ESTUDO DE CASO DE UM PACIENTE COM LOMBOCIATALGIA

Propaganda
ESTUDO DE CASO DE UM PACIENTE COM LOMBOCIATALGIA
EM TRATAMENTO FISIOTERÁPICO REALIZADO NA CLÍNICA
ESCOLA DE FISIOTERAPIA DO CEULJI/ULBRA
Andressa Manchado1
Daniel Andrade Duizith2
Rafael Fortes3
PESQUISA – CURSO DE FISIOTERAPIA
Este trabalho é um estudo de caso realizado com um paciente do gênero masculino, 47
anos, com diagnóstico médico de lombociatalgia. Foi realizado 11 sessões de tratamento
fisioterapêutico na Clínica Escola do CEULJI/ULBRA, durante os meses de fevereiro a
abril de 2012, ou seja, duas sessões por semana durante 40 minutos. O estudo teve como
objetivo avaliar a evolução do quadro álgico do paciente com técnicas fisioterápicas
realizadas durante o tratamento. A lombociatalgia consiste no estreitamento do canal
vertebral da região lombar. A dor popularmente conhecida como “dor no ciático” é
decorrente de uma compressão nervosa na região lombar (L3, L4, L5 e S1), resultante
de uma hérnia de disco. A lombociatalgia é a irradiação da dor para as nádegas e face
posterior da coxa, podendo alcançar até o pé. A intensidade da dor varia desde um
pequeno desconforto até uma dor intensa, sendo que a movimentação da coluna
exacerba o quadro doloroso. Na maior parte dos casos observa-se transtorno funcional,
impossibilitando que o paciente realize suas atividades rotineiras, como andar, recostar
ou deitar. Há total bloqueio funcional, com o paciente permanecendo rigidamente em
uma única posição. Realizou-se avaliação do paciente com a Ficha de Avaliação
Músculo-Esquelética contendo dados da Anamnese, goniometria, palpação,
sensibilidade e força muscular aplicada para pacientes Traumato-Ortopédicos no
Estágio Supervisionado de Fisioteapia Ambulatorial I. O paciente apresentava quadro
de dor na região lombar à direita, com irradiação da dor para Membro Inferior Direito
(MID) e formigamento, ocorrendo dificuldade em realizar a marcha e de realizar suas
atividades de vida diária. Foi realizado aplicação de Eletroterapia utilizando o TENS
com parâmetros de dor crônica (Frequência= 10 Hz; Largura de Pulso = 250 µs),
durante 20 minutos. No tratamento Cinesioterapêutico foi realizado liberação miofacial
do músculo piriforme, alongamentos de isquiotibiais e paravertebrais. Realizou-se
reavaliação na úlima sessão de tratamento, onde não foi evidenciado compensações
posturais devida a diminuição de dor, melhorando assim sua flexibilidade e elasticidade
muscular, dando melhor coordenação para seus membros inferiores, ocorrendo melhora
da marcha, possibilitando a alta da fisioterapia e dando assim retorno às atividades de
vida diária ao paciente. Concluímos que o paciente obteve melhora na evolução e na
prevenção do quadro álgico com as técnicas fisioterápicas realizadas.
Palavras-chaves: Fisioterapia. Lombociatalgia. Prevenção.
______________________________________________________________________
1
Acadêmica do Curso de Fisioterapia. E-mail:[email protected]
Professor Orientador do Curso de Fisioterapia, Mestre. E-mail:
[email protected]
2, 3
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards