tipos de rna

Propaganda
COMPOSIÇÃO QUÍMICA CELULAR
-
A célula possui componentes inorgânicos e orgânicos.
Como componentes inorgânicos encontramos água e sais
minerais. Já as substâncias orgânicas são muito variadas
sendo os principais: lipídios, glicídios, proteínas, ácidos
nucléicos e vitaminas. Proteínas, ácidos nucléicos e glícidios
são considerados macromoléculas, pois são moléculas muito
grandes, formadas por unidades monoméricas relativamente
simples, covalentemente unidas. É importantíssimo saber
quais são os componentes químicos dos seres vivos, bem
como sua quantidade, distribuição, reatividade e funções
biológicas específicas. Os seres vivos estão sujeitos a todas
as leis físicas e químicas do Universo, bem como cada um de
seus componentes químicos. Conhecendo as substâncias dos
seres vivos, seu funcionamento e as interações que
estabelecem, podemos entender melhor o funcionamento do
organismo como um todo.
-
Água
__________ 65%
Proteínas __________ 15%
Gorduras __________
8%
Carboidratos __________ 6%
Sais minerais __________
Outros Compostos __________
5%
1%
SUBSTÂNCIAS INORGÂNICAS
Água (Sem água não há vida )
A água é a substância mais abundante nos seres vivos. O fato
mais significativo da química da água é o estabelecimento de
pontes de hidrogênio. De sua característica polar decorre sua
grande capacidade de dissolver diversas substâncias - a água é
o solvente universal. Os radicais orgânicos polares, como a
carboxila, estabelecem pontes de hidrogênio com as moléculas
de água, dissolvendo-se nesta. Por isso não só os íons
dissolvem-se nela, mas também os compostos orgânicos
polares. É importantíssima no transporte de substâncias, em
especial dos íons minerais nela dissolvidos, na realização de
reações metabólicas, na estrutura do organismo, no controle da
temperatura, enfim, sem água não haveria vida. A quantidade
de água presente nos seres vivos é muito variável, dependendo
não só da espécie, mas também do tipo celular e da idade. Um
mesmo tecido apresenta grau de hidratação diferente,
dependendo da idade. É de se esperar que essa quantidade
diferenciada nos diversos tecidos tenha uma estreita relação
com a função dos mesmos. Por exemplo, uma célula óssea
(osteócito) deve ter um grau de hidratação bem menor que uma
célula muscular (fibras musculares). Em geral, o envelhecimento
é acompanhado de diminuição da quantidade de água, fato
comprovado, por exemplo, pelo aparecimento de rugas com o
avanço da idade.
Sais Minerais
Diversos íons inorgânicos estão presentes nas células e são
fundamentais para seu funcionamento, porém em quantidades
muitos pequenas. Os sais minerais são substâncias reguladoras
do metabolismo celular. São obtidos pela ingestão de água ( que
os contém em solução ) e juntamente com os alimentos. Os sais
podem estar na sua formula integral ou dissociados em cores.
A carência dos sais na alimentação implica no
desenvolvimento anormal do organismo.
Exemplos: os fosfatos e os carbonatos de cálcio na
formação do tecido ósseo e da dentina.
Íons isolados de fosfatos e carbonatos atuam no equilíbrio
do pH celular.
-
Sais ferro para a formação da hemoglobina.
Sais de iodo na produção dos hormônios T3 (
Triiodotironina ) e T4 ( Tironina ) pela glândula tireóide.
Sais de sódio e de potássio ( Na+, K+ ) têm ativa
participação na transmissão do impulso nervoso.
Os sais cálcio ( Ca+2 ) e magnésio ( Mg+2 ) atuam na
contração muscular e nas reações de fosforilação.
SUBSTÂNCIAS ORGÂNICAS
CARBOIDRATOS
Os carboidratos, também conhecidos como glicídios,
são
formados
por
carbono
(C)
e
água
(H2O).
São considerados como, a mais importante, apreciável e
econômica fonte de energia do organismo, sendo o produto final
de sua desintegração, a glicose, molécula simples e rápida para
o fornecimento de energia. De maneira geral, os glicídios podem
ser encontrados nos cereais e derivados (farinhas, pães,
biscoitos, etc), batatas, legumes secos, açúcar e alimentos
açucarados (mel, chocolate, doces), frutas, etc.
1. Tipos e fontes de carboidratos
Monossacarídeos: são os açúcares simples (não passam por
digestão).
• Glicose: utilizada diretamente pela célula para obter energia;
armazenada como glicogênio
nos músculos e no fígado; transformada em gordura para
armazenamento de energia;
• Frutose: presente nas frutas e no mel (açúcar mais doce).
Maior parte transformada em
glicose no fígado;
• Galactose: açúcar encontrado no leite;
Dissacarídeos: são os açúcares duplos - duas moléculas de
monossacarídeos ( conhecidos também como Oligosscarídeos )
• Maltose: 2 moléculas de glicose (cevada, cereais em
fermentação, malte);
• Lactose: Galactose + glicose (leite);
• Sacarose: Frutose + glicose (beterraba, cana);
Polissacarídeos: são formados por três ou mais moléculas de
açúcar simples.
• Amido: polissacarídeo mais conhecido (batata, massas,
cereais, feculentos - mandioca, milho,
batata-doce, leguminosas - lentilha e ervilha);
• Celulose: presentes em todos os vegetais (resistentes às
enzimas digestivas do homem).
Incorpora o bolo fecal, melhorando o peristaltismo intestinal;
• Quitina: presente nos artrópodes e na parede celular dos
fungos ( combinação de glicídios com proteínas );
• Glicogênio: polissacarídeo de reserva animal ( encontrado
principalmente no fígado e nos músculos ).
OBS: Oligossacarídeos são carboidratos com poucas moléculas
( 10 no máximo )
LIPÍDIOS
LIPÍDIOS são biomoléculas insolúveis em água, e solúveis em
solventes orgânicos.
Desempenham várias funções no organismo, entre elas:
1.
Reserva de energia
2.
3.
4.
Combustível celular
Componente estrutural das membranas biológicas
Isolamento e proteção de órgãos
A maioria dos lipídios é derivada ou possui na sua estrutura
ÁCIDOS GRAXOS
Ácidos Graxos - São ácidos orgânicos, a maioria de cadeia
alquil longa, com mais de 12 carbonos
Esta cadeia alquil pode ser saturada ou insaturada;
1. Ácidos graxos saturados:
Não possuem duplas ligações
o São geralmente sólidos à temperatura ambiente
o Gorduras de origem animal são geralmente ricas em
ácidos graxos saturados
1. Ácidos graxos insaturados
o Possuem uma ou mais duplas ligações è são mono ou
poliinsaturados
o São geralmente líquidos à temperatura ambiente
o A dupla ligação, quando ocorre em um AG natural, é
sempre do tipo "cis".
o Os óleos de origem vegetal são ricos em AG
insaturados.
o Quando existem mais de uma dupla ligação, estas são
sempre separadas por pelo menos 3 carbonos, nunca são
adjacentes nem conjugadas
Triacilglieróis: Os triacilgliceróis são lipídios formados pela
ligação de 3 moléculas de ácidos graxos com o glicerol, um
triálcool de 3 carbonos, através de ligações do tipo éster São
também chamados de "Gorduras Neutras", ou triglicerídeos; Os
ácidos graxos que participam da estrutura de um triacilglicerol
são geralmente diferentes entre si. A principal função dos
triacilgliceróis é a de reserva de energia, e são armazenados nas
células do tecido adiposo, principalmente. São armazenados em
uma forma desidratada quase pura, e fornecem por grama
aproximadamente o dobro da energia fornecida por carboidratos.
Existem ainda os mono e diacilgliceróis, derivados do glicerol
com 1 ou 2 AG esterificados, respectivamente.
Fosfolipídios: Ou "Lipídios Polares", são lipídios que contém
fosfato na sua estrutura; Os mais importantes são também
derivados do glicerol – fosfoglicerídeos. As outras hidroxilas do
glicerol estão esterificadas a AG; Os fosfoglicerídeos
desempenham importante função na estrutura e função das
membranas biológicas, pois são claramente anfipáticos
Esteróides: São lipídios que não possuem ácidos graxos em
sua
estrutura;
Derivam
do
anel
orgânico
Ciclopentanoperidrofenantreno; Os esteróis - esteróides com
função alcoólica - são a principal subclasse dos esteróides.
Destes, o principal exemplo é o Colesterol; O colesterol é um
esteróide importante na estrutura das membranas biológicas, e
atua como precursor na biossíntese dos esteróides
biologicamente ativos, como os hormônios esteróides e os
ácidos e sais biliares; O excesso de colesterol no sangue é um
dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de
doenças arteriais coronarianas, principalmente o infarto agudo
do miocárdio.
Lipoproteínas: São associações entre proteínas e lipídios
encontradas na corrente sanguínea, e que tem como função
transportar e regular o metabolismo dos lipídios no plasma; A
fração protéica das lipoproteínas denomina-se Apoproteína, e se
divide em 5 classes principais - Apo A, B, C, D e E - e vária
subclasses; A fração lipídica das lipoproteínas é muito variável, e
permite a classificação das mesmas em 5 grupos, de acordo
com suas densidades e mobilidade eletroforética:
VLDL = "Lipoproteína de Densidade Muito Baixa", transporta
triacilglicerol endógeno
IDL = "Lipoproteína de Densidade Intermediária", é formada na
transformação de VLDL em LDL
LDL = "Lipoproteína de Densidade Baixa", é a principal
transportadora de colesterol; seus níveis aumentados no sangue
aumentam o risco de infarto agudo do miocárdio
HDL = "Lipoproteína de Densidade Alta"; atua retirando o
colesterol da circulação. Seus níveis aumentados no sangue
estão associados a uma diminuição do risco de infarto agudo do
miocárdio.
PROTEÍNAS






Compostos orgânicos formados pela associação de alfaaminoácidos. São polímeros, constituídos por monômeros
denominados aminoácidos [ grupamento amina (NH2) +
ácido e ou carboxila (COOH) ligados a um átomo de
carbono ( carbono alfa )].
Formadas por vinte tipos de alfa – aminoácidos, que se
diferem quanto a seus radicais R
Formula Geral
H
O
|
//
H–N–C–C
|
|
\
H R
OH
Aminoácidos não sintetizados pelos animais são chamados
de essenciais: fenilalanina, triptofano, lisina, leucina,
isoleucina. E os aminoácidos que os animais podem
sintetizar são os não essenciais ou naturais: glicina,
alanina, ácidoaspártico, ácido glutâmico.
Ligação Peptídica é a união que se estabelece entre dois
aminoácidos consecutivos na formação da molécula. Vários
aminoácidos em cadeia forma um polipeptídio.
Elas diferem enter si pelo tipo de aminoácido que as
formam, pelo número deles, pela forma que se dispõem na
cadeia polipeptídica e pelo nível de organização molecular
que possuem.
primária ( sequência ), secundária ( hélice )
terciária ( novelo ) e quaternária ( mais de 1 cadeia )
Proteína é uma macromolécula biologicamente ativa,
formada por um ou mais polipeptídio.

Funções: Estrutural ( colágeno, miosina e actina,
queratina ); Hormonal ou reguladora ( insulina ); Defesa
( anticorpos – imunoglobulina e gamaglobulina );
Enzimática ( biocatalizadoras – hidrolases, sintetases,
transferases, oxi-redutases ), Mecânica ( Actina e
miosina – contarção muscular ); Transmissão de impulsos
nervosos ( acetilcolina – sinapses ); transporte
( hemoglobina – hemácias no sangue, mioglobina –
músculos ).
ENZIMAS

Proteínas globulares complexas dotadas de uma região
especial denominada centro ativo (região à qual as
substâncias reagentes – substratos – se adaptam). Elas
participam de quase todas as reações químicas do
organismo. São catalizadoras porque ao participar de uma
reação química modificam a velocidade com que ela ocorre,
e ao final permanecem intactas. Sua função é diminuir a
energia de ativação ( Ea ) para que as reações se
processem. Quando o substrato se une ao centro ativo ,
formando o complexo enzima-substrato, a reação ocorre
formando os produtos e liberando novamente as enzimas.
O Ph, temperatura ( 70º ou + ) e concentração do
substrato influenciam a ação enzimática.
VITAMINAS
As vitaminas são substâncias orgânicas especiais que atuam a
nível celular como desencadeadoras da atividade de muitas
enzimas de relevante importância no metabolismo dos seres
vivos. Por isso, são imprescindíveis à vida são produzidas
atualmente nas estruturas das plantas e por alguns organismos
unicelulares. Os seres mais desenvolvidos necessitam obtê –las
da alimentação.
Classificação:
Hidrossolúveis: solúveis em água.
Vit. C – Antiescorbútica e antioxidante. ( atua na produção
de anticorpos ) Combate também o escorbuto ( inflamação
da gengirva )
Complexo B ( B1, B2, B6, B12 ) ( encontrado no vegetais
e fígasdo animal server para os nervos, pele ... ) a vitamina
B1 combate o beriberi ( tipo de degradação do sistema
nervoso ), PP ou B3 combate o pelagra, B12 combate a
anemia.
Vit. H ( Biotina – antidermatética ) ( atua na queda de
cabelo )
-
-
Lipossolúveis: solúveis em óleos e gorduras.
Vit. A – Retinol – Antixeroftalmica ( encontardo no leite,
manteiga, ovos, cenoura é importante para a visão )
combate a xeroftalmia
Vit. D – Calciferol – Antiraquítica ( importantre para os
ossos ) combate o raquitismo
Vit. E – Tocoferol – Antiestéril e Antioxidante ( maturação
sexual – conmbate a esterelidade e o envelhecimento )
Vit K – Filoquinona – Anti – Hemorrágica ( atua na
coagulação sanguínea )
ÁCIDOS NUCLÉICOS


Assim como as proteínas, os acídos nucléicos também são
polímeros (polinucleotídeos) formado a partir de
monômeros ( nucleotídeos ). O conjunto desses
nucleotídeos formam o ácido nucleico.
Os nucleotídeos por sua vez são formados por 3 grupos
químicos:
fosfato pentose
base nitrogenada
H3PO4
pririmídica.

DNA ou RNA
base púrica ou
Tanto o DNA quanto o RNA possuem quatro bases
nitrogenadas
Duas puricas e duas pirimídicas, ligadas entre si por Pontes
de
Hidrogênio.
BASES
PÚRICAS
PIRIMÍDICAS
DNA
RNA
adenina ( A )
adenina ( A )
guanina ( G )
guanina ( G )
timina ( T )
uracila ( U )
citosina ( C )
citosina ( C )
Os ácidos nucléicos são assim chamados pois, a princípio, foram
identificados como sendo substâncias presentes no núcleo das
células. Porém, atualmente, sabe-se que ocorrem em outras
regiões da células, como nos cloroplastos, nas mitocôndrias e no
citosol. Existem dois tipos de ácidos nucléicos - DNA e RNA.
Diferem quanto a suas subunidades monoméricas, quanto a
estrutura e função. Porém, têm muitas semelhanças entre si.
DUPLICAÇÃO DO DNA ( replicar ) – a enzima principal desse
processo é a DNA polimerase.
I - Rompimento das pontes de hidrogênio e afastamento
das fitas.
II – Os nucleotídeos de DNA livres e que já existem na
célula encaixan-se nas fitas que se afastaram. Porém as
bases precisam ser complementares.
III – As fitas originais já complementadas por novos
nucleotídeos, formará uma nova molécula de DNA.
Em cada molécula há um filamento antigo, que pertencia a molécula original, e uma nova que se formou
sobre a antiga. Por isso esse processo é chamado de
semiconservativo.
SÍNTESE DO RNA ( a partir do DNA )
I – A enzima necessária nesse processo é a RNA
polimerase .
II – Se desfasem as pontes d hidrogênio e se afastam as fitas do DNA.
III – Encaixam-se os nucleotídeos livres de RNA,
em apenas uma fita de DNA ( fita ativa ).
IV – A fita única do RNA já formado se destaca do
Molde do DNA e migra p/ o citoplasma.
V – As dua fitas de DNA voltam a se parear como
antes.
TIPOS DE RNA

RNAm – determina a posição dos aminoácidos nas
proteínas, através da sequência de códons de sua
molécula.

RNAt – transporta aminoácidos específicos, unindo seu
anti-códon ao códon do RNAm.

RNAr – associa-se as proteínas, formando ribossomos que
se combinam com RNAm para formar os polissomos ( parte
integrante dos ribossomos ), importantes na síntese
protéica.


Códon – sequência das bases que codifica um aminoácido
no RNAm , compõe-se por três bases nitrogenadas: UUC,
CCG, AAC, UCU, ...
Anti-códon – trinca de bases nitrogenadas que se
apresentam em uma dada região do RNAt.
SINTESE DE PROTEÍNAS
É composta basicamente de duas fases: TRANSCRIÇÃO do
código genético e TRADUÇÃO desse código. A transcrição
compreende o processo de transferência das instruções contidas
no DNA para o RNAm. Na tradução o RNA orienta a síntese
protéica, indicando não apenas os aminoácidos que serão
utilizados, mas também a posição que eles deverão ocupar na
molécula protéica produzida.

Duplicação do Dna
Exercícios
EXERCÍCIOS
1 ) O papel dos íons fosfato e carbonato no organismo é:
a) facilitar a osmose através da membrana celular.
b) quebrar as moléculas orgânicas maiores em moléculas orgânicas
menores.
c) atuar como componente de estruturas de sustentação.
d) proceder como catalisadores em reações metabólicas intracelulares.
e) regular a transmissão do impulso nervoso.
2 ) Exemplos de polissacarídio, dissacarídio, hexose e pentose,
respectivamente:
a) celulose, sacarose, ribose e frutose.
b) amido, maltose, glicose e desoxirribose.
c) coniferina, lactose, maltose e desoxirribose.
d) amido, celulose, glicogênio e frutose.
e) ácido hialurônico, quitina, frutose e ribose.
3 ) Nos processos vitais dos seres vivos, destacam-se as substâncias
orgânicas que compõem a matéria orgânica. Sobre esta afirmativa,
pode-se
dizer
que:
(a) As pentoses e hexoses são de maior interesse biológico, sendo
representadas respectivamente por frutose e ribose, ambas necessárias
à
produção
de
ácido
nucléico.
(b)As moléculas de glicogênio são constituídas por várias moléculas de
monossacarídeos, como glicose, que constitui a reserva energética nos
animais.
(c) Os glicerídeos compreendem os esteróides formados pela hidrólise
de álcool e ácidos carboxílicos que, em aves e mamíferos, acumulam
gorduras
sob
a
pele,
formando
um
isolante
térmico.
(d) As glicoproteínas resultam da associação entre aminoácidos com o
grupo prostético (carboidrato), cuja função estrutural está relacionada
com
a
manutenção
da
glicemia.
(e) A molécula de ácido nucléico é constituída por centenas de
nucleotídeos, e estes apresentam componentes como o radical fosfato,
uma hexose e uma base nitrogenada.
( ) Lipídio complexo, que apresenta em sua composição átomos de
nitrogênio, sendo abundante no tecido nervoso.
( ) Polissacarídeo de reserva dos animais, armazenado principalmente
nas células do fígado e dos músculos.
( ) Polissacarídeo de reserva das plantas, formado por mais de 1.400
moléculas de glicose.
( ) Ésteres formados pela união de ácidos graxos com álcoois policíclicos
de cadeia fechada e, nos animais, um exemplo é o colesterol.
( ) Polissacarídeo encontrado em maior abundância na natureza e
constitui o principal componente estrutural da parede celular das células
vegetais.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência numérica correta,
correspondente à 1ª coluna :
a) 5, 4, 3, 2, 1
b) 5, 4, 1, 2, 3
c) 4, 5, 3, 1, 2
d) 4, 3, 2, 1, 5
e) 3, 2, 5, 4, 1
6 ) Considere as seguintes afirmativas:
I - As proteínas são moléculas de grande importância para os
organismos; atuam tanto estruturalmente como também
metabolicamente.
II - As enzimas são proteínas que atuam como catalisadores biológicos.
III - Existem proteínas que atuam como linhas de defesa do organismo e
algumas delas são conhecidas como anticorpos.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I
(B) Apenas II
(C) Apenas III
(D) Apenas II e III
(E) l, II e III
7 ) Analise os esquemas abaixo:
ESQUEMA I
ESQUEMA II
4 ) Sobre os compostos orgânicos dos seres vivos, associe a 1ª coluna,
com números entre parênteses, com a 2ª coluna, com parênteses sem
número:
(1) Carboidratos
(2) Lipídios
(3) Proteínas
(4) ácidos nucléicos
( ) Além de se relacionarem com os metabolismos energéticos, exercem,
também, papel de isolantes térmicos, impermeabilizantes, reguladores
ou estruturais.
( ) Tem como função básica atuar como controladoras da atividade
celular.
( ) A principal função biológica dessa categoria de compostos orgânicos
é a liberação de energia para o trabalho celular.
( ) Possuem um papel fundamental no crescimento, uma vez que
desempenham papel estrutural nas células, isto é, são componentes da
membrana plasmática, das organelas dotadas de membrana, do
citoesqueleto e dos cromossomos.
Assinale a seqüência correta:
a) 2, 3, 4, 1
c) 1, 3, 4, 2
b) 3, 2, 1, 4
d) 2, 4, 1, 3
e) 3, 1, 2, 4
5 ) Complete a 2ª coluna, de acordo com a 1ª.
1. Amido
2. Esterídeos
3. Celulose
4. Glicogênio
5. Esfingolipídios
Os esquemas I e II dizem respeito respectivamente a:
a) alteração na estrutura primária da proteína e desnaturação.
b) desnaturação e desligamento da estrutura terciária.
c) alteração na estrutura terciária da proteína e solação.
d) solação e desnaturação.
e) nenhuma das respostas acima
8 ) Relacione a 2ª coluna de acordo com a 1ª:
1 . Vacina antitetânica
(
) contém anticorpos
2. Soro antitetânico
(
) contém antígenos
(
) produz imunidade passiva
(
) induz imunidade ativa
(
) é um toxóide
A resposta correta é:
a) 1, 1, 2, 1, 2.
b) 1, 2, 1, 1, 2.
c) 1, 2, 2, 2, 1.
d) 2, 1, 2, 1, 1.
e) 2, 1, 2, 2, 1.
9 ) Sobre as enzimas, está errado dizer que:
a) são todas proteínas que podem ou não estar associadas a moléculas
de outra natureza.
b) agem acelerando reações químicas que normalmente se
processariam muito lentamente.
c) independentemente da temperatura ou do pH do meio, uma vez
unidas ao substrato sobre o qual agem, as enzimas exercem sua função.
d) há enzimas que agem mais rapidamente do que outras.
e) é possível anular ou diminuir a atividade de uma enzima.
10) Considerando que, no DNA de uma determinada espécie, 35% do
total de bases nitrogenadas é representado pela guanina, a proporção de
adenina é:
a) 15%
b) 35%
CITOLOGIA
I - Célula animal
II – Célula vegetal
c) 45%
d) 65%
e) 70%
CITOLOGIA - QUADRO RESUMIDO E COMPARATIVO DAS ORGANELAS CELULARES
ORGANÓIDES
FUNÇÃO
GENERALIDADES
MEMBRANA PLASMÁTICA
Permeabilidade seletiva , envolve a célula
( modelo de mosaico fluido / Singer e Nicholson ).
Composta por lipídios e proteínas. Possibilita
locomoção, proteção, adesão, absorção, defesa e
nutrição (endocitose) e reconhecimento (glicocalix).
Presente em todos os tipos de células e possui
especialidades : os desmossomos, as
interdigitações (adesão ) e as microvilosidades
( absorção ). Faz transp. Passivo: osmose e
difusão s/ gasto de ATP e Ativo: Bomba de Na
e K c/ gasto de ATP
PAREDE CELULAR
Estrutura mais externa a membrana plasmática,
conferindo maior proteção e resistência à célula.
Existente em bactérias, células vegetais, certas algas
e fungos.
Parede
celular
bacteriana:
possui
peptidoglicano na maioria. Parede celular
vegetal: possui principalmente celulose e
suberina. Parede celular dos fungos: Possui
quitina.
CITOPLASMA
( HIALOPLASMA )
Armazenamento, contenção e local de síntese. Preenche os espaços entre a membrana
Contém
o
citoesqueleto.
Encontram-se
os plasmática e a carioteca. CICLOSE –
Microtubulos
movimento citoplasmático
RETÍCULO
ENDOPLASMÁTICO RUGOSO
(RER)
Síntese e transporte interno
( quando associados com as
ergastoplasma )
RETÍCULO
ENDOPLASMÁTICO LISO
(REL)
Síntese de lipídios e hormônios esteróides Semelhante ao RER, geralmente em menor
( Colesterol ), promove a desintoxicação celular.
quantidade.
COMPLEXO DE GOLGI
Síntese e armazenamento de mucopo-lissacarídeos,
formação do acrossomo do espermatozóide,
formação da lamela média nos vegetais, secreção de
substâncias.
LISOSSOMOS
Vesículas que realizam a digestão celular: Se localizam perto do Complexo de Golgi. São
heterofagia, autofagia ( digestão de organelas), freqüentes nas células animais e raros nas
autólise ( redução da cauda dos girinos / vegetais.
silicose ). Apoptose ( Morte programada de céls.)
RIBOSSOMOS
Atuam no processo de síntese protéica, quando Podem
estar
presos uns aos outros por uma fita de RNA; neste endoplasmático
caso são chamados polissomos ou poliribossomos.
hialoplasma.
PLASTOS
Os cloroplastos sintetizam matéria orgânica
(fotossíntese), constitudo por: estroma, granun,
tilacoides, clorofila A e B. E os leucoplastos
armazenam substâncias de reserva (óleos e amido ).
Há ainda os Cromoplastos ( xantofila/amarela ,
eritrofila/vermelha e clorofiala/verde ), dá cor aos
vegetais.
Presentes apenas na célula vegetal. O
cloroplasto
é um exemplo de organela
endossimbiótica, pois possui DNA, RNA e
proteínas próprias
MITOCÔNDRIAS
Armazena o oxigênio e promove a respiração celular
(obtenção de energia) Formação do ATP
(
adenosina tri fosfato ). Constituída pela “matriz” e
pelas “cristas” mitocondriais.
Conjunto = Condrioma.
Existem em maior quantidade nas células que
consomem maior quantidade de energia ( Ex:
fibras musculares). É um outro exemplo de
organela endossimbiotica, pois possui DNA,
RNA e protéinas próprias.
VACÚOLOS DE SUCO
CELULAR
Atua no equilíbrio osmótico da célula
Presente apenas em células vegetais.
VACÚOLOS DIGESTIVOS
Presente nas células animais ( fagossomo e Conhecido
também
pinossomo )
secundários.
VACÚOLO CONTRÁTIL E
PULSÁTIL
Eliminam o excesso de água da célula.
Presente em protozoários e certas algas.
PEROXISSOMOS
Livrar a cel. de certos resíduos tóxicos
Produz a “catalase” que quebra o H2O2
CENTRÍOLOS ( ORGANELA
MICROTUBULAR )
Forma o fuso mitótico, participa da divisão celular. Estão ausentes nos vegetais superiores. São
Faz parte da estrutura dos cílios e flagelos
comuns em células animais, Localizados no
Centrossomo.
NÚCLEO
Controle das atividades celulares. Produção de RNA.
Composto pela carioteca, nucleoplasma, cromatina
composto pelos nucleossomos ( DNA, histonas ) e
nucléolos ( forma ribossomos ).
de proteínas Disperso por todo o citoplasma até envolvendo
proteínas são externamente a carioteca.
Geralmente está concentrado próximo ao
núcleo. Pode dar origem aos lisossomos.
Formados por unidade ( dictiossomos ou
golgiossomos ).
associados
ao
retículo
rugoso
ou
livres
no
como
lisossomos
Presente na maioria das células podendo ser
central e as vezes excêntrico. As hemácias
não possuem núcleo as cels. Musculares são
polinucleadas.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards