SUDESTE DA ÁSIA

Propaganda
SUDESTE DA ÁSIA
1- Conjunto
Aspectos gerais
regional localizado
entre o oceano Índico, a oeste, e
o oceano Pacífico, a leste, o
Sudeste da Ásia constitui um
ponto de contato entre a Ásia e a
Oceania. Ao sul de alguns países
insulares do Sudeste Asiático,
como a Indonésia, situam-se a
Austrália e as ilhas que, junto com
ela, formam a Oceania ou
Novíssimo Continente. Costumase dividir essa região asiática em
duas
porções
fisicamente
diferentes: a parte continental e a
parte insular.
1.1- Existem atualmente dez
países independentes no Sudeste
Asiático: quatro localizados na
sua porção continental – Camboja, Vietnã, Laos e Tailândia – e seis localizados na porção insular.
1.2- Quase todos os países continentais estão situados na península da Indochina. Essa península constitui uma
espécie de prolongamento, para o mar, da China e de Mianma.
1.3- Alguns países insulares são minúsculos, com Cingapura e Brunei. Outros como a Indonésia, ocupam muitas ilhas
e as maiores delas. Uma parte do território indonésio fica na porção ocidental da ilha de Nova Guiné, um país do
Novíssimo Continente.
1.4- Ao contrário de outras regiões da Ásia, no Sudeste Asiático predominam as baixas altitudes, que atingem no
máximo quatrocentos metros. Apenas na Indonésia Existem alguns montes que ultrapassam três mil metros. O clima é
quente e úmido – tropical monçônico –, semelhante ao que predomina no Sul da Ásia.
População e economia
2- A população dos países desta região é predominantemente rural, concentrando-se no litoral e nos vales fluviais. No
Camboja, por exemplo, cerca de 84% da população ainda vive no meio rural – e apenas 16% nas cidades. No Vietnã,
cerca de 76% da população total ainda vive no maio rural; na Tailândia, 78%; no Laos, 76%; e na Indonésia, 60%.
Apenas o Brunei tem uma elevada proporção de população urbana (72%), seguido pelas Filipinas (62%) e pela
Indonésia (60%).
2.1- Não existe nenhuma metrópole gigantesca nessa região do globo, com exceção de Jacarta, na Indonésia, que
possui quase 12 milhões de habitantes. As demais grandes cidades são: Bangcoc, na Tailândia (6 milhões); Ho Chin
Minh (antiga Saigon), no Vietnã (4 milhões); Cingapura (3,5 milhões); Hanói , no Vietnã (3 milhões); e Surubaia, na
Indonésia (2,8 milhões).
2.2- Dois países se destacam, nesse conjunto regional, por sua elevada renda per capita e seu alto grau de
industrialização: Cingapura e Malásia. Os demais países, com exceção de Brunei, são predominantemente agrários,
com pouquíssima industrialização e baixa renda per capita. Apesar de pouco industrializado, o brunei possui uma das
maiores rendas per capita do mundo: cerca de 12.500 dólares. Isso se deve à sua produção de petróleo e à sua
pequena população: apenas cerca de 350 mil habitantes.
2.3- A Malásia e, principalmente, Cingapura são países que tiveram um rápido crescimento industrial nos últimos vinte
anos, em grande parte impulsionado por investimentos estrangeiros.
2.4- Além da mão-de-obra barata (com baixos salários) e disciplinada (com poucas greves), um fator que muito
contribuiu para a industrialização dessas duas nações foi a sua relativa estabilidade política. Elas apresentam uma
situação muito diferente da dos demais países dessa região asiática, onde predomina uma política conturbada, com
freqüentes guerras, movimentos de guerrilhas e violentos conflitos internos e/ou de fronteiras.
2.5- A Malásia, que é o maior produtos de estanho e borracha natural do mundo, possui inúmeras indústrias
siderúrgicas, petroquímicas, eletrônicas e outras.
2.6- Cingapura, que é um dos Tigres Asiáticos (juntamente com alguns países situados no leste da Ásia), destaca-se
por seus variados tipos de estabelecimentos industriais – construção civil, indústrias petroquímica, eletrônica, etc. – e
também por ser um importante entreposto do comércio mundial. O porto de Cingapura, situado na Cidade de
Cingapura – capital e maior centro urbano e industrial do país –, é uma importante rota da navegação internacional do
oceano Índico para o Pacífico.
2.7- O principal produto agrícola de quase todos os países do Sudeste Asiático é o arroz, alimento básico da
população. O cultivo do arroz é praticado em vales fluviais de forma intensa, em elevada produtividade. É a chamada
agricultura de jardinagem, com intenso uso de mão-de-obra e grande aproveitamento do solo. Outros produtos
agrícolas importantes são: borracha (plantações de seringueiras), café e pimenta-do-reino. Todos esses produtos
destinam-se principalmente à exportação.
2.8- O petróleo é a base da economia da Indonésia, que exporta esse recurso mineral. Porém, as exportações de
petróleo não contribuíram muito para elevar os baixos padrões de vida e a renda per capita de sua imensa população.
A Indonésia é o quinto país mais populoso do mundo, com cerca de 210 milhões de habitantes.
2.9- Na Tailândia, especialmente na parte norte do país, existe um intenso cultivo de plantas das quais são extraídos
dois narcóticos: ópio e heroína. O comércio dessas drogas, exportadas por via clandestina pela Tailândia, é muito
importante para a economia do país.
2.10- Como já mencionamos, tirando Cingapura, Malásia e Brunei, o padrão de vida do Sudeste asiático é baixíssimo.
Timor Leste
3- O Timor Leste é um caso à parte nessa região. Foi o último país a conquistar a independência,algo que ainda não
está completamente consolidado, na medida em que existem movimentos guerrilheiros que almejam uma nova
anexação desse minúsculo território á Indonésia. Está situado na parte oriental da pequena ilha de Timor, localizada
no oceano Pacífico, ao norte da Austrália e na parte leste do arquipélago que forma a Indonésia.
3.1- Os timorenses são diferentes dos indonésios por vários traços: são católicos, ao passo que a maioria dos
indonésios são islâmicos; não falam o idioma indonésio, mas o português e cerca de nove línguas ou dialetos, dos
quais o mais importante é o tétum. A língua portuguesa, na verdade, apesar de servir como traço de união entre
diversos grupos étnicos, que possuem nove idiomas diferentes, desde 1975 vem sendo cada vez menos usada.
3.2- O Timor leste foi colonizado por Portugal desde 1520, quando portugueses e holandeses dividiram entre sai ilha
do Timor, que tem cerca de 14.900 km². O oeste da ilha tornou-se parte da Indonésia quando este país alcançou a
independência, em 1945, e a metade oriental da ilha, o Timor Leste, permaneceu como colônia portuguesa até 1975,
ocasião em que ocorreu a Revolução dos Cravos em Portugal e as tropas portuguesas retiraram-se das antigas
colônias (Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, e Timor Leste), facilitando a independência delas.
3.3- Valendo-se da indefinição ocasionada pela retirada das tropas portuguesas e também do fato de quê as
lideranças timorenses da época se diziam socialistas (marxistas-lenistas), a Indonésia invadiu o Timor Leste em 19756
e o anexou ao seu território. Temos de lembrar que, na ocasião, havia a Guerra Fria entre o capitalismo e o socialismo,
entre os Estados Unidos e a ex-União Soviética, essa invasão Indonésia foi apoiada pelos Estados Unidos e pela
maioria dos países ocidentais (principalmente a vizinha Austrália), que temiam o avanço socialista.
3.4- Os timorenses resistiram e a ocupação Indonésia representou um verdadeiro massacre dos nativos: havia cerca
de 680 mil pessoas em 1975 e hoje calcula-se que, em vez de um milhão, como seria de se esperar, existam no
máximo 550 mil. E os indonésios, que não representavam nem sequer 1% da população do Timor Leste em 1975, hoje
são cerca de 20%. Milhares de timorenses foram presos, assassinados, expulsos de suas residências. E durante certo
tempo, até por volta do final dos anos 1980, havia um silencio quase total sobre o Timor Leste; os jornais, as revistas e
a televisão do mundo inteiro, pura e simplesmente, omitiram esse assunto.
3.5- A situação começou a mudar no final da década de 1980, quando a igreja Católica passou a se preocupar com o
extermínio de seus adeptos (os indonésios, entre outras coisas, queriam islamizar a população) e o papa visitou o
Timor Leste, algo que teve uma grande repercussão na mídia. Também a crise do mundo socialista e o final da União
Soviética ajudaram a aumentar a preocupação do resto do mundo com o Timor Leste, pois a “ameaça socialista”
deixou de ser algo sério para os Estados Unidos e para as principais economias capitalistas do globo.
3.6- Assim, o drama da população timorense começou a ser mais noticiado na mídia, e as autoridades indonésias
viram-se obrigadas a negociar com as lideranças locais. E, por fim, a mudança política na Indonésia também contribuiu
para essa mudança de atitude, pois até 1996, quando o ditador Sukharto foi deposto, havia um regime político que não
admitia oposições e promovia um intensa repressão no país.
3.7- O futuro do Timor Leste permanece incerto. As negociações internacionais, com a participação da ONU e de
Portugal, levaram à realização de um plebiscito, realizado em agosto de 1999, quando os timorenses votaram a favor
de se separarem da Indonésia e se tornarem independentes. Em 2002, foi eleito o primeiro presidente da República
desse novo país.
3.8- No entanto, apenas a independência não resolve o problema timorense, que basicamente se resume a dois fatos.
A pobreza extrema da população em geral e a divisão entre grupos radicalmente opostos, os católicos timorenses e os
islâmicos colonos indonésios, que se fixaram nessa região desde 1975 e hoje estão solidamente estabelecidos e tem
um movimento guerrilheiro bem armado. A Indonésia não controla mais esse grupo guerrilheiro, que não aceita a
independência do país e um governo de maioria católica.
3.9- A economia do Timor Leste, que sempre foi extremamente pobre, encontra-se arrasada, com a agricultura
desestruturada, a indústria praticamente inexistente, falta de recursos para investir em educação ou saúde, etc. Sem
uma sólida Ajuda internacional, o futuro do Timor Leste é o de uma feroz guerra civil e uma situação de miséria, fome e
subnutrição, para a maioria da população.
ATIVIDADES
I- Quais são as características gerais do Sudeste Asiático?
II- Por que Cingapura e Brunei se destacam nessa região asiática?
III- Explique o drama atual do Timor Leste.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards