Slide 1

Propaganda
A Arte do Antigo Egito
Bianca Lobato
Carlos Arrelias
Evandson Muniz
Mario Furtado
A arte egípcia é demarcada por diferentes épocas e estilos:
• Período Arcaico
• Império Antigo
• Império Médio
• Império Novo
• Época Baixa
• Período Ptolemaico
O faraó é o representante de Deus na Terra. A sua imagem deve
ser exaltada e homenageada constantemente, assim como as
outras divindades da crença.
Esta é a máscara funerária
de TutanKhamon.
No ano de 2007 o tumulo
de Tutankhamon foi aberto
e seu interior foi mostrado
pela primeira vez.
Este é o encosto do trono real de TutanKhamon.
Os túmulos são um dos marcos mais importantes da arte egípcia.
Estilo e Normas
As representações
artísticas estão repletas de
significados que ajudam a
caracterizar figuras.
A harmonia e o equilíbrio
deve ser mantida, qualquer
perturbação no sistema
pode significar um distúrbio
na vida após a morte.
Para atingir o objetivo de harmonia
são utilizadas linhas simples, formas
estilizadas, níveis retilíneos de
estruturação de espaços, manchas de
cores uniformes a quais são
atribuídos significados próprios.
A simbologia ajuda na
simplificação da
mensagem transmitida
criando um sentido de
ordem e racionalidade.
Pintura de oferendas na câmara tumular de Menna
Pintura na câmara tumular de
Nefertari, mulher de Ramses II.
Obs: Além do Faraó, os
membros de sua família
também eram tratados
como divindade, assim
como os membros da alta
sociedade. Todos tem o
privilégio de ter acesso a
outra vida.
A hierarquia social e religiosa é artisticamente
representada na diferença de tamanhos aos
personagens retratados.
O faraó sempre será a maior figura
presente numa representação
bidimensional
O faraó sempre terá estatuas e
espaços arquitetônicos monumentais
Não é usada noção de
perspectiva, mas poder e
importância é que
determinam a dimensão .
As cores
A arte egípcia, à semelhança da arte
grega, apreciava muito as cores. As
estátuas, o interior dos templos e dos
túmulos eram profundamente coloridos.
As cores encontravam-se carregadas de
simbolismo, que se descreve de seguida:
Cor Preta: Estava associado à noite
e à morte, mas também poderia
representar a fertilidade e a
regeneração.
Cor Branca: era a cor da pureza e
da verdade.
Cor Vermelha: O seu significado
era ambivalente: por um lado
representava a energia, o poder e
a sexualidade, por outro lado
estava associado ao maléfico
deus Set
Cor Amarela: Dado que o sol
e o ouro eram amarelos, os
Egípcios associaram esta cor
à eternidade.
Cor Verde: Simboliza a
regeneração e a vida
Cor Azul: Estava associado
ao rio Nilo e ao céu.
Lei da Frontalidade
O corpo humano,
especialmente o de figuras
importantes, é representado
utilizando dois pontos de
vista simultâneos, os que
oferecem maior informação
e favorecem a dignidade da
personagem:
• Os olhos, ombros e peito
representam-se vistos de
frente; a cabeça e as pernas
representam-se vistos de
lado.
Escultura
Em relação a escultura egípcia podem ser
estabelecidas diferenças de concepção entre a
estatuária real e a estatuária de particulares. Na
primeira verifica-se um desejo de imponência,
enquanto que a segunda tende para um maior
realismo.
A escultura egípcia muitas vezes está
complementando a arquitetura.
Os materiais utilizados na
escultura deste período foram
diorite, granito, xisto, basalto,
calcário e alabastro.
Arquitetura
A arquitetura egípcia é monumental.
A primeira pirâmide, "pirâmide de
degraus", é construída pelo
arquiteto Imhotep, como tumba
de Djoser.
Templo de Hatchepsut
Templo de Karnak
Pinturas
•Tem baixo relevo
• Retrata o cotidiano
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards