4 créditos / 60 horas - FCFAR

Propaganda
DISCIPLINA: PRÉ-FORMULAÇÃO (PCF 00025)
No. de Créditos:
Carga Horária:
4
60 horas
RESPONSÁVEL: Maria Palmira Daflon Gremião
DISTRIBUIÇÃO DIDÁTICA:
Teórica: 45h Prática: 00h Outras Ativid: 15h
Conteúdo programático






Pré-formulação - importância, objetivos e estágios.
Aspectos gerais considerados na pré-formulação: coeficiente de partilha O/A/absorção;
posologia/metabolismo/toxicologia.
Pré-formulação em formas farmacêuticas sólidas: características e propriedades das
partículas e suas influências no processo tecnológico e na biodisponibilidade; relação
fármaco/excipiente/biodisponibilidade; propriedades dos sistemas particulados sólidos e
sua influência no processo tecnológico; estabilidade e estabilização; incompatibilidades.
Pré-formulação em formas farmacêuticas líquidas - dispersões moleculares: solubilidade
dos
componentes
e
fatores
influentes
na
solubilidade;
relação
fármaco/veículo/biodisponibilidade; estabilidade e estabilização; incompatibilidades.
Pré-formulação em formas farmacêuticas líquidas - dispersões particuladas: propriedades
e características da fase dispersa e suas influências na estabilização física do sistema e na
biodisponibilidade; fatores que influem na estruturação do meio dispersor;
incompatibilidades.
-Pré-formulação em formas farmacêuticas semi-sólidas: características e propriedades
físicas e físico-químicas do fármaco e suas influências no processo tecnológico e na
biodisponibilidade; relação fármaco/excipiente/biodisponibilidade; estabilidade e
estabilização; incompatibilidades.
Ementa
 Fatores de Pré-formulação
 Pré-formulação das diferentes formas farmacêuticas
Objetivos
A disciplina estuda os fatores que devem ser considerados na pré-formulação de medicamentos:
fatores gerais de pré-formulação e específicos na pré-formulação das diferentes formas
farmacêuticas.
Critérios de avaliação
A avaliação do aprendizado será realizada através de seminários e trabalho escrito.
Bibliografia
1. Carvalho, F C ; BRUSCHI, Marcos Luciano ; EVANGELISTA, Raul Cesar ; GREMIÃO, M. P. D.
Mucoadhesive drug delivery systems. Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences v. 46,
p. 1-20, 2010.
2. Mark, Gibson Pharmaceutical Preformulation and Formulation: A Practical Guide from
Candidate Drug Selection to Commercial Dosage Form, 2a Ed., Informa, 2009, 234p.
3. BANGA, A.K. Therapeutic Peptides and Proteins: Formulation, Processing, and Delivery
Systems, 2a Edition, CRC Press 2005, 376.
4. KANFER, I.; SHARGEL, L. Generic Drug Product Development: Solid Oral Dosage Forms CRC
Press, 2005, 381 p.
5. BURGESS, D. J. Injectable Dispersed Systems: Formulation, Processing and Performance,
2005, 688p.
6. LEVIN, M. Ed. Pharmaceutical process scale-up. 2. ed. New York: Taylor and Francis, 2005.
7. VERGNAUD, J. M.; ROSCA, I. D. Assessing bioavailability of drug delivery systems
mathematical modelling. Boca Raton: Taylor and Francis, 2005.
8. SMITH, E.W.; MAIBACH, H.I. Percutaneous Penetration Enhancers, 2a ed, 2005, 448p.
9. VERGNAUD, J. M.; ROSCA, I. D. Assessing bioavailability of drug delivery systems –
mathematical modelling. Boca Raton: Taylor and Francis, 2005.
10. KIM, J. Advanced pharmaceutics: Physicochemical principles. Boca Raton: CRC, 2004.
11. YORK, P.; KOMPELLA, U. B.; SHEKUNOV, B. Y., Ed. Supercritical fluid technology for drug
product development. New York: Marcel Dekker, 2004.
12. YORK, P.; KOMPELLA, U. B.; SHEKUNOV, B. Y., Ed. Supercritical fluid technology for drug
product development. New York: Marcel Dekker, 2004.
13. NASH, R. A.; WACHTER, A. H. Pharmaceutical Process Validation, Marcel Dekker, New York,
2003.
14. CASTRO, A.D., MOURÃO, S.C., BUENO, J.H., EVANGELISTA, R.C., GREMIÃO, M.P.D.
Considerações sobre o processo de obtenção de dispersões moleculares. Infarma, v. 14, n°
11/12, 54-58, 2002.
15. LEHR, C. M. Cell Culture Models of Biological Barriers: In vitro Test Systems for Drug
Absorption and Delivery. CRC Press, 2002, 462p
16. PINNAMANENI, S. DAS, N.G., DAS, S.K. Formation approaches for orally administered
poorly soluble drugs. Pharmazie, 57(5): 291-300, 2002.
17. GIBSON, M. Pharmaceutical preformulation and formulation,, CRC Press 2001, 596 p.
18. BRITISH PHARMACOPEIA London, Her Majesty, 2001.
19. LACHMAN, L., LIEBERMAN, H.A., KANIG, J.L. Teoria e Prática na Indústria Farmacêutica,
Fundação Caloustre Gulbenkian, vol. I e II, 2001, 1617p.
20. NIELLOUD, F., MARTI-MESTRES, G. Pharmaceutical Emulsions and Suspensions, 2000,
637p.
21. BUENO, J.H.F., CASTRO, A.D., EVANGELISTA, R.C., GREMIÃO, M.P.D. Alguns fatores físicos
envolvidos na compressão e suas aplicações na formulação de comprimidos. Rev. Ciênc.
Farm., v. 19, 1998.
22. AMIDON, G.L., LENERMAS, H., SHAH, V.P., CRISON, J.R. A theoretical basis for a
biopharmaceutics drug classification: the correlation of in vitor drug product dissolution
and in vivo bioavailability. Pharmaceutical Research. 12: 413-420, 1995.
Periódicos:
Journal of Pharmaceutical Sciences.
Journal of Pharmacy and Pharmacology
Pharmaceutical Research.
Drug Development and Industrial Pharmacy.
Journal of Controlled Release
Journal of Microencapsulation
Journal of Nanosciences and Nanotechnology
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards