electrónica: cronologia - e-learning-IEFP

Propaganda
Curso de gestão, marketing e fiscalidade
electrónica: cronologia
1897 O electrão foi descoberto pelo físico inglês John Joseph Thomson.
1904
O físico inglês Ambrose Fleming inventa a válvula díodo, que permite o fluxo da
electridade apenas num sentido.
1906
O físico americano Lee De Forest inventa a válvula tríodo, o primeiro dispositivo
electrónico a controlar a passagem de corrente.
1947
John Bardeen, William Shockley e Walter Brattain inventam o transístor de
junção de germânio, nos Bell Laboratories, em Nova Jersey, nos EUA.
1952 O físico inglês G.W.A. Dunner propõe o circuito integrado.
Jay Forrester, do Massachusetts Institute of Technology, nos EUA, constrói uma
1953 memória magnética mais pequena que as memórias existentes a válvulas de
vácuo.
1954 Gordon Teal, da Texas Instruments, nos EUA, desenvolve o transístor de silício.
1958
O primeiro circuito integrado com cinco componentes, construído pelo físico
electrotécnico americano Jack Kilby.
1959
O transístor planar, construído em camadas ou planos, foi desenhado por Robert
Noyce da Fairchild Semiconductor Corporation, nos EUA.
1961
Steven Hofstein desenha o transístor de efeito de campo utilizado nos circuitos
integrados.
Ted Holl desenha o primeiro microprocessador, o Intel 4004, nos EUA, contendo
1971 2250 componentes e permitindo adicionar dois números de quatro bits em 11
milionésimos de segundo.
1974
Foi lançado o microprocessador Intel 8080, contendo 4500 componentes e
permitindo adicionar dois números de oito bits em 2,5 milionésimos de segundo.
Foi lançado o microprocessador Motorola 68000, contendo 70 000 componentes
1979 e permitindo multiplicar dois números de 16 bits em 3,2 milionésimos de
segundo.
1981
Foi introduzido o Hewlett-Packard superchip, contendo 450 000 componentes e
permitindo multiplicar dois números de 32 bits em 1,8 milionésimos de segundo.
1985
Foi lançado o Inmos T414 transputer, o primeiro microprocessador concebido
para ser utilizado em computadores paralelos.
1988
Foi desenvolvido o primeiro microprocessador óptico alimentado a energia
luminosa em vez de electricidade.
1989
Surgimento dos chips de memória em silício à escala wafer: do tamanho de uma
carica, podiam armazenar 200 milhões de caracteres.
Começaram a ser produzidas, em série, no Japão, memórias capazes de
armazenar 4 milhões de bits de informação, o equivalente a 520 000 caracteres
1990 ou ao conteúdo de um jornal de 16 páginas. Cada memória contém 9 milhões de
componentes, integradas numa peça de silício, com menos de 15 mm de
comprido por 5 mm de largura.
Foram produzidos, pela Sanyo Electric, no Japão, transístores fabricados com
1992 cerâmicas supercondutoras a alta temperatura. Estes novos transístores são dez
vezes mais rápidos que os transístores de semicondutores.
A empresa americana Intel lança o microprocessador Pentium, de 64 bits, com
duas unidades de processamento de inteiros, separadas, que podem funcionar em
1993
paralelo, prometendo ser várias vezes mais rápido que os processadores
anteriores.
1997
As máquinas fotográficas digitais começam a ser comercializadas, substituindo
os álbuns de fotografias pelo monitor do computador
1999 Surge a nova geração de processadores Pentium a 450 mhz.
Adaptado da Enciclopédia Universal, da Texto Editora
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards