Tensão de saída

Propaganda
Apresentação de conceitos e
características técnicas do
Inversor de Tensão Chaveado
ICS-300-012-XXX-1G0X
utilizado no “Sistema Individual de
Geração de Energia Elétrica
com Fontes Intermitentes - SIGFI”
Marcos Antônio Paulão
Empresa
HISTÓRICO E MISSÃO
A Orbe Brasil foi fundada em 1998 por profissionais com mais de 20 anos de
experiência no desenvolvimento,
fabricação e comercialização de
equipamentos eletrônicos.
Observando a alta velocidade das evoluções tecnológicas, o objetivo era criar
uma linha de equipamentos que possibilitasse o fornecimento de energia e
sinalização visual ou acústica para diversas aplicações em mercados que exigiam
alta disponibilidade e segurança.
História
A meta sempre foi entender a necessidade do mercado e manter a evolução
tecnológica dos equipamentos sempre à frente, resultando numa excelente
relação custo-benefício para nossos clientes.
Para garantir uma relação eficiente
com os nossos clientes, oferecemos
suporte por meio do atendimento
técnico e comercial de segunda
a sexta das 08h00 às 17h00 pelo
telefone (11) 3855-0077.
Estamos à disposição para
esclarecer eventuais dúvidas
e aguardamos o seu contato!
Apresentação
Esta apresentação tem como objetivo agregar e ampliar os conhecimentos
técnicos aos profissionais de manutenção em “Sistemas Individuais de Geração de
Energia Elétrica com Fontes Intermitentes – SIGFI ” contratados pela Coelba,
melhorando desta forma possíveis trocas desnecessárias de equipamentos.
Durante este evento vamos proporcionar aos participantes:
• Conhecer o funcionamento e características técnicas básicas dos equipamentos
utilizados no SIGFI;
• Conhecer e identificar o equipamento ICS-300-012-XXX-1G0X fornecido pela
Orbe Brasil utilizado no SIGFI;
Objetivo
• Conhecer os métodos e as ferramentas necessárias para analisar e verificar o
funcionamento do ICS-300-012-XXX-1G0X;
• Identificar possíveis falhas no equipamento ICS-300-012-XXX-1G0X e definir se
deve ou não substituí-lo durante o atendimento da chamada;
• Entender a importância na aquisição e retenção de dados sobre as ocorrências
atendidas no campo nos sistemas “SIGFI”.
SIGFI 13
Descrição
A Agência Nacional de Energia
Elétrica
(ANEEL),
aprovou
a
Resolução Normativa nº 083, de 20
de
setembro
de
2004,
que
regulamentou a utilização dos
Sistemas Individuais de Geração de
Energia
Elétrica
com
Fontes
Intermitentes (SIGFI’s).
Disponibili
Potência
dade
Autonomia
Mínima
Mensal
mínima Disponibilizad
Garantida
(dias)
a (W)
(kWh)
Classes de
Atendimento
Consumo
Diário de
Referência
(Wh/dia)
SIGFI13
435
2
250
13
SIGFI30
1000
2
500
30
SIGFI45
1500
2
700
45
SIGFI60
2000
2
1000
60
SIGFI80
2650
Fonte: ANEEL (2004)
2
1250
80
Na classe SIGFI 13 a disponibilidade
mensal é de 13kWh, possibilita a
utilização de lâmpadas e pequenos
aparelhos domésticos, tais como
rádio AM/FM, ventilador e pequeno
aparelho de TV, por 1 a 4 horas por
dia dependendo do uso conjunto
que se faça. Não é possível utilizar
geladeiras.
A COELBA instalou SIGFI13 desde
julho de 2005. Neste período, foram
instalados mais de18.000 sistemas.
A imagem mostra uma residência
atendida com o SIGFI 13
(disponibilidade mensal de 13 kWh).
Composição
SIGFI 13
Um Sistema Autônomo de Geração é composto por: módulo
fotovoltaico, controlador de carga, bateria e inversor de tensão.
SIGFI 13
Placa Fotovoltaica
Tensão de saída (carga) ................................ 17,8 Vcc
Tensão de saída (aberto) .............................. 21,0 Vcc
Corrente de saída ............................................. 9,0 A
Características técnicas
Controlador
Tensão de saída (bateria) .............................. 14,3 Vcc
Corrente de saída (bateria)........................... 10,0 A
Bateria
Tensão .............................................................. 12,0 Vcc
Corrente ..........................................................100,0 A
Inversor
Tensão de entrada (nominal) ...................... 12,0 Vcc
Corrente de entrada (nominal) .................. 29,0 A
Tensão na saída ............................. 127,0 .... 220,0 Vca
Corrente de saída ............................ 2.36 ...... 1,36 A
SIGFI 13
PAÍNEIS
FOTOVOLTAÍCOS
CONTROLADOR
DE CARGA
INVERSOR
CC
CC
DC
Funcionamento
CARGAS
CA
BATERIAS
O módulo fotovoltaico também chamado de painel ou placa fotovoltaica é um
conjunto de células agrupadas montadas sobre uma estrutura rígida e
conectadas eletricamente. O controlador de carga é utilizado para prolongar a
vida útil da bateria, regular a carga advinda da placa fotovoltaica e proteger a
bateria de sobrecargas ou descargas excessivas. A bateria, por sua vez, é
responsável por manter o fornecimento constante de energia nos períodos de
maior ou menor insolação. O inversor é um dispositivo eletrônico que transforma
a eletricidade de tensão e corrente (CC) em tensão e corrente alternadas (CA).
ICS-300
uma
Os inversores de tensão chaveados da
família ICS-300, proporcionam em sua
saída uma tensão CA de onda senoidal
pura a partir de uma fonte CC em sua
entrada.
Utilizando
tecnologia
digital
microcontrolada no comando dos estágios de
potência e controle, garantindo
excelente performance nas mais variadas
aplicações onde é utilizada.
A etapa de potência utiliza tecnologia IGBT, garantindo alta eficiência e
segurança, resultando num equipamento compacto e moderno. O sistema digital
de autocheck interno, gerenciamento da temperatura, monitoramento com
alarme de todos os parâmetros elétricos são características que conferem
segurança e eficiência.
Descrição
Com rendimento na transformação de Vcc para Vca em plena carga, superior a
85%, a família ICS-300 é perfeita para aplicações que necessitam otimizar ao
máximo a utilização da carga dos elementos acumuladores fornecedores de
tensão Vcc.
Um sistema digital de detecção de ausência de carga na saída Vca diminui
consideravelmente o autoconsumo. Este sistema é configurado por chave de
seleção o que torna sua aplicação muito flexível.
O ICS-300 da Orbe atende a todos os requisitos técnicos da resolução normativa da
ANEEL, sendo conferido por meio do INMETRO o selo do programa PROCEL de
etiquetagem para produtos certificados.
ICS-300
Parâmetros
127Vca
Tensão
12Vcc
Entrada
Corrente
O inversor é dotado de filtros internos que atenuam os ruídos gerados pelo circuito eletrônico
e evita a recepção de ruídos externos oriundos dos equipamentos conectados à fonte de
alimentação CC.
Inversão de
polaridade
Tensão
Corrente
Potência
127Vca (+/- 5%)
220 Vca (+/- 5%)
2,36 A
1,36 A
60 Hz
Forma de onda
Autoconsumo
A entrada do inversor é protegida pelo diodo do Mosfet e por fusível. Quando houver
inversão de polaridade o fusível abre, protegendo o equipamento. Para retornar à
normalidade basta providenciar a reposição do fusível.
300 V.A
Frequência
Modo pulsante
desligado
Senoidal pura
< 3% da potência total da saída
Saída
Modo pulsante ligado
Sobrecarga
Proteções
Curto circuito
Rigidez dielétrica
Geral
Características elétricas
29 A
Filtro de ruído
Proteções
220Vca
Temperatura de trabalho
O inversor possui um monitoramento microcontrolado que ao detectar uma sobrecarga de
120% da potência de saída, mantém o equipamento funcionando durante 3 minutos e logo
após desliga-o, se a sobrecarga for 150% o equipamento funcionará apenas por 1 minuto, e
depois é desligado. Retirando a sobrecarga, o inversor volta a funcionar.
Quando o inversor detecta curto circuito na saída ele é automaticamente desligado. A cada
3 segundos são feitas tentativas de rearme, quando o curto é retirado o inversor volta a
funcionar.
1500 Vca
De 0 a 50°C o inversor trabalha a 300 VA, se aumentar de 50 a 70°C deverá reduzir a
potência linearmente até 120VA.
ICS-300
Funcionamento
A Fonte Auxiliar é responsável por alimentar todas as outras etapas do inversor.
Além de alimentar a fonte principal, o chaveamento da senoide e o
microcontrolador, esta etapa fornece uma tensão proporcional ao nível de tensão
da bateria, utilizada para a detecção de subtensão e sobretensão de entrada.
A Fonte Principal eleva a tensão de entrada CC, esta tensão é disponibilizada
para a etapa de potência que gera a tensão de saída.
O Chaveamento da Senoide utiliza alta tensão CC da fonte principal gerando a
senoide via IGBT que é acionado por meio do microcontrolador. Nesta etapa, há
um circuito detector de curto na saída, monitor de corrente de saída e um sensor
de temperatura.
O Microcontrolador carrega um software que monitora e controla todas as etapas
acima. É por meio dele que as proteções eletrônicas atuam e no caso de algum
evento de falha, o mesmo processa o desligamento automático da saída do
inversor.
ICS-300
Proteção eletrônica e sinalização
NÍVEL
EVENTO
SINALIZAÇÃO
Chave de seleção 2
Buzzer
LED
Inversor
ON
OFF
Alarme de Subtensão
11,7V
12,1
Acionado
Verde
Ligado
Desconexão por Subtensão
11,5V
11,9
Acionado
Laranja
Desligado
Retorno da Subtensão
12,5V
12,5
Desligado
Verde
Ligado
Alarme de Sobretensão
14,8V
Acionado
Verde
Ligado
Desconexão por Sobretensão
15,3V
Acionado
Laranja
Desligado
Retorno da Sobretensão
15V
Desligado
Verde
Ligado
Alarme de Sobretemperatura
70ºC
Acionado
Verde
Ligado
Desconexão por Sobretemperatura
75ºC
Acionado
Laranja
Desligado
Sobrepotência (120%)
Após 3 minutos acima de 120%
da potencia nominal
Acionado
Laranja
Desligado
Sobrepotência (150%)
Após 1 minutos acima de 150%
da potencia nominal
Acionado
Laranja
Desligado

Desligado
Laranja
Desligado
Curto
Ferramentas e documentos
TESTES
Voltímetro com
escalas CA e CC
Alicate
amperímetro
escalas CA e CC
Cabos
Alicate de crimpar
Chaves de fenda e
philips
Terminais
Alicate de corte
Formulário ou
relatório de
atendimento,
manuais, descritivos
técnicos etc
TESTES
A1
PAÍNEIS
FOTOVOLTAÍCOS
A3
CONTROLADOR
DE CARGA
A4
A6
A5
DISJUNTOR
INVERSOR
CC
CC
CA
DC
Medições importantes
V1
V2
CARGAS
V3
V4
V5
V6
V7
V8
A7
V9
BATERIAS
“V” utilizar
voltímetro
“A” utilizar
alicate
amperímetro
Valores típicos
TESTES
MEDIDA
TIPO
FERRAMENTA
DESCRIÇÃO
VALOR TÍPICO
CONDIÇÃO
V1
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DAS
PLACAS
17,8VCC
ESTA TENSÃO PRÓXIMA OU IGUAL DE 17,8VCC MOSTRA
AUSÊNCIA DE CONSUMO DO SISTEMA.
V2
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO
CONTROLADOR
17,8VCC
ESTA TENSÃO ABAIXO DE 10,0VCC MOSTRA POSSÍVEL FALHA
DE CONEXÃO OU DEFEITO NA PLACA (COM SOL PLENO).
A1
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DO
CONTROLADOR
9A
V3
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO
CONTROLADOR
14,3VCC
14,3VCC
ESTE CONSUMO PRÓXIMO DE 0A MOSTRA POSSÍVEL FALHA DE
CONEXÃO OU DEFEITO NA PLACA (COM SOL PLENO).
UMA GRANDE DIFERENÇA ENTRE ESTAS MEDIDAS MOSTRA
POSSÍVEL FALHA DO CONTROLADOR OU CONEXÕES ENTRE OS
MESMOS.
V4
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO
DISJUNTOR
V5
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DA BATERIA
14,3VCC
A2
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DA BATERIA +
INVERSOR
9A
ESTE CONSUMO PRÓXIMO DE 0A MOSTRA POSSÍVEL FALHA DO
CONTROLADOR, DISJUNTOR ABERTO, FALHA DO INVERSOR.
A3
ICC
AMPERIMETRO CONSUMO DO INVERSOR
29A (MAX)
ESTE CONSUMO PRÓXIMO DE 0A MOSTRA POSSÍVEL FALHA DO
CONTROLADOR, DISJUNTOR ABERTO, FALHA DO INVERSOR.
A4
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DA BATERIA
9A
V6
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO
DISJUNTOR
14,3VCC
V7
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO
INVERSOR
14,3VCC
A6
ICC
V8
VCA
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO
INVERSOR
127VCA OU
220VCA
ESTE CONSUMO PODE VARIAR COM O CONSUMO DA
CARGA.
ESTA TENSÃO PODE VARIAR SOMENTE DENTRO DA
TOLERÂNCIA.
V9
VCA
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DAS
CARGAS
127VCA OU
220VCA
ESTA TENSÃO PODE VARIAR SOMENTE DENTRO DA
TOLERÂNCIA.
A7
ICA
AMPERIMETRO CONSUMO DO INVERSOR
AMPERIMETRO CONSUMO DAS CARGAS
29A (MAX)
ESTE CONSUMO PODE VARIAR EM FUNÇÃO DA CONDIÇÃO
DE CARGA DA BATERIA.
UMA GRANDE DIFERENÇA ENTRE ESTAS MEDIDAS MOSTRA
POSSÍVEL FALHA DO CONTROLADOR OU CONEXÕES ENTRE OS
MESMOS.
2,36A OU 1,36A ESTE CONSUMO PODE VARIAR COM O CONSUMO DA
(MAX)
CARGA.
FALHAS
EFEITO
BUZZER
Causa e efeito
DESL
LED
APAGADO
INVERSOR
DESL
CAUSA
SOLUÇÃO
CHAVE NA POSIÇÃO DESLIGA OU BORNE REMOTO
DESLIGADO NO EQUIPAMENTO
MUDAR CHAVE PARA POSIÇÃO LIGA OU A REFAÇA A CONEXÃO
DO BORNE REMOTO NO EQUIPAMENTO, VERIFIQUE SE O LED
ASCENDE VERDE E REESTABELCE A TENSÃO DE SAÍDA. ESTANDO EM
FUNCIONAMENTO NORMAL NÃO É NECESSARIO TROCAR O
EQUIPAMENTO.
CHAVEAMENTO DE ENTRADA DA FONTE PRINCIPAL EM
CURTO
DESCONECTE OS CABOS DA ENTRADA CC, COM UM MULTIMETRO.
VERIFIQUE A CONTINUIDADE ENTRE O BORNE POSITIVO E
NEGATIVO, CASO ESTEJA EM CURTO, TROCAR O INVERSOR.
ESTANDO NORMAL, VERIFIQUE A CONTINUIDADE DOS FUSÍVEIS DE
ENTRADA ANTES DE CONECTAR OS CABOS NOVAMENTE.
FUSÍVEL ABERTO POR INVERSÃO DE POLARIDADE NA
CONEXÃO DOS CABOS DA ENTRADA CC
DESCONECTE OS CABOS DA ENTRADA CC, COM UM MULTIMETRO
E VERIFIQUE A CONTINUIDADE DOS FUSÍVEIS DE ENTRADA, CASO
ESTEJAM ROMPIDOS, SUBSTITUA-OS, VERIFIQUE A POLARIDADE DOS
CABOS DA BATERIA, RELIGUE OS CABOS E VEIRIFIQUE SE O LED
ASCENDE VERDE E REESTABELECE A TENSÃO DE SAÍDA, ESTANDO
EM FUNCIONAMENTO NÃO PRECISA TROCAR O INVERSOR.
LIG
LARANJA
DESL
CONSUMO NA SAÍDA AC FORA DA FAIXA DE OPERAÇÃO
MENOR QUE 120% DA POTENCIA NOMINAL DURANTE 1
MINUTO OU 150% DA POTENCIA NOMINAL DURANTE 3
MINUTOS
LIG
VERDE
LIG
CONSUMO NA SAÍDA AC FORA DA FAIXA DE OPERAÇÃO
MENOR QUE 110% DA POTENCIA NOMINAL
X
X
DESL
CHAVEAMENTO DE SAÍDA DO GERADOR DE SENOIDE EM
CURTO
LIG
LARANJA
DESL
TENSÃO DE ENTRADA CC FORA DA FAIXA DE OPERAÇÃO
MAIOR QUE 11,5VCC (SELEÇÃO 2 ON) / 11,9VCC
(SELEÇÃO 2 OFF) E MENOR QUE 15,3VCC
LIG
VERDE
LIG
TENSÃO DE ENTRADA CC FORA DA FAIXA DE ALARME
MENOR QUE 11,7VCC (SELEÇÃO 2 ON) / 12,1VCC
(SELEÇÃO 2 OFF) E MAIOR QUE 14,8VCC
LIG
LARANJA
DESL
TEMPERATURA AMBIENTE MAIOR DO QUE 50° OU
TEMPERATURA INTERNA DO EQUIPAMENTO MAIOR QUE
75°
LIG
VERDE
LIG
TEMPERATURA AMBIENTE MAIOR DO QUE 50° OU
TEMPERATURA INTERNA DO EQUIPAMENTO MAIOR QUE
70°
DESCONECTE OS CABOS DA SAÍDA CA, VERIFIQUE SE O LED
ASCENDE VERDE E REESTABELECE A TENSÃO DE SAÍDA. ESTANDO
EM FUNCIONAMENTO NORMAL NÃO É NECESSARIO TROCAR O
EQUIPAMENTO, ANTES DE RECONECTAR A CARGA NA SAÍDA CA,
INVESTIGAR DENTRO DA UNIDADE OS SOQUETES, LÂMPADAS,
TOMADAS, EMENDAS ETC. ELIMINAR O CURTO OU COMPONENTE
DANIFICADO.
COM UM MULTIMETRO MEDIR A TENSÃO CC, DA PLACA
FOTOVOLTAICA, CONTROLADOR E BATERIA, VERIFICAR POSSÍVEIS
PERDAS EM CONEXÕES DEGRADADAS OU AQUECENDO.
REGULAÇAO DO CONTROLADOR E ESTADO DA BATERIA,
REESTABELECENDO A TENSÃO CC DENTRO DA FAIXA E EM
FUNCIONAMENTO NORMAL NÃO E NECESSÁIO TROCAR O
EQUIPAMENTO.
VERIFICAR ALTERAÇÃO TEMPERATURA NO AMBIENTE POR POSSÍVEIS
ALTERAÇÕES NA CAIXA ONDE ESTÁ INSTALADO OS EQUIPAMENTOS
OU MUDANÇA DE LOCAL DE INSTALAÇÃO. AGUARDAR O
RELIGAMENTO, MONITORAR O AQUECIMENTO DURANTE ALGUNS
MINUTOS, ESTANDO EM FUNCIONAMENTO NORMAL NÃO É
NECESSÁRIO TROCAR O EQUIPAMENTO.
Imagens de falhas encontrada
FALHAS
ESTATÍSTICA
A estatística é uma ferramenta que nos ajuda a analisar grandes massas de
dados de forma a extrair pontos convergentes de maneira correta, por meio
da tendência, para nortear as ações ou opiniões sobre determinado objeto
de estudo, seja serviço, comparação, produto, eficiência etc.
Retenção de dados
Utilizar formulários formatados para coletar dados de determinada atividade
e os componentes relacionados é a principal forma de seguir melhorando os
resultados de uma organização.
Em cada ocorrência atendida, se de forma simples houver um relato
transcrito das condições encontradas e das ações executadas e estas
informações forem armazenadas e depois tratadas, com certeza o resultado
vai poder colaborar na melhoria de todo o processo que envolve a
atividade.
Para a Orbe Brasil, estas informações são fontes valiosas de conhecimento
que vem diretamente da linha de frente que atua na instalação e
manutenção dos equipamentos fabricados pela empresa.
Por este motivo atuamos próximos aos nossos clientes, sempre disponível para
interagir, com o objetivo de melhorar nossos produtos, proporcionado desta
forma mais eficiência e satisfação.
ESTATISTICA
SINALIZALÇÃO
CONDIÇÃO
OBSERVAÇÃO
LED
BUZZER
INVERSOR
Modelo para coleta de dados
DISJUNTOR
MEDIDA
TIPO
FERRAMENTA
DESCRIÇÃO
V1
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DAS PLACAS
V2
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO CONTROLADOR
A1
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DO CONTROLADOR
V3
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO CONTROLADOR
V4
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO DISJUNTOR
V5
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DA BATERIA
A2
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DA BATERIA + INVERSOR
A3
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DO INVERSOR
A4
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DA BATERIA
V6
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO DISJUNTOR
V7
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO INVERSOR
A6
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DO INVERSOR
V8
VCA
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO INVERSOR
V9
VCA
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DAS CARGAS
A7
ICA
AMPERIMETRO
CONSUMO DAS CARGAS
CAUSA
VALOR
OBSERVAÇÃO
SOLUÇÃO
Exemplo 1
ESTATÍSTICA
SINALIZALÇÃO
CONDIÇÃO
LED
LARANJA
BUZZER
LIGADO
INVERSOR
DESLIGADO
DISJUNTOR
LIGADO
OBSERVAÇÃO
TEMPERATURA NORMAL
MEDIDA
TIPO
FERRAMENTA
DESCRIÇÃO
VALOR
V1
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DAS PLACAS
16,8VCC
V2
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO CONTROLADOR
16,8VCC
A1
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DO CONTROLADOR
1A
V3
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO CONTROLADOR
14,3VCC
V4
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO DISJUNTOR
14,3VCC
V5
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DA BATERIA
14,3VCC
A2
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DA BATERIA + INVERSOR
1A
A3
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DO INVERSOR
0A
A4
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DA BATERIA
1A
V6
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO DISJUNTOR
14,3VCC
V7
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO INVERSOR
11,0VCC
A6
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DO INVERSOR
0A
V8
VCA
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO INVERSOR
0VCA
V9
VCA
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DAS CARGAS
0VCA
A7
ICA
AMPERIMETRO
CONSUMO DAS CARGAS
0A
OBSERVAÇÃO
TESTE AS 1100 AM
DESLIGADA DO CONTROLADOR 12,0VCC
BATERIA CARREGADA
DESLIGADO
CAUSA
SOLUÇÃO
O DESLIGAMENTO OCORRE POR SUBTENSÃO NA ENTRADA CC DO
INVERSOR, DETECTADO PROBLEMA COM A CONEXÃO DE ENTRADA.
REFAZER A CONEXÃO DOS CABOS DE ENTRADA, RETORNOU A
NORMALIDADE.
Exemplo 2
ESTATÍSTICA
SINALIZALÇÃO
CONDIÇÃO
LED
LARANJA
BUZZER
LIGADO
INVERSOR
DESLIGADO
DISJUNTOR
LIGADO
OBSERVAÇÃO
TEMPERATURA NORMAL
MEDIDA
TIPO
FERRAMENTA
DESCRIÇÃO
VALOR
V1
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DAS PLACAS
15,8VCC
V2
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO CONTROLADOR
15,6VCC
A1
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DO CONTROLADOR
1A
V3
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO CONTROLADOR
14,0VCC
V4
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO DISJUNTOR
13,9VCC
V5
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DA BATERIA
13,9VCC
A2
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DA BATERIA + INVERSOR
3A
A3
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DO INVERSOR
0A
A4
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DA BATERIA
3A
V6
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO DISJUNTOR
13,8VCC
V7
VCC
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DO INVERSOR
13,9VCC
A6
ICC
AMPERIMETRO
CONSUMO DO INVERSOR
0A
V8
VCA
VOLTIMETRO
TENSÃO DE SAÍDA DO INVERSOR
0VCA
V9
VCA
VOLTIMETRO
TENSÃO DE ENTRADA DAS CARGAS
0VCA
A7
ICA
AMPERIMETRO
CONSUMO DAS CARGAS
0A
OBSERVAÇÃO
TESTE AS 1400 PM
DESLIGADA DO CONTROLADOR 11,8VCC
BATERIA CARREGADA
DESLIGADO
CAUSA
SOLUÇÃO
O DESLIGAMENTO DO INVERSOR OCORRE POR FALHA INTERNA,
TENSÃO DE ENTRADA CC NORMAL, DESCONECTADA A CARGA DA
SAÍDA E RELIGANDO O DISJUNTOR PARTE COM LED VERDE E LOGO
EM SEGUIDA DESLIGA, ACIONA BUZZER E LED LARANJA.
TROCA DO INVERSOR E VERIFICAÇÃO DAS CARGAS DENTRO DA
UNIDADE.
AGRADECIMENTO
Agradecemos a oportunidade e nos
colocamos à disposição para
eventuais esclarecimentos adicionais.
Contate a Orbe Brasil
Telefone: (011) 3855-0077
(segunda a sexta-feira das 08h00 às 17h00)
E-mail comercial:
[email protected]
www.orbebrasil.com.br
Download
Random flashcards
Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards