www.CLXV.org

Propaganda
Lakhsmi Daimon
Exercícios de Transmutação
O V.M Lakhsmi, faz entrega destes exercícios para que o Povo Gnóstico os use,
se cure de suas enfermidades e se ajude na Grande Obra.
A Finalidade destes exercícios são:
- Melhorar a saúde;
- Melhorar a transmutação;
- Para que o Povo Gnóstico da nova geração tenha corpos ágeis e aptos para a
nova era.
Estes exercícios devem ser feitos com força e ritmo para lograr um bom trabalho
de transmutação.
Com estes exercícios, as damas mantém a pele com aspecto fresco e com
elasticidade.
Se não fazem estes exercícios com uma correta concatenação entre os exercícios
rítmicos e a respiração, entram em decadência estes órgãos. O Correto é que o
corpo tenha maior textura e dureza
A Transmutação de solteiros se pode fazer a qualquer hora, porém
recomendamos que estes exercícios se façam entre as 5 e as 7 da manhã,
aproveitando a saída do Sol, porque nestes momentos as energias estão fluindo
desde a terra para cima por influência de mercúrio.
O V.M Lakhsmi aconselha que quando se façam estes exercícios, sempre se
termine com o exercício “Rainha”, já que é este que permite com que se fixe a
energia que se transmutou.
Se não se pode fazer todos os exercícios, se pode combinar alguns deles, porém
terminando com o exercício “Rainha”.
A Mente não deve ter distração, deve haver concentração na execução dos
exercícios. A pessoa deve imaginar que a energia sobe ao cérebro.
1º Exercício: Ao Tencionar e destencionar com cada movimento dos braços, faz
com que haja circulação e oxigenação no cérebro. A Boa oxigenação diminui o
envelhecimento celular.
2º Exercício: Tenciona os filamentos nervosos que repercutem no cóccix e no
cérebro, os que se beneficiam com a flexibilidade do tronco.
O Cóccix acumula a energia que através dos filamentos nervosos combinados
com a respiração chegam ao cérebro.
3º Exercício: A Finalidade é similar aos anteriores, ao estar em pé, todos os
filamentos nervosos que vão desde o calcanhar, panturrilhas, pernas, cóccix,
costas, combinados com a respiração fazem com que o tórax se expanda.
Também com este exercício se produz uma massagem muscular na coluna.
4º Exercício: Tem como finalidade destencionar todas as vértebras, pulmões,
tórax, e ao suceder esta dilatação, há uma oxigenação geral. O Maior beneficiado
é o coração.
5º Exercício: Faz com que os músculos das pernas (de cima e de baixo), se
estirem e se fortifiquem os esfíncteres, ovários e/ou testículos. Ao haver uma
irrigação completa, há menos enfermidades nestes órgãos.
É muito importante o temperamento que se produz desde o cóccix até o cérebro.
Quando há irrigação sanguínea em todo o corpo, o sangue se carrega de ferro e
oxigênio.
6º Exercício: Faz trabalhar de forma acentuada o osso sacro, a parte lombar, raiz
dos cordões ganglionares que se beneficiam com estes movimentos.
Serve para distencionar as vértebra lombares, sobre tudo nas pessoas sedentárias
que tendem a ter má circulação.
Em toda a rotação da cabeça se ativam milhões de terminações nervosas, ordens
que vem do cérebro e da medula para que o centro motor as distribua. A
Flexibilidade faz com que todo o sistema nervoso central e neuro-muscular
entrem em atividade.
Os Movimentos da cabeça fazem com que esta se desobstrua. Isto é vida.
7º Exercício: A Tensão desde o calcanhar até o cérebro faz com que o corpo se
tencione.
Obriga o corpo a que tenha maior oxigenação e, por fim, mais resistência
corporal.
8º Exercício: A Posição das mãos protege os órgãos sexuais e protege das
rupturas ao subir levantar o corpo. Este exercício ajuda a fechar os esfíncteres.
9º Exercício: Faz entrar em atividade as costas, os braços e o tórax. Favorece os
órgãos sexuais já que ajuda os esfíncteres a se fechar.
Este exercício faz com que o organismo entre em um máximo esforço. Nas
damas, fortalece e endurece o busto.
10º Exercício: Exercício “Rainha”.
A posição mística faz com que se sublime a energia.
Ao pronunciar o INRI, ativa os filamentos nervosos concentrados no entrecenho
(entre as sobrancelhas), dá energia ao cérebro.
Estes exercícios são um verdadeiro ritual.
Primeiro Exercício:
Posição Inicial: Joelho esquerdo no chão e
perna direita dobrada formando um ângulo
de 90 graus, inalar enquanto levanta o braço
esquerdo de forma reta e firme, com a palma
da mão para frente, o braço direito deve estar
para baixo, paralelo ao corpo e com a palma
da mão para trás; ao exalar se baixa o braço
esquerdo ao mesmo tempo que se levanta o
braço direito. (Figura 1)
Posteriormente se inicia pelo lado direito
com o mesmo procedimento. (Figura 2)
Duração 2 minutos e meio por cada lado.
(Aproximadamente 75 vezes cada lado).
Segundo Exercício:
Posição Inicial: Sentados no chão, com as
pernas esticadas e separadas
aproximadamente 50cm (esta separação vai
de acordo com a estatura de cada pessoa),
inalar ao mesmo tempo que se inclina para
frente tocando com a mão esquerda o pé
direito (tratando de tocar o joelho com a
testa), então o braço direito girará de forma
reta, com força e firmeza para trás. Logo
exalar levando a mão direita até o pé
esquerdo. (Figura 3)
Posteriormente se inicia pelo lado direito com
o mesmo procedimento. (Figura 4)
Duração de 2 minutos e meio para cada lado.
(Aproximadamente 75 vezes cada lado).
Terceiro Exercício:
Posição Inicial: De pé, inalar levantando o
joelho direito o máximo que puder, ao
mesmo tempo que sobe o braço direito; com
a palma da mão para frente, de forma reta e
firme, ficando o braço esquerdo paralelo ao
corpo com a palma da mão para trás, a
posição do tronco sempre deve estar reta.
Ao exalar se sobe o joelho esquerdo e o
braço esquerdo ao mesmo tempo que o braço
e o pé direito são baixados. (Figura 5)
Posteriormente se inicia pelo lado esquerdo
com o mesmo procedimento (Figura 6)
Duração de 2 minutos e meio para cada lado.
(Aproximadamente 75 vezes para cada lado).
NOTA: Este exercício é o único que começa
pela direita.
Quarto Exercício:
Posição Inicial: Parados, com os pés
separados, colocar as mãos
entrecruzadas atrás da nuca, girar o
tronco até o lado esquerdo inalando,
logo gira o tronco para o lado direito
e exala (figura 7)
Posteriormente, se inicia inalando
pelo lado direito com o mesmo
procedimento. (Figura 8)
Duração de 2 minutos e meio para
cada lado. (Aproximadamente 75
vezes para cada lado).
Esclarecimento: Se deve manter a
cabeça reta sem incliná-la para
frente. O Giro se deve fazer com
força.
Quinto Exercício:
Posição Inicial: Agachados, com
os calcanhares apoiados no chão,
com os pés e joelhos separados. Os
braços para frente com as mãos
juntas e as palmas sobre o chão.
A Inalação se faz em dois tempos:
1º: Se inala levando os braços para
o lado (em forma de cruz), com as
palmas das mãos para cima.
(Figura 9)
2º: Se continua com a inalação
enquanto se levantam os braços
para frente e para cima (por cima
da cabeça), até juntar as palmas
das mãos. Aqui se retém a
respiração o mais que se possa,
imaginando que a energia ascende
do cóccix ao cérebro. (Figura 10)
3º: Baixamos os braços retamente
até a posição inicial; ao chegar
com as mãos no solo, exalamos.
(Figura 11)
Duração: Realiza-se por cinco
minutos (Aproximadamente 11
vezes).
Sexto Exercício:
Este exercício se faz em quatro partes:
1. Giro de Tronco
Posição Inicial: parados com os pés
separados de forma que se mantenha o
equilíbrio. Mãos na cintura
Inclinar o tronco para frente; logo se gira
subindo (inalando), pela esquerda (inclinando
o tronco para trás o mais que se possa) e se
baixa pela direita até o ponto de partida, ali se
exala. (Figura 12)
Logo, na mesma posição inicial, se realizam
os giros começando pelo lado direito
(inalando e seguindo o mesmo procedimento
anterior. (Figura 13)
Se realiza 20 vezes de cada lado.
2. Giros de Cabeça
Posição Inicial: de pé, com as mãos na
cintura; cabeça inclinada para frente, se inala
ao mesmo tempo que se gira suavemente a
cabeça, iniciando pela esquerda e baixando
pela direita, exalando ao chegar a posição
inicial. (Figura 14)
Posteriormente se começa desde a direita
com o mesmo procedimento. (Figura 15)
Se realiza 20 vezes de cada lado.
3. Movimentos de Cabeça
Posição Inicial: Parado com as mãos na
cintura, cabeça inclinada para frente (tratando
de que o queixo toque o peito), inalar
levantando a cabeça para trás (com força);
logo baixar a cabeça para a posição inicial e
exalar. (Figura 16)
Se realiza 20 vezes.
4. Movimentos de Cabeça
Posição Inicial: Parado com as mãos na
cintura, inclinar a cabeça em direção ao
ombro esquerdo enquanto inala (tratando de
que a orelha toque o ombro), logo se inclina a
cabeça até o lado direito (com força)
exalando. (Figura 17)
Posteriormente se inicia inalando pelo lado
direito com o mesmo procedimento.
Se realizam por 20 vezes em cada lado.
Sétimo Exercício:
Posição Inicial: Perna esquerda para frente e
direita para trás (as pontas de ambos os pés
devem ficar para frente). As mãos nas costas
(uma segurando a outra pelo pulso). (Figura 18)
Começar inclinando o tronco para frente,
exalando suavemente, tratando de tocar o joelho
com a testa; a medida que sobe lentamente se
inala e se retém a respiração na posição inicial;
exalar o ar inclinando-se para frente. (Figura 19)
Posteriormente se inicia pelo lado direito com o
mesmo procedimento.
Se realiza 10 vezes de cada lado.
Oitavo Exercício:
Posição Inicial: deitado, de cúbito dorsal
(calcanhares unidos), pressionamos a virilha com
os dedos da mão e o polegar em direção ao
quadril. (Figura 20)
Se inala ao mesmo tempo que se levanta o tronco,
inclinando-se para frente (pressionando a virilha),
se retém o ar um momento. Se volta a posição
inicial e se exala o ar. (Figura 21)
Se realiza 20 vezes.
Nono Exercício:
Posição Inicial: Se toma a corda a altura dos ombros. Os
pés separados e flexionando os joelhos.
Se baixa até que as pernas façam um ângulo de 90º.
(Manter os calcanhares apoiados no solo) (Figura 22)
Levantar o corpo lentamente fazendo com que a força seja
realizada com os braços, ao mesmo tempo que inala
suavemente (Figura 23).
Quando chegue a posição inicial, retém um momento o ar
que inalou e começa a descender lentamente exalando e
mantralizando a letra M até chegar em baixo. Para logo
levantar-se novamente inalando. (Figura 24
Este exercício se faz lentamente.
Se realiza por 12 vezes.
Décimo Exercício:
Exercício Rainha
Posição Inicial: Em prosternação. (Figura
25)
Se juntam as pontas dos dedos, o polegar e
o índice, formando um círculo, apoiando
no solo o lado da mão (as palmas da mão
não devem tocar o solo). (Figura 26)
As mãos vão separadas a altura dos olhos,
para colocar a testa no chão
Nesta posição se faz uma curta petição a
Divina Mãe e ao Sacratíssimo Espirito
Santo, pedindo-lhes que as energias
transmutadas nos exercícios, sejam
sublimadas; logo se ora o Pai Nosso
verbalmente e se culmina com a
vocalização do mantram: “INRI por 20
vezes, finalizando assim o trabalho.
Nota: Este exercício se realiza ao finalizar
qualquer exercício anteriormente
mencionada. [Ou seja, depois de realizar
os que nos propomos fazemos o exercício
Rainha]
V.M Lakhsmi
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

Criar flashcards