Filosofia da Escolástica Santo Anselmo

Propaganda
PROFESSOR : EVERTON RODRIGUES
Filosofia Medieval (V ao XV)






Neste período Idade Média compreende o período
que vai da queda do Império Romano até a
consolidação do feudalismo na Idade Média, com a
nobreza no poder.
Esse período é marcado pela força espiritual e política
da Igreja Católica. A nobreza é ignorante, o
conhecimento fica restrito aos mosteiros.
A grande questão debatida é a relação entre a fé e a
razão, entre filosofia e teologia.
Filosofia cristã tem dois grandes períodos:
Patrística: século I até o século VII
Escolástica: século XIII até o século XIV
Filosofia Patrística
-
É anterior ao início da Idade Média, mas é o período
em que se faz a síntese da doutrina cristã e a filosofia
grega, tendo forte influência para filosofia medieval.
- Os primeiros pensadores elaboraram textos sobre a fé
e a revelação cristã. Buscaram conciliar o
cristianismo ao pensamento filosófico dos gregos.
- Filosofia patrística introduz idéias novas:
 A criação do mundo por Deus;
 Pecado original;
 Deus e a trindade una;
 Encarnação e morte de Deus, juízo final, ressurreição;
 Origem do mal, já que tudo foi criado por Deus;
- As idéias cristãs eram impostas pelos Padres por meio
das verdades reveladas por Deus, eram irrefutáveis e
inquestionáveis: os dogmas
Santo Agostinho
- Santo Agostinho principal nome da
patrística era bispo de Hipona, uma cidade
do norte da África que retomou a
dicotomia de Platão, mundo sensível e
mundo das idéias (mundo perfeito), mas
substitui o mundo das idéias pelo mundo
divino, e para se alcançar o mundo divino
(o mundo perfeito), era preciso seguir o
caminho da fé.
- Para ele a alma humana é superior ao corpo
e, por ser superior, deve reinar e dirigi-lo à
prática do bem.
- A verdadeira liberdade estaria na submissão
do corpo ao espírito, as ações humanas à
vontade de Deus.
Caminho intelectual de Agostinho
Portanto, pode-se concluir que Agostinho é Neoplatônico e
cristão, pois utilizou, principalmente, as teorias de Platão para
fundar as bases intelectuais do cristianismo no ocidente. Veja:
Pensamento de Platão:







Mundo das Idéias
Mundo das Sombras
Idéias
Cópias ou Sombras
Alma
Deus
Homem
Pensamento de Agostinho:
Cidade de Deus.
Cidade dos Homens.
O pensamento de Deus.
Criações de Deus.
Sopro divino.
Luz.
Imagem e semelhança de Deus.
Filosofia da Escolástica
- Igreja Romana, cada vez mais forte, dominava a
Europa, coroava reis, organizava Cruzadas, criava as
escolas. A escolástica continua o trabalho de adequar
a herança do pensamento filosófico clássico às
verdades teológicas.
- Fé significava a crença irrestrita às verdades reveladas
por Deus. É a religião que vai fundamentar os
princípios morais, políticos da sociedade medieval.
- A principal discussão é a questão da razão e da fé, da
filosofia e da teologia.
- Iniciadores da Escolástica – Santo Anselmo (10331109) e Pedro Abelardo (1079-1142)

Santo Anselmo = a fé é um instrumento
necessário para a compreensão racional
das verdades reveladas, mesmo porque a
razão humana é um instrumento falho e
limitado.

Pedro Abelardo = procura estabelecer
uma série de debates com as mais
importantes autoridades eclesiásticas.
Afirmava que apenas a razão teria
condições para determinar a verdade.
São Tomás de Aquino
- É a figura mais destacada do pensamento
cristão medieval. Elaborou os princípios da
doutrina cristã baseado no pensamento
aristotélico. (sistema que compatibiliza o
aristotelismo e o cristianismo); ou seja, ele
vai através da argumentação e estruturação
lógica de Aristóteles comprovar a
existência de Deus.
- Não conhecemos a essência do criador, mas
podemos conhecê-lo pela sua criação.
- Baseando-se nesses princípios São Tomás
reativa o mundo natural, pois o mundo
natural é criação de Deus.
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards