título do resumo

Propaganda
DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE ANÁLISE EM FLUXO
CONTROLADO POR PLACA ARDUÍNO PARA TESTES DE DISSOLUÇÃO
DE FUMARATO DE TENOFOVIR DESOPROXILA
Alan Carlos Correa, Suzana Lucy Nixdorf, Carlos Alberto Paulinetti da Camara,
[email protected]
Universidade Estadual de Londrina, Centro de Ciências Exatas
Área e subárea do conhecimento: Química/Química Analítica.
Palavras-chave: Instrumentação; dissolução; FIA.
Resumo
A síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) representa um dos maiores
problemas da atualidade devido ao seu caráter pandêmico e sua gravidade.
Um dos medicamentos utilizados em seu tratamento é o fumarato de tenofovir
desoproxila (FTD) apresentando também resposta positiva no tratamento da
Hepatite B. Apesar de estar presente nos protocolos de tratamento preferencial
e proposto pelo Ministério da Saúde, não há monografia oficial para o controle
de qualidade do medicamento na farmacopéia brasileira e nem em outros
compêndios oficiais. Também não há literatura apresentando resultados do
teste de dissolução para o FTD, teste essencial para garantir a equivalência de
qualidade entre os genéricos e similares, especialmente considerando que são
distribuídos nas unidades básicas de saúde (UBS) como parte do coquetel da
AIDS na forma de genérico. Neste sentido o objetivo deste trabalho foi
desenvolver um sistema baseado na análise por injeção em fluxo (FIA)
aplicado a testes de dissolução automatizado do fumarato de tenofovir
desoproxila em comprimidos, utilizando a plataforma Arduino.
Introdução
A síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) é uma doença que ataca o
sistema imunológico das pessoas infectadas, causando sérios problemas de
saúde. O antirretroviral utilizado no Brasil desde julho de 2003 para o
tratamento da AIDS é o fumarato de tenofovir desoproxila (FTD). O FTD
pertence à classe dos inibidores da transcriptase reversa, destacando-se na
terapia contra a infecção pelo HIV-1, além de apresentar resposta positiva para
a supressão do vírus da hepatite B (BERG et al., 2010).
1
Poucos métodos encontram-se descritos na literatura em relação à
quantificação do FTD, sendo a maioria aplicada à determinação em fluidos
biológicos ou associação com outros fármacos.
Devido à importância deste medicamento faz-se necessário o
desenvolvimento de métodos analíticos simples, precisos e rápidos para a
quantificação e controle de qualidade deste fármaco. Neste sentido, a análise
por injeção em fluxo surge como uma alternativa viável, por ser automatizada,
prática, de fácil manuseio, e evitar contaminações por ser um sistema fechado,
que apresenta ainda baixo consumo de reagentes, com alta demanda analítica.
Dentre os métodos de controle de qualidade empregados na
determinação do teor de fármacos, destaca-se o teste de dissolução, cujo
intuito é quantificar e avaliar a extensão da liberação do fármaco a partir de
suas formas farmacêuticas sólidas em cápsulas e comprimidos (SIEWERT et al.,
2003). O dissolutor trabalha em um ambiente que simula as condições do
estômago ou do intestino humano. Em virtude da importância deste
medicamento, este trabalho tem por objetivo o desenvolvimento de um sistema
de análise por injeção em fluxo (FIA) aplicado a testes de dissolução
automatizado do fumarato de tenofovir desoproxila em comprimidos, utilizando
a plataforma Arduino.
Materiais e Métodos
O sistema automatizado consistiu de válvulas solenóides de três e quatro vias
equipadas com tubos de polietileno, uma bomba peristáltica MINIPULS 3
Gilson, um espectrofotômetro FEMTO 700S equipado com uma cubeta de fluxo
de quartzo 283-QS - volume de 80 µL e caminho óptico de 10 mm (Hellma),
uma placa Arduino Uno, um microcomputador, e filtros de papel quantitativo.
O acionamento das válvulas solenóides, assim como o controle e a
aquisição dos dados foram realizados por meio de um software “lab-made”
controlados por um microcomputador PC, através do envio de macrocomandos
utilizando a ferramenta Monitor Serial presente no Arduino IDE para
comunicação com a placa Arduino Uno. O sistema de injeção em fluxo foi
empregado para os testes de dissolução (perfil) de comprimidos de fumarato
de tenofovir acoplado a um dissolutor comercial Erweka.
Foi realizado também o perfil de dissolução do FTD de forma
convencional para comparar com o proposto. Nas cubas, o volume do meio
dissolutor (ácido clorídrico 0,1 mol L-1) foi de 900 mL e as leituras das
absorbâncias foram realizadas em comprimento de onda de 260 nm. Como o
sistema ainda se encontra em fase de desenvolvimento, utilizou-se apenas
uma cuba para os testes para avaliar seu potencial.
2
Resultados e Discussão
A Figura 1A apresenta o perfil de dissolução de comprimidos de FTD obtido
com o sistema em fluxo desenvolvido e a Figura 1B o perfil de dissolução do
FTD realizado de forma convencional. Observa-se que ambos os perfis
apresentam total dissolução do fármaco a partir do tempo de 10 minutos.
Observando os sinais transientes obtidos no experimento (Fiagrama –
Fig. 1A) verificam-se pequenas variações, devido à saturação do filtro utilizado
e a microbolhas formadas no decorrer do experimento. Apesar das pequenas
variações nos dados, o desempenho do sistema FIA desenvolvido e aplicado à
dissolução de TDF mostrou-se adequado, considerando que não houve
diferenças significativas quando comparado aos obtidos pelo método
espectrofotométrico convencional.
O software para aquisição de dados, assim como os macrocomandos
desenvolvidos apresentaram grande versatilidade, podendo ser aprimorados e
empregados neste tipo de sistema com êxito, especialmente para fármacos
com baixa solubilidade que envolve maior tempo de dissolução, e portanto,
maior mão-de-obra.
Figura 1- (A) Perfil de dissolução do FTD utilizando o sistema em fluxo desenvolvido.
(B) Perfil de dissolução do FTD realizado de forma convencional
manualmente.
B
A
0,7
1,4
0,6
1,2
0,5
Absorbância
1,4
1,2
0,8
Absorbância
Absorbância
1,0
0,6
1,0
0,8
0,6
0,4
0,4
0,4
0,3
0,2
0,2
0,0
0
0,2
1000
2000
3000
4000
5000
6000
0,1
nº pontos
0,0
0,0
0
10
20
30
40
Tempo (min)
50
60
0
10
20
30
40
50
60
Tempo (min)
Conclusões
O sistema em fluxo automatizado desenvolvido pelo grupo de pesquisa
mostrou-se bastante versátil com baixo custo de implementação para ser
3
empregado em testes de dissolução de fármacos em comprimidos. O mesmo
se encontra em fase de desenvolvimento e esta sendo aprimorado para se
adequar as normas e especificações estabelecidas na Farmacopéia Brasileira.
Agradecimentos
Agradeço ao grupo de pesquisa em que faço parte e à Fundação Araucária
pela bolsa de iniciação científica.
Referências
BERG T, et al. Tenofovir Is Effective Alone or With Emtricitabine in AdefovirTreated Patients With Chronic-Hepatitis B Virus Infection. Gastroenterology
v.139, n. 4, p.1207-1217, 2010.
SIEWERT, M. et al., FIP/AAPS guidelines for dissolution/ in vitro release testing
of novel/special dosage forms. Dissolution Technologies. V. 10, n. 15, p. 1013, 2003.
4
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards