, de massa 40kg,
sobe na balança quando o elevador está descendo acelerado, com aceleração de módulo 3,0 m/s², como
representa a figura a seguir.
Se a aceleração da gravidade vale 9,8 m/s², a balança estará indicando, em N, um valor mais próximo de
a) 120
b) 200
c) 270
d) 400
e) 520
22. (MACKENZIE) O elevador de passageiros começou a ser utilizado em meados do século XIX, favorecendo o
redesenho arquitetônico das grandes cidades e modificando os hábitos de moradia.
Suponha que o elevador de um prédio sobe com aceleração constante de 2,0 m/s², transportando passageiros
cuja massa total é 5,0×10² kg.
Durante esse movimento de subida, o piso do elevador fica submetido à força de:
Dado: aceleração da gravidade = 10 m/s²
a) 5,0 × 10² N
3
b) 1,5 × 10 N
3
c) 4,0 × 10 N
3
d) 5,0 × 10 N
3
e) 6,0 × 10 N
23. (UERJ) Um elevador que se encontra em repouso no andar térreo é acionado e começa a subir em
movimento uniformemente acelerado durante 8 segundos, enquanto a tração no cabo que o suspende é igual a
16250 N. Imediatamente após esse intervalo de tempo, ele é freado com aceleração constante de módulo igual a
5 m/s², até parar. Determine a altura máxima alcançada pelo elevador, sabendo que sua massa é igual a 1300
kg.
24. (UNESP – 2011 – prova geral) Observe a tirinha.
(www.cbpf.br/~caruso)
Uma garota de 50 kg está em um elevador sobre uma balança calibrada em newtons. O elevador move-se
verticalmente, com aceleração para cima na subida e com aceleração para baixo na descida. O módulo da
aceleração é constante e igual a 2 m/s² em ambas situações. Considerando g = 10 m/s², a diferença, em
newtons, entre o peso aparente da garota, indicado na balança, quando o elevador sobe e quando o elevador
desce, é igual a
(A) 50.
(B) 100.
(C) 150.
(D) 200
Primeira Lei de Newton ou Lei da Inércia
Inércia é a propriedade comum a todos os corpos materiais, mediante a qual eles tendem a manter o
seu estado de movimento ou de repouso.
Inércia - Resistência que todos os corpos materiais opõem à modificação do seu estado de
movimento.
Ao aplicarmos a terceira lei de Newton, não podemos esquecer que as forças de ação e reação:
a) estão associadas a uma única interação, ou seja, correspondem às forças trocadas entre apenas
dois corpos;
b) têm sempre a mesma natureza (ambas de contato ou ambas de campo), logo, possuem o mesmo
nome (o nome da interação);
c) atuam sempre em corpos diferentes, logo, não se equilibram.
Imagens Extraídas de:
http://www.fisicainterativa.com/vestibular/leis_de_newton/index.html
http://www.vestcev.com.br/Materias/Fis-TerceiraLeiNewton.htm
Exercícios
1- Se duas forças agirem sobre um corpo, a que condições essas forças precisam obedecer para que o
corpo fique em equilíbrio?
2- Uma pequena esfera pende de um fio preso ao teto de um trem que realiza movimento retilíneo.
Explique como fica a inclinação do fio se:
a) o movimento do trem for uniforme;
b) o trem se acelerar;
c) o trem frear.
3- A Qual das Leis de Newton, Referem-se as Tiras Abaixo?
4- Submete-se um corpo de massa 5000 kg à ação de uma força constante que lhe imprime, a partir do
repouso, uma velocidade de 72 km/h ao fim de 40s. Determine a intensidade da força e o espaço
percorrido pelo corpo.
5- Qual o valor, em Newtons, da força média necessária para fazer parar, num percurso de 20m, um
automóvel de 1500 kg, que está a uma velocidade de 72 km/h?
6- Certo carro nacional demora 30 s para acelerar de 0 a 108 km/h. Supondo sua massa igual a 1200 kg, o
módulo da força resultante que atua no veículo durante esse intervalo de tempo é, em N, igual a?
a) zero
b) 1200
c) 3600
d) 4320
e) 36000
7- Uma partícula de massa igual a 10 kg é submetida a duas forças perpendiculares entre si, cujos
módulos são 3,0 N e 4,0 N. Pode-se afirmar que o módulo de sua aceleração é:
a) 5,0 m/s2
b) 50 m/ s2
c) 0,5 m/ s2
d) 7,0 m/ s2
e) 0,7 m/ s2
8- Sabendo que uma partícula de massa 2,0 kg está sujeita à ação exclusiva de duas forças
perpendiculares entre si, cujos módulos são: F 1 = 6,0 N e F2 = 8,0 N. Determine:
a) O módulo da aceleração da partícula?
b) Orientando-se convenientemente tais forças, qual o módulo da maior aceleração que a resultante
dessas forças poderia produzir na partícula?
9- O diagrama a seguir mostra a variação do módulo da aceleração
de duas partículas A e B em
função da intensidade da força resultante (FR) sobre elas. Calcule a massa de cada partícula.
10- Partindo do repouso, um corpo de massa 3 kg atinge a velocidade de 20 m/s em 5s. Descubra a força
que agiu sobre ele nesse tempo.
11- Uma força constante atuando sobre um certo corpo de massa m produziu uma aceleração de 4,0 m/s
2
. Se a mesma força atuar sobre outro corpo de massa igual a m/2 , a nova aceleração será, em m/s 2 :
a) 16,0
b) 8,0
c) 4,0
d) 2,0
e) 1,0
12- Um corpo com massa de 0,6 kg foi empurrado por uma força que lhe comunicou uma aceleração de 3
m/s2. Qual o valor da força?
13- Um caminhão com massa de 4000 kg está parado diante de um sinal luminoso. Quando o sinal fica
verde, o caminhão parte em movimento acelerado e sua aceleração é de 2 m/s 2. Qual o valor da força
aplicada pelo motor?
14- Sobre um corpo de 2 kg atua uma força horizontal de 8 N. Qual a aceleração que ele adquire?
15- Uma força horizontal de 200 N age corpo que adquire a aceleração de 2 m/s 2. Qual é a sua massa?
16- Partindo do repouso, um corpo de massa 3 kg atinge a velocidade de 20 m/s em 5s. Descubra a força
que agiu sobre ele nesse tempo.
17- A velocidade de um corpo de massa 1 kg aumentou de 20 m/s para 40 m/s em 5s. Qual a força que
atuou sobre esse corpo?
18- Sobre um plano horizontal perfeitamente polido está apoiado, em repouso, um corpo de massa m = 2
kg. Uma força horizontal de 20 N, passa a agir sobre o corpo. Qual a velocidade desse corpo após 10 s?
19- Um corpo de massa 2 kg passa da velocidade de 7 m/s à velocidade de 13 m/s num percurso de 52 m.
Calcule a força que foi aplicada sobre o corpo nesse percurso.
20- Um automóvel, a 20 m/s, percorre 50 m até parar, quando freado. Qual a força que age no automóvel
durante a frenagem? Considere a massa do automóvel igual a 1000 kg.
21- Sob a ação de uma força constante, um corpo de massa 7 kg percorre 32 m em 4 s, a partir do
repouso. Determine o valor da força aplicada no corpo.
22- O corpo indicado na figura tem massa de 5 kg e está em repouso sobre um plano horizontal sem
atrito. Aplica-se ao corpo uma força de 20N. Qual a aceleração adquirida por ele?
23- Um determinado corpo está inicialmente em repouso, sobre uma superfície sem qualquer atrito. Num
determinado instante aplica-se sobre o mesmo uma força horizontal constante de módulo 12N. Sabendose que o corpo adquire uma velocidade de 4m/s em 2 segundos, calcule sua aceleração e sua massa.
24- Uma força horizontal de 10N é aplicada ao bloco A, de 6 kg o qual por sua vez está apoiado em um
segundo bloco B de 4 kg. Se os blocos deslizam sobre um plano horizontal sem atrito, qual a força em
Newtons que um bloco exerce sobre o outro?
F
A
B
25- Os dois carrinhos da figura abaixo, estão ligados entre si por um fio leve e inextensível. "A" tem
massa de 2 Kg e "B", 10 Kg. Uma força de 48 N puxa, horizontalmente para a direita o carrinho "B". A
aceleração do sistema vale:
a)
4,0 m/s2
b) 4,8m/s2
c) 10 m/s2
d) 576m/s2
26- Na figura a seguir, os blocos A e B se movimentam com uma aceleração constante de
plano horizontal sem atrito sob a ação da Força F.
a) A intensidade da Força F;
b) A Força que A exerce sobre B.
1 m/s2 num
27- No conjunto da figura abaixo, o bloco A tem massa 0,50 Kg. O bloco B, de massa
sobreo plano sem atrito.
4,5 Kg, está
Adimitindo g = 10 m/s2 e o fio inextensível (que não pode ser estendido; extensivo)
a) A aceleração do Conjunto;
b) A Tração no Fio.
28- No dispositivo da figura abaixo, o fio e a polia, têm massadesprezível. Sendo
mB = 1,5 kg, determine:
a) A aceleração do Conjunto;
b) A Tração no Fio.
mA = 0,5 kg e
(Admita g = 10 m/s2)
29- Os blocos A e B têm massas mA = 5,0 kg e mB = 2,0 kg e estão apoiados num plano horizontal
perfeitamente liso. Aplica-se ao corpo A a força horizontal F, de módulo 21N.
A força de contato entre os blocosA e B tem módulo, em Newtons:
a) 21 N
b) 11,5 N
c) 9 N
d)7N
e) 6 N
30- No Conjunto da figura abaixo, temos mA = 1,0 kg e mB = 2,0 kg e mC = 2,0 kg. O bloco B se apóia
num plano sem atrito. São desprezíveis as massas da polia e do fio, que é supostamente inextensível.
Adimitindo g = 10m/s2, determine:
a) A aceleração do Conjunto;
b) A Tração TAB, entre A e B;
c) A Tração TBC entre B e C.
PESO E MASSA DE UM CORPO
Massa - Grandeza Fundamental da Física que mede a inércia de um corpo, e que é igual à constante de
proporcionalidade existente entre uma força que atua sobre o corpo e a aceleração que esta força lhe
imprime.
Peso - Força que age sobre um corpo nas vizinhanças de um planeta e resulta da atração universal; o
produto da massa de um corpo pela aceleração da gravidade. Força que um corpo exerce sobre qualquer
obstáculo
que
se
oponha
diretamente
à
sua
queda.
P = m.g
P = peso (N)
m = massa (kg)
g = aceleração da gravidade (m/s2)
1- Calcule a força com que a Terra puxa um corpo de 20kg de massa quando ele está em sua superfície.
(Dado: g=10 m/s2)
2- Na Terra, a aceleração da gravidade é em média 9,8 m/s2, e na Lua 1,6 m/s2. Para um corpo de massa 5
kg, determine: A) o peso desse corpo na Terra. B) a massa e o peso desse corpo na Lua.
3- Um astronauta com o traje completo tem uma massa de 120 kg. Determine a sua massa e o seu peso
quando for levado para a Lua, onde a gravidade é aproximadamente 1,6 m/s 2.
4- Na Terra, num local em que a aceleração da gravidade vale 9,8 m/s2, um corpo pesa 98N. Esse corpo
é, então levado para a Lua, onde a aceleração da gravidade vale 1,6m/s 2?. Determine sua massa e o seu
peso na Lua.
5- Em Júpiter, a aceleração da gravidade vale 26 m/s2, enquanto na Terra é de 10 m/s2. Qual seria, em
Júpiter, o peso de um astronauta que na Terra corresponde a 800 N?
6- Qual é o peso, na Lua, de um astronauta que na Terra tem peso 784 N? Considere
= 1,6 m/s2.
g T = 9,8 m/s2 e gL
7- Em 20 de julho, Neil Armstrong tornou-se a primeira pessoa a pôr os pés na Lua. Suas primeiras
palavras, após tocar a superfície da Lua, foram "É um pequeno passo para um homem, mas um
gigantesco salto para a Humanidade". Sabendo que, na época, Neil Armstrong tinha uma massa de 70 kg
e que a gravidade da Terra é de 10m/s² e a da Lua é de 1,6m/s², calcule o peso do astronauta na Terra e
na Lua.
Download