ESQUEMA CRISE DO SISTEMA FEUDAL Prof. Francisco Araripe IX

Propaganda
ESQUEMA CRISE DO SISTEMA FEUDAL
Prof. Francisco Araripe
IX - X
XI - XIII
XIV - XV
_________________________________________________________________________________________
_____________________
Estabilidade do sistema
SÉCULO XIV:
de produção feudal a
DESMATAMENTO, MÁS
AUMENTO POPULACIONAL
partir do século IX:Fim
COLHEITAS, FOME, PESTE
de invasões aos feudos
NEGRA E GUERRA DOS
e aumento de produção
CEM ANOS
agrícola.
NOVAS TÉCNICAS DE
PRODUÇÃO: ARADO,
CHARRUA, MOINHOS,
ADUBO E RODÍZIO DE
CAMPOS.
TRANFORMAÇÕES
NOS FEUDOS
SERVOS EXPULSOS
RETRAÇÃO
NOBRES SEM PRIMOGENITURA
CRUZADAS 1096 - 1275
ECONÔMICA
RENASCIMENTO URBANO
COMERCIAL
REVOLTAS CAMPONESAS



ABRE O MAR MEDITERRÂNEO
CONSOLIDA ROTAS COMERCIAIS
PARA O ORIENTE
DESENVOLVE COMÉRCIO
OFERTAS DE ARTIGOS DE
LUXO
CIRCULAÇÃO DE MOEDAS
TRABALHO LIVRE ARTESÃOS E
COMERCIANTES (BURGUESIA)
PARA OBETR
PRODUTOS
SENHORES
AUMENTAM
EXPLORAÇÃO
SOBRE SERVOS
LUCRO
USURA
CONFLITOS
COM
IGREJA
BURGUESIA
CIDADES COMO
ALTERNATIVA AO CAMPO
A TERRA JÁ NÃO É A ÚNICA
RIQUEZA
ESTADO NACIONAL
ABSOLUTO UNIFICA
MOEDA, CRIA
EXÉRCITO NACIONAL,
CENTRALIZA PODER
APOIO
EXERCÍCIOS
1) O período histórico comumente designado como Transição do Feudalismo para o Capitalismo
caracterizou-se por:
a) mão-de-obra escrava, grandes extensões de terras dedicadas à monocultura e produção estabelecida
pela demanda do mercado interno.
b) escravismo antigo, terra de propriedade estatal com usufruto da elite agrária e comércio externo
determinado pelo Estado.
c) proletariado urbano, concretização dos "trustes" e produção industrial estabelecida por uma demanda
artificial.
d) acumulação primitiva do capital, liberação da mão-de-obra do campo para a cidade e crescente
progresso da técnica aplicada à produção.
e) produção de subsistência, propriedade comunal dos campos e comércio estabelecido por rotas
domésticas.
2) São aspectos da crise do feudalismo, EXCETO:
a) a descoberta da América no século XV.
b) o fim das invasões vikings e árabes, a partir do século IX.
c) o crescimento demográfico a partir do século X.
d) as inovações técnicas na agricultura.
e) o renascimento comercial e urbano a partir do século XII.
3) No contexto da crise do feudalismo, as Cruzadas contribuíram para:
a) a retomada das terras cristãs em poder dos árabes.
b) a Igreja fortalecer sua autoridade sobre os senhores feudais.
c) a aquisição de novos feudos, dinamizando o comércio.
d) a reabertura do mar Mediterrâneo, dinamizando o comércio entre o oriente e o ocidente.
e) o estímulo da produção agrícola nos feudos.
4) No ano de 1070, os habitantes da cidade de Mans revoltaram-se contra o duque da Normandia. O
bispo fugiu e relatou: "Fizeram então uma associação a que chamam comuna, uniram-se por um
juramento e forçaram os senhores dos campos circundantes a jurar fidelidade à comuna. Cheios de
audácia, começaram a cometer inúmeros crimes. Até queimaram os castelos da região durante a
Quaresma e, o que é pior, durante a Semana Santa".
(Adaptado de J Le Goff, "A Civilização do Ocidente Medieval", Lisboa, Estampa, 1984, vol. 2, p.57.)
a) Qual é o conflito social que está representado nesse texto?
b) Relacione esse conflito ao renascimento das cidades a partir do século XII.
c) Por que a Igreja costumava se opor à associação das comunas?
5) Explique porque a desintegração do Sistema Feudal e a centralização política são, entre outros,
fatores decisivos para a Expansão Marítima Portuguesa.
6) "Todo o poder vem de Deus. Os governantes, pois, agem como ministros de Deus e seus
representantes na terra. Conseqüentemente, o trono real não é o trono de um homem, mas o trono do
próprio Deus".
(Jacques Bossuet, POLÍTICA TIRADA DAS PALAVRAS DA SAGRADA ESCRITURA, 1709)
"(...) que seja prefixada à Constituição uma declaração de que todo o poder é originalmente concedido ao
povo e, conseqüentemente, emanou do povo".
(Emenda Constitucional proposta por Madison em 8 de junho de 1789)
a) Explique a concepção de Estado em cada um dos textos.
b) Qual a relação entre indivíduo e Estado em cada um dos textos?
7) No início dos tempos modernos (século XVI), observam-se importantes alterações na organização
política da Europa, em relação ao que ocorria no período medieval. Indique algumas características de tal
organização num e noutro desses períodos, abordando especialmente a questão do poder político.
8) Durante a Idade Moderna, a Europa estruturou o chamado Estado Moderno que possuía
basicamente três elementos fundamentais: o Absolutismo Monárquico, o Mercantilismo e o Colonialismo.
Tais elementos mantinham estreitas e inseparáveis relações. A partir da condição acima citada, cite três
características básicas do Mercantilismo.
9) Devemos sempre ter o cuidado de não comprar mais aos estrangeiros do que lhe vendemos.
(SMITH, Thomas, 1549 apud BRAUDEL, F. Os jogos das trocas. Lisboa: Cosmos, 1985.)
A afirmativa acima evidencia uma das principais características das práticas econômicas
mercantilistas dos Estados absolutistas entre os séculos XV e XVIII.
a) Explique o significado de riqueza nacional na época do mercantilismo.
b) Justifique por que a idéia de balança de comércio favorável foi um fator que contribuiu para a
colonização da América.
10) "O ouro e a prata que os reis incas tiveram em grande quantidade não eram avaliados [por eles]
como tesouro porque, como se sabe, não vendiam nem compravam coisa alguma por prata nem por ouro,
nem por eles pagavam os soldados, nem os gastavam com alguma necessidade que lhes aparecesse;
tinham-nos como supérfluos, porque não eram de comer. Somente os estimavam por sua formosura e
esplendor e para ornamento [das casas reais e ofícios religiosos]".
Garcilaso de la Vega, Comentários Reais, 1609.
Com base no texto, aponte:
a) As principais diferenças entre o conjunto das idéias expostas no texto e a visão dos
conquistadores espanhóis sobre a importância dos metais preciosos na colonização.
b) Os princípios básicos do mercantilismo.
11) Não há a menor dúvida de que as guerras cada vez mais dispendiosas contribuíram para o
desenvolvimento do mercantilismo. Com a ampliação da artilharia, dos arsenais, das marinhas de guerra,
dos exércitos permanentes e das fortificações, as despesas dos Estados modernos dão um salto. Guerras
pressupõem dinheiro e mais dinheiro, e assim a posse de dinheiro, a acumulação de metais nobres, tornase uma mania e domina, como última conclusão de toda sabedoria, o pensamento e o juízo.
(F. Braudel, citado em R. Kurz, "O colapso da modernização".)
A política econômica predominante na época do Absolutismo ficou conhecida com o nome de
mercantilismo, cujo maior expoente foi Colbert, ministro de Luís XIV, rei da França.
a) Além da política econômica que era estimulada por guerras, como demonstra o texto de Fernand
Braudel, quais as características principais da economia mercantilista?
b) Em oposição às teorias mercantilistas, surgiram as teorias dos Fisiocratas e dos Liberais. Explique as
idéias principais de cada uma dessas teorias econômicas.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards